CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC
Lucas Pereira dos Santos
Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabili...
Lucas Pereira dos Santos
Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e os benefícios na
seg...
S237s Santos, Lucas Pereira dos
Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a
viabilidade e benefícios na...
Lucas Pereira dos Santos
Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a
viabilidade e os benefícios na seg...
RESUMO
O elemento central dessa pesquisa foi investigar a viabilidade da gestão de dispositivos
móveis nas micro e pequena...
ABSTRACT
The central element of this research was to investigate the feasibility of mobile device
management in micro and ...
LISTA DE ILUSTRAÇÕES
Figura 1 - sistema spiceworks, inventário. .............................................................
LISTA DE TABELAS
Tabela 1: Micro e pequenas empresas - classificação ........................................................
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO.........................................................................................................
10
1 INTRODUÇÃO
O presente trabalho faz uma analise sobre a importância do uso de sistemas para
gerenciamento de dispositi...
11
Dessa forma o trabalho tem como objetivo analisar a tecnologia existente para o
gerenciamento de dispositivos móveis re...
12
 Identificar as principais características e funcionalidades dos Sistemas de
gerenciamento de dispositivos móveis disp...
13
organizações, com a revisão da literatura sobre o tema em estudo, além de análise
das informações sobre cada empresa e ...
14
Esse critério não possui fundamentação legal, para fins legais, vale o previsto na
legislação do Simples (Lei 123 de 15...
15
Para reforçar a necessidade do controle dos dispositivos moveis no futuro das
empresas brasileiras, Sérgio Kligin diret...
16
smartphones no Brasil e o Facebook Messenger ocupava um distante segundo
lugar, com 49% de penetração.
4) 8 em cada 10 ...
17
3. MOBILE DEVICE MANAGEMENT
Mobile Device Management (MDM) é o termo usado para descrever um sistema ou
solução para o ...
18
controle da empresa. Antes o problema não era grave porque as empresas só permitiam o
acesso a rede por dispositivos qu...
19
consciência da necessidade de proteger os dispositivos móveis. As pequenas e médias
empresas sem grande equipe de TI e ...
20
trocam informações e desenvolvem novas funcionalidades para a ferramenta.
(SPICEWORKS, 2015)
Como principais funcionali...
21
Figura 2: Spiceworks - planos
Fonte: Spiceworks (2015)
22
4.2. Airwatch
A AirWatch é a empresa líder mundial no fornecimento de gerenciamento da
mobilidade empresarial e seguran...
23
Uma das principais características da plataforma é a usabilidade, muitas opções
podem ser acessadas facilmente sem muit...
24
Sobre o licenciamento a empresa conta com duas opções, a licença baseada em
dispositivos, ou seja, o pagamento será rea...
25
4.3. Citrix Xenmobile
O XenMobile fornece gerenciamento de dispositivo móvel (MDM), gerenciamento
de aplicativo móvel (...
26
4.4. Mobileiron
Os recursos para gerenciamento de dispositivos da MobileIron permitem que a TI
proteger e gerenciar dis...
27
A plataforma conta com uma versão de teste por 30 dias, a versão completa segue o
modelo de licenciamento por usuário o...
28
Tantos as lojas como os sites de aplicativos podem oferecer uma variedade imensa de
soluções que permitem o monitoramen...
29
5. ANALISE DOS DADOS COLETADOS
Micro e pequenas empresas no Brasil são organizações que podem ter de 3 a 99
empregados ...
30
Nesse cenário temos 10 Smartphones e 2 Notebooks para serem monitorados e controlados.
Tabela 4: Cenário 1 - Licenciame...
31
Nesse cenário temos 88 dispositivos para gerenciar
Tabela 6: Cenário 2 - Licenciamento
Licenciamento baseado no disposi...
32
será armazenada, se nos servidores da empresa ou nos servidores de uma empresa
terceirizada, é importante analisar o cu...
33
treinamentos e opções de softwares gratuitos podem proteger os dispositivos dos funcionários
e consequentemente os dado...
34
7. REFERÊNCIAS
AIRWATCH. Sobre a AirWatch. 2015. Disponível em: <http://www.air-
watch.com/br/empresa/sobre-a-airwatch>...
35
MOBILEIRON. Mobile Device Management – MDM. 2015. Disponível em:
<https://www.mobileiron.com/en/solutions/mobile-device...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e benefícios na segurança da Informação em micro e pequenas empresas do Brasil

612 visualizações

Publicada em

O elemento central dessa pesquisa foi investigar a viabilidade da gestão de dispositivos
móveis nas micro e pequenas empresas do Brasil no ano de 2015. Além de citar os principais
sistemas disponíveis no mercado e suas características, também são apresentadas alternativas
de baixo custo para empresas com pouco capital para investimento. Há um forte aumento no
uso de dispositivos móveis nas organizações, muitas vezes o funcionário leva o próprio
dispositivo para trabalhar. O presente trabalho pretende apresentar os perigos dessa atividade
se a empresa não possuir uma politica quanto à gestão de dispositivos móveis. Pesquisas
sobre o uso de dispositivos móveis publicadas por diversas organizações foram fundamentais
para apoiar a investigação do tema. Também foram analisados documentos técnicos,
publicitários e estudos de caso disponibilizados por algumas organizações para fundamentar a
pesquisa. Apesar dos vários benéficos imaginários da gestão e controle dos dispositivos
móveis, o trabalho traz um estudo de caso sobre a viabilidade dessa gestão nas micro e pequenas empresas do Brasil.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e benefícios na segurança da Informação em micro e pequenas empresas do Brasil

  1. 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC Lucas Pereira dos Santos Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e os benefícios na segurança da informação em micro e pequenas empresas do Brasil. São Paulo 2015
  2. 2. Lucas Pereira dos Santos Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e os benefícios na segurança da informação em micro e pequenas empresas do Brasil. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro Universitário Senac – Campus Santo Amaro, como exigência parcial para obtenção do grau de Especialista em Gestão e Governança da Tecnologia da Informação. Este Trabalho foi desenvolvido nas disciplinas Trabalho de Conclusão de Curso I e II e mediado pelo Professor MSc. Gustavo Perri Galegale. São Paulo 2015
  3. 3. S237s Santos, Lucas Pereira dos Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e benefícios na segurança da Informação em micro e pequenas empresas do Brasil / Lucas Pereira dos Santos – São Paulo, 2015. 35 f.: iI. color Orientador: Gustavo Perri Galegale Trabalho de Conclusão de Curso (Pós-Graduação em Gestão e governança da Tecnologia da Informação) – Centro Universitário Senac, São Paulo, 2015. 1. Gestão de dispositivos móveis 2. Micro e pequenas empresas 3. Viabilidade l. Galegale, Gustavo Perri CDD 658.812
  4. 4. Lucas Pereira dos Santos Sistemas para gestão de dispositivos móveis: um estudo sobre a viabilidade e os benefícios na segurança da informação em micro e pequenas empresas do Brasil. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro Universitário Senac – Campus Santo Amaro, como exigência parcial para obtenção do grau de Especialista em Gestão e Governança da Tecnologia da Informação. Orientador Prof. MSc. Gustavo Perri Galegale A banca examinadora dos Trabalhos de Conclusão, em sessão pública realizada em ______/______/______, considerou o(a) candidato(a): 1) Examinador(a) 2) Examinador(a) 3) Presidente
  5. 5. RESUMO O elemento central dessa pesquisa foi investigar a viabilidade da gestão de dispositivos móveis nas micro e pequenas empresas do Brasil no ano de 2015. Além de citar os principais sistemas disponíveis no mercado e suas características, também são apresentadas alternativas de baixo custo para empresas com pouco capital para investimento. Há um forte aumento no uso de dispositivos móveis nas organizações, muitas vezes o funcionário leva o próprio dispositivo para trabalhar. O presente trabalho pretende apresentar os perigos dessa atividade se a empresa não possuir uma politica quanto à gestão de dispositivos móveis. Pesquisas sobre o uso de dispositivos móveis publicadas por diversas organizações foram fundamentais para apoiar a investigação do tema. Também foram analisados documentos técnicos, publicitários e estudos de caso disponibilizados por algumas organizações para fundamentar a pesquisa. Apesar dos vários benéficos imaginários da gestão e controle dos dispositivos móveis, o trabalho traz um estudo de caso sobre a viabilidade dessa gestão nas micro e pequenas empresas do Brasil. Palavras-chave: Gestão de dispositivos móveis, Viabilidade, Micro e pequenas empresas.
  6. 6. ABSTRACT The central element of this research was to investigate the feasibility of mobile device management in micro and small companies in Brazil in 2015. In addition to citing the major systems on the market and its characteristics are also presented low cost alternative for companies with little capital for investment. There is a strong increase in the use of mobile devices in organizations, often the employee takes the device itself to work. This work intends to present the dangers of this activity if the company does not have a policy regarding mobile device management. Research on the use of mobile devices published by various organizations were instrumental in supporting the theme of the research. They were also analyzed technical documents, advertising and case studies provided by some organizations to support the research. Despite several imaginary beneficial management and control of mobile devices, the work brings a case study on the feasibility of this management in micro and small companies in Brazil. Keywords: Mobile device management, Feasibility, Micro and small enterprises
  7. 7. LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 - sistema spiceworks, inventário. ...............................................................................20 Figura 2: Spiceworks - planos ..................................................................................................21 Figura 3: Spiceworks - Dispositivos móveis............................................................................22 Figura 4: AirWatch - recursos ..................................................................................................23 Figura 5: AirWatch - Preços e pacotes.....................................................................................24 Figura 6: AirWatch - Licença baseada no usuário ...................................................................24 Figura 7: AirWatch - valor da Implantação..............................................................................24 Figura 8: Citrix Xenmobile - soluções .....................................................................................25 Figura 9: Citrix Xenmobile - área de trabalho..........................................................................26 Figura 10: Mobileiron - Tela de controle .................................................................................27
  8. 8. LISTA DE TABELAS Tabela 1: Micro e pequenas empresas - classificação ..............................................................14 Tabela 2: Principais lojas de aplicativos ..................................................................................27 Tabela 3: Cenário 1 para analise ..............................................................................................29 Tabela 4: Cenário 1 - Licenciamento .......................................................................................30 Tabela 5: Cenário 2 para analise ..............................................................................................30 Tabela 6: Cenário 2 - Licenciamento .......................................................................................31
  9. 9. SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO.....................................................................................................................10 1.1 Tema ..........................................................................................................................11 1.2 Justificativa ................................................................................................................11 1.3 Objetivos....................................................................................................................11 1.3.1 Objetivo geral.........................................................................................................11 1.3.2 Objetivos específicos: ............................................................................................11 1.4. Problema de pesquisa.................................................................................................12 1.5 Delimitação do problema de pesquisa .......................................................................12 2. MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO BRASIL.........................................................13 2.1. Brasil e a tecnologia móvel........................................................................................14 3. MOBILE DEVICE MANAGEMENT..............................................................................17 3.1. Byod (Bring Your Own Device)................................................................................18 4. SISTEMAS E FERRAMENTAS EXISTENTES.............................................................19 4.1. Spiceworks.................................................................................................................19 4.2. Airwatch.....................................................................................................................22 4.3. Citrix Xenmobile .......................................................................................................25 4.4. Mobileiron .................................................................................................................26 4.5. Gestão pessoal de dispositivos móveis ......................................................................27 5. ANALISE DOS DADOS COLETADOS .........................................................................29 5.1. Custos.........................................................................................................................29 5.1.1. Cenário 1 ............................................................................................................29 5.1.2. Cenário 2 ............................................................................................................30 5.2. Analise da viabilidade................................................................................................31 6. CONCLUSÃO ..................................................................................................................32 7. REFERÊNCIAS ...................................................................................................................34
  10. 10. 10 1 INTRODUÇÃO O presente trabalho faz uma analise sobre a importância do uso de sistemas para gerenciamento de dispositivos móveis (Mobile Device Management) nas micro e pequenas empresas do Brasil. Por meio de um estudo de caso sobre o atual uso de dispositivos moveis nas organizações e das principais ameaças que elas podem enfrentar. O trabalho apresenta formas para proteção e controle de dispositivos móveis, citando as principais ferramentas disponíveis no mercado e suas características. As tecnologias de informação móveis e sem fio se propagam mundialmente e, da mesma forma, no mercado brasileiro (SACCOL, 2007). O Brasil encerrou 2014 com 280,73 milhões de linhas ativas de telefonia móvel, alta de 3,5% sobre dezembro de 2013, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Várias empresas estão instalando serviços de acesso à internet via link sem fio em diversos ambientes, como aeroportos, cafés, hotéis, especialmente nas capitais do país. Com a crescente aplicação dessas tecnologias faz emergir uma série de questões relativas à sua criação, escolha, adaptação e consequências de sua utilização. (SACCOL, 2007) Segundo um relatório da Trend Micro1 , o volume acumulado de ameaças direcionadas a tecnologia móvel deve pular de 4 milhões para 8 milhões em 2015. Essa é uma alarmante previsão feita pelas principais empresas de segurança do setor (Trend Micro, AVG, Cisco, ESET, Kaspersky, McAfee, Symantec e Websense). Segundo dados do McAfee Labs2 , as ameaças móveis são as que mais crescem e as pessoas e organizações precisam ter consciência de que o smartphone também é um computador e não apenas um telefone. Segundo Thiago Hyppolito, engenheiro de produtos da McAfee do Brasil, os dispositivos móveis precisam de proteção adequada, assim como o desktop em casa,. Um dos maiores riscos existentes são os spywares (programas espiões) para dispositivos móveis, que são aplicativos que permitem observar comunicações e atividades online e roubar informações a partir de um smartphone, tablet ou notebook. (NUNES, 2015) É uma tendência, estar o tempo todo conectado por meio de algum dispositivo pessoal. Um fenômeno avassalador que tende a ser ainda mais crescente. E por isso, é fundamental que as empresas enfrentem o desafio da gestão dos dispositivos móveis criando estratégias para garantir a disponibilidade, confidencialidade e integridade desses equipamentos. (CANAL COMSTOR, 2015) 1 Empresa que desenvolve soluções de segurança para conteúdo na Internet e gerenciamento de ameaças 2 É uma das maiores fonte do mundo em pesquisa de ameaças, inteligência sobre ameaças e liderança em ideias sobre cibersegurança.
  11. 11. 11 Dessa forma o trabalho tem como objetivo analisar a tecnologia existente para o gerenciamento de dispositivos móveis realizando um estudo de caso sobre a sua aplicabilidade e viabilidade nas micro e pequenas empresas situadas no Brasil. 1.1 Tema Sistemas para o gerenciamento de dispositivos móveis (Mobile Device Management). Recurso que permite gerenciar remotamente todos os dispositivos móveis da organização. 1.2 Justificativa A tecnologia móvel permite que equipamentos ou serviços possam ser utilizados de qualquer lugar. Essa realidade passou de comodidade para necessidade nas organizações que são cada vez mais competitivas. São inúmeras as possibilidades de uso desses dispositivos, o que acaba transformando-os em uma tendência para o futuro, tanto nas organizações como no dia a dia das pessoas. (SACCOL, 2007) O uso de dispositivos móveis tanto na vida pessoal como nas organizações está crescendo de forma exponencial. O instituto de pesquisa Datafolha aponta que 43 milhões de brasileiros acessam a internet por dispositivos móveis, entre outras informações, o estudo revela ainda que 1 em cada 4 brasileiros pretendia adquirir um smartphone no primeiro semestre de 2014. (DATA FOLHA INSTITUTO DE PESQUISA, 2014) Esse forte crescimento faz com que as organizações tenham que desenvolver novas estratégias para controlar e proteger os dados que trafegam por dispositivos móveis na organização. 1.3 Objetivos 1.3.1 Objetivo geral Analisar a importância e a viabilidade do uso de sistemas para gerenciamento de dispositivos móveis (Mobile Device Management) nas micro e pequenas empresas do Brasil. 1.3.2 Objetivos específicos:  Levantar a real necessidade do uso de sistemas de gerenciamento de dispositivos móveis nas empresas.
  12. 12. 12  Identificar as principais características e funcionalidades dos Sistemas de gerenciamento de dispositivos móveis disponíveis no mercado.  Analisar a viabilidade do uso de sistemas de gerenciamento de dispositivos móveis nas micro e pequenas empresas do Brasil 1.4. Problema de pesquisa Há um forte crescimento da tecnologia móvel no Brasil, segundo a eMarketer, empresa responsável por pesquisas que envolvem o mercado digital, em 2014 o país terminou o ano na 6º colocação no ranking dos países com o maior numero de usuários de smartphone, 38,8 milhões de usuários. Projeções apontam que em 2018 teremos 71,9 milhões de usuários de smartphones no país (ECOMMERCEBRASIL, 2015). Diante disso, o que podemos dizer sobre a real situação das micro e pequenas empresas quando o assunto é a segurança da tecnologia móvel? Os sistemas de gerenciamento de dispositivos móveis são uma alternativa para garantir o uso seguro e controlado dos aparelhos móveis nas organizações? 1.5 Delimitação do problema de pesquisa A pesquisa se limita ao estudo da viabilidade e analise da importância dos softwares disponíveis para gestão de dispositivos móveis no ano de 2015, com foco no contexto das micro e pequenas empresas do Brasil. Não se pretende adentrar nos aspectos culturais, sociais ou humanos que o tema possa possibilitar. A pesquisa está estruturada com os seguintes capítulos:  No primeiro capítulo apresenta-se a introdução e a apresentação do tema, justificando a sua importância.  O segundo capítulo apresenta o referencial teórico, detalhando o contexto das micro e pequenas empresas do Brasil, sendo realizado um estudo sobre a evolução, tendências e comportamento dos usuários de tecnologia móvel no país.  O terceiro capítulo apresenta o referencial teórico, detalhando a gestão de dispositivos móveis.  O quarto capítulo apresenta os principais sistemas existentes para o gerenciamento de dispositivos móveis, suas principais características e custo para implantação. A metodologia de pesquisa escolhida é a do estudo de caso e consistirá no levantamento de dados bibliográficos e técnicos relativos ao tema fornecido pelas
  13. 13. 13 organizações, com a revisão da literatura sobre o tema em estudo, além de análise das informações sobre cada empresa e sistema.  O quinto capítulo traz a análise dos dados coletados.  No sexto capítulo são apresentadas as conclusões e considerações sobre os resultados da pesquisa.  Por fim no capítulo sete são apresentadas as referências bibliográficas 2. MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO BRASIL No Brasil a empresa pode se enquadrar como Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), desde que atenda aos requisitos da Lei Complementar 123, de 14 de dezembro de 2006: Art. 3º Para os efeitos desta Lei Complementar, consideram-se microempresas ou empresas de pequeno porte, a sociedade empresária, a sociedade simples, a empresa individual de responsabilidade limitada e o empresário a que se refere o art. 966 da Lei no 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), devidamente registrados no Registro de Empresas Mercantis ou no Registro Civil de Pessoas Jurídicas, conforme o caso, desde que : I - no caso da microempresa, aufira, em cada ano-calendário, receita bruta igual ou inferior a R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais); e II - no caso da empresa de pequeno porte, aufira, em cada ano-calendário, receita bruta superior a R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) e igual ou inferior a R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais). (BRASIL, 2006) Alguns órgãos ou entidades também classificam o porte da empresa utilizando como critério o numero de funcionários, como por exemplo, o SEBRAE (Serviço Brasileiro de apoio as micro e pequenas empresas) utiliza o critério por número de empregados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) como critério de classificação do porte das empresas, para fins bancários, ações de tecnologia, exportação e outros (SEBRAE, 2013):  Indústria: o Micro: com até 19 empregados o Pequena: de 20 a 99 empregados  Comércio e Serviços o Micro : até 9 empregados o Pequena: de 10 a 49 empregados
  14. 14. 14 Esse critério não possui fundamentação legal, para fins legais, vale o previsto na legislação do Simples (Lei 123 de 15 de dezembro de 2006). A critério de estudo o trabalho segue os parâmetros da tabela abaixo para diferenciar micro e pequenas empresas: Tabela 1: Micro e pequenas empresas - classificação Microempresa Empresa de pequeno porte Receita bruta anual igual ou inferior a R$ 360.000,00 Receita bruta anual superior a R$ 360.000,00 e igual ou inferior a R$ 3.600.000,00 Com até 19 empregados De 20 a 99 empregados 2.1. Brasil e a tecnologia móvel Segundo a brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) nos últimos 10 anos, o termo mobilidade no universo de tecnologia mudou bastante, se tornou mais abrangente e abriu um novo setor de negócios. Games, aplicativos de navegação, sites de serviços, portais de comércio eletrônico, ferramentas de busca e de comunicação social; toda a dinâmica da Internet se moldou ao universo móvel, permitindo aos usuários estarem conectados em qualquer lugar, a qualquer hora. De acordo com o relatório Cisco Connected World Technology Report (CCWTR) de 2014, as demandas das Gerações X e Y (também chamada de “Millenials”) para adoção de modelos flexíveis de trabalho foram atendidas pelas empresas, que alteraram suas próprias políticas para acomodar essas mudanças de atitudes. Entre outras conclusões, o relatório também revelou que até 2020, a maioria dos profissionais das Gerações X e Y acredita que os smartphones e os “wearables” (aparelhos “vestíveis”) serão os dispositivos "conectados" mais importantes na força de trabalho, enquanto que o laptop continuará sendo o instrumento escolhido para o local de trabalho. (BRASSCOM, 2013) Entretanto, praticamente 40% das empresas brasileira não possuem uma política formal de Bring Your Own Device 3 (Byod), apesar de permitir que todos seus funcionários levem dispositivos pessoais para o ambiente corporativo. O estudo espoem a fragilidade de algumas empresas brasileira quando o assunto é tecnologia móvel (MDMSOLUTIONS, 2014). 3 Pode ser entendido como uma metodologia que incentiva o funcionário a trabalhar com seu dispositivo pessoal Fonte: Elaborada pelo autor (2015)
  15. 15. 15 Para reforçar a necessidade do controle dos dispositivos moveis no futuro das empresas brasileiras, Sérgio Kligin diretor de vendas de publicidade e gerente nacional, Brasil, da US Media Consulting4 cita 7 fatores importantes a se considerar sobre o cenário atual da tecnologia móvel (BRASILLINK, 2014): 1) O Brasil é líder na América Latina na adoção de dispositivos móveis por volume embora o México registre uma taxa maior de adoção de smartphones e usuários de tablets entre seus internautas, o Brasil é líder do mercado móvel na América Latina nas estatísticas gerais.  Em 2013, os smartphones representaram 53% dos celulares vendidos no país, mas, em 2014, os smartphones responderam por 71% dos celulares vendidos no Brasil.  As vendas de tablets no Brasil aumentaram 119% em 2013 e alcançaram quase oito milhões de unidades. Em 2014, cerca de 11 milhões de tablets foram vendidos no país.  Juntos, os smartphones e tablets vendidos no Brasil em 2014 representarão 83% de todos os dispositivos monitorados pela IDC, empresa líder mundial em inteligência de mercado.  No geral, o Brasil é quarto maior mercado mundial de vendas de smartphones e um dos 10 maiores mercados de tablet do mundo· 2) Mais de 40 milhões de brasileiros usam internet móvel  48% dos usuários de internet móvel no Brasil são das classes AB e 46% pertencem à classe C.  68% dos usuários de internet móvel no Brasil têm entre 16 e 34 anos e 11%, entre 35 e 44 anos.  54% dos usuários de internet móvel no Brasil são homens e 46%, mulheres.  63% dos usuários de internet móvel no Brasil usam um plano de dados pré- pago, 18% assinam um plano de dados pós-pago e 19% não têm plano de dados. 3) O WhatsApp é o aplicativo mais popular no Brasil  Estudo realizado pela OnDevice (Instituto de pesquisas como foco em tecnologia móvel) indicou que o WhatsApp estava presente em 72% dos 4 Empresa com foco na prestação de serviços de mídia no Brasil
  16. 16. 16 smartphones no Brasil e o Facebook Messenger ocupava um distante segundo lugar, com 49% de penetração. 4) 8 em cada 10 proprietários de smartphones no Brasil usam seus telefones para jogar.  Um estudo da empresa de pesquisa Newzoo aponta que o Brasil tem um total de 48,3 milhões de jogadores.  O estudo da Newzoo constatou, também, que jogos sociais ou casuais são a plataforma mais popular para os jogadores brasileiros. 5) Os aplicativos de jogos são o tipo mais popular de aplicativo entre proprietários de smartphones no Brasil 6) A Classe C responde por 35% dos proprietários de smartphones no Brasil  Com uma população de mais de 100 milhões e um consumo que deve superar o das classes A e B em 2015, a classe C continuará a dominar os planos de marketing no Brasil.  Os tipos mais populares de aplicativos entre usuários de smartphones no Brasil são os de redes sociais (usados por 77%)  Outros tipos populares de aplicativos incluem e-mail (75%), notícias (57%), música (45%) e vídeo (43%)  Mais da metade dos usuários de smartphones brasileiros afirma usar seus dispositivos para comparar preços enquanto procuram produtos em lojas  22% dos usuários de smartphones no Brasil dizem ter visitado um ponto físico de uma loja após ver um anúncio relacionado a ela em seus dispositivos 7) O Android continua a ser o sistema operacional para smartphones mais usado no Brasil  Estudo do site GuiaLocal.com mostrou uma predominância menor do Android no Brasil: 63% dos smartphones usam esse sistema operacional, enquanto 28% rodam iOS, 4% vêm com Windows e apenas 0,19% utilizam Blackberry. Diante desses dados, podemos imaginar os desafios que o profissional responsável pela tecnologia da informação pode encontrar em empresas onde o uso de dispositivos móveis é indiscriminado. O que reforça a necessidade de criar-se uma governança de TI capaz de controlar e alinhar o uso de dispositivos móveis a fim de oferecer benefícios aos negócios da empresa.
  17. 17. 17 3. MOBILE DEVICE MANAGEMENT Mobile Device Management (MDM) é o termo usado para descrever um sistema ou solução para o gerenciamento de dispositivos móveis remotamente. Estes dispositivos móveis incluem computadores portáteis, telefones inteligentes, tablets, dentre outros dispositivos móveis. Dada a tecnologia e a crescente necessidade de mobilidade, as empresas precisam operar de forma eficiente fora das quatro paredes de um local de negócios específico. Você precisa conseguir tratar de negócios, sempre e onde quer que esteja. Os dispositivos móveis oferecem maior eficiência e produtividade. A empresa ganha uma vantagem competitiva por ter acesso a informações e aplicações necessárias para agir rapidamente. (MOBILE DEVICE MANAGEMENT, 2014) As ferramentas para o gerenciamento de dispositivos móveis, normalmente fornecem os seguintes recursos:  Distribuição de atualizações de software  Rastreamento de ativos de hardware e software  Distribuição de informações e dados  Acompanhando software para conformidade da licença.  Apoiar e controle de dispositivos para solucionar problemas  Backup e restauração de dados críticos.  Criptografia de comunicações sem fio.  A desativação em caso de dispositivo roubado ou perdido  Gerenciamento de senhas de segurança / acesso No passado tivemos problemas quando houve a popularização dos computadores pessoais, os mesmo problemas passaram a existir com a explosão do uso dos smartphones, tablets e computadores portáteis. O maior problema é que hoje esses equipamentos móveis, embora pequenos, podem ser bem mais poderosos e sofisticados que os computadores da época, portanto, tem poder de produzir grandes estragos e perdas nas políticas de segurança das empresas. O problema ainda fica maior pelo fato de que os funcionários podem carregar no bolso (…ou em uma bolsa) vários dispositivos pessoais, ou da empresa, capazes de se conectarem nas redes corporativas, o que pode causar dano a organização se realizado por pessoa não autorizada. Esses equipamentos permitem as pessoas transportar grandes quantidades de dados, pessoais ou da organização e executarem programas, isso tudo fora do
  18. 18. 18 controle da empresa. Antes o problema não era grave porque as empresas só permitiam o acesso a rede por dispositivos que pertenciam a empresa (em sua maioria fixos). Entretanto, o uso indiscriminado dos smartphones está forçando uma mudança de pensamento das organizações, tivemos a criação do termo: BYOD: “Bring Your Own Device”, que pode ser compreendido como uma proposta que incentiva os funcionários a utilizarem seus próprios dispositivos pessoais durantes suas atividades profissionais. (SILVEIRA, 2015) 3.1. Byod (Bring Your Own Device) Termo que vem se popularizado nas empresas por todo o mundo, podemos entender BYOD como “traga seu próprio dispositivo”, ou seja, refere-se aos funcionários que trabalharem utilizando seus dispositivos pessoais como smartphones, tablets e notebooks. A proposta BYOD apresenta desafios únicos em privacidade de dados, confidencialidade, segurança, produtividade e uso aceitável que deve ser cumprida de forma proativa por profissionais de segurança da informação (HAYES, 2013). Hoje, os funcionários esperam usar smartphones pessoais e dispositivos móveis no trabalho, tornando a segurança uma preocupação para as equipes de T.I (Tecnologia da Informação). Muitas empresas que permitem que os funcionários usem seus próprios dispositivos móveis no trabalho implementam uma política de segurança que por sua vez descreve claramente a posição e governança política da empresa para proporcionar um melhor gerenciamento desses dispositivos e garantir que a segurança da rede não seja comprometida por funcionários que usam seus próprios dispositivos no trabalho. Cézar Taurion, gerente de novas tecnologias da IBM Brasil (empresa de tecnologia) diz o seguinte sobre esse fenômeno: “Ficou claro para todos que a definição da estratégia é o primeiro passo. O fato de cada vez mais os usuários comprarem seus smartphones não significa que a empresa deve ficar parada esperando que eles os tragam e os conectem à rede corporativa. Na prática podemos pensar em dois extremos. Em um, tudo é proibido, e nenhum smartphone entra na empresa. Impossível de controlar. No outro extremo, tudo é liberado. Os riscos são imensos. O que a empresa tem é que definir em que ponto entre os extremos quer chegar e por onde começar. A área de TI deve liderar o processo, mas envolvendo outros setores como gestão de riscos, RH e jurídico, uma vez que aspectos legais e trabalhistas serão envolvidos”. (IBM, 2012) Traga o seu próprio dispositivo (BYOD) continua a ganhar velocidade e provavelmente continuará a ser uma chave para o aumento da produtividade e eficiência dos funcionários de organizações em todo o mundo. Muitas empresas já estão tomando
  19. 19. 19 consciência da necessidade de proteger os dispositivos móveis. As pequenas e médias empresas sem grande equipe de TI e sem muitos orçamentos, também precisam de uma solução para protegê-las, tanto quanto as grandes empresas. Felizmente, a tendência do gerenciamento de dispositivos móveis está caminhando para soluções mais acessíveis e mais fáceis de gerenciar, o que é uma grande notícia, não importando o quão grande ou pequena a empresa for. Os dispositivos móveis dão força de trabalho e estão aqui para ficar. Desenvolver um plano para gerenciá-los antes que eles causem perdas para a empresa é algo essencial. (PENA, 2014) 4. SISTEMAS E FERRAMENTAS EXISTENTES Nesse capitulo pretende-se descrever alguns dos sistemas para gerenciamento de dispositivos móveis (MDM) disponíveis no mercado brasileiro. Com o objetivo de demostrar o funcionamento e as principais funcionalidades de cada sistema. Dentre as principais empresas do ramo podemos citar: CISCO, SAP, MobileIron, Citrix, Good Technology e AirWatch como as que mais se destacam no mercado com o desenvolvimento de sistemas para o gerenciamento de dispositivos móveis (SILVESTRIN, 2013). Porém todos os sistemas desenvolvidos por essas empresas são pagos, não existindo opção gratuita. Como alternativa gratuita será citado o software Spiceworks, que apesar de não ser tão completo em sua versão gratuita, oferece recursos interessantes. Tendo como foco micro e pequenas empresas, pretende-se nos próximos tópicos listar plataformas disponíveis no mercado a fim de comparação. 4.1. Spiceworks Lançado em 2006 é um software para gerenciamento de dispositivos (interface WEB) designado para redes com até 1000 dispositivos. Permite a instalação em qualquer servidor ou estação de trabalho Windows (a rede pode conter computadores com outros sistemas operacionais) para iniciar o gerenciamento de toda TI (Tecnologia da Informação), e o característica importante é que o serviço conta com uma versão gratuita. Permite a criação de inventário da rede, executar um help desk, criar uma base de conhecimento, possibilidade de monitoramento e controle dos mais diversos dispositivos, dentre outras funcionalidades. E isso tudo com o poder de 6 milhões de profissionais de TI que como uma grande comunidade,
  20. 20. 20 trocam informações e desenvolvem novas funcionalidades para a ferramenta. (SPICEWORKS, 2015) Como principais funcionalidades da versão gratuita do software podemos citar recursos relacionados com: Inventário, Monitoramento e Relatórios relacionados a dispositivos móveis. O Software é compatível com dispositivos iOS, Windows Phone, e Android . A versão paga (prêmio) do software sai por 4,50 dólares por dispositivo (mês). A vantagem é o maior numero de ferramentas para controle e monitoramento. Figura 1 - sistema spiceworks, inventário. Fonte: Spiceworks (2015)
  21. 21. 21 Figura 2: Spiceworks - planos Fonte: Spiceworks (2015)
  22. 22. 22 4.2. Airwatch A AirWatch é a empresa líder mundial no fornecimento de gerenciamento da mobilidade empresarial e segurança móvel, com mais de 1.800 funcionários em 9 escritórios globais. Mais de 15.000 organizações em 150 países usam a Plataforma de Gerenciamento da Mobilidade Empresarial, a qual inclui soluções de gerenciamento de dispositivos móveis líderes de mercado, e-mail, aplicativos, conteúdo, laptop e navegadores. As organizações podem implementar estas soluções de maneira independente para requerimentos únicos da solução “Traga seu próprio dispositivo” (BYOD), para a solução conteinerizada do AirWatch Workspace, ou como uma plataforma móvel de nível empresarial, altamente escalável e completa. Com o maior time de pesquisa e desenvolvimento na indústria, a AirWatch garante suporte para as mais amplas plataformas móveis, desenvolvendo soluções inovadores como o Secure Content Locker da AirWatch, e integrando com os maiores fabricantes de dispositivos e fornecedores de soluções de tecnologia no ecossistema móvel. (AIRWATCH, 2015) Figura 3: Spiceworks - Dispositivos móveis Fonte: Spiceworks (2015)
  23. 23. 23 Uma das principais características da plataforma é a usabilidade, muitas opções podem ser acessadas facilmente sem muita complicação. Sobre sua compatibilidade, pode gerenciar sistemas operacionais Android, Apple iOS, MAC OS, Blackberry, Symbian e Windows. Principais Funcionalidades:  Suporte a arquitetura BYOD  Gerenciamento por Workspace  Gerenciamento total de dispositivos móveis  Gerenciamento de aplicativos  Gerenciamento de conteúdo  Gerenciamento de E-mail  Gerenciamento da Navegação A promessa da AirWatch é entregar a seu clientes um software para gerenciar tudo que for preciso no que diz respeito a modalidade corporativa. A plataforma não conta com versão gratuita, apenas uma versão de teste por 30 dias. O valor do investimento varia conforme as necessidades de cada organização, no geral os pacotes são separados pela cor, sendo o pacote amarelo o com maior numero de recursos. Figura 4: AirWatch - recursos Fonte: AirWatch (2015)
  24. 24. 24 Sobre o licenciamento a empresa conta com duas opções, a licença baseada em dispositivos, ou seja, o pagamento será realizado conforme o numero de dispositivos utilizados na organização, ou a licença baseada em usuários, onde não importa o numero de dispositivos e sim o numero de usuários a serem gerenciados. As duas soluções são boas, a escolha depende de como os dispositivos são utilizados na empresa. Figura 6: AirWatch - Licença baseada no usuário E por fim a taxa para implementação dos serviços escolhidos pela empresa: Figura 7: AirWatch - valor da Implantação Figura 5: AirWatch - Preços e pacotes Fonte: AirWatch (2015) Fonte: AirWatch (2015) Fonte: AirWatch (2015)
  25. 25. 25 4.3. Citrix Xenmobile O XenMobile fornece gerenciamento de dispositivo móvel (MDM), gerenciamento de aplicativo móvel (MAM) e aplicativos de produtividade de nível corporativo em uma única solução abrangente. O XenMobile aprimora a experiência do usuário em dispositivos BYOD ou corporativos sem comprometer a segurança. Permite implantação local ou em nuvem, suas principais características são: integração e compatibilidade. A plataforma conta com varias versões, cada uma com um conjunto especifico de ferramentas que podem se integrar com outros sistemas disponíveis no mercado. (CITRIX, 2015) Figura 8: Citrix Xenmobile - soluções Principais funcionalidades:  Gerenciamento de Aplicativos  Gerenciamento de Conteúdo  Gerenciamento de Rede  Gestão de HelpDesk  Gerenciamento de E-mail O licenciamento pode ser realizado por usuário ou por dispositivo. O Preço varia conforme o numero de usuário do sistema, mais em média varia entre 50 e 80 dólares mensais. Para implantação do sistema o valor pode variar conforme o fornecedor. Fonte: Citrix Xenmobile (2015)
  26. 26. 26 4.4. Mobileiron Os recursos para gerenciamento de dispositivos da MobileIron permitem que a TI proteger e gerenciar dispositivos móveis em vários sistemas operacionais, proporcionando E- mail corporativo seguro, configuração do dispositivo automático, segurança baseada em certificado e espaço seletivo de dados da empresa para ambos os dispositivos corporativos e de propriedade do usuário. (MOBILEIRON, 2015) Principais características:  Suporte multi sistema operacional, incluindo iOS, Android e Windows Mobile  Estabelecer políticas de segurança móvel e regras de conformidade  Integração infraestrutura corporativa  Certificação embutida  Wi-Fi, e-mail e Configuração VPN  Suporte arquitetura (BYOD)  Gateway de acesso seguro  Proteção a anexos de e-mail  Relatórios avançados  Dados da empresa e dados dos usuários armazenados em partições diferentes  Uso de certificado FIPS 140-2 módulos criptográficos Figura 9: Citrix Xenmobile - área de trabalho Fonte: Citrix Xenmobile (2015)
  27. 27. 27 A plataforma conta com uma versão de teste por 30 dias, a versão completa segue o modelo de licenciamento por usuário ou por dispositivo, sendo o valor relativo ao numero total de aquisições. 4.5. Gestão pessoal de dispositivos móveis Outra possibilidade é a criação de politicas de segurança que incentivem os funcionários e colaboradores a utilizarem aplicativos em seu dispositivo com o intuito de proteger os dados pessoais e consecutivamente informações coorporativas que podem estar armazenadas. Existe uma serie de aplicações que podem ser adquiridas pela loja de aplicativos do sistema operacional. As mais comuns são: Tabela 2: Principais lojas de aplicativos Sistema Operacional Loja de Aplicativos Android Google Play(Play Store) , Amazon Appstore Ios App Store , Mac App Store Blackberry BlackBerry World Windows Phone Live Apps, store Sistemas Desktop como Windows e Mac OS Vários sites que oferecem os mais diversos tipos de aplicativos. Como Exemplo: baixaki.com.br e superdownloads.com.br Figura 10: Mobileiron - Tela de controle Fonte: Citrix Xenmobile (2015) Fonte: Elaborada pelo autor (2015)
  28. 28. 28 Tantos as lojas como os sites de aplicativos podem oferecer uma variedade imensa de soluções que permitem o monitoramento e controle dos dispositivos pessoais. Podemos encontrar softwares gratuitos ou pagos conforme suas funcionalidades. Como exemplo, seguem 5 softwares que podem ser encontrados em lojas de aplicativos:  Mobile Security & Antivirus - Software antivírus e com funcionalidades anti- roubo, possuir ferramentas para localizar o dispositivo em caso de perda, bloqueio de chamada e filtro de mensagens, backup de contatos, dentre outras. Compatível com smatphones e tablets Android.  AVG Family Safety - Desenvolvido para Windows phone, o software é um navegador para internet, com recursos para garantir uma navegação segura.  Dropbox - Aplicação para armazenamento de dados em nuvem, ou seja, o usuário tem uma copia dos arquivos selecionados em um servidor na internet. O que permite acesso de qualquer dispositivo e garante segurança já que para ter acesso aos arquivos é necessária uma senha. A aplicação é compatível com sistemas: Android, iOS e Windows.  App Lock – Software para controlar o acesso a aplicações instaladas no dispositivo. É possível adicionar uma senha para abertura de qualquer aplicação. Compatível com sistema Android.  Inter App Control – Aplicativo para controlar o acesso a redes sociais e sites inapropriados. O Software também conta com ferramentas para monitorar o uso do dispositivo, sendo armazenado tudo que o usuário acessou. Compatível com sistemas Windows. Todos os aplicativos citados são disponibilizados de forma gratuita e podem ser encontrados para a maioria das plataformas (android, Ios, Windows, etc) disponíveis no mercado. A proposta deve ser informar e treinar os usuários sobre a forma de utilizar o dispositivo móvel com segurança. Deixando claro que o próprio usuário pode zelar pelo monitoramento e controle do seu dispositivo pessoal, complementando a politica de segurança adotada pela organização.
  29. 29. 29 5. ANALISE DOS DADOS COLETADOS Micro e pequenas empresas no Brasil são organizações que podem ter de 3 a 99 empregados e receita bruta anual média entre 0 e 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais). Até o momento foram apresentados os resultado de pesquisas sobre tenências no uso de dispositivos móveis e sistemas existentes para o gerenciamento desses dispositivos. Com base nos dados coletados vamos projetar o custo para a implantação de um sistema para o gerenciamento de dispositivos móveis. 5.1. Custos Como base de calculo serão utilizados os dados coletados sobre a empresa AIRWATCH, pelos seus 12 anos de atuação no mercado de segurança móvel, as informações coletadas serão consideradas como valores médios para cada serviço. Para analise vamos imaginar dois cenários fictícios: 5.1.1.Cenário 1 Microempresa com 10 funcionários conforme tabela abaixo: Tabela 3: Cenário 1 para analise Quantidade Cargo Dispositivo Utilizado Sistema Utilizado 1 Gerente 1 Smartphone / 1 Notebook Android / Windows 1 Coordenador 1 Smartphone / 1 Notebook Android / Windows 7 Vendedor 7 Smartphones Android 1 Suporte Técnico 1 Smartphone Android Fonte: Elaborada pelo autor (2015)
  30. 30. 30 Nesse cenário temos 10 Smartphones e 2 Notebooks para serem monitorados e controlados. Tabela 4: Cenário 1 - Licenciamento Licenciamento baseado no dispositivo: (Valores expressos em dólares – cotação: R$ 3,4824) Valor por dispositivo $60,00 Validade da licença 1 Ano Número de dispositivos 12 Total anual $720,00 (2.507,33 Reais) Licenciamento baseado no usuário: (Valores expressos em dólares - cotação: R$ 3,4824) Valor por dispositivo $120,00 Validade da licença 1 Ano Número de usuários 10 Total anual $1.200,00 (4.178,88 Reais) 5.1.2.Cenário 2 Empresa de pequeno porte com 80 funcionários conforme tabela abaixo: Quantidade Cargo Dispositivo Utilizado Sistema Utilizado 3 Gerente 3 Smartphones / 3 Notebooks Android / Windows 3 Coordenador 3 Smartphones / 3 Notebooks Android / Windows 10 Administrativo 10 Smartphones Android 3 RH 3 Smartphones Android 15 Vendedor 15 Smartphones Android 5 Suporte Técnico 5 Smartphones / 2 Notebooks Android / Windows 41 Professor 41 Smartphones Android Fonte: Elaborada pelo autor (2015) Tabela 5: Cenário 2 para analise Fonte: Elaborada pelo autor (2015)
  31. 31. 31 Nesse cenário temos 88 dispositivos para gerenciar Tabela 6: Cenário 2 - Licenciamento Licenciamento baseado no dispositivo: (Valores expressos em dólares – cotação: R$ 3,4824) Valor por dispositivo $60,00 Validade da licença 1 Ano Número de dispositivos 88 Total anual $5280,00 (18.387 Reais) Licenciamento baseado no usuário: (Valores expressos em dólares - cotação: R$ 3,4824) Valor por dispositivo $120,00 Validade da licença 1 Ano Número de usuários 80 Total anual $9600,00 (33.431 Reais) 5.2. Analise da viabilidade Micro e pequenas empresas buscam pelo gerenciamento de dispositivos móveis por entenderem que a segurança da informação ali contida é de grande valor para a organização. Com base nos valores médios obtidos no tópico anterior podemos projetar de quanto seriam os gastos para empresas que implementarem esse tipo de tecnologia. Quando falamos de microempresa, hipoteticamente com 12 dispositivos, teríamos um gasto anual de 2.507,33 reais, o que impactaria em um investimento de R$ 209,00 reais por mês para manter o sistema de gerenciamento de dispositivos móveis. Valor razoável comparado aos beneficio com a proteção, monitoramento e controle dos dispositivos móveis. Vale lembrar que uma microempresa pode ter receita bruta mensal de até 30 Mil reais. Na situação de uma pequena empresa, utilizando como base 88 dispositivos, a empresa ficaria com um gasto anual de 18.387,00 reais, que representam um gasto mensal de R$ 1.532,25 reais. Ressaltando que em pequenas empresas a receita bruta mensal pode chegar a R$ 300.000,00 reais. Em relação a gastos extras como compra de equipamentos e pessoal especializado, tudo vai depender da infraestrutura tecnológica da organização (link da internet, roteadores, equipamentos disponíveis e rede em geral) e se ela já possui um setor de tecnologia da informação para manutenção do sistema (se necessário). Outro fator é o local onde a aplicação Fonte: Elaborada pelo autor (2015)
  32. 32. 32 será armazenada, se nos servidores da empresa ou nos servidores de uma empresa terceirizada, é importante analisar o custo beneficio das duas soluções. Durante a pesquisa foi observado que na maioria dos sistemas o acesso a gestão dos dispositivos móveis e feita pelo browser (navegador para internet), precisando a empresa apenas de um link para internet e um computador para controlar os dispositivos. Assim sendo, os gastos extras além da compra do sistema possivelmente serão baixos, mais tudo depende da solução escolhida pela organização. Para as empresas que não possuem receita para implantação de um sistema de gerenciamento completo, resta ainda a alternativa de criar uma politica de segurança voltada para o uso de equipamentos móveis na empresa, onde softwares com funções gratuitas como antivírus, backup, proteção para aplicações, dentre outras ferramentas, podem ter o seu uso incentivado pela empresa a fim de minimizar os riscos. De fato não seria a melhor solução pelo numero reduzido de funcionalidades das aplicações gratuitas, mais é uma solução paliativa para uma futura gestão de dispositivos móvel completa. 6. CONCLUSÃO Vimemos em um mundo cada vez mais conectado, isso graças à evolução dos dispositivos móveis e a internet. Hoje muito mais acessíveis se comparado com décadas passadas, ter um dispositivo móvel, pode representar economia e praticidade para varias tarefas do dia a dia. As micro e pequenas empresas do Brasil precisam se posicionar quanto ao uso desses equipamentos móveis que só vem aumentando nos últimos anos. E conforme o aumento dos usuários há também um aumento nas ameaças, que podem danificar o dispositivo, roubar dados e causar lentidão. O que foi percebido durante a pesquisa é que se um funcionário possui uma ameaça em seu dispositivo móvel e ele se conecta a rede da empresa, essa rede por sua vez estará comprometida visto que dados sigilosos contidos no dispositivo móvel podem ser roupados. Diante disso foi concluído que é de grande importante o uso de sistemas para o gerenciamento de dispositivos móveis (Mobile Device Management) em micro e pequenas empresas no Brasil. Os benefícios são muitos, dentre os principais: Controle do dispositivo a distancia, controle sobre os dados armazenados e proteção contra vírus. Foi concluído que esse sistema é viável para micro e pequenas empresas do Brasil, visto que o investimento mensal é razoavelmente baixo, mesmo para as empresas sem capital para investimento, isso porque,
  33. 33. 33 treinamentos e opções de softwares gratuitos podem proteger os dispositivos dos funcionários e consequentemente os dados da empresa. Sendo assim fica clara a viabilidade da gestão de dispositivos móveis nas micro e pequenas empresas do Brasil, bem como os beneficio que ela pode proporcionar para a organização. Como trabalho futuro pretende-se analisar os fatores que levam as empresas a não adotarem uma política sólida para o gerenciamento de dispositivos móveis, propondo também um roteiro simplificado para implantação da politica de segurança.
  34. 34. 34 7. REFERÊNCIAS AIRWATCH. Sobre a AirWatch. 2015. Disponível em: <http://www.air- watch.com/br/empresa/sobre-a-airwatch>. Acesso em: 02 fev. 2015. BRASIL. Lei Complementar 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp123.htm>. Acesso em: 10 Fev. 2015 BRASILLINK. 7 fortes tendências novas do mercado móvel no Brasil. 11 Fev. 2014. Disponivel em: < http://brasillink.usmediaconsulting.com/2014/02/7-fortes-tendencias-novas- do-mercado-movel-no-brasil/>. Acesso em: 10 Abr. 2015 BRASSCOM . Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Relatório Mobilidade, Inteligência de Mercado. São Paulo 2013. Disponível em: < www.brasilitplus.com/brasilit/upload/.../1416333251mobilidade.pdf> Acesso em 15 Mar. 2015 CANAL COMSTOR. CIOs: desafios diários para gerir dispositivos móveis nas empresas. 29/01/2015. Disponível em < http://blogbrasil.comstor.com/blog/cios-desafios- di%C3%A1rios-para-gerir-dispositivos-moveis-nas-empresas>.Acesso em 31 Mar. 2015 CITRIX. XenMobile. 2015. Disponível em: <https://www.citrix.com.br/products/xenmobile/overview.html>. Acesso em 03 Fev. 2015 DATA FOLHA INSTITUTO DE PESQUISA (Brasil). 43 milhões de brasileiros acessam internet por dispositivos móveis. 2014. Disponível em: <http://datafolha.folha.uol.com.br/mercado/2014/01/1400618-43-milhoes-de-brasileiros- acessam-internet-por-dispositivos-moveis.shtml>. Acesso em: 10 jan. 2015. ECOMMERCEBRASIL. Brasil é o 6º em ranking mundial de usuários de smartphones. 06 Jan. 2015. Disponível em: < https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/brasil-e-o-6o- em-ranking-mundial-de-usuarios-de-smartphones/> . Acesso em: 13 Fev. 2015. HAYES, Bob; KOTWICA, Kathleen. Bring Your Own Device (BYOD) to Work. Boston: Trend Report, 2013. IBM. BYOD (Bring Your Own Device) na prática – Brasil. 2012. Disponível em: <http://m.ibm.com/midmarket/br/pt/articles_byod_como_comecar.html> Acesso em: 05 Jan. 2015 MDMSOLUTIONS. No brasil 40% permitem uso de dispositivo mas não possuem politica. 08 Dez. 2014. Disponível em: < http://www.mdmsolutions.com.br/2014/12/previa- byod-no-brasil-40-permitem-uso-de-dispositivo-mas-nao-possuem-politica/>. Acesso em: 15 Fev. 2015. MOBILE DEVICE MANAGEMENT. What is Mobile Device Management?. 2014. Disponível em: < http://www.mobiledevicemanagement.org/mobile-device-management- overview/ >. Acesso em: 15 Fev. 2015.
  35. 35. 35 MOBILEIRON. Mobile Device Management – MDM. 2015. Disponível em: <https://www.mobileiron.com/en/solutions/mobile-device-management-mdm>. Acesso em 03 Fev. 2015. NUNES, Emily Canto. Ameaças a dispositivos que rodam Android devem dobrar em 2015. São Paulo, 28 Jan. 2015. Disponível em <http://tecnologia.ig.com.br/2015-01- 28/ameacas-a-dispositivos-que-rodam-android-devem-dobrar-em-2015.html>. Acesso em 31 Mar. 2015. PENA . Willie. Mobile Device Management: Do You Need it?. [2014]. Disponível em: <http://www.webroot.com/hk/en/business/resources/articles/mobile-security/mobile-device- management-do-you-need-it> acessado em 12/01/2015 SACCOL, Amarolinda Zanela; REINHARD, Nicolau. Tecnologias de informação móveis, sem fio e ubíquas: definições, estado-da-arte e oportunidades de pesquisa. Rev. adm. contemp., Curitiba , v. 11, n. 4, Dec. 2007. Disponível em <http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552007000400009>. Acesso em 31 Mar. 2015. SEBRAE. Critérios de classificação de empresas: mei - me – epp. 2013. Disponível em: <http://www.sebrae-sc.com.br/leis/default.asp?vcdtexto=4154>. Acesso em 10 Fev. 2015 SILVEIRA, Roni. O Despertar do MDM (Mobile Device Management) no Brasil. 26 Set. 2011. Disponível em: <http://www.mobiltec.com.br/blog/index.php/o-despertar-do-mdm- mobile-device-management-no-brasil/> . Acesso em: 05 Mar. 2015. SILVESTRIN, Paulo Vitor. Sistemas para gerenciamento de Dispositivos Móveis baseado em Android. 2013. Dissertação (bacharelado em ciência da computação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. SPICEWORKS. Mobile Security and FREE Mobile Device Management (MDM). 2015. Disponível em: <http://www.spiceworks.com/free-mobile-device-management-mdm- software/>. Acesso em: 01 Fev. 2015.

×