RESUMO DA AULA 01 – FUNDAMENTOS DA ECONOMIAAULA 1- Conceito e objetivo da economia:      A palavra economia vem do grego o...
pessoa tem a opção de trabalhar agora, obtendo um rendimento imediato, oucontinuar estudando, investindo, na esperança de ...
plantar 20 toneladas de soja, terá que plantar apenas 30 toneladas de arroz,este é o Custo de Oportunidade.   3- ANÁLISE D...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 1 fundamentos economia 300712

1.279 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.279
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1 fundamentos economia 300712

  1. 1. RESUMO DA AULA 01 – FUNDAMENTOS DA ECONOMIAAULA 1- Conceito e objetivo da economia: A palavra economia vem do grego oikonomos (oikos = casa, nomos = lei).Significa então “aquele que administra o lar”. Economia é uma ciência social que estuda como o indivíduo e asociedade escolhem empregar recursos produtivos escassos na produção debens e serviços, de modo a distribuí-los entre as várias pessoas, a fim desatisfazer as necessidades humanas da melhor maneira possível. Para a administração dos recursos da sociedade é importante porque elessão escassos. Em qualquer sociedade os recursos produtivos ou fatores deprodução (mão de obra, terra, matérias primas) são limitados. As necessidadeshumanas são ilimitadas e sempre se renovam. A escassez está ligada com alimitação para produzir e também com uma demanda limitada. Economia então é o estudo da forma pela qual a sociedade administraseus recursos escassos. Os economistas estudam como as pessoas tomamdecisões. Estudam também como as pessoas interagem com as outraspessoas. Não podemos esquecer que a Ciência Econômica analisa por evidênciaso comportamento humano, e este é muito menos previsível do que oselementos das Ciências como Física e Química. Com isso, devemos semprecontar com uma margem aceitável de erro. Por exemplo: em um domingo depraia, teoricamente, quanto mais quente for o dia, mais as pessoas daquelapraia irão consumir cerveja gelada. Todavia é difícil predizer se aquelesindivíduos vão ou não participar deste consumo. Neste exemplo, não é apenaso fator clima que trará certeza de resultado. Claro que as chances de acertarsão bem maiores das chances de errar, devido ao raciocínio lógico, base daTeoria Econômica. LEI DA ESCASSEZ: Em qualquer sociedade os recursos produtivos oufatores de produção (mão de obra, terra, matérias primas) são limitados. Asnecessidades humanas são ilimitadas e sempre se renovam. A escassez estáligada com a limitação para produzir e também com uma demanda limitada.Por exemplo: existe um custo para adquirir matéria prima e mão de obra paraproduzir um produto, mas mesmo se a matéria prima e os serviços paraproduzir um carro fossem ilimitados, não adiantaria produzir infinitamente, poisnão se teria compradores (demanda) para todos os carros.A Escassez tem o sentido de restrições às escolhas, ou seja, de limitação. Os CONSUMIDORES detém uma renda limitada, que pode ser gasta emuma ampla variedade de bens e serviços, ou pode ser poupada para usofuturo. Maximizam o próprio bem-estar e suas necessidades, optando porcomprar mais unidades de um bem e menos de outro bem. Os TRABALHADORES também enfrentam restrições e fazem escolhas(trade-offs). Geralmente os tipos de tarefa e os níveis de salário dependem emgrande parte de seu nível educacional e das habilidades que adquiriu. A
  2. 2. pessoa tem a opção de trabalhar agora, obtendo um rendimento imediato, oucontinuar estudando, investindo, na esperança de uma renda melhor no futuro. As EMPRESAS também encontram limitações em relação aquilo quepodem produzir e aos recursos que podem empregar para produzir. COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES 1- PRESSOAS ENFRENTAM PROCESSOS DE ESCOLHA (TRADE OFF) TRADE OFF é a situação de escolha. Os consumidores escolhem o que equanto comprar e as empresas escolhem o que e quanto produzir. A primeira lição de tomada de decisão é que para se obtiver uma coisaque desejamos, em geral, temos que abrir mão de outras da qual gostaríamosde adquirir. Tomar decisões consiste comparar um bem ou serviço com outro.Considere que um estudante deve estudar Direito Civil e Direito do Trabalho.Detémde apenas 20 horas úteis para isso. A cada hora que estuda umadisciplina, deixará de estudar uma hora para a outra. Igualmente funciona quando um casal decide gastar sua renda da família.A renda é limitada (escassez). Podem gastar com comida, roupas ou férias. Ouainda podem fazem uma poupança para a aposentadoria ou para ajudar acustear a faculdade dos filhos. Um país também passa pelo mesmo dilema. Pode gastar mais valorescom armas para a guerra, com saúde, educação e etc. O governo deveequilibrar também a maior eficiência com a maior equidade entre as pessoas. 2- O CUSTO DE ALGUMA COISA É DO QUE VOCÊ DESISTE PARA OBTÊ-LA Partindo do princípio de que as pessoas enfrentam trade offs (processosde escolha), a tomada de decisão exige a análise de custos e benefícios. Consideremos a decisão de fazer faculdade. Os benefíciossão oenriquecimento intelectual e melhores oportunidades de emprego ao longo detoda a vida. Mas qual é o custo? Para responder isso poderá somar todas asmensalidades, o custo com transporte, livros, moradia e alimentação.Entretanto, esse total não representa de fato o que foi investido ao passar dosanos na faculdade. O problema deste cálculo é que foi ignorado o seu maiorcusto, o seu tempo. Poderia neste tempo se dedicar melhor a um emprego ou aoutras coisas, mas pelo custo beneficio optarem por estar na faculdade. Este é o chamado Custo de Oportunidade. É aquele que se abre mãopara obter um item em detrimento do outro. Falaremos do CPP em outra aula. A transferência dos fatores de produção de um bem X para produzir umbem Y implica um CUSTO DE OPORTUNIDADE. É o sacrifício de se deixar deproduzir parte de bem X para produzir mais do bem Y. Por exemplo, um paíssó produz arroz ou soja. O máximo que ele consegue é 50 toneladas de grãospor ano. No passado ele havia plantado 40 toneladas de arroz e 10 toneladasde soja. No entanto, esse ano a soja está mais atraente. Por exemplo, para
  3. 3. plantar 20 toneladas de soja, terá que plantar apenas 30 toneladas de arroz,este é o Custo de Oportunidade. 3- ANÁLISE DE ALTERAÇÕES MARGINAIS Margem tem o sentido de beirada. Na economia tem sentido de pequenamudança de plano. Seria o ajustamento na beirada daquilo que estamosfazendo. Os economistas empregam a expressão alterações marginais sãopequenos ajustes a um plano de ação. Por exemplo: uma companhia aérea tem um determinado voo. Suponhaque o custo de uma viagem seja 100.000 e a capacidade do avião é de 200lugares. Dividindo 100.000 por 200 chegaríamos a um custo médio de 500reais. A conclusão é que nunca deveria vender uma passagem por menos de500 reais. Entretanto, em média, 20 assentos ficam sempre vazios. A empresadeveria vender uma passagem de standby por 400 reais? Claro que sim. Se opreço foi contabilizado contando com os lugares vazio, o custo de mais umpassageiro é ínfimo. De acordo com o princípio marginal, você deve aumentar o nível deatividade enquanto o benefício marginal for maior que o custo marginal. 4- PESSOAS RESPONDEM A MUDANÇAS Como as pessoas tomam decisões comparando custos e benefícios, seuscomportamentos podem mudar quando os custos e os benefícios se alteram.Isto é, as pessoas respondem a mudanças. Se o preço da maça subir, as pessoas decidirão comer outras frutas. Aomesmo tempo, com o preço alto, os produtores decidirão contratar mais gentepara colher mais maçãs. Com o aumento da oferta por maçãs o seu preço irácair e voltará ao equilíbrio natural. Outro exemplo: O aumento no preço da gasolina incentiva o uso de carrosmenores, que consuma menos combustível e ainda incentivam o uso detransporte público. As pessoas alteram seu comportamento de acordo com o incentivo querecebem. QUESTÕES PARA REVISÃO DA AULA 01.1- Dê três exemplos de tradeoffs importantes com os quais você se depara emsua vida diária.2- Qual o custo de oportunidade de estar estudando em um sábado a tardepara a prova de Introdução a Economia.3- Por que os governantes responsáveis pelas políticas públicas devem pensarem incentivos? FIM DA AULA 01

×