SlideShare uma empresa Scribd logo
Renato José Alves
Paulo Cesar Silva Santos
Vinicius Nascimento
Nova Iguaçu/ 2014
Prof.Tutor João Carlos Melo
 
MAT INCÊNDIO ENGENHARIA DEMAT INCÊNDIO ENGENHARIA DE
INCÊNDIO LTDA: BASESINCÊNDIO LTDA: BASES
ADMINISTRATIVAS E PLANOS DEADMINISTRATIVAS E PLANOS DE
NEGÓCIOSNEGÓCIOS
2
O forte da empresa é o fornecimento de
equipamentos de combate e prevenção contra incêndio e
a decorrência de novos campos offshore descobertos
recentemente e que devem entrar em fase de produção
nos próximos anos a contar de 2014, tornam as
perspectivas do setor bastante favorável do lado da
demanda, levando-se em conta que 90% dos serviços
prestados, são direcionados a plataformas petrolíferas
como a P-55, P-62, P-68 (offshore) entre outras.
3
 Plataforma P-47
 Termo Rio
 Termo Bahia
 Plataforma P-34
 Plataforma P-52
 Plataforma P-51
 Plataforma P-54
 Plataforma de Mexilhão
 Plataforma P-53
 Plataforma P-55
 VSB
4
Empresa: Mat incêndio Engenharia de incêndio Ltda.
Setor: Prevenção e Combate a Incêndio onshore e offshore
Atuação: O principal escopo de fornecimento da MAT INCÊNDIO
ENGENHARIA DE INCÊNDIO é PROJETO E INSTALAÇÃO DE SISTEMA
DE SEGURANÇA E COMBATE A INCÊNDIO.
 
Esse escopo engloba os seguintes pacotes de fornecimento:
 Sistema Fixo de CO2
 Sistema de Nitrogênio
 Sistema de Água Nebulizada
 Sistema de Sprinkler
 Sistema de Espuma
 Painel de Válvulas ADV
 Equipamentos de Segurança
 Equipamentos de Salvatagem
5
A evolução dos negócios da empresa são percebidos através
da satisfação e procura contínua de serviços prestados.
Relatórios positivos emitidos pelos clientes atestando a
eficiência e eficácia dos serviços prestados, e equipamentos
vendidos também ajudam ao gestor a perceber tal evolução.
As expectativas são de crescimento no setor, levando se em
conta que uma das principais clientes que é a Petrobras já
anunciou a necessidade da contratação de novas embarcações
de apoio, das quais 24 já com licitação anunciada, embarcações
estas que contam obrigatoriamente com sistemas de prevenção
e detecção de incêndio.
6
7
Sistema Fixo de Co2 em plataforma Petrolífera.Sistema Fixo de Co2 em plataforma Petrolífera.
A MAT INCÊNDIO ENGENHARIA DE INCÊNDIO está organizada da seguinte forma:
 
 Diretoria
 
 DIRETORIA: Sócio Gerente – Paulo Augusto Rodrigues Damasceno Jr.
 Setor Estratégico
 
 ENGENHARIA: Diretor da Engenharia – Eng.º Silvio Dias Pinto
 ENGENHARIA: Gerente de Projetos – Osvaldo Aguiar
 Setor Tático
 
 COMERCIAL: Diretora Comercial – Eng.ª Marluzi Oliveira
 SUPRIMENTOS: Gerente de Compras – Daniele Nunes
 ADMISTRATIVO/FINANCEIRO: Gerente Administrativo/Financeiro – Elisângela Serralha
 QUALIDADE: Gerente de Controle da Qualidade – Eng.ª Flavia Crispim
 Operacional
 PRODUÇÃO: Coordenador de Produção – Jorge Ferreira
 INFORMÁTICA: Coordenador de TI – Ângelo Leite 8
9
Observando o perfil dos dirigentes da empresa, afirma-se que
são empreendedores, pois levando-se em conta o conceito de
empreendedor que é o individuo que imagina, desenvolve e realiza
visões e trabalha em sua meta estabelecida.
Trabalham em cima de melhorias e novas formas de atuar no
mercado buscando sempre inovações sejam elas tecnológicas ou
operacionais, visando o cumprimento de cronogramas, bater metas,
aprimoramento, satisfação e busca de novos clientes.
O setor de combate e prevenção de incêndio dentro da área da
construção civil, ainda é uma grande oportunidade que ainda não é
explorada pela Mat incêndio.
Mas já existe planos que revelam o interesse pelo setor, a
expansão da empresa ainda este ano visa à possibilidade da
exploração desse campo.
 
10
Através da análise desta empresa, se vê
claramente que o seu segmento é bastante viável.
O crescimento do setor petrolífero que
está ocorrendo dentro do Brasil leva esta empresa
a um crescimento promissor, uma vez que as
plataformas não pode entrar em operação sem
estes equipamentos.
11
Outra realidade que se vê claramente nesta
empresa é a manutenção constante que se tem
que fazer nos equipamentos vendidos, que leva
os seus proprietários há estar sempre inovando
e se aperfeiçoando para as melhorias que o
setor de petróleo estará sempre exigindo.
12
Tendo em vista que o setor de petróleo que
esta empresa está focada e o setor da
construção civil que está para ser explorado
por esta empresa e que ambos são
potencialmente rentáveis, pode se afirmar que
esta empresa tem boas prerrogativas para um
bom crescimento.
13
 http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/s
ites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conh
ecimento/bnset/set2805.pdf
 http://www.petrobras.com.br/pt/?
gclid=CjgKEAjwtZucBRD77aiiq_v4xnASJAB
kAg8JqSfE0G73Nn_PFCIrR3_CUU0Ix60U2R
VbWcsetraP2fD_BwE
14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Food-Truck
Food-TruckFood-Truck
Food-Truck
Marco Coghi
 
Food Truck - Brunch Truck GEEP41
Food Truck - Brunch Truck GEEP41Food Truck - Brunch Truck GEEP41
Food Truck - Brunch Truck GEEP41
Marco Coghi
 
SP Food Truck Places
SP Food Truck PlacesSP Food Truck Places
SP Food Truck Places
Marco Coghi
 
Gerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo Centro
Gerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo CentroGerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo Centro
Gerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo Centro
Samara Spuldaro
 
Milton francis franco 26de abril de 2013
Milton francis franco 26de abril de 2013Milton francis franco 26de abril de 2013
Milton francis franco 26de abril de 2013
miltonfranco
 
Food Truck La Salute
Food Truck La SaluteFood Truck La Salute
Food Truck La Salute
Marco Coghi
 

Mais procurados (6)

Food-Truck
Food-TruckFood-Truck
Food-Truck
 
Food Truck - Brunch Truck GEEP41
Food Truck - Brunch Truck GEEP41Food Truck - Brunch Truck GEEP41
Food Truck - Brunch Truck GEEP41
 
SP Food Truck Places
SP Food Truck PlacesSP Food Truck Places
SP Food Truck Places
 
Gerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo Centro
Gerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo CentroGerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo Centro
Gerenciamento de projeto para uma empresa de descartáveis - Copo Centro
 
Milton francis franco 26de abril de 2013
Milton francis franco 26de abril de 2013Milton francis franco 26de abril de 2013
Milton francis franco 26de abril de 2013
 
Food Truck La Salute
Food Truck La SaluteFood Truck La Salute
Food Truck La Salute
 

Destaque

Trabalho Grupo- Estatística
Trabalho Grupo- EstatísticaTrabalho Grupo- Estatística
Trabalho Grupo- Estatística
Machado6
 
17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica
17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica
17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica
llokkaum
 
Logistica eficiente
Logistica eficienteLogistica eficiente
Logistica eficiente
Ligia Mattge
 
Logistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - SlidesLogistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - Slides
Willian dos Santos Abreu
 
Acidente no Trabalho
Acidente no TrabalhoAcidente no Trabalho
Acidente no Trabalho
Nayane Ferreira
 
Ficha de trabalho nº6 a logistica
Ficha de trabalho nº6   a logisticaFicha de trabalho nº6   a logistica
Ficha de trabalho nº6 a logistica
Leonor Alves
 
Fórum de Logística 2011
Fórum de Logística 2011Fórum de Logística 2011
Fórum de Logística 2011
YOU Núcleo de Inteligência Digital
 
Seguranca trabalho
Seguranca trabalhoSeguranca trabalho
Seguranca trabalho
emersonx2
 
Técnico em logística Senac 2014.2
Técnico em logística Senac 2014.2Técnico em logística Senac 2014.2
Técnico em logística Senac 2014.2
Andre Domingues Grego
 
Projeto final leonardo - logística de entrega ultima versao ii
Projeto final   leonardo - logística de entrega ultima versao iiProjeto final   leonardo - logística de entrega ultima versao ii
Projeto final leonardo - logística de entrega ultima versao ii
Particular
 
Trabalho do tcc pronto empresa claro 2
Trabalho do tcc pronto   empresa claro 2Trabalho do tcc pronto   empresa claro 2
Trabalho do tcc pronto empresa claro 2
Eduardo Lemos
 
Logística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografiasLogística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografias
Liziane Souza
 
ALAN LOG VA
ALAN LOG VAALAN LOG VA
Estudo de caso acidente do trabalho
Estudo de caso acidente do trabalhoEstudo de caso acidente do trabalho
Estudo de caso acidente do trabalho
Brazilian Army
 
Treinamento Corporativo para membros da CIPA
Treinamento Corporativo para membros da CIPATreinamento Corporativo para membros da CIPA
Treinamento Corporativo para membros da CIPA
Luciano Meneguetti
 
Engenharia de segurança no trabalho
Engenharia de segurança no trabalhoEngenharia de segurança no trabalho
Engenharia de segurança no trabalho
R Gómez
 
Acidente com empilhadeiras
Acidente com empilhadeirasAcidente com empilhadeiras
Acidente com empilhadeiras
Romulo Ferreira
 
341029 técnico de logística
341029 técnico de logística341029 técnico de logística
341029 técnico de logística
guest10f289f
 
Politica De Seguranca
Politica De SegurancaPolitica De Seguranca
Politica De Seguranca
Raul Libório
 
Andon Conceito e Aplicação
Andon Conceito e AplicaçãoAndon Conceito e Aplicação
Andon Conceito e Aplicação
Jose Donizetti Moraes
 

Destaque (20)

Trabalho Grupo- Estatística
Trabalho Grupo- EstatísticaTrabalho Grupo- Estatística
Trabalho Grupo- Estatística
 
17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica
17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica
17603171 estudo-acidentes-do-trabalho-em-empresa-de-logistica
 
Logistica eficiente
Logistica eficienteLogistica eficiente
Logistica eficiente
 
Logistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - SlidesLogistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - Slides
 
Acidente no Trabalho
Acidente no TrabalhoAcidente no Trabalho
Acidente no Trabalho
 
Ficha de trabalho nº6 a logistica
Ficha de trabalho nº6   a logisticaFicha de trabalho nº6   a logistica
Ficha de trabalho nº6 a logistica
 
Fórum de Logística 2011
Fórum de Logística 2011Fórum de Logística 2011
Fórum de Logística 2011
 
Seguranca trabalho
Seguranca trabalhoSeguranca trabalho
Seguranca trabalho
 
Técnico em logística Senac 2014.2
Técnico em logística Senac 2014.2Técnico em logística Senac 2014.2
Técnico em logística Senac 2014.2
 
Projeto final leonardo - logística de entrega ultima versao ii
Projeto final   leonardo - logística de entrega ultima versao iiProjeto final   leonardo - logística de entrega ultima versao ii
Projeto final leonardo - logística de entrega ultima versao ii
 
Trabalho do tcc pronto empresa claro 2
Trabalho do tcc pronto   empresa claro 2Trabalho do tcc pronto   empresa claro 2
Trabalho do tcc pronto empresa claro 2
 
Logística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografiasLogística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografias
 
ALAN LOG VA
ALAN LOG VAALAN LOG VA
ALAN LOG VA
 
Estudo de caso acidente do trabalho
Estudo de caso acidente do trabalhoEstudo de caso acidente do trabalho
Estudo de caso acidente do trabalho
 
Treinamento Corporativo para membros da CIPA
Treinamento Corporativo para membros da CIPATreinamento Corporativo para membros da CIPA
Treinamento Corporativo para membros da CIPA
 
Engenharia de segurança no trabalho
Engenharia de segurança no trabalhoEngenharia de segurança no trabalho
Engenharia de segurança no trabalho
 
Acidente com empilhadeiras
Acidente com empilhadeirasAcidente com empilhadeiras
Acidente com empilhadeiras
 
341029 técnico de logística
341029 técnico de logística341029 técnico de logística
341029 técnico de logística
 
Politica De Seguranca
Politica De SegurancaPolitica De Seguranca
Politica De Seguranca
 
Andon Conceito e Aplicação
Andon Conceito e AplicaçãoAndon Conceito e Aplicação
Andon Conceito e Aplicação
 

Semelhante a Trabalho em grupo logística

Sucesso corporativo-na-engenharia-construcao
Sucesso corporativo-na-engenharia-construcaoSucesso corporativo-na-engenharia-construcao
Sucesso corporativo-na-engenharia-construcao
Ricardo Novo
 
Novo regime automotivo
Novo regime automotivoNovo regime automotivo
Novo regime automotivo
Glaudson Bastos, M.Sc
 
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e GásPrograma de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
Start4up
 
TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013
TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013
TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013
Gabriel Froes
 
Texto túlio
Texto túlioTexto túlio
ESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS Pronto
ESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS ProntoESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS Pronto
ESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS Pronto
Bruna Sanchez De Viveiros
 
Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...
Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...
Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...
BNDES
 
Xylem Portugal - Entrevista Duarte Ferreira
Xylem Portugal - Entrevista Duarte FerreiraXylem Portugal - Entrevista Duarte Ferreira
Xylem Portugal - Entrevista Duarte Ferreira
Duarte Ferreira
 
A3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptx
A3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptxA3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptx
A3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptx
heliolima0710
 
GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...
GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...
GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...
Virgilio Marques dos Santos, Dr.
 
Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...
Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...
Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...
IBAS International Brazil Air Show
 
CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013
CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013
CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013
Angelo dos Reis Magalhães, MSc, MLTII, MLAII
 
MARTIFER - 2014
MARTIFER -  2014MARTIFER -  2014
MARTIFER - 2014
Francisco Santos
 
Relatório Anual Queiroz Galvão 2012
Relatório Anual Queiroz Galvão 2012Relatório Anual Queiroz Galvão 2012
Relatório Anual Queiroz Galvão 2012
Jornal do Commercio
 
Clube Militar Marco Regulatório V
Clube  Militar    Marco  Regulatório    VClube  Militar    Marco  Regulatório    V
Clube Militar Marco Regulatório V
FatoseDados
 
ITW Polymers
ITW Polymers ITW Polymers
ITW Polymers
Mauro Takao Oomura
 
MEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docx
MEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docxMEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docx
MEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docx
Carla Aparecida
 
Inovação na Contrução Civil
Inovação na Contrução CivilInovação na Contrução Civil
Inovação na Contrução Civil
Felipe Ost Scherer
 
Investimentos em Cogeração
Investimentos em CogeraçãoInvestimentos em Cogeração
Investimentos em Cogeração
Sulgás
 
28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella
28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella
28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella
Rio Info
 

Semelhante a Trabalho em grupo logística (20)

Sucesso corporativo-na-engenharia-construcao
Sucesso corporativo-na-engenharia-construcaoSucesso corporativo-na-engenharia-construcao
Sucesso corporativo-na-engenharia-construcao
 
Novo regime automotivo
Novo regime automotivoNovo regime automotivo
Novo regime automotivo
 
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e GásPrograma de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
 
TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013
TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013
TOTVS | Consulting Energia - TN Petroleo Outubro/2013
 
Texto túlio
Texto túlioTexto túlio
Texto túlio
 
ESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS Pronto
ESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS ProntoESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS Pronto
ESTIMAR -PLANO DE NEGÓCIOS Pronto
 
Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...
Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...
Apresentação BNDES - A importância das linhas de financiamento para inovação ...
 
Xylem Portugal - Entrevista Duarte Ferreira
Xylem Portugal - Entrevista Duarte FerreiraXylem Portugal - Entrevista Duarte Ferreira
Xylem Portugal - Entrevista Duarte Ferreira
 
A3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptx
A3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptxA3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptx
A3_Apresentacao_Gestao_Estrategica_de_Financas__21.11.pptx
 
GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...
GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...
GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS ...
 
Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...
Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...
Marcelo Safadi - AEROSPACE DAY SEMINAR - Opening: Welcoming and economic pers...
 
CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013
CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013
CV Angelo dos reis magalhães 20.04.2013
 
MARTIFER - 2014
MARTIFER -  2014MARTIFER -  2014
MARTIFER - 2014
 
Relatório Anual Queiroz Galvão 2012
Relatório Anual Queiroz Galvão 2012Relatório Anual Queiroz Galvão 2012
Relatório Anual Queiroz Galvão 2012
 
Clube Militar Marco Regulatório V
Clube  Militar    Marco  Regulatório    VClube  Militar    Marco  Regulatório    V
Clube Militar Marco Regulatório V
 
ITW Polymers
ITW Polymers ITW Polymers
ITW Polymers
 
MEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docx
MEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docxMEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docx
MEPI 322-14 - Vale - Mariana Varias Minas.docx
 
Inovação na Contrução Civil
Inovação na Contrução CivilInovação na Contrução Civil
Inovação na Contrução Civil
 
Investimentos em Cogeração
Investimentos em CogeraçãoInvestimentos em Cogeração
Investimentos em Cogeração
 
28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella
28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella
28/09/2011 - 09h30 às 13h - TI & Petróleo Guilherme Estrella
 

Mais de João Silva

Trabalho Interdisciplinar de Grupo - Logística
Trabalho Interdisciplinar de Grupo - LogísticaTrabalho Interdisciplinar de Grupo - Logística
Trabalho Interdisciplinar de Grupo - Logística
João Silva
 
Gestão Pública
Gestão PúblicaGestão Pública
Gestão Pública
João Silva
 
Extra supermercado
Extra supermercadoExtra supermercado
Extra supermercado
João Silva
 
Apresentação 3 periodo
Apresentação 3 periodoApresentação 3 periodo
Apresentação 3 periodo
João Silva
 
T.I.G - Administração - Matutino - sábado
T.I.G - Administração - Matutino - sábadoT.I.G - Administração - Matutino - sábado
T.I.G - Administração - Matutino - sábado
João Silva
 
T.I.G - Gestão em Marketing
T.I.G - Gestão em MarketingT.I.G - Gestão em Marketing
T.I.G - Gestão em Marketing
João Silva
 
T.I.G Gestão em Logística.
T.I.G Gestão em Logística.T.I.G Gestão em Logística.
T.I.G Gestão em Logística.
João Silva
 
T.I.G Gestão Pública
T.I.G Gestão PúblicaT.I.G Gestão Pública
T.I.G Gestão Pública
João Silva
 
T.I.G - Gestão Ambiental
T.I.G - Gestão AmbientalT.I.G - Gestão Ambiental
T.I.G - Gestão Ambiental
João Silva
 
Processos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de Grupo
Processos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de GrupoProcessos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de Grupo
Processos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de Grupo
João Silva
 
Trabalho de Contabilidade na Gestão Pública
Trabalho de Contabilidade na Gestão PúblicaTrabalho de Contabilidade na Gestão Pública
Trabalho de Contabilidade na Gestão Pública
João Silva
 
Contabilidade no setor público
Contabilidade no setor públicoContabilidade no setor público
Contabilidade no setor público
João Silva
 
Slides T.I.G coca cola formato atualizado
Slides  T.I.G coca cola formato atualizado Slides  T.I.G coca cola formato atualizado
Slides T.I.G coca cola formato atualizado
João Silva
 
Dliramodas
DliramodasDliramodas
Dliramodas
João Silva
 
Trabalho T.I.G barriga ok
Trabalho T.I.G barriga okTrabalho T.I.G barriga ok
Trabalho T.I.G barriga ok
João Silva
 
Excelência em gestão pública portifólio unopar (1)
Excelência em gestão pública   portifólio unopar (1)Excelência em gestão pública   portifólio unopar (1)
Excelência em gestão pública portifólio unopar (1)
João Silva
 
Excelência em gestão pública portifólio unopar
Excelência em gestão pública   portifólio unoparExcelência em gestão pública   portifólio unopar
Excelência em gestão pública portifólio unopar
João Silva
 
Slide atividade interdisciplinar em grupo
Slide   atividade interdisciplinar em grupoSlide   atividade interdisciplinar em grupo
Slide atividade interdisciplinar em grupo
João Silva
 
T.I.G
T.I.GT.I.G
Apresentação unopar cópia
Apresentação unopar   cópiaApresentação unopar   cópia
Apresentação unopar cópia
João Silva
 

Mais de João Silva (20)

Trabalho Interdisciplinar de Grupo - Logística
Trabalho Interdisciplinar de Grupo - LogísticaTrabalho Interdisciplinar de Grupo - Logística
Trabalho Interdisciplinar de Grupo - Logística
 
Gestão Pública
Gestão PúblicaGestão Pública
Gestão Pública
 
Extra supermercado
Extra supermercadoExtra supermercado
Extra supermercado
 
Apresentação 3 periodo
Apresentação 3 periodoApresentação 3 periodo
Apresentação 3 periodo
 
T.I.G - Administração - Matutino - sábado
T.I.G - Administração - Matutino - sábadoT.I.G - Administração - Matutino - sábado
T.I.G - Administração - Matutino - sábado
 
T.I.G - Gestão em Marketing
T.I.G - Gestão em MarketingT.I.G - Gestão em Marketing
T.I.G - Gestão em Marketing
 
T.I.G Gestão em Logística.
T.I.G Gestão em Logística.T.I.G Gestão em Logística.
T.I.G Gestão em Logística.
 
T.I.G Gestão Pública
T.I.G Gestão PúblicaT.I.G Gestão Pública
T.I.G Gestão Pública
 
T.I.G - Gestão Ambiental
T.I.G - Gestão AmbientalT.I.G - Gestão Ambiental
T.I.G - Gestão Ambiental
 
Processos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de Grupo
Processos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de GrupoProcessos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de Grupo
Processos Gerenciais - Trabalho Interdisciplinar de Grupo
 
Trabalho de Contabilidade na Gestão Pública
Trabalho de Contabilidade na Gestão PúblicaTrabalho de Contabilidade na Gestão Pública
Trabalho de Contabilidade na Gestão Pública
 
Contabilidade no setor público
Contabilidade no setor públicoContabilidade no setor público
Contabilidade no setor público
 
Slides T.I.G coca cola formato atualizado
Slides  T.I.G coca cola formato atualizado Slides  T.I.G coca cola formato atualizado
Slides T.I.G coca cola formato atualizado
 
Dliramodas
DliramodasDliramodas
Dliramodas
 
Trabalho T.I.G barriga ok
Trabalho T.I.G barriga okTrabalho T.I.G barriga ok
Trabalho T.I.G barriga ok
 
Excelência em gestão pública portifólio unopar (1)
Excelência em gestão pública   portifólio unopar (1)Excelência em gestão pública   portifólio unopar (1)
Excelência em gestão pública portifólio unopar (1)
 
Excelência em gestão pública portifólio unopar
Excelência em gestão pública   portifólio unoparExcelência em gestão pública   portifólio unopar
Excelência em gestão pública portifólio unopar
 
Slide atividade interdisciplinar em grupo
Slide   atividade interdisciplinar em grupoSlide   atividade interdisciplinar em grupo
Slide atividade interdisciplinar em grupo
 
T.I.G
T.I.GT.I.G
T.I.G
 
Apresentação unopar cópia
Apresentação unopar   cópiaApresentação unopar   cópia
Apresentação unopar cópia
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

Trabalho em grupo logística

  • 1. Renato José Alves Paulo Cesar Silva Santos Vinicius Nascimento Nova Iguaçu/ 2014 Prof.Tutor João Carlos Melo
  • 2.   MAT INCÊNDIO ENGENHARIA DEMAT INCÊNDIO ENGENHARIA DE INCÊNDIO LTDA: BASESINCÊNDIO LTDA: BASES ADMINISTRATIVAS E PLANOS DEADMINISTRATIVAS E PLANOS DE NEGÓCIOSNEGÓCIOS 2
  • 3. O forte da empresa é o fornecimento de equipamentos de combate e prevenção contra incêndio e a decorrência de novos campos offshore descobertos recentemente e que devem entrar em fase de produção nos próximos anos a contar de 2014, tornam as perspectivas do setor bastante favorável do lado da demanda, levando-se em conta que 90% dos serviços prestados, são direcionados a plataformas petrolíferas como a P-55, P-62, P-68 (offshore) entre outras. 3
  • 4.  Plataforma P-47  Termo Rio  Termo Bahia  Plataforma P-34  Plataforma P-52  Plataforma P-51  Plataforma P-54  Plataforma de Mexilhão  Plataforma P-53  Plataforma P-55  VSB 4
  • 5. Empresa: Mat incêndio Engenharia de incêndio Ltda. Setor: Prevenção e Combate a Incêndio onshore e offshore Atuação: O principal escopo de fornecimento da MAT INCÊNDIO ENGENHARIA DE INCÊNDIO é PROJETO E INSTALAÇÃO DE SISTEMA DE SEGURANÇA E COMBATE A INCÊNDIO.   Esse escopo engloba os seguintes pacotes de fornecimento:  Sistema Fixo de CO2  Sistema de Nitrogênio  Sistema de Água Nebulizada  Sistema de Sprinkler  Sistema de Espuma  Painel de Válvulas ADV  Equipamentos de Segurança  Equipamentos de Salvatagem 5
  • 6. A evolução dos negócios da empresa são percebidos através da satisfação e procura contínua de serviços prestados. Relatórios positivos emitidos pelos clientes atestando a eficiência e eficácia dos serviços prestados, e equipamentos vendidos também ajudam ao gestor a perceber tal evolução. As expectativas são de crescimento no setor, levando se em conta que uma das principais clientes que é a Petrobras já anunciou a necessidade da contratação de novas embarcações de apoio, das quais 24 já com licitação anunciada, embarcações estas que contam obrigatoriamente com sistemas de prevenção e detecção de incêndio. 6
  • 7. 7 Sistema Fixo de Co2 em plataforma Petrolífera.Sistema Fixo de Co2 em plataforma Petrolífera.
  • 8. A MAT INCÊNDIO ENGENHARIA DE INCÊNDIO está organizada da seguinte forma:    Diretoria    DIRETORIA: Sócio Gerente – Paulo Augusto Rodrigues Damasceno Jr.  Setor Estratégico    ENGENHARIA: Diretor da Engenharia – Eng.º Silvio Dias Pinto  ENGENHARIA: Gerente de Projetos – Osvaldo Aguiar  Setor Tático    COMERCIAL: Diretora Comercial – Eng.ª Marluzi Oliveira  SUPRIMENTOS: Gerente de Compras – Daniele Nunes  ADMISTRATIVO/FINANCEIRO: Gerente Administrativo/Financeiro – Elisângela Serralha  QUALIDADE: Gerente de Controle da Qualidade – Eng.ª Flavia Crispim  Operacional  PRODUÇÃO: Coordenador de Produção – Jorge Ferreira  INFORMÁTICA: Coordenador de TI – Ângelo Leite 8
  • 9. 9
  • 10. Observando o perfil dos dirigentes da empresa, afirma-se que são empreendedores, pois levando-se em conta o conceito de empreendedor que é o individuo que imagina, desenvolve e realiza visões e trabalha em sua meta estabelecida. Trabalham em cima de melhorias e novas formas de atuar no mercado buscando sempre inovações sejam elas tecnológicas ou operacionais, visando o cumprimento de cronogramas, bater metas, aprimoramento, satisfação e busca de novos clientes. O setor de combate e prevenção de incêndio dentro da área da construção civil, ainda é uma grande oportunidade que ainda não é explorada pela Mat incêndio. Mas já existe planos que revelam o interesse pelo setor, a expansão da empresa ainda este ano visa à possibilidade da exploração desse campo.   10
  • 11. Através da análise desta empresa, se vê claramente que o seu segmento é bastante viável. O crescimento do setor petrolífero que está ocorrendo dentro do Brasil leva esta empresa a um crescimento promissor, uma vez que as plataformas não pode entrar em operação sem estes equipamentos. 11
  • 12. Outra realidade que se vê claramente nesta empresa é a manutenção constante que se tem que fazer nos equipamentos vendidos, que leva os seus proprietários há estar sempre inovando e se aperfeiçoando para as melhorias que o setor de petróleo estará sempre exigindo. 12
  • 13. Tendo em vista que o setor de petróleo que esta empresa está focada e o setor da construção civil que está para ser explorado por esta empresa e que ambos são potencialmente rentáveis, pode se afirmar que esta empresa tem boas prerrogativas para um bom crescimento. 13