ESCOLA CORNÉLIA. PROJETO FORPAZ. PROF. AUGUSTO CARVALHO.

1.041 visualizações

Publicada em

Deixamos aqui o registro do PROJETO FORPAZ do professor Augusto de Carvalho.
A direção da Escola Cornélia parabeniza ao professor Augusto pelo excelente trabalho que vem relizando na escola nestes anos, parabéns por sua dedicaçãoe empenho.
TAKE HTE PEACE WHERE IT WILL BE.
LEVE A PAZ ONDE FOR.
Antônio Fernandes Neto.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.041
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ESCOLA CORNÉLIA. PROJETO FORPAZ. PROF. AUGUSTO CARVALHO.

  1. 1. PROJETO FOR PAZ
  2. 2. Refletir sobre a função da escola no combate à violência que está cada vez mais presente no ambiente escolar bem como diagnosticar as causas da violência e com que frequência vem ocorrendo esses casos e suas consequências.
  3. 3.  Constatar a problemática que ocorre nas salas de aula;  Apresentar estratégias que amenize o crescimento dessa violência;  Aferir os motivos que leva o aluno a prática da violência na escola;  Refletir sobre a impor tância da paz no interior do ambiente escolar;  Verificar as causas da violência nas escolas;  Compreender o papel de cada um na superação da violência;  Promover palestra sobre o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente;
  4. 4. A violência nas escolas; Estatuto da Criança e do Adolescente; A impor tância da paz no ambiente escolar; Números da violência nas escolas no Brasil;
  5. 5. A violência tem tomado o espaço da paz e da fraternidade no interior das escolas em todas as regiões, em todos os países, se ouve falar de casos de violência. Esta se apresenta tanto de forma verbal ou mesmo fisicamente, e, afeta o sujeito que sofre o dano de tal forma que este passa a ser influenciado negativamente deixando de tirar boas notas, não se interessando por estar na escola e alguns acabam evadindo, desta forma aumentando o número de desistentes e/ou reprovados nos relatórios finais do ano letivo. Em geral, a violência é conceituada como um ato de brutalidade, física e/ou psíquica contra alguém e caracteriza relações interpessoais descritas como opressão, intimidação, medo e terror.
  6. 6. A violência é considerada nos dias atuais como um fenômeno globalizado, portanto, não atinge apenas os alunos das turmas primárias, mas atinge a crianças, adolescentes, adultos e idosos estudantes ou não, e isto, como já foi dito, acontece em qualquer lugar. A questão da violência escolar, hoje, é comumente chamada de bullyng, que é o mesmo que humilhar, intimidar, ofender, agredir. Atitudes que para muitos pais ou responsáveis é normal, é coisa de criança e que vai passar. Na verdade é bullyng, palavra em inglês que é usada com o sentido de zoar, gozar, tiranizar, ameaçar, intimidar, humilhar, isolar, perseguir, ignorar, ofender, bater, ferir, discriminar e colocar apelidos maldosos.
  7. 7. A Paz procura espaço na sociedade de hoje, mas muitas vezes só encontra egoísmo e desencontros. As pessoas não valorizam a paz enquanto a têm. Reclamam muito e pouco dão valor ao sentido real da paz que se espelha no suprimento de nossas necessidades, na oportunidade de estudar, de respirar, de estar vivo... Geralmente se reclama muito e pouco se reconhece no dia-a-dia. Como se não bastasse, ainda existe o consumismo que leva as pessoas a comprar e até roubar, mesmo sem necessidade: “Em sua forma mais pura a paz é silêncio interno preenchido com o poder da verdade. Paz é a característica proeminente do que nós chamamos de “uma sociedade civilizada”, e o caráter de uma sociedade pode ser visto através da consciência coletiva de seus membros. (UEMBK – Manual de Valores Maria Radespiel, 2009)”. “A paz consiste em pensamentos puros, sentimentos
  8. 8. Paz é quando conseguimos encontrar o ponto de equilíbrio entre o pensamento, a palavra e a ação sendo o primeiro grande princípio da construção da paz a não-violência e os princípios morais. Nos dias atuais, as pessoas clamam por paz, mas a grande maioria não a cultiva no dia-a-dia. Há uma grande guerra de poder entre os homens de todas as classes sociais que culminam com
  9. 9. RESPEITAR A VIDA; REJEITAR A VIOLÊNCIA; SER GENEROSO; OUVIR PARA COMPREENDER; PRESERVAR O PLANETA; REDESCOBRIR A SOLIDARIEDADE.

×