Poluicao Da Agua 1

18.632 visualizações

Publicada em

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
77
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
365
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poluicao Da Agua 1

  1. 1. A Poluição da água Este trabalho foi realizado por: • André Barão • André Gonçalves • Rui Martins • Tomás Cunha
  2. 2. A Poluição da água A poluição da água é… A causa da poluição da água O efeitos dos poluentes no meio aquático Controlo dos níveis de poluição Metais pesados FIM
  3. 3. A Poluição da água é… Poluição da água é a contaminação de corpos de água por elementos que podem ser nocivos ou prejudiciais aos organismos e plantas, assim como a actividade humana. O resultado da contaminação traduz-se como água poluída.
  4. 4. A causa da poluição da água A poluição da água pode ter várias origens, tais como biológica, térmica, sedimentar e química. Uma parte da poluição do mar é consequência de actividades humanas na terra: - Os resíduos sólidos (plásticos, vidros, trapos e outros materiais) deixados nas praias. - Os pesticidas e adubos utilizados na agricultura, por causa da chuva e da erosão do solo, contaminam as águas subterrâneas e os rios. -Os produtos e as águas residuais não tratadas são lançados directamente para os rios, e chegam ao mar.
  5. 5. Qual é a causa da poluição da água? Uma grande quantidade de substâncias químicas poluentes é lançada na água, O elevado desenvolvimento industrial constituindo a chamada poluição química. Entre estas substâncias distinguem-se, ocorrido nas últimas décadas, tem sido um pelos seus efeitos nocivos, o petróleo, os detergentes e os fertilizantes. A poluição dos químicos é uma poluição que atinge rios, lagos e oceanos. dos principais responsáveis pela Estacontaminação de poluentes: águas, seja pela poluição tem dois tipos de nossas negligência no fim de um certo tempo decompõem-se de da acção - Biodegradáveis (ao seu tratamento antes através despejá-laso nos rios, ou por acidentes e de bactérias como petróleo, detergentes e certos insecticidas). descuidos cada vez mais frequentes, que - Persistentes (são produtos que se mantém por muito tempo no ambiente propiciam o lançamento DDT). muitos poluentes como alguns insecticidas por exemplo o de nos ambientes aquáticos.
  6. 6. Os efeitos dos poluentes no meio aquático A introdução de substâncias poluentes nos corpos aquáticos alteram a relação entre produtores e consumidores. Esta alteração da relação entre eles pode levar igualmente à proliferação de algas e organismos produtores de produtos tóxicos. A inserção de compostos tóxicos pode ser absorvida pelos organismos, compostos esses que entrando na cadeia alimentar podem causar sérios danos ao ser humano.
  7. 7. Os efeitos dos poluentes no meio aquático • Floração das águas Este fenómeno é causado pelo uso agrícola de fertilizantes, que contêm fósforo e azoto que ao atingir os cursos de água, nutrem as plantas aquáticas. Com o aumento destes nutrientes, a sua população tende a crescer descontroladamente, diminuindo a transparência da água e com isso causando a diminuição de luz solar. Esta diminuição afecta a população de macrófilas submersas, diminuindo assim a diversidade do habitat, e provocando uma redução na capacidade de alimentos para inúmeros microrganismos, empobrecendo as comunidades de invertebrados e vertebrados.
  8. 8. Os efeitos dos poluentes no meio aquático • Eutrofização A eutrofização ou eutroficação é um fenómeno causado pelo excesso de nutrientes num corpo de água mais ou menos fechado, o que leva à proliferação excessiva de algas, que, ao entrarem em decomposição, levam ao aumento do número de microrganismo e à conseguinte deterioração da qualidade do corpo de água. • Hipoxia O aumento de organismos consumidores de oxigénio pode levar a um fenómeno de baixa concentração de Oxigénio que ocorre em ambientes aquáticos. Ocorre quando a concentração de oxigénio dissolvido (OD) encontra-se a níveis reduzidos, ao ponto de causar danos nos organismos aquáticos presentes no ecossistema.
  9. 9. Os efeitos dos poluentes no meio aquático • Transmissão de doenças Água poluída pode causar diversos efeitos prejudiciais à saúde humana, tais como: As águas residuais não tratadas, podem causar doenças como febre tifóide, cólera, disenteria, meningite e hepatites A e B. As águas poluídas por efluentes líquidos industriais podem causar contaminação por metais pesados que geram tumores hepáticos e de tiróide, alterações neurológicas, dermatoses, rinites alérgicas, disfunções gastrointestinais, pulmonares e hepáticas. No caso de contaminação por mercúrio, podem ocorrer anúria e diarreia sanguinolenta.
  10. 10. Controlo dos níveis de poluição • Água para consumo humano A Purificação da água é o processo de remoção dos indesejáveis contaminantes químicos e biológicos da água bruta. O objectivo é produzir água própria para uma finalidade específica, sendo que a maior parte da água é purificada para consumo humano. Em geral, os métodos utilizados incluem processo físico, como a filtração e sedimentação, processos biológicos, tais como filtros de areia lento ou lodos activados, processo químico, como a floculação e cloração e a utilização de radiação electromagnética, como a luz ultravioleta. • Águas residuais O tratamento de efluentes residenciais, ocorrem nas ETAR's, onde se procede à eliminação de contaminantes de águas residuais de origem doméstica, ou as provenientes da Escorrência superficial. O processo inclui operações físicas, químicas e processos biológicos para remover físicos, químicos e biológicos contaminantes, com o objectivo de reduzir a carga de poluentes. Numa ETAR as águas residuais passam por vários processos de tratamento com o objectivo de separar ou diminuir a quantidade da matéria poluente da água.
  11. 11. Controlo dos níveis de poluição • Tratamento de efluentes industriais O Tratamento de Efluentes Industriais abrange os mecanismos e processos utilizados para o tratamento de águas. Geralmente os efluentes possuem altas concentrações de poluentes convencionais como óleo ou graxa, poluentes tóxicos, como por exemplo, metais pesados, compostos orgânicos voláteis, ou outros poluentes, como amónia, precisam de tratamento especializado. Algumas destas instalações pode instalar um pré-tratamento para eliminar o sistema de componentes tóxicos e, em seguida, enviar os efluentes pré-tratados para o sistema municipal.
  12. 12. Metais Pesados A principal fonte de poluição das águas é através dos metais pesados, tais como: • Cobre • Zinco • Chumbo • Mercúrio • Alumínio • Titânio • Estanho. Estes metais arrastam consigo um problema, lixos radioactivos e/ou sintéticos, (que não são rapidamente degradados). Esse tipo de poluição ambiental provoca graves doenças nas pessoas e animais.

×