Successfully reported this slideshow.

Coberturas vegetais do planeta e do brasil

1.290 visualizações

Publicada em

Vegetação do Brasil e do Mundo

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Coberturas vegetais do planeta e do brasil

  1. 1. › . T.-u¡': -e -› __ V¡ _ [à g _PH _ - e f' ( b (j: V¡ IV* r í ~ F 11 A r , 1 , _Ç f _ João Tojal - › . -r". :7 ' . A -. ..Í, Í›f" ' úvtnunvàií-n. Írãíf; 1~ r -.1_: .ÍQ7ÊYJ_ÍÊÉÍÍɧÊÉÊÊÊÍ&ÊÊA*W '51 . ,. " _', 'Ç'. .l. f:; ;._; _zH; .-t»áíIQ(= -›L-<. I IÍHÍH; j- . -1 1rw: a(r. .g; )r _tail rjgw; 3_ A 74'
  2. 2. gif_ 1_ t 7 N r ' Í! N __ A “ < 1 . Vl ; #7rh'nUVJAnIpÍÍHNQÍICXIÍÍ . tumrílcihw
  3. 3. O desenvolvimento industrial, edificações, vias de transportes, solo imperrneabilizado reduziu as áreas de vegetação natural, o que vemos atualmente no mapa não condiz com a realidade, restaram apenas pequenos mosaicos de vegetação original
  4. 4. E5711 v; o em_ za; í,i"í'eílí<iíz~fã~: t fit-ie? ? : iãezríràíifftsí: ele: : trâtiftcítrarfrt ; rar 1,217211 *Ítens* «ir iiíil, íiil'_íleí'e7ic. íiili. . INE. : WI: “qm” [um _. r,¡› »_. .. _V gl_ . A r . JH ; Iütíifiiig 151* "F11 irsÍlÍli/ Írvrrctràtftfá ea: : H Ê'K*iV. :A'. "_l*"'íl'Í'~' . u: -t clima. , Li'rr1icle. c1e, lLtz solar, atltttL-. Cíe, ¡Jressão atmosférica, tipos de solos e ¡nassas de ar
  5. 5. Tipo de classificação da vegetação Quanto a temperatura jviegaténnicas Temperaturas medias altas, 20°, FOIONW flor: regiões tropicais -' f Sã": zm A ' _A 4- temperado ¡viesoténnicas Temperaturas médias entre 12° e _ ' d: o e 15°, regiões temperadas . Équocfior »J qÍÊÊÍe r , , , -- " Zona jxáicrgtérmicas Temperatura abai><o de 12°, í_ f¡ ' '°Z'§'; 'f¡“° regiões de elevadas latitudes ' ' 2°"" Polo Sul Íríg do Su:
  6. 6. ¡OLJEÉJEWÍCO a lrtríwiiit-iosircíracl-, e of A Neoessrtam» 'h degrande A e e ' exposição àluz do Sol * t: Ombróftes à: . F «m1 v. _°~. r . z. - . _ ~ = 131.335”ÍVÊÉ. :Ê"JLÊME¡Wʧ° 3,' '35' w-. .-, ;I§7». ..Í'I: ÊÊ ' -' *à ° if'. “a›'? j~~ÍJT'91:¡*"-. ›.. - _. . _ctg ›. ._ ¡Xx
  7. 7. Quanto a estratificação Arbóreo Arbustivo Herbáceo Vegetais de grande porte, árvores de tamanhos variados Vegetais de medio porte Vegetais de porte rasteiro, como gramíneas
  8. 8. hidrófilas n) Higrófilas Xerófilas Tropófilas Halófilas T *¡*¡1 r l' “r r r N* : f th th! _ : ao f 'í. Espécies que vivem em ambientes aquáticos Espécies adaptadas a áreas muito úmidas, não vivem dentro d'água, suportam um período de grande umidade espécies que suportam grandes periodos sem água Espécies que vivem em áreas em a pluviosidade se concentra em determinadas épocas do ano Espécies que vivem em meio salino, típico de áreas litorâneas
  9. 9. Padrão fisico das 'folhas e o seu comportamento sazonal constituem a identidade da vegetação As folhas recebem as seguintes classificações: Latifoliadas Grandes e largas ã Perenifólias Presentes em todas as estações Aciculifoliadas Estreitas e pontiagudas (forma de agulha) Subcaducifólicas Perda parcial das folhas (semidecíduas) caducifólias Perda total das folhas no inverno ou em estiagens prolongadas (decíduas)
  10. 10. ,tgfeã lçw/ xí, i- rxfjá , gjmtrçííç *ãapf [Er ': :__¡; _:g^': _,r¡ : :Açu FTP_ g ( > F tafiJFi; [VLF r _ , *- r TFT: tri: : F 7,¡ Ef' i l . Lt íLÂiiitíf *irei Elevadas latitudes: tundra Zonas temperadas: coniferas, floresta temperada, vegetação mediterrânea, pradarias Baixa latitude: florestas equatoriais e tropicais, savana ou cerrado, estepes Altas temperaturas: vegetação desértica Elevadas altitudes: vegetação de montanhas
  11. 11. Biomas das regiões temperadas _ OCEANO lx_ ~ PACIFICO v¡ ocEA/ vo t - &Êiêféà X ocê/ wo y 'Mm , _ . Y. . / l ATLANTICO , j _ outro n( rArNCoí-'NIO Floresta Boreal Florestas Temperadas _~ Estepes e Pradarias Vegetações Mediterrâneas Florestas Su btropicals
  12. 12. Sul da região dos gelos polares do ártico Escandinávia, .Sibéria, Alaãdlãjagãxgga edge Groelândia f? Clima polar, fno e se (i/ &ÊÚÉÉF/ Lvm _ , (rs / ”& V2) / VÉJWWP Solo , Uemva/ rost / J § KV g Musgo e liquens ç by “à nn
  13. 13. , »t , ~ _ví/ Í_ _ , , ; i ' *t 2a, / i* 45v" . gv/ gr "wie 1'/ - , " X . .M '|
  14. 14. um t , ^ mg. . *i w y ' ' ' Ó' ' , Ã ›'. '., . ' , F _r ›¡ , »a " ¡-_ v ' 1.1,¡ 'um 'l . . , mu; .1 _. ll f! - , ' . ' ' 11" ' . . 1_ V. ~ . _r I. ' r r' _z . , - A l' - . r l 4 L 'd' . ' 4» i ' ' l . l u _ › , u , 1 iiÍ i' , .Hi ' u " . fi . -i . x ' ¡u! › r _ i ~ t. .' z -, . '
  15. 15. cfsx_ . í P_ O . g . -&_4.. , nu . IIZÊQ_: ;A1_«, Q,› . Ill .
  16. 16. Taiga, boreal Homogêneas Temperaturas bai><as Coniferas (pinheiros e abíéxtõs ~ ; De Folhas aciculifoliadas “X A A , , o? fVâ> óào
  17. 17. 1 . ' a ›' lvíi j' 'l I *' I I ' . _› Ó ', . ' I. Í, 7 ( - l 4!. .' . 'w i . ' _ ' p l¡ 3 . J / ' . ' 5 r = , A _ ; í . ,I _
  18. 18. «búrgtímrrj A' _ . l ; CT _ . itásíç Em_ "''7 'í', JN. .E l -ft *' . à . *311* . . V' ' ' s. : na"" _a_ 'dt a¡ _ü r 3¡'›. .;*1 . ..v _ , _ . .x ¡-
  19. 19. É ç , l l' ç ç V Floresta deciduas temperadas, solos férteis Oeste e centro da Europa Leste da Ásia (Coréia, Japão e partes da China), leste dos EUA Densamente povoada, vulnerável ao desmatamento intenso; Chuvas bem distribuidas duranteñêriolãç WMWaP ' * à a «r , . . f» ; ;:, :e* t z? ? ” An/ ores centenárias (sequoias) V, x / ^"5KB* a_ LA, ~ l / EV &g, ç__›¡> r T7 gar x 3 a Z / tã i / P/ t# uma. : ' i / Lr/ KVJ
  20. 20. .. . . ../ .¡› . v . .n. ,f. ,.. _.e . .vz.
  21. 21. . . - . . . , r . a - . -. . _ - . .- _ . LJ 'Z ' , ,' w " - _ _ . u- "'* ” › _ '- . - 'v . - _ . - , . . - . . , › n. a _ . u. _ . _ . › . -. . a u.
  22. 22. Verões quentes e secos e invemos amenos e chuvosos Desrriatadas para o cultivo de oliveiras e videiras (sul da Europa) Vegetação se divide em rriaquis (formação bem fechada de arbustos e algumas árvores esparsas) e gamgues . “Í/ Níi. . r K p**
  23. 23. ~ *a Rui Cunfa / Naturlink
  24. 24. Biomas tropicais z / v ›. / _ : _ _. /rkowno DE CAFALER - v _ l P** , ' . A «ç _ OCEANO_ xl vb : kg g5_ 4 PACIFICO) 1 yo” ~ , 5 : gi/ nua: t_ OCEANO OCEANO i ~ ç PACIFICO TRÚFICD DE CPAPRICORrV/ O , x í i OCEANO k' ÍNDICO ATLANTICO u, Ú _. _l x * - g s v. .. : :r u 200o km lí Savanas Florestas Tropicais (Florestas Tropicais, Florestas Equatoriais e de Monções)
  25. 25. Florestas tropicais e equatoriais Delimitada pelos trópicos e atravessado pelo ç ' f' Altas temperatura e grande pluviosidade é i A W l Heterogêneas, perenes, higrófilas, latifoliadas, omb ' Maior biodiversidade Floresta , Amazônica Floresta do Congo e Floresta da Indonésia
  26. 26. Floresta estratificada SAS Extrato arbóreo superior Extrato arbóreo médio Extrato arbóreo inferior Extrato arbustivo Extrato herbáceo
  27. 27. l . . I . ., L¡ __. . .14. 'g3 r 73.' t' . 4 o f z n. - - . r _
  28. 28. .- . - . nr, r” 'Am f vv . '- . _, t_ - y'. -"': .›: r' 33%¡
  29. 29. Plantas herbáceas Planícies centrais dos EUA e o centro-sul do Canadá Baixo índice pluviométrico que dificult vÊgetação arbçgrea O Suj eita a estiagem prolongadaW Brasil- Pampas é . i 'j' "
  30. 30. . s. .. -<. ..'k-~' 7a. .? m. .. ~s~ CÍÍw- : Lã-_L -. .._ . .~7'»'40~4 -
  31. 31. ,ga
  32. 32. Semiárido, vegetação formada por Herbácea Predominante nas planícies da Rússia, Ucrânia e Hungria Surgem na primavera, tchemozzbn Pampas platinos Brasil - Caatinga N OàiÇ-L ' _ s
  33. 33. Savanas . :_ Chuvas mal distribuídas Longo período de seca Plantas com raízes profundas Espécies herbáceas, arvores de peque porte Troncos retorcidos e casca grossa Cerrado no Brasil
  34. 34. 4
  35. 35. _ . .,. ... .__. . _--. ... ... « . _, ... ..-. ?_¡_~. í _ __ _ , ;_ -»_. -.-. ,._. .._. __-, -. - _kom ~ - 0"1›R~v -o. _.x. .ç. _~ I' ~. ..
  36. 36. ll_
  37. 37. E , ,-/
  38. 38. Biomas das regiões áridas e semiáridas / P* OCEANO PACIFICD l, _iFQL/ Ailoc_ - l l OCEANO i ~ ç PACIFICO f v “r ' % QCEANO _ ç OCEANO I INDICO - - -~= ,l ATLANTICO Ú __ 97 'r TROPÍCD lÍiE (lA/ "F/ IÍOIC/ lllà v, / _ . /Éy y y / _ / _ / / & v 7 7" ' -, › / x/f N kx. S; ›'/ '/o 2 uno km A 7 l Deserto Semideserto _ V; Deserto gelado, polar e montanhoso
  39. 39. r r . py* f r r : v l ç l' I l 5 Vegetação adaptada à escassez de água Solo formado por areia e rochas Possui bastante espinhosgãxgíígvrtfrâ Ama nc. )
  40. 40. 4t›_'
  41. 41. OCEANO “r PACIFICO l ~ " v _~ OCEANO OCEANO t_ , › - , _ r. OCEANO _l ' INDICO PACIHCO i ATLANTICO jf/ f . Í Tundra Ártica Estepe e Tundra de Alto Platô
  42. 42. , . L A -l As Alta Ge c e neve LX¡ ¡ Tundra ' 1 › _ , _ Taga Altitude Baeta Ecuador Latitude Po'o
  43. 43. AlfniffnuL-
  44. 44. Extensão territorial e diversidade climática explicam essa riqueza natural utum FORMAÇÕES ARBÓREAS . . nrçÁ/ vrrro Floresta amazônica Mata de Cocais Mata tropical 3352:_ “gy Mata atlântica °°°^'$ Mata dos pinhais WMM CERRADO ' I ç MÀNG ues uroameos FORMAÇÕES ARBUSTIVAS E HERBÁCEAS Cerrado Caatinga PANTANAL Campos Tmpwtú Amil» Cap/ Iconha FORMAÇÕES COMPLEXAS E LITORÂNEAS . tttlêfâu Vegetação do pantanal ' V Vegetação litorânea CAMPOS , r 55W_ GERAl$ as ' 45 c 590 im .
  45. 45. Floresta Equatorial Arriazônica x/ 5 milhões de km2 f Suriname, Bolívia, Guiana, Venezuela, Pem, Colôrribia Equador, Guiana Francesa e o Brasil (Arriazônia legal 60%) TROPICALRAINFORESTSOFTHEWORID ' "W . ÍA_- k_ . a. ñmnnnnpbaycnm v, m' . ..t
  46. 46. .. . . l. . . a 1111:. .. L . $311. meu» . m .
  47. 47. /Hidrografia riquíssima, rios volumosos e perenes J Igarapés, pode ser um estreito ou pequeno canal entre duas ilhas, ou entre uma ilha e a terra firme. s¡ Alguns igarapés secam e dão origem a praias arenosas
  48. 48. i4. : lt »ízglí 17%* T : ilí t: *r= .it^“r= .i*']t= .í cÍta *iutifiaitlíais* Mil” Laila-LÊ¡ Tt: firmes: 'tá , Ii *rain CÍi: : í i'“^r= .i_; Éi. il : i l( . :Ít: ,Il t: : il r: *= I' isn't: 'l= 'la I t l. : krifi¡ 'is i link. ;hlitdc a : i ll” r-ñflt. n1:)'t“. t=. l*“i= i: u: : i: wa¡ 'ain't ›: :i l n51:: u: : tam: n¡ i'll'r: ii~: ;
  49. 49. “Em Íiõigtãliti “Tai rar: ›: ;sr n¡ iai u: : ici u: :Inuzri ›: , , rr'›: ;l i ›: : i ›: l r: ivnlgrrg-_rfis vríltgstal “'33 tt . llallét a il: : , r , tal ! mel ll l'l'= i;°: -~ : L l r Lt 't ›: "l ›: White 'Ílfv“'l= lflrà: llifiÍlô Hunt: A¡ r; rir : wifi : r , italian : i | t' unifica, :Ír v¡ 11:1: t: ,Ir-l iii; ç; i (a : irá 't l . i3( : x: 'mamar w rw: , mr ii: _r , nr rfvnvi: “ra . mr im: íftliütltíl: 7 «r : g
  50. 50. N-z Mata de _ Planalto das Guianas _ terra "me Serras Planalto Mata de norte-amazônico Varzea O w413i) m Depósitos sedimentares terciários de terra firme ' . _.l_. --__ . 7 sedimentos S* S Mata, de Depressão marginal f' ' '9390 sul-amazônica e planaltos residuais su I-amazõnicos Nível das Rio Amazonas águas altas (enchente) ____; r__r ll l Solo sedimentar ' recente de Várzea
  51. 51. Causas do desmatamento na Amazônia ' Fazendas de gado 60% Agricultura comercial de larga escala (incluindo soja) 1% Queimadas, mineração, urbanização, estradas, Agricultura de subsistência 33% represas 3% __ ___ A _ _ ç _ Devastaçao na regiao amazomca Açao de madeireiras, legal V e ilegal 3% ' Floresta : í Hidrografia ' Não floresta A 7 I'M . J ' l i r Desmatamento total l L( É? x*
  52. 52. Castanheira a
  53. 53. cacaueiro .
  54. 54. Floresta tropical úmida, floresta latifoliada ou mata atlântica x/ Porção oriental J Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul / Dividido em dois subgrupos: floresta tropical do interior e a floresta úmida de encosta
  55. 55. Mais devastado (5%) Área de distribuição original da Mata Atlântica Remanescentes da Mata Atlântica '_. ai** r p , ug C É , _. . é, e/ . _ _ RS , 9 Area original _ Remanescentes o sao km , lí¡ ; 0 600km A _ à: : Mata Atlantica Mata Atlântica IBGE. TRCF
  56. 56. dá jacaran
  57. 57. lwiiata dos Cocais J Área de transição entre a Amazônia, a Caatinga e o Cerrado J Domínio do clima tropical J Maranhão, Piauí, Ceará e norte do Tocantins J Predominam as Palrnáceas, sendo a espécie mais conhecida e predominante o Babaçu e a Carnaúba
  58. 58. TÂNAGRA ¡ . . v ¡ › n a¡ R_ , .. a P. gx* 'Lqyunuh- q
  59. 59. m' r f! &Jâlci u, ?sig J Tropical semiárido J Nordeste J Arbóreo e arbustívo J Caducifólía, Xerófilas, caules grossos e raízes profundas J Conesponde as Estepes J Solos rasos e pedregosos J Sofre processo de desertificação
  60. 60. Poligono das secas Precipitação (mm/ ano) Acima de 2.000 1.500 - 2.000 1.000 - 1.500 750 - 1.000 500 - 750 Ate 500 Poligono das Secas Pirapora Embocadura Uruçuí Preto Foz do São João Natal obias Barreto Feira de Santana
  61. 61. l l 'A JÍJLãZGÍlO , -j- - " rí-; I às: : ' ~ . fa. »; :_. fa M E, ¡jmwt
  62. 62. ;ue f' . Monte )('l_. C
  63. 63. ,agia r_ E 'i lr” (84210 J Central do Brasil J Segundo ecossistema mais extenso J 4400 endêmicas J Corresponde as Savanas J Invemo seco e verão úmido l J Folhas coriáceas J Solos ácidos e pobres, corrigidos com calagem e adubação J Atividades agropecuárias (soja, arroz e trigo) J 20%
  64. 64. Porte da vegetação (m) Diversas formações: Campo limpo 5 Campo sujo Campo cerrado Formação de campo Cerrado Cerrado Formação florestal
  65. 65. Pantanal J Área de planícies de inundações (maior) J Enchentes entre os meses de novembro e março (norte) J Enchentes entre os meses de maio e agosto (sul) J Fronteiras, cerrado e Amazônia
  66. 66. Ca. '¡= :›ii'¡'1. . ç, É p ç -'I n v'.
  67. 67. lvlata das Araucárias ou mata dos Pinhais J Sul de São Paulo até o norte do Rio Grande do Sul J Aciculifoliadas, pinheiros, entre eles a Araucária J Solo com boa fertilidade (terra roxa) predatória de madeira
  68. 68. Erx/ a-inarte
  69. 69. Campos J Formação campestre J Mais extensa no Sul, Pampa J herbáceo composta por gramíneas J Pastoreio, ocupadas pela criação de gado J Pecuária de corte, compactação dos solos
  70. 70. E¡ E iaocte: , Í u: í| r l Ê ñíilílOsê. V, .inn . f. e o
  71. 71. lviangttes J Ecossistemas Costeiros são frágeis J Áreas tropicais e subtropicais J Solo salino e deficiência de oxigênio J Vegetais halófilos J Raízes aéreas (pneumatóforas) que permitem maior fixação e absorção do oxigénio J Reprodução e alimentação da fauna marinha J 95% do alimento que o ser humano captura no mar J Extrativismo animal
  72. 72. .› . xiii. ..? .lãblJs-. wfs t. : 'v. t|l f? 1'J-. .gaia, .. .tillfll . H. .. _, .. 1_un'In t. m .

×