Agricultura brasileira

3.709 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.709
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agricultura brasileira

  1. 1. Agricultura no Brasil estruturafundiáriaereformaagrária geocontexto.blogspot.com
  2. 2. • Entender a evolução da atividade agrícola no Brasil e seus respectivos problemas; • Compreender as relações de trabalho no campo brasileiro; • Analisar a produção agropecuária no Brasil e seus desafios no século XXI
  3. 3. APEAestá distribuída entre três setores de atividades econômicas: PRIMÁRIO Compostopelasatividadesagropecuáriaseextrativistas SECUNDÁRIO Compostopelasatividadesindustriais TERCIÁRIO Compostopelasatividadesdecomércio,deprestaçãodeserviços QUATERNÁRIO Altatecnologia,pesquisa,biotecnologia,informática QUINÁRIO Serviçossem finslucrativos,ONG
  4. 4. Agricultura tradicional  Praticada por povos primitivos  Evoluiu pouco  Atéo século XVII, foi praticada de modo rudimentar  Força humana e tração animal  Baixa produção  Subsistência (arroz, milho, feijão, mandioca, cará, inhame)  Países subdesenvolvidos, tribos da África, Ásia eAmérica
  5. 5. Agricultura moderna  Surgiu com a indústria  Uso de instrumentos modernos  Rotação de cultura, aplicação de corretivos químicos e adubação  Produção e produtividade aumentam  Máquinas  Desemprego no campo, êxodo rural  Crescimento desordenado das cidades  Introduzidos no campo formas e mecanismos de financiamentos, transportes eo processo de comercialização ampliados
  6. 6. Durante séculos a agricultura foi a principal atividade da economia brasileira (XVI) – fim do extrativismo do Pau- Brasil Inicio da base agroexportadora plantations pacto colonial Fim do trafico negreiro (1860), fim do trabalho escravo (1888) Mão de obra – italianos, espanhóis, alem ães, japoneses (Café)
  7. 7. Lei de terras Nº 601, de 18 de setembro de 1850 A partir dessa data só poderiam ser ocupadas terras por compra e venda ou autorizada pelo imperador Acabando com as sesmarias As terras ainda não ocupadas passariam a ser propriedade do Estado Só poderiam ser adquiridas terras por meio de compra nos leilões mediante pagamento à vista As terras já ocupadas seriam regularizadas como propriedades propriedade privada
  8. 8. A agricultura brasileira evoluiu nas últimas décadas em um ritmo de crescimento inédito, aumentando a produção, diversificando os cultivos e utilizando áreas que ainda não tinham sido exploradas para esse fim em outros momentos da história da produção agrária do Brasil 0,3 foi a queda da indústria brasileira no primeiro trimestre. O setor agropecuário registrou expansão de 9,7%. Carta Capital, nº 751 de 5 de julho de 2013
  9. 9. Atualmente o agronegócio é uma das atividades mais importantes do Brasil  28% do PIB nacional  37% dos postos de trabalho  37% das exportações
  10. 10. Tradicionalmente nossas exportações eram in natura Hoje são beneficiadas no Brasil e, posteriormente enviadas ao exterior Café solúvel, sucos de frutas, carnes enlatadas, cigarros, vinhos...
  11. 11. Possuímos uma das maiores áreas agrícolas do globo: 851 000 000 hectares 33% ocupados pela agropecuária 220000000 pecuária 62000000 agricultura
  12. 12. Aumento da produtividade devido ao uso de agrotóxicos, máquinas agrícolas, tem contribuído para o aumento da produtividade, porém ainda existem no país milhões de pessoas que passam fome
  13. 13. Solos mais férteis, máquinas e outros recursos técnicos são mais utilizados nas agriculturas de exportação Aprodução de mandioca, feijão e de outros produtos de subsistência, nos últimos tempos, perdeu em área de cultivo para a soja e para a laranja
  14. 14. Aumento da mecanização e do uso de agrotóxicos ocorre, principalmente, nas lavouras de cana-de- açúcar, café, laranja e soja resultaram na compra de um número cada vez maior de gêneros alimentícios Alho, cebola, carne, l eite em pó, feijão e arroz 6º lugar no ranking mundial de subnutrição 4º exportador mundial de alimentos Prioridade dadas às lavouras de exportação
  15. 15. Estrutura fundiária brasileira• Divisão da terra em propriedade, de acordo com o processo histórico da área • Grande disparidade quanto a distribuição de terras • Concentração fundiária é um reflexo histórico do período colonial Reformaagrária Reorganização do espaço rural por meio de intervenção governamental. Possibilita a diminuição das desigualdades sociais no campo, pois proporciona o acesso à terra para a população
  16. 16. Estatuto da terra de 1964 Regime militar Resultado do clima de insatisfação no meio rural brasileiro, temor pela eclosão de uma revolução camponesa Implantação de reformas agrarias na américa latina (Cuba, Bolívia, México) Surgimento das ligas camponesas (1950), sindicatos rurais
  17. 17. Principais metas do Estatuto da Terra eram a execução de uma Reforma Agrária e o desenvolvimento da agricultura Dividiu as propriedades em “módulos rurais” Modulo dividido de acordo com a capacidade de produção de quatro pessoas Explorado pelo agricultor e sua família, lhes absorva toda força de trabalho, garantindo-lhes a subsistência e o progresso social e econômico
  18. 18. Imóveis rurais Minifúndio Imóveis menores que o módulo rural da região Empresa Rural Até 600 vezes o módulo rural da região, explorado economicamente Latifúndio por exploração Mais de 600 módulos rurais, mantido inexplorado, latifúndio improdutivo Latifúndio por dimensão Imóvel com área superior a 600 módulos rurais 1hectare : 10 000 m² localidade da propriedade fertilidade do solo e clima da região tipo de produto cultivado
  19. 19. Lei complementar de 1993 Estatuto da terra sofreu mudanças em decorrência da lei nº 8.629, de 25 de fev. de 1993 e da lei complementar 76, de 6 de julho de 1994 Dimensão das propriedades rurais foi modificada, surgindo uma nova referência ao MÓDULOS FISCAIS, que leva em consideração: Tipo de exploração predominante no município; Renda obtida com a exploração; Outras explorações existentes no município que sejam expressivas quanto a sua dimensão Conceito de propriedade familiar
  20. 20. as propriedades rurais podem ser classificadas em: minifúndios: com tamanho de até 1 módulo fiscal pequenas propriedades: com área entre 1 e 4 módulos fiscais médias propriedades: com dimensão superior a 4 até 15 módulos fiscais grandes propriedades: com área maior do que 15 módulos fiscais.
  21. 21. Mais em: http://migre.me/fvjk6
  22. 22. Os minifúndios concentram 70% da população rural  Policultura, subsistência  Geram 80% dos empregos na área rural Já os latifúndios, com mais de 1000 hectares, contam com 4,2% do pessoal ocupado nas atividades agrícolas
  23. 23. Latifúndios brasileiros Origem no passado colonial pela divisão do país em capitanias hereditárias Caracterizado pela concentração desequilibrada de terras pertencentes a pouco proprietários. Mais de 4,5 milhões de famílias de trabalhadores rurais não possuem terra e vivem em estado de pobreza extrema
  24. 24. Derrubadas de matas, na Amazônia principalmente, aumentou em 25 milhões de hectares ...enquanto isso... No Brasil são 5 milhões de famílias sem-terra impedidas de produzir alimentos para si e para outros
  25. 25. Êxodorural Saída de pessoas do campo para morar na cidade Concentração fundiária, mecanização do campo, baixos salários, fascínio urbano Traz consequências para as regiões urbanas, crescimento desordenado, aumento dos índices de desemprego e subemprego, violência urbana, favelização
  26. 26. Um dos motivos da violência é a impunidade presente no campo que, de certa forma, facilita a ocorrência de crimes.
  27. 27. Seringueiro Chico Mendes, 1998, Acre
  28. 28. Relação de trabalho no campo brasileiro Trabalho familiar Parceiros – agricultores que trabalham na terra de determinado proprietário e, depois, pagam-no com parte da colheita Arrendatários – proprietários que alugam por determinado valor em dinheiro as terras a quem se dispõe a trabalhá-la
  29. 29. Assalariados permanentes Assalariados temporários: (boias-frias ou volantes, migração pendular ou sazonal)
  30. 30. Escravidão por dívida ou “branca”: caracterizada, pela supressão do direito de ir e vir, o empregado se ver a trabalhar para pagar por equipamentos de trabalho, moradia e alimentos. Há cerca de 25 000 escravos em áreas rurais, no Pará, Mato Grosso, no Tocantins e Maranhão Trabalho forçado infanto-juvenil: cerca de 446 mil crianças de cinco a nove anos e 2,85 milhões entre 10 e 14 anos trabalha no Brasil
  31. 31. Fatores que ocorreram ao longo da história brasileira • Herança colonial de produção agrícola em grandes propriedades monocultoras voltada para exportação • Desorganização do comércio com o aparecimento dos atravessadores, a falta de armazéns de estocagem e as péssimas condições das rodovias • As propriedades não representam um bem social que tem a função de produzir, e sim um bem pessoal que tem a finalidade de valorização (venda e compra) • Altos custos dos agrotóxicos, responsáveis pelos baixos índices de produção por hectare • Ausência de uma reforma agrária capaz de alterar a injusta distribuição das terras Medidas necessárias • Salários mais justos • Criação de empregos no meio rural • Melhor distribuição de renda, com uma reforma agrária mais ampla • Melhores preços para os implementos e os insumos agrícolas • Energia elétrica mais barata para as áreas de irrigação artificial

×