ApresentaçãoA implantação do Projeto Canal de Xingó se insere na estratégiagovernamental de erradicar a pobreza extrema e ...
ApresentaçãoO empreendimento prevê uso múltiplo da água, incluindo a irrigaçãode 16.400 km2, a dessedentação animal, e a r...
Importância• Por sua dimensão e impacto, a implantação do Projeto Canal de Xingó  colocará em patamar superior a intervenç...
Dados do projetoDados do projetoSistema Adutor                                        Área de influência direta (5 km do e...
Beneficiários Benefícios para o Agreste Central, Grande Aracaju, Centro Sul e Sul Incremento de vazão nos sistemas adutore...
Pobreza    extrema-   O canal contribuirá    diretamente para o alcance da    meta mobilizadora: erradicar a    extrema po...
Percentual de Domicílios Pobres em Situação de Extrema Pobreza (Rendimento Nominal Per                                Capt...
EVOLUÇÃO ESPACIAL DA PRODUÇÃO DO LEITE   A implantação do canal permitirá inclusão    produtiva, permitindo a consolidação...
Produção de Leite do Alto Sertão Sergipano (litros) e             Participação na Produção Total do Estado (%)180,000     ...
Fortalecimento da agricultura familiarProdutividade do milho em Sergipe superior à média doNordeste e do Brasil. A expansã...
Aderência aos Programas do Governo FederalPrincipais eixos:   Cidadania;   Infraestrutura;   Desenvolvimento; e   Erradica...
O Canal Xingó em númerosPrincipais entregas e resultados sociaisAlteração substancial da oferta de água, promovendoo supri...
O Canal Xingó em númerosPrincipais entregas e resultados sociaisEm 2040, o incremento do PIB do conjunto dosmunicípios da ...
Com o Projeto Canal Xingó, o Governo federal edo Estado de Sergipe estarão juntos, dando umgrande passo para atingir a pri...
OBRIGADO !   MARCELO DÉDA CHAGASGOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE
Projeto Canal Xingó
Projeto Canal Xingó
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Canal Xingó

1.789 visualizações

Publicada em

Veja mais detalhes sobre o Projeto do Canal de Xingó, que visa a implementação do sistema adutor para o desenvolvimento integrado do Alto Sertão Sergipano.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.789
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Canal Xingó

  1. 1. ApresentaçãoA implantação do Projeto Canal de Xingó se insere na estratégiagovernamental de erradicar a pobreza extrema e de promover odesenvolvimento integrado e sustentado do semi-áridonordestino.Disponibiliza água, por um canal de adução de 305,7 km deextensão e vazão de dimensionamento da ordem de 33,0 m³/s,com tomada d’água no reservatório de Paulo Afonso IV,desenvolvendo-se gravitariamente por todo o percurso até omunicípio de Nossa Senhora da Glória, no território do AltoSertão Sergipano, de onde se interligará com a adutora queabastece os territórios do Agreste e do Centro-Sul.
  2. 2. ApresentaçãoO empreendimento prevê uso múltiplo da água, incluindo a irrigaçãode 16.400 km2, a dessedentação animal, e a regularização doabastecimento humano de uma extensa área do semiárido baiano esergipano que abrange a região de Paulo Afonso (BA) e os territóriosde desenvolvimento do Alto Sertão Sergipano, Agreste Sergipano eCentro-Sul Sergipano.InvestimentosProjeto integral – R$ 2,3 BilhãoFase inicial 150 Km, chegando até Canindé - R$ 1,3 bilhãoR$ 1,164 bilhão - execução direta (Ministério da Integração/Codevasf)R$ 185 milhões - repasse ao Governo do Estado de Sergipe.Implantação das etapas 1 e 2 do Perímetro Irrigado Manoel Dionísio
  3. 3. Importância• Por sua dimensão e impacto, a implantação do Projeto Canal de Xingó colocará em patamar superior a intervenção pública no semi-árido sergipano;• Região menos provida de recursos naturais ( e menores índices de desenvolvimento humano);• Mas que vem registrando nos últimos anos progressos sociais e econômicos que podem ser aferidos pelos resultados das políticas públicas articuladas do Governo Estadual com o Governo Federal, de inserção pelo direito e pela renda.• Tomando por base um amplo programa de desenvolvimento territorial participativo, rodovias foram restauradas, multiplicaram-se as ações de extensão rural, ampliou-se, por meio de articulação com programas federais, o acesso a programas de aquisição de alimentos e o acesso ao crédito fundiário e agrícola na região.• Notáveis avanço na agricultura familiar, sobretudo nas cadeias produtivas do leite e do milho.
  4. 4. Dados do projetoDados do projetoSistema Adutor Área de influência direta (5 km do eixo)- Principal: 109,4km (1ª etapa), 90,2 km (2ª - Aproximadamente 2.160 km2 etapa), 71,3km (3ª etapa) e 34,4 km (4ª etapa). Faixa de Domínio (100m do eixo)- Secundário: 57,7 km. - 61 km
  5. 5. Beneficiários Benefícios para o Agreste Central, Grande Aracaju, Centro Sul e Sul Incremento de vazão nos sistemas adutores Piauitinga e Agreste População atendida: Principais Atendimentos Em área de influência direta - - Perímetros Irrigados 56.732 hab. Manoel Dionísio e Nova Assentamentos : Califórnia. Área: aproximadamente 65 - Glebas Rurais de Poço mil ha. Redondo e Porto da Folha. Número de Assentamentos: Sistema Adutor de N. Sra. 54. Glória (DESO). Famílias assentadas: 2.748.
  6. 6. Pobreza extrema- O canal contribuirá diretamente para o alcance da meta mobilizadora: erradicar a extrema pobreza no Estado.- O Alto sertão concentra a maior incidência de extrema pobreza, no quesito renda per capita familiar, com um total de 9.704 domicílios.
  7. 7. Percentual de Domicílios Pobres em Situação de Extrema Pobreza (Rendimento Nominal Per Capta de até R$ 70,00) Territórios Sergipanos, 2010 30% 27.32% 25% 18.92% 19.32% 20% 18.20% 16.13% 14.22% 15% 12.29% 9.50% 10% 5% 0% Agreste Central Alto Sertão Baixo São Centro Sul Grande Aracaju Leste Médio Sertão Sul Francisco Fonte: IBGE, Resultados Preliminares do Censo 2010. Elaboração: Observatório de Sergipe - Superintendência de Estudos e Pesquisas, 2011.O Alto Sertão apresenta um percentual de 23,32% de seus domicílios emsituação de extrema pobreza (renda), sendo o território com maiorincidência no estado.
  8. 8. EVOLUÇÃO ESPACIAL DA PRODUÇÃO DO LEITE A implantação do canal permitirá inclusão produtiva, permitindo a consolidação da centralidade leiteira do Alto Sertão.
  9. 9. Produção de Leite do Alto Sertão Sergipano (litros) e Participação na Produção Total do Estado (%)180,000 53% 55% 52% 51% 52%160,000 50% 151,735 46%140,000 45% 135,336 129,579120,000 124,951 39% 40%100,000 37% 37% 88,600 80,000 34% 35% 32% 60,000 61,274 30% 51,264 40,000 42,700 37,868 35,370 25% 20,000 - 20% 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
  10. 10. Fortalecimento da agricultura familiarProdutividade do milho em Sergipe superior à média doNordeste e do Brasil. A expansão do milho inicia no Agreste etransborda para o Alto Sertão.
  11. 11. Aderência aos Programas do Governo FederalPrincipais eixos: Cidadania; Infraestrutura; Desenvolvimento; e Erradicação da Pobreza ExtremaReforma Agrária – beneficiará diretamente 2.800famílias assentadas, das quais aproximadamente 1.300 nãodispõem de nenhum sistema de abastecimento de água.Inclusão Produtiva - favorecendo a economia rural depequenas e médias propriedades e, notadamente, emdiversos assentamentos da reforma agrária.Universalização do Acesso à Água – abastecimentoda zona rural de uma das regiões mais secas do país
  12. 12. O Canal Xingó em númerosPrincipais entregas e resultados sociaisAlteração substancial da oferta de água, promovendoo suprimento às múltiplas demandas hídricas;Atividades produtivas gerando uma renda líquidaanual na área diretamente beneficiada superior aR$ 300 milhões;Geração de 90 mil novos empregos, sendo 69 mildiretos e 21 mil indiretos, a serem ocupados pelapopulação da zona rural dos municípios;Elevação do PIB regional em 23%, na estabilizaçãoda produção; considerando também os impactosindiretos, a elevação prevista é de 108%;
  13. 13. O Canal Xingó em númerosPrincipais entregas e resultados sociaisEm 2040, o incremento do PIB do conjunto dosmunicípios da área do empreendimento terá umimpacto adicional de 63%, além dos 135% queuma taxa de 3% propiciaria noperíodo, ampliando a taxa de crescimento anualpara 4,7%;Durante a construção das obras, esses municípiosserão beneficiados com R$ 14 milhões advindos doISS (incremento de 30%) e com um incrementonas receitas via cota do ICMS da ordemR$ 70 milhões;
  14. 14. Com o Projeto Canal Xingó, o Governo federal edo Estado de Sergipe estarão juntos, dando umgrande passo para atingir a principal meta que, apesar dos grandes avanços conseguidos nosúltimos anos, ainda não foi atingida: a erradicação da extrema pobreza.
  15. 15. OBRIGADO ! MARCELO DÉDA CHAGASGOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE

×