Embrio 3 semama do desenvolvimento

573 visualizações

Publicada em

terceira semana do desenvolvimento fetal

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Embrio 3 semama do desenvolvimento

  1. 1. Embriologia - 1 3° Semana do desenvolvimento Humano Nesse momento o embrião vai ter 3 camadas (ectoderma, mesoderma intra-embrionário e endoderma), sendo um embrião tridérmico (Gastrulação). Essas três camadas darão origem a tds os órgãos do embrião. No inicio da 3° semana as celulas do epiblasto começam a se proliferar e migram para a região mediana do disco (esse disco vai dar o estabelecimento dos eixos corporais, o disco terá uma porção cranial, caudal, lds direito e esquerdo, porção ventral e dorsal). O pediculo de fixação é considerado a porção caudal, e há a migração e acumulo de cels do epiblasto nessa região formando uma linha, inicialmente forma uma bolinha(nó primitivo), devido a migração das cels epiblasto esse nó primitivo vai sendo empurrado para região cranial até mais ou menos a metade do embrião, sendo assim temos a formação de uma estrutura chamada linha primitiva. A linha primitiva é como uma canaleta, ela tem duas lombadas e no meio uma canaleta, o nó primitivo tbm tem uma saliência de cels do epiblasto. A partir do disso temos tds os eixos do embrião estabelecido, essa estabilização de eixo tem uma sinalização genética. Esse nó primitivo é uma região mto importante é chamado d sitio sinalizador embrionário ele junto com uma outra porção q já havia sido formada na segunda semana do desenvolvimento que é a região da placa précordal. Essa região do nó primitivo expressa vários genes q vai determinar alem da formação da linha primitiva, a convergência das cels. Genes expressos: – cordina: importante no desenvolvimento da estrutura chamada notocorda. – Noguina: desenvolvimento da linha primitiva. Outro centro sinalizador importante é a placa precordal (formada na segunda semana do desenvolvimento temos epiblasto e o hipoblasto, essa região do hipoblasto será futuramente a parte cranial do embrião, ld contrario da linha primitiva). Placa precordal expressa vários genes q são importante na formação das estruturas da cabeça, falhas na expressão de genes da placa precordal acarretará mal formações na cabeça.
  2. 2. Embriologia - 2 Genes expressos na placa são fatores de transcrição: Hesx1, Lim 1, Otx 2 . A partir da linha primitiva temos o estabelecimento dos eixos corporais. Então temos: Porção caudal, cranial, lds direito e esquerdo, porção ventral e dorsal. A porção ventral é a parte q esta voltada p/ o saco vitelino (se o disco embrionário tivesse um rosto estaria de cara p/ o saco vitelino). A porção dorsal é que fica em contato com a vesícula amniótica. As cels do epiblasto continuam proliferando e continuam migrando e assim teremos uma primeira onda de migração, prolifera e migra para a linha primitiva lá à convergência (entra pela linha primitiva e converte para o andar de baixo, essas cels do epiblasto q estão migrando vão empurrar as cels do hipoblasto p/ o ld e agora elas ocupam o lugar das cels do hipoblasto) Constituindo o endoderma (1° camada). A 2° onda de proliferação acontece a msm coisa prolifera, migra, chegando na linha primitiva converge e ai elas vão se localizar entre o epiblasto (q ainda permanece) e o endoderma recem formado (Vão ficar como se fosse o recheio). Formando o mesoderma intra embrionário. As primeiras cels q migram que ocupam essa região intermediaria elas vão formar uma estrutura chamada notocorda, inicialmente é formado um processo notocordal.
  3. 3. Embriologia - 3 (embrião na figura num corte sagital mediano, vemos: endoderma, epiblasto[q ira virar ectoderma],e o processo notocordal [como se fosse um tubo] e em baixo temos o endoderma já formado). Esse processo notocordal começa a se fundir ao endoderma adjacente e essa região soalho da notocorda começa a sofrer apoptose juntamente com o endoderma. Essa parte do soalho que é endoderma + o soalho do processo notocorda sofre apoptose e desaparece. Se fizermos um corte transversal dpois q sumiu esse soalho observaremos a comunicação [é a unica vez em q a cavidade aminótica entra em contato com o saco vitelino], com o desaparecimento dessa região temos a formação de um canal chamado Canal Neuroentérico (a importância desse encontro da cavidade aminótica com o saco vitelino é NENHUMA, pq dpois isso se fecha e acaba). As cels do processo notocordal q permaneceram vão tentar juntar as bordas, conforme elas juntam as bordas a camada de endoderma tbm se junta. Teremos então o restabelecimento do endoderma e a formação da notocorda (cm um batão maciço de cels, q antes era um tubo). Então a segunda onda de proliferação serviu para formar a notocorda. E dpois as cels q continuam migrando para a região intermediaria, vão se espalhando pela região lateral do embrião e vão agora formar a mesoderma intra embrionaria. Então já temos a endoderma, a formação da notocorda, e mesoderma intra embrionaria. As cels do epiblasto q permaneceram que permaneceram se diferencia e dão origem ao ectoderma. Então agora temos um embriao com 3 camadas (tridérmico). A formação das 3 camadas mesoderma, ectoderma e endoderma vem a partir do epiblasto. A notocorda é uma estrutura mto importante nesse começo do desenvolvimento, nesse começo temos um disco chato, a notocorda serve de sustentação, mas principalmente ela vai expressar mtos genes (ela vai se participar da induzão da diferenciação de varias estruturas). microscopia eletrônica de um embrião de camundongo Texto 1: (Figura da Esquerda) Foi retirada a parte do aminio, estamos vendo o embrião por cima, através da cavidade aminiotica vemos o epiblasto (q é o ectoderma). Texto 2: (Figura da direita) corte transversal onde vemos as três camadas.
  4. 4. Embriologia - 4 Por exemplo a notocorda ira estimular o inicio do desenvolvimento do SNC (através da expressão de genes - fatores de transcrição, esses fatores vão agir sobre cels do ectoderma e essas cels vão originar o SNC),a notocorda participa tbm da diferenciação do mesoderma entre outras coisas. A notocorda é mto importante como tecido indutor, dpois q ela faz toda sua função, ela somente participara da formação do núcleo pulposo do disco intervertebral. O disco intervertebral tem uma parte fibrosa (externa) e mucosa (interna). A notocorda participa da formação do núcleo mucoso. NÃO FORMA A COLUNA VERTEBRAL só o núcleo pulposo. O mesoderma intra embrionário (MIE) se diferencia através da estimulação da notocorda, e esse MIE da origem a três cordões: mesoderma paraxial, mesoderma intermediário e mesoderma lateral. – mesoderma paraxial – vão se dividir e formar somitos q iram dar origem aos ossos, músculos esqueléticos e cartilagem. Mesoderma intermediário – da origem ao sistema urogenital.
  5. 5. Embriologia - 5 – Mesoderma lateral – sofre delaminação formando dois folhetos de mesoderma lateral. *Um mesoderma lateral que estará perto do ectoderma e *Um mesoderma lateral q estará perto do endoderma. A porção do mesoderma lateral q esta próximo ao ectoderma é chamado de mesoderma lateral somático. E o mesoderma lateral q esta próximo ao endoderma é chamado de mesoderma lateral esplâncnico. Há um espaço q se abriu entre esses dois mesodermas laterais q se chama Celoma intraembrionário (q irá formar as cavidades do corpo –cavidade peritonial, pericárdica, pleuras). O conjunto de ectoderma + mesoderma lateral somático = somatopleura. O conjunto Mesoderma lateral esplâncnico + endoderma = esplancnopleura. Nesse msm período q há diferenciação de mesoderma já começa a formar o sistema nervoso central (SNC) e esse começo do desenvolvimento do SNC é chamado de neurulação primária. A região do ectoderma q fica logo acima da notocorda, sofre induzão pela notocorda e começa a se espessar. Então as cels começam a se diferenciar em neuroectoderma. A região q não foi induzida pela notocorda é chamada de ectoderma de superfície e a região q foi induzida é chamada de neuroectoderma. A estrutura formada pelo neuroectoderma é chamada de placa neural. Toda região q encontramos a notocorda esta induzida e forma a placa neural. Esta placa começa a evaginar em direção a notocorda, qdo essas pregas se fundem dão origem ao tubo neural.
  6. 6. Embriologia - 6 Inicialmente vemos a notocorda essas cels do ectoderma são adjacentes a notocorda sofrem indução e dá origem a placa neural (neuroectoderma), e permanece a ectoderma de superficie. A placa neural começa a se evaginar, as pregas neurais tendem a se unir pra formar um tubo, qdo essas pregas se fundem forma o tubo neural. O tubo neural dá origem ao SNC (encéfalo e medula espinal). As cels vermelhas do desenho parecem q vão fazer parte do tubo mas qdo as pregas neurais vão se fundir essas cels saem p/ fora – e essas cels são chamadas de Células da Crista Neural. As cels da crista neural dá origem ao sistema nervoso periférico (SNP), essas cels daqui vão migram bastante e constituir td nosso SNP. Em resumo: nós temos uma placa neural ela começa a se envaginar, ai nos temos a uniao das pregas neurais e essas pregas neurais se unem primeiramente na região mediana (no meio do embrião) o primeiro lugar que ocorre o fechamento do tubo neural e o tubo vai fechando do meio p/ as bordas tanto q as ultimas regiões a se fecharem são as cristalis, enquanto elas não se fecham temos os neuróporos anterior (cranial) e posterior (caudal), se fecha neuróporo anterior e depois posterior daí temos o tubo neural fechado por completo. Qdo temos falha no fechamento do neuróporo anterior temos anencefalia; Tabela: resumo dos eventos da terceira semana do desenvolvimento embrionário
  7. 7. Embriologia - 7 Durante a terceira semana nós temos o aparecimento dos primeiros vasos sanguíneos e das cels sanguíneas q são os eritrócitos, até a 10º semana só tinhamos eritrócitos não temos leucócitos. As primeiras cels e vasos sanguineos não se formam dentro do embrião, elas se formam fora do embriao no mesoderma extra embrionário e esplâncnico que esta envolvendo o saco vitelino, então é na parede do saco vitelino q temos o aparecimento dos primeiros vasos e das primeiras cels. <-----Olhando a figura, o mesoderma esplâncnico e membrana exocelômica, as cels do mesoderma esplâncnico vão se aglomerar e formaram as ilhotas angiogênicas, as cels q estiverem na periferia da ilhota vão se chamar angioblasto (vão dar origem a cels endoteliais), e as cels q estão no centro das ilhotas angiogênicas vão constituir os hemocitoblastos q são as cels q irão dar origem as cels sanguíneas, que inicialmente são eritrócitos. Dentro do embrião (o que está acontecendo já q não temos vasos sanguíneos?). Então nós temos uma região de mesoderma lateral intra embrionário esplâncnico, a região cranial que esta a frente da placa neural essa região recebe o nome de Mesoderma Cardiogênico, esse mesoderma da origem ao coração. Em um corte sagital vemos: a placa neural, e o mesoderma cardiogênico que vai dar origem ao coração. Em um corte transversal temos: as ilhotas angiogênocas na região de mesoderma lateral esplancnico. A partir daqui temos o inicio do sistema cardiovascular, além disso temos uma região mais cranial do embrião que temos endoderma e ectoderma em contato não temos o mesoderma fazendo o “recheinho”. Então essa região que temos o endoderma e ectoderma em contato se chama Membrana bulbo faríngea (futura entrada da boca), na região posterior temos a Membrana Cloacal (é a abertura do anus). Terminamos a terceira semana com o embrião na forma de disco
  8. 8. Embriologia - 8 achatado na sua porção mais cranial tem um “coração” , depois tem a região da boca, dpois a região do SNC.

×