SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Visita de Bento XVI a Portugal

                               11 a 14 de Maio de 2010



                              “O Papa da Amizade”




Por ser cristão e compreender que a visita de um Papa ao nosso país se traduz num
acontecimento extraordinário, tanto para a Igreja Portuguesa como para quase todos,
resolvi colocar por escrito a importância da sua vinda até nós.
A ideia de muitas pessoas, inclusive a minha, era de que estava para vir um Papa a
Portugal muito marcado pelos tempos de quando era Prefeito para a Doutrina da Fé.
Portanto um grande teólogo, filósofo e músico mas também uma figura rígida, fria e
austera.
Contudo a sua visita vem deitar por terra qualquer estereótipo que se poderia ter
sobre o Papa Bento XVI.
E a sua mensagem começa em plena viagem de Roma-Lisboa, ao dizer com toda a
verdade e clareza que a Igreja tem pecados e que quem os comete são pessoas ligadas
a ela, necessitando por isso de uma purificação profunda.
Depois as suas primeiras palavras, já no aeroporto de Figo Maduro em Lisboa,
começaram por desvendar a sua intelectualidade, mas, ao mesmo tempo, a
sensibilidade que demonstrou quando disse que vinha para falar a todos (sem
excepção, diga-se, cristãos e não cristãos)e também se referiu a Portugal como pátria
amiga.
Como tal, considero Bento XVI o Papa da Amizade porque quase sempre em todos os
seus discursos fez questão de fazer referência à amizade, ao amor que os cristãos
jovens e adultos devem ter para com Cristo e a Igreja.
Em Lisboa, a celebração do Terreiro do Paço é marcada pelo seu belo discurso onde
menciona a importância que Portugal e em especial a cidade de Lisboa tiveram na
evangelização e dilatação da Palavra de Deus, pedindo que continuemos a espalhar
essa mesma Palavra de Deus anunciada por tantos santos portugueses.
Bento XVI demonstrou igualmente um afecto muito grande pela juventude e o seu à-
vontade no pequeno discurso que fez aos jovens nessa noite deixou-nos claramente a
ideia de que o Papa se preocupa com a juventude; que o Papa nutre um enorme
carinho pelos jovens; que o Papa quer estar com os jovens.
A sua simplicidade continuou quando rompeu com o protocolo de estado e se
deslocou em direcção a umas crianças. Mais uma vez é-nos demonstrada a sua
amizade pelos que o vêm ver, por aqueles que estiveram horas a fio à sua espera e
com esperança de um pequeno gesto da sua parte, como um aceno, um olhar, um
sorriso, um cumprimento,…
No encontro com o mundo da cultura, as suas palavras foram de uma beleza
encantadora, referindo que a cultura foi ao longo dos tempos marcada pelo
Cristianismo. De seguida admitiu que a Igreja necessita de se actualizar e de continuar
a proclamar a verdade no mundo da cultura. Fez igualmente referência à alma
portuguesa. E cito as palavras de Sua Santidade no discurso que proferiu neste mesmo
encontro:
” Prezados amigos, há toda uma aprendizagem a fazer quanto à forma de a Igreja
estar no mundo, levando a sociedade a perceber que, proclamando a verdade, é um
serviço que a Igreja presta à sociedade, abrindo horizontes novos de futuro, de
grandeza e dignidade.”
Fátima é, sem dúvida, o momento alto desta viagem de Bento XVI. Ele, ao ter afirmado
que é um peregrino de Fátima, colocou diante de Nossa Senhora todos os problemas
do mundo e o sofrimento em que a Igreja se encontra mergulhada. Foram momentos
intensos de entrega pessoal a Nossa Senhora.
 Mais tarde pede a todos os cristãos que não tenham medo de falarem de Deus, de se
assumirem como crentes e de apresentarem sem qualquer vergonha os sinais da Fé.
Depois, já na recitação do Rosário, Bento XVI mostra uma vez mais um gesto belo e de
profunda comunhão para com todos os cristão ali presentes. Fez questão de recitar o
rosário por meio do terço que lhe fora oferecido pelo bispo de Leiria-Fátima, D.
António Marto.
Bento XVI na homilia do 13 de Maio mostra mais uma vez que a humanidade está em
sofrimento e precisa da bênção de Nossa Senhora. Ele que se encontra ali aos seus pés
como um simples peregrino juntamente com os demais.
O Papa veio a Fátima rezar por toda a humanidade e de certa forma rezar pela Igreja
Católica face aos acontecimentos recentes.
É deste modo que refere que a missão de Fátima encontra-se por concluir. Ou seja, há
muito sofrimento e miséria que só é ultrapassável com muito amor e fraternidade.
Relativamente ao encontro que teve com a pastoral Socio-Caritativa, Bento XVI
relembra a necessidade de protegermos a Família contra os atentados como o aborto
e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
O Papa também quis fazer uma referência positiva do bom trabalho que a Igreja realiza
nas diversas valências tais como as actividades educativas e caritativas, pedindo que as
mesmas “sejam completadas com projectos de liberdade que promovam o ser
humano, na busca da fraternidade universal”.
No encontro com os Bispos portugueses, o Papa Bento XVI lamenta os cristãos que se
envergonham de testemunhar Cristo, nas várias áreas da sociedade, político,
económico e da comunicação. Pede ainda que haja um laicado mais maduro capaz de
enfrentar as dificuldades.
O Papa pediu ainda aos bispos portugueses que promovam “uma cultura e uma
espiritualidade de caridade e de paz”.
Bento XVI agradeceu também a “determinação” com que os Bispos de Portugal o
acompanham num momento em que “o Papa precisa de abrir-se ao mistério da Cruz,
abraçando-a como única esperança”.
Na homilia feita pelo santo padre na cidade do Porto, reforça mais uma vez a
necessidade dos cristãos serem missionários de Cristo neste mundo tão degradado.
Bento XVI diz ainda que “nestes últimos anos, alterou-se o quadro antropológico,
cultural, social e religioso da humanidade; hoje a Igreja é chamada a enfrentar
desafios novos e está pronta a dialogar com culturas e religiões diversas, procurando
construir juntamente com cada pessoa de boa vontade a pacífica convivência dos
povos.”
Portanto é preciso rasgar com tempos antigos e debater novas questões de carácter
tão profundo para a Igreja como para a sociedade em geral.
Finalizo o meu pensamento afirmando de modo muito honesto que a imagem que as
pessoas tinham do Papa foi-se alterando ao longo desta visita de uma forma positiva e,
diria de uma forma muito profunda.
Bento XVI conseguiu conquistar os corações dos fiéis.
Os cristãos começaram a entender Bento XVI como o Papa que está próximo, que
sorri, que é amigo e gentil.

Professor Tito Romeu

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão
3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão
3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristãoAnderson Silva
 
CARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVO
CARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVOCARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVO
CARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVOJoão Pereira
 
Filipenses (Estudo 2)
Filipenses (Estudo 2)Filipenses (Estudo 2)
Filipenses (Estudo 2)Daniel Junior
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1yosseph2013
 
A missiologia apocaliptica da carta aos romanos
A missiologia apocaliptica da carta aos romanosA missiologia apocaliptica da carta aos romanos
A missiologia apocaliptica da carta aos romanosMarcos Lino
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Jeronimo Nunes
 
São francisco de assis, 1
São francisco de assis, 1São francisco de assis, 1
São francisco de assis, 1Martin M Flynn
 
As catacumbas de roma benjamin scott
As catacumbas de roma   benjamin scottAs catacumbas de roma   benjamin scott
As catacumbas de roma benjamin scottiriberto
 
A companhia de jesus e a inquisição
A companhia de jesus e a inquisiçãoA companhia de jesus e a inquisição
A companhia de jesus e a inquisiçãoMauro Sousa
 
Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01
Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01
Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01luzia Camilo lopes
 

Mais procurados (20)

Filipenses 2
Filipenses 2Filipenses 2
Filipenses 2
 
Grata Recordatio
Grata RecordatioGrata Recordatio
Grata Recordatio
 
3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão
3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão
3º Trim. 2013 - Lição 12 - A reciprocidade do amor cristão
 
Salesian founts2 2
Salesian founts2 2Salesian founts2 2
Salesian founts2 2
 
CARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVO
CARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVOCARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVO
CARTA ENCÍCLICA SAECULO EXEUNTE OCTAVO
 
Filipenses (Estudo 2)
Filipenses (Estudo 2)Filipenses (Estudo 2)
Filipenses (Estudo 2)
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1
 
A missiologia apocaliptica da carta aos romanos
A missiologia apocaliptica da carta aos romanosA missiologia apocaliptica da carta aos romanos
A missiologia apocaliptica da carta aos romanos
 
Cap. ii
Cap. iiCap. ii
Cap. ii
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
 
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01:  Paulo e a Igreja em FiliposLição 01:  Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
 
1tessalonicenses traduzido
1tessalonicenses traduzido1tessalonicenses traduzido
1tessalonicenses traduzido
 
Santa Catarina de Sena
Santa Catarina de SenaSanta Catarina de Sena
Santa Catarina de Sena
 
São francisco de assis, 1
São francisco de assis, 1São francisco de assis, 1
São francisco de assis, 1
 
As catacumbas de roma benjamin scott
As catacumbas de roma   benjamin scottAs catacumbas de roma   benjamin scott
As catacumbas de roma benjamin scott
 
A companhia de jesus e a inquisição
A companhia de jesus e a inquisiçãoA companhia de jesus e a inquisição
A companhia de jesus e a inquisição
 
Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01
Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01
Olivrodosmrtires johnfoxtraduo-140407132513-phpapp01
 
Livro missa são pio v
Livro missa são pio vLivro missa são pio v
Livro missa são pio v
 
A reforma da liturgia romana
A reforma da liturgia romanaA reforma da liturgia romana
A reforma da liturgia romana
 

Destaque (20)

Morcegos
MorcegosMorcegos
Morcegos
 
Sujetos y tipos e comerce
Sujetos y tipos e comerceSujetos y tipos e comerce
Sujetos y tipos e comerce
 
Numeros
NumerosNumeros
Numeros
 
Campus navidad2014
Campus navidad2014Campus navidad2014
Campus navidad2014
 
CURSO SPED FISCAL - GUIA PRATICO DA EFD GOIAS VERSAO 2.3
CURSO SPED FISCAL  - GUIA PRATICO DA EFD GOIAS VERSAO 2.3CURSO SPED FISCAL  - GUIA PRATICO DA EFD GOIAS VERSAO 2.3
CURSO SPED FISCAL - GUIA PRATICO DA EFD GOIAS VERSAO 2.3
 
Quaresma
QuaresmaQuaresma
Quaresma
 
Fluzz pilulas 62
Fluzz pilulas 62Fluzz pilulas 62
Fluzz pilulas 62
 
Baixa E MéDia Renda
Baixa E MéDia RendaBaixa E MéDia Renda
Baixa E MéDia Renda
 
La gota
La gotaLa gota
La gota
 
Slide share Cristian Dulce
Slide share Cristian DulceSlide share Cristian Dulce
Slide share Cristian Dulce
 
Carrera De Submarinos
Carrera De SubmarinosCarrera De Submarinos
Carrera De Submarinos
 
Desarrollo sostenible
Desarrollo sostenibleDesarrollo sostenible
Desarrollo sostenible
 
Jennifer Henard Resume
Jennifer Henard ResumeJennifer Henard Resume
Jennifer Henard Resume
 
Se você puder.
Se você puder.Se você puder.
Se você puder.
 
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino médioDiretrizes curriculares nacionais para o ensino médio
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio
 
313 case final
313 case final313 case final
313 case final
 
Especial SPED – Revista Exame – Janeiro/2012
Especial SPED – Revista Exame – Janeiro/2012Especial SPED – Revista Exame – Janeiro/2012
Especial SPED – Revista Exame – Janeiro/2012
 
Hipotiroidismo corregido
Hipotiroidismo   corregidoHipotiroidismo   corregido
Hipotiroidismo corregido
 
Antonio Machado
Antonio MachadoAntonio Machado
Antonio Machado
 
Competencias ciudadanas
Competencias ciudadanasCompetencias ciudadanas
Competencias ciudadanas
 

Semelhante a Visita de bento xvi

Pope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptx
Pope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptxPope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptx
Pope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptxMartin M Flynn
 
Documento de-aparecida e do caribe
Documento de-aparecida e do caribe Documento de-aparecida e do caribe
Documento de-aparecida e do caribe Pejota2015
 
Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar
Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar
Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar Diocese de Aveiro
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...ParoquiaDeSaoPedro
 
Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...
Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...
Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...Região Episcopal Belém
 
Concílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir Cristão
Concílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir CristãoConcílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir Cristão
Concílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir CristãoBernadetecebs .
 
Fraternitas out2012
Fraternitas out2012Fraternitas out2012
Fraternitas out2012scapolan
 
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latinaContribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latinaRenata R. Lucas
 
Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021Jc Bento
 
Eucarístia e Missão, Pedreira
Eucarístia e Missão, PedreiraEucarístia e Missão, Pedreira
Eucarístia e Missão, PedreiraAndreia Mello
 

Semelhante a Visita de bento xvi (20)

Pope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptx
Pope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptxPope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptx
Pope Francis in Hungary - April 2023 (Portuguese).pptx
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
 
Cnbb 2007 documento_de_aparecida
Cnbb 2007 documento_de_aparecidaCnbb 2007 documento_de_aparecida
Cnbb 2007 documento_de_aparecida
 
Documento de-aparecida e do caribe
Documento de-aparecida e do caribe Documento de-aparecida e do caribe
Documento de-aparecida e do caribe
 
Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar
Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar
Semanário digital ECCLESIA - Missão Jubilar
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
 
Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015
 
Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015
 
Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...
Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...
Arquidiocese de São Paulo: Testemunha de Jesus Cristo na cidade - 11º Plano d...
 
Sínodo-dos-Bispos-outubro.pdf
Sínodo-dos-Bispos-outubro.pdfSínodo-dos-Bispos-outubro.pdf
Sínodo-dos-Bispos-outubro.pdf
 
Leituras & missa
Leituras & missaLeituras & missa
Leituras & missa
 
Comunidadecrista
ComunidadecristaComunidadecrista
Comunidadecrista
 
Comunidadecrista
ComunidadecristaComunidadecrista
Comunidadecrista
 
Concílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir Cristão
Concílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir CristãoConcílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir Cristão
Concílio Vaticano II: Sinais dos Tempos e o Agir Cristão
 
Fraternitas out2012
Fraternitas out2012Fraternitas out2012
Fraternitas out2012
 
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latinaContribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
 
Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021
 
Jornal fevereiro
Jornal fevereiroJornal fevereiro
Jornal fevereiro
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
 
Eucarístia e Missão, Pedreira
Eucarístia e Missão, PedreiraEucarístia e Missão, Pedreira
Eucarístia e Missão, Pedreira
 

Mais de Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes

Mais de Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes (20)

Trabalho de grupo 5ºa
Trabalho de grupo 5ºaTrabalho de grupo 5ºa
Trabalho de grupo 5ºa
 
Silves cristã
Silves cristãSilves cristã
Silves cristã
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
 
áGua
áGuaáGua
áGua
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
 
A arte religiosa na cidade de silves
A arte religiosa na cidade de silvesA arte religiosa na cidade de silves
A arte religiosa na cidade de silves
 
Arte cristã em silves 5ºa
Arte cristã em silves 5ºaArte cristã em silves 5ºa
Arte cristã em silves 5ºa
 
Joao arez e pedro
Joao arez e pedroJoao arez e pedro
Joao arez e pedro
 
Historia do rock
Historia do rockHistoria do rock
Historia do rock
 
O nosso planeta
O nosso planetaO nosso planeta
O nosso planeta
 
Apresentação joana...
Apresentação joana...Apresentação joana...
Apresentação joana...
 
Apresentação moral
Apresentação   moralApresentação   moral
Apresentação moral
 
Apresentação joana...
Apresentação joana...Apresentação joana...
Apresentação joana...
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Monoteísmo e politeísmo
Monoteísmo e politeísmoMonoteísmo e politeísmo
Monoteísmo e politeísmo
 
Projecto vida
Projecto vidaProjecto vida
Projecto vida
 
Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..
 
Projecto ines costa 9 a
Projecto  ines costa 9 aProjecto  ines costa 9 a
Projecto ines costa 9 a
 
Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..
 
Projecto vida
Projecto vidaProjecto vida
Projecto vida
 

Visita de bento xvi

  • 1. Visita de Bento XVI a Portugal 11 a 14 de Maio de 2010 “O Papa da Amizade” Por ser cristão e compreender que a visita de um Papa ao nosso país se traduz num acontecimento extraordinário, tanto para a Igreja Portuguesa como para quase todos, resolvi colocar por escrito a importância da sua vinda até nós. A ideia de muitas pessoas, inclusive a minha, era de que estava para vir um Papa a Portugal muito marcado pelos tempos de quando era Prefeito para a Doutrina da Fé. Portanto um grande teólogo, filósofo e músico mas também uma figura rígida, fria e austera. Contudo a sua visita vem deitar por terra qualquer estereótipo que se poderia ter sobre o Papa Bento XVI. E a sua mensagem começa em plena viagem de Roma-Lisboa, ao dizer com toda a verdade e clareza que a Igreja tem pecados e que quem os comete são pessoas ligadas a ela, necessitando por isso de uma purificação profunda. Depois as suas primeiras palavras, já no aeroporto de Figo Maduro em Lisboa, começaram por desvendar a sua intelectualidade, mas, ao mesmo tempo, a sensibilidade que demonstrou quando disse que vinha para falar a todos (sem excepção, diga-se, cristãos e não cristãos)e também se referiu a Portugal como pátria amiga. Como tal, considero Bento XVI o Papa da Amizade porque quase sempre em todos os seus discursos fez questão de fazer referência à amizade, ao amor que os cristãos jovens e adultos devem ter para com Cristo e a Igreja. Em Lisboa, a celebração do Terreiro do Paço é marcada pelo seu belo discurso onde menciona a importância que Portugal e em especial a cidade de Lisboa tiveram na evangelização e dilatação da Palavra de Deus, pedindo que continuemos a espalhar essa mesma Palavra de Deus anunciada por tantos santos portugueses.
  • 2. Bento XVI demonstrou igualmente um afecto muito grande pela juventude e o seu à- vontade no pequeno discurso que fez aos jovens nessa noite deixou-nos claramente a ideia de que o Papa se preocupa com a juventude; que o Papa nutre um enorme carinho pelos jovens; que o Papa quer estar com os jovens. A sua simplicidade continuou quando rompeu com o protocolo de estado e se deslocou em direcção a umas crianças. Mais uma vez é-nos demonstrada a sua amizade pelos que o vêm ver, por aqueles que estiveram horas a fio à sua espera e com esperança de um pequeno gesto da sua parte, como um aceno, um olhar, um sorriso, um cumprimento,… No encontro com o mundo da cultura, as suas palavras foram de uma beleza encantadora, referindo que a cultura foi ao longo dos tempos marcada pelo Cristianismo. De seguida admitiu que a Igreja necessita de se actualizar e de continuar a proclamar a verdade no mundo da cultura. Fez igualmente referência à alma portuguesa. E cito as palavras de Sua Santidade no discurso que proferiu neste mesmo encontro: ” Prezados amigos, há toda uma aprendizagem a fazer quanto à forma de a Igreja estar no mundo, levando a sociedade a perceber que, proclamando a verdade, é um serviço que a Igreja presta à sociedade, abrindo horizontes novos de futuro, de grandeza e dignidade.” Fátima é, sem dúvida, o momento alto desta viagem de Bento XVI. Ele, ao ter afirmado que é um peregrino de Fátima, colocou diante de Nossa Senhora todos os problemas do mundo e o sofrimento em que a Igreja se encontra mergulhada. Foram momentos intensos de entrega pessoal a Nossa Senhora. Mais tarde pede a todos os cristãos que não tenham medo de falarem de Deus, de se assumirem como crentes e de apresentarem sem qualquer vergonha os sinais da Fé. Depois, já na recitação do Rosário, Bento XVI mostra uma vez mais um gesto belo e de profunda comunhão para com todos os cristão ali presentes. Fez questão de recitar o rosário por meio do terço que lhe fora oferecido pelo bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto. Bento XVI na homilia do 13 de Maio mostra mais uma vez que a humanidade está em sofrimento e precisa da bênção de Nossa Senhora. Ele que se encontra ali aos seus pés como um simples peregrino juntamente com os demais. O Papa veio a Fátima rezar por toda a humanidade e de certa forma rezar pela Igreja Católica face aos acontecimentos recentes. É deste modo que refere que a missão de Fátima encontra-se por concluir. Ou seja, há muito sofrimento e miséria que só é ultrapassável com muito amor e fraternidade. Relativamente ao encontro que teve com a pastoral Socio-Caritativa, Bento XVI relembra a necessidade de protegermos a Família contra os atentados como o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O Papa também quis fazer uma referência positiva do bom trabalho que a Igreja realiza nas diversas valências tais como as actividades educativas e caritativas, pedindo que as
  • 3. mesmas “sejam completadas com projectos de liberdade que promovam o ser humano, na busca da fraternidade universal”. No encontro com os Bispos portugueses, o Papa Bento XVI lamenta os cristãos que se envergonham de testemunhar Cristo, nas várias áreas da sociedade, político, económico e da comunicação. Pede ainda que haja um laicado mais maduro capaz de enfrentar as dificuldades. O Papa pediu ainda aos bispos portugueses que promovam “uma cultura e uma espiritualidade de caridade e de paz”. Bento XVI agradeceu também a “determinação” com que os Bispos de Portugal o acompanham num momento em que “o Papa precisa de abrir-se ao mistério da Cruz, abraçando-a como única esperança”. Na homilia feita pelo santo padre na cidade do Porto, reforça mais uma vez a necessidade dos cristãos serem missionários de Cristo neste mundo tão degradado. Bento XVI diz ainda que “nestes últimos anos, alterou-se o quadro antropológico, cultural, social e religioso da humanidade; hoje a Igreja é chamada a enfrentar desafios novos e está pronta a dialogar com culturas e religiões diversas, procurando construir juntamente com cada pessoa de boa vontade a pacífica convivência dos povos.” Portanto é preciso rasgar com tempos antigos e debater novas questões de carácter tão profundo para a Igreja como para a sociedade em geral. Finalizo o meu pensamento afirmando de modo muito honesto que a imagem que as pessoas tinham do Papa foi-se alterando ao longo desta visita de uma forma positiva e, diria de uma forma muito profunda. Bento XVI conseguiu conquistar os corações dos fiéis. Os cristãos começaram a entender Bento XVI como o Papa que está próximo, que sorri, que é amigo e gentil. Professor Tito Romeu