O slideshow foi denunciado.
OS JOVENS ESTÃO
FAZENDO UMA
REVOLUÇÃO DE
VALORES. A UTP,
UMA REVOLUÇÃO
DE MARKETING.
SOMOS
COLABORATIVOS E
COMPLETAMENTE
SOCIAIS. PARA A GENTE,
SE SÓ UM ACHA GRAÇA,
NÃO TEM GRAÇA. A
FELICIDADE É COLETIVA
E, ...
APRENDEMOS A USAR
A TECNOLOGIA PARA
O BEM. E PARA O
NOSSO BEM. DIVIDIMOS
EXPERIÊNCIAS, SONHOS
E ATÉ RECURSOS. O
DINHEIRO D...
SABEMOS QUE TER
É IMPORTANTE,
MAS QUE ELE É SÓ
A CONSEQUÊNCIA
DIRETA DO SER E DO
FAZER. A GENTE QUER
SER. SER MELHOR A
CAD...
ACREDITAMOS MAIS
EM GENTE (COMO A
GENTE). DESCONFIAMOS
DE PAPÉIS E CARIMBOS.
NÃO VAMOS ESCOLHER
CARREIRAS PELO SALÁRIO
INI...
VAMOS DECIDIR
NOSSO CAMINHO.
ALGO QUE VALHA
E PENA SAIR DA
CAMA TODO DIA.
ALGO EM QUE
A GENTE POSSA
SER BOM, SER
DIFERENTE...
É ISSO QUE A GENTE QUER SER.
FINAL DE 2009
CENÁRIO
O diagnóstico que fizemos ao assumir o marketing da UTP revelava uma
instituição com imagem fragiliz...
A visão saudosista ainda celebrava os 50 anos da universidade e sua grandiosidade, mesmo já tendo se
passado dois anos. Os...
Se falássemos de um espetáculo, diríamos que as temporadas passaram e
a companhia não foi capaz de perceber que muita cois...
MARÇO DE 2010
MANIFESTO INTERNO
ESTA ANÁLISE NOS FEZ ESTABELECER UMA NOVA VISÃO PARA A INSTITUIÇÃO, REVELADA A TODA A EQUI...
O novo slogan da Universidade Tuiuti, Formação em essência - pode ser traduzido como o propósito essencial de nossa instit...
Esta carta apresenta uma proposta de valor e uma nova perspectiva para
a UTP. Idealizamos uma instituição renovada, e para...
VESTIBULAR DE
INVERNO 2012
FILME

CAMPANHA: A UTP TE LEVA LÁ.
A primeira campanha de comunicação começa a tirar o foco da ...
CAMPANHA: A UTP TE LEVA LÁ.

RESULTADO DO VESTIBULAR DE INVERNO 2012
Candidatos inscritos

3242

Alunos matriculados

888
O foco agora não era mais na Tuuiti, o que estava em jogo não era o aluno na
Tuiuti e sim a UTP na vida dele, como uma par...
VESTIBULAR DE
VERÃO 2013

CAMPANHA: NO MEU FUTURO MANDO EU.
A próxima campanha de vestibular ampliou o discurso focado no ...
A CAMPANHA
CONTOU TAMBÉM

MEMES

FLYER

COM ANÚNCIOS,
SPOTS, FLYERS, MÍDIA
EXTERIOR, AÇÕES
PROMOCIONAIS E
FORTE PRESENÇA
D...
YOUTP
A revista yoUTP é
uma revista bimestral
que fala com os
alunos, funcionários
e toda a comunidade
próxima à UTP.
Por ...
CAMPANHA: NO MEU
FUTURO MANDO EU

RESULTADO DO VESTIBULAR DE VERÃO 2012
2012 (9122)
Candidatos inscritos

9122 (+48%)

201...
FIZEMOS UMA SÉRIE DE REFLEXÕES,
FORAM NECESSÁRIAS ALGUMAS
MEDIDAS E A ESTRATÉGIA PASSOU A SE
BASEAR EM PRINCÍPIOS COMO:
• ...
• Mostrar o que temos de melhor, uma instituição que as pessoas desconhecem. E a partir destes produtos e serviços elevar ...
MARÇO DE 2013
ANIVERSÁRIO
DE CURITIBA

TODO MUNDO TEM UM MOTIVO PRA AMAR CURITIBA
Mantendo a UTP em destaque mesmo fora da...
TODO MUNDO TEM UM MOTIVO PRA AMAR CURITIBA

COMPARTILHAMENTOS ATÉ
DOS PRINCIPAIS GOVERNANTES

“

PARABÉNS, CURITIBA. 320 A...
ABRIL DE 2013
NOVO CONCEITO
O momento da UTP pedia um conceito que traduzisse
pra todo mundo as mudanças e valores dessa n...
Para uma universidade ser
relevante e transformadora,
ela deve ir muito além de
prédios, cursos e diplomas.
Ela deve ser feita de gente e de
ideias. Ela deve manter vivo o
propósito essencial de formar
uma sociedade mais preparada...
Uma universidade que quer
ser imprescindível deve
utilizar o conhecimento
- produto de suas salas
e corredores - para gera...
Que querem ser alguém:
querem ser bem mais que
coadjuvantes.
Uma geração de pessoas que
já não responderia
mais “o que voc...
Gente nova que tem
ambições de saber, de
trocar conhecimentos
e que conta com uma
universidade realmente
pronta para ser m...
Para SER sonhador.
Para SER melhor.
Para SER realizador.
Para SER diferente.
Para SER transformador.
Para SER a moda.
Para...
VESTIBULAR DE
INVERNO 2013
FILME FUTURO

CAMPANHA: PARA SER
Além de divulgar o vestibular, a campanha lança o novo conceit...
A CAMPANHA
ADESIVOS

CONTOU TAMBÉM

ANÚNCIO

COM ANÚNCIOS,
SPOTS, FLYERS. MÍDIA
EXTERIOR, ADESIVOS
CAMISETA

AÇÕES PROMOCI...
CAMPANHA: PARA SER
RESULTADO DO VESTIBULAR DE INVERNO 2013
2013 (4261)
Candidatos inscritos

4261 (+31%)

2012 (3242)

201...
ATUALMENTE
VESTIBULAR DE
VERÃO 2014
FILME TER OU SER

CAMPANHA: SER > TER
Fortalecendo ainda mais o valor do ser para a
UT...
A CAMPANHA AINDA

OUTDOORS

POSSUI ANÚNCIOS,
MÍDIA EXTERIOR,
AÇÕES PROMOCIONAIS,
SPOTS, ELEMÍDIA E
DIVERSAS OUTRAS
PEÇAS Q...
A VELHA TUIUTI FICOU PRA TRÁS. A NOVA UTP ESTÁ GANHANDO
AS RUAS E AS MENTES DAS PESSOAS. OS RESULTADOS DOS
VESTIBULARES CR...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Case UTP

920 visualizações

Publicada em

Case referente as grandes mudanças ocorridas no marketing da UTP (Universidade Tuiuti do Paraná) entre 2009 e 2013, apresentando as campanhas e ações de comunicação realizadas pelo departamento de marketing da universidade junto com a Tif Comunicação.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Case UTP

  1. 1. OS JOVENS ESTÃO FAZENDO UMA REVOLUÇÃO DE VALORES. A UTP, UMA REVOLUÇÃO DE MARKETING.
  2. 2. SOMOS COLABORATIVOS E COMPLETAMENTE SOCIAIS. PARA A GENTE, SE SÓ UM ACHA GRAÇA, NÃO TEM GRAÇA. A FELICIDADE É COLETIVA E, QUANTO MAIS É DIVIDIDA, MAIS CRESCE.
  3. 3. APRENDEMOS A USAR A TECNOLOGIA PARA O BEM. E PARA O NOSSO BEM. DIVIDIMOS EXPERIÊNCIAS, SONHOS E ATÉ RECURSOS. O DINHEIRO DEIXOU DE SER OBJETIVO DE VIDA E PASSOU A SER FERRAMENTA DE VIDA. UMA CONTA BANCÁRIA GORDA SIGNIFICA POUCO, MAS INVESTIR EM MOMENTOS INESQUECÍVEIS VALE MUITO.
  4. 4. SABEMOS QUE TER É IMPORTANTE, MAS QUE ELE É SÓ A CONSEQUÊNCIA DIRETA DO SER E DO FAZER. A GENTE QUER SER. SER MELHOR A CADA DIA, SER MAIS PREPARADO, MAIS CORAJOSO, SER JOVEM POR MAIS TEMPO E SER FELIZ AGORA. NADA DE ESPERAR ATÉ A APOSENTADORIA.
  5. 5. ACREDITAMOS MAIS EM GENTE (COMO A GENTE). DESCONFIAMOS DE PAPÉIS E CARIMBOS. NÃO VAMOS ESCOLHER CARREIRAS PELO SALÁRIO INICIAL DOS GUIAS. A GENTE QUER USAR A PROFISSÃO PARA COLOCAR NOSSOS TALENTOS EM PRÁTICA. NÃO VAMOS ESCOLHER UM CURSO SÓ PORQUE TÁ NA MODA.
  6. 6. VAMOS DECIDIR NOSSO CAMINHO. ALGO QUE VALHA E PENA SAIR DA CAMA TODO DIA. ALGO EM QUE A GENTE POSSA SER BOM, SER DIFERENTE E QUEM SABE FAZER A DIFERENÇA.
  7. 7. É ISSO QUE A GENTE QUER SER.
  8. 8. FINAL DE 2009 CENÁRIO O diagnóstico que fizemos ao assumir o marketing da UTP revelava uma instituição com imagem fragilizada, ultrapassada. As pesquisas indicavam que, aos olhos dos estudantes de Ensino Médio e universitários de outras insituições, a Tuiuti havia parado no tempo e, a meu ver, o mais grave, ela estava sem qualquer identidade e com pouca capacidade de reação no prazo e na medida que se fazia necessário. A instituição pagara um preço alto por não prestar atenção aos sinais evidentes de novos tempos. A condição privilegiada alcançada há mais de uma década, decorrente de um crescimento rápido e vertiginoso e da conquista do título de primeira universidade particular de Curitiba e região, foi suficiente para gerar uma perspectiva de continuidade desta condição, independente de qualquer mudança externa. Esta zona de conforto fez a instituição ficar indiferente, porém vulnerável, às mudanças que se configuravam e reformatavam drasticamente todo o cenário. “ AS PESQUISAS INDICAVAM QUE, AOS OLHOS DOS ESTUDANTES DE ENSINO MÉDIO E UNIVERSITÁRIOS DE OUTRAS INSITUIÇÕES, A TUIUTI HAVIA PARADO “ NO TEMPO.
  9. 9. A visão saudosista ainda celebrava os 50 anos da universidade e sua grandiosidade, mesmo já tendo se passado dois anos. Os resultados decrescentes há quase uma década não permitiam mais se ver os pátios cheios, as salas cheias de vida e o vestibular concorrido de outrora. Pois o excesso de oferta e o declínio vertiginoso da demanda, associado aos aspectos relatados, foram uma combinação quase fatal, determinante para decretar a necessidade de medidas corretivas urgentes e severas. PONTOS CRÍTICOS - Imagem desgastada - Percepção de inércia por parte da sociedade - Falsa zona de conforto - Esvaziamento de alunos - Sem identificação com as novas gerações de jovens
  10. 10. Se falássemos de um espetáculo, diríamos que as temporadas passaram e a companhia não foi capaz de perceber que muita coisa mudara. Que o cenário e o figurino envelheceram. Os atores, embora celebrados e acessíveis ao público, não eram mais reconhecidos, pois todos estes aspectos traziam reflexos na bilheteria. Embora ainda apaixonados por sua profissão e pela obra que encenavam, estavam tão acostumados com o roteiro e aturdidos com toda a situação, que o representavam de forma automática, sem o mesmo encanto nos olhos e o fervor dos primeiros ensaios. Que a direção “ ...O QUE NINGUÉM QUIS VER, EMBORA FOSSE O MAIS IMPORTANTE; O não era mais tão atenta quanto no começo, aliás esta dava pouco ou INTERESSE DO nenhum crédito aos alertas apontados pela crítica, afinal por que dar PÚBLICO HAVIA ouvidos se estamos há tanto tempo em cena? MUDADO. E, o que ninguém quis ver, embora fosse o mais importante; o interesse do público havia mudado. O que era evidente, mas as luzes voltadas só para o próprio palco os fez ignorar o aumento de poltronas vazias na paltéia. Era preciso se reinventar, para entrar de novo em cena. “
  11. 11. MARÇO DE 2010 MANIFESTO INTERNO ESTA ANÁLISE NOS FEZ ESTABELECER UMA NOVA VISÃO PARA A INSTITUIÇÃO, REVELADA A TODA A EQUIPE POR MEIO DE UM MANIFESTO INTERNO, QUE TRARIA UMA PROPOSTA DE VALOR E DE UM COMPROMISSO DE TODOS COM A INSTITUIÇÃO QUE PRETENDÍAMOS OU, MELHOR, CONTINUAMOS PRETENDENDO CONSTRUIR. “ Caros colegas, Fazemos parte de uma instituição com relevância na educação em nosso estado e representatividade em âmbito nacional. Preservar e ampliar as conquistas da Universidade Tuiuti é um compromisso com o legado de seu fundador e de todos aqueles que nesta instituição dedicam seu talento e esforços para a nobre tarefa de educar e formar profissionais preparados para as oportunidades de seu tempo. Todavia, vivenciamos um novo tempo, bem distinto daquele em que a Tuiuti se tornou uma Universidade e no qual obtivemos um crescimento vertiginoso. A realidade desde então tem sido outra, há muito mais instituições e cursos e o excesso de oferta e falta de identidade da maioria das instituições promove um nível de competitividade desordenado e exacerbado. Lograr êxito nesse cenário requer avaliar criteriosamente o mercado em que atuamos hoje, suas tendências e nos prepararmos para tal. Temos que projetar o que esperamos de nosso futuro como uma instituição de ensino superior apta a atuar com sucesso nos cinquenta anos vindouros e agir com clareza e determinação nesta direção. Por estas razões propusemos uma nova estratégia para a Tuiuti, centrada na valorização daquilo que melhor fazemos, de nossas melhores práticas, dos melhores cursos e na construção de uma IES de vanguarda.
  12. 12. O novo slogan da Universidade Tuiuti, Formação em essência - pode ser traduzido como o propósito essencial de nossa instituição, e de nós como educadores, como agentes de transformação daqueles que buscam na UTP a formação necessária para a realização de seus objetivos pessoais. Nosso compromisso, portanto, tem em seu cerne a tarefa de prover aos nossos alunos uma formação consistente, à altura dos desafios de seu tempo. Formar profissionais, ou melhor, cidadãos em essência, senhores de si mesmos, capazes de exercer a profissão escolhida com competência e distinção, com a autonomia que o conhecimento, a consciência e o senso crítico pode lhes proporcionar. Daí a importância, de nós colaboradores, partilharmos de um espírito colaborativo, agregador, crítico e de superação a serviço daqueles que são os responsáveis pela transmissão, fomento e apoio na construção deste conhecimento. Somos sabedores de nosso valor e daquilo que fomos e somos capazes de produzir juntos, no entanto, isto ainda não é percebido pelo mercado, razão pela qual pretendemos revelar uma instituição renovada e, para isto, optamos por criar um novo conceito a partir do uso da UTP. Há, praticamente, um milênio as universidades tem sido o espaço no e pelo qual as personalidades mais curiosas, cidadãos cultos e as mentes mais célebres têm compartilhado e expandido o conhecimento universal. Neste novo mundo que se configura precisamos constantemente reavaliar as formas de preservar esta vocação. Como afirmava Cardeal Newmann, “a Universidade em sua essência parece ser um lugar para a comunicação e circulação do pensamento, mediante a comunicação pessoal...”. Newmann defende, em sua obra Origem e Progresso das Universidades, o papel do educador, da relevância do contato direto entre aluno e professor, “da influência pessoal do mestre” como mentor insubstituível, fonte primeira (principal) de conhecimento, o que quero crer se preserve até mesmo numa sociedade digital. Compartilhamos desta crença no corpo docente e a estabelecemos como componente integrante de nosso novo posicionamento, alicerçado em sua competência, comprometimento e na proximidade com os discentes, que devem ser a razão de ser de todos os nossos esforços. No processo de construção pelo saber, a razão descobre o véu dos mitos para revelar uma nova perspectiva de mundo e potencializar a capacidade de realização do indivíduo. Convido-os a, juntos, dedicarmos nossos esforços e talento, nesta missão. Informo-os a respeito destas análises e visão para que compreendam a dimensão e o propósito que nosso novo slogan encerra, pois acredito que só se tornará uma prática na medida em que todos nós o conhecermos, acreditarmos e fizermos a nossa parte. Afranio Custodio Jr “
  13. 13. Esta carta apresenta uma proposta de valor e uma nova perspectiva para a UTP. Idealizamos uma instituição renovada, e para isto era preciso compreender profundamente nossa missão, aquilo em que acreditamos e o que podemos e queremos realizar. Propusemos retirar o foco da própria instituição para voltá-lo ao nosso aluno, ao nosso cliente. Para colocá-lo no centro de nosso sistema e criar valor para ele. Resgatar nosso papel de formadores, de agentes de transformação para que ele possa ser senhor de si mesmo e determinar o próprio futuro. De modo a tornar esta percepção clara o suficiente para que passássemos a ser uma opção, a melhor opção no segmento que pretendemos atender. O discurso institucional até então era de uma grande universidade ao seu alcance, com uma linguagem que remetia aos alistamentos, porém o que pretendemos não é convocar e sim sermos uma opção, não é necessariamente ser grande mas sim melhor! E isso precisava se refletir no plano de comunicação. “ PROPUSEMOS RETIRAR O FOCO DA PRÓPRIA INSTITUIÇÃO PARA VOLTÁ-LO AO “ NOSSO ALUNO
  14. 14. VESTIBULAR DE INVERNO 2012 FILME CAMPANHA: A UTP TE LEVA LÁ. A primeira campanha de comunicação começa a tirar o foco da grandeza da instituição e começa a se voltar para os alunos e suas aspirações. A UTP passa a ser uma ferramenta para que os alunos cheguem onde desejam. MOBILIÁRIO URBANO A UTP te leva lá. Mas, para você, lá é um lugar? Ou uma data? A CAMPANHA AINDA CONTOU Lá é longe? COM ANÚNCIOS, Ou logo ali? SPOTS, FLYERS É o fim? E BLITZE Ou apenas o começo? Para chegar lá, você precisa ralar. E de uma formação de verdade. Vestibular de Inverno UTP. Inscrições abertas. PROMOCIONAIS.
  15. 15. CAMPANHA: A UTP TE LEVA LÁ. RESULTADO DO VESTIBULAR DE INVERNO 2012 Candidatos inscritos 3242 Alunos matriculados 888
  16. 16. O foco agora não era mais na Tuuiti, o que estava em jogo não era o aluno na Tuiuti e sim a UTP na vida dele, como uma parcela de sua vida. Pois a escolha cabe a ele e a nós sermos uma boa opção, que permita contribuirmos com seus sonhos e anseios, para que tenha uma vida feliz e realizada, a partir de tudo que trouxe consigo e do que pode aprender, experimentar, trocar e vivenciar durante sua jornada acadêmica conosco. Para alcançarmos estes objetivos foi preciso conceber um planejamento, “ …FOI PRECISO CONCEBER UM PLANEJAMENTO, UMA NOVA PRÁTICA NA uma nova prática na instituição que rompesse com o modelo vigente e INSTITUIÇÃO QUE avançasse para a visão que vislumbramos. Ela teria que ser verdadeira ROMPESSE COM O internamente para que pudesse ser percebida fora, para que fosse autêntica MODELO VIGENTE e não apenas discurso. E AVANÇASSE PARA A VISÃO QUE VISLUMBRAMOS. “
  17. 17. VESTIBULAR DE VERÃO 2013 CAMPANHA: NO MEU FUTURO MANDO EU. A próxima campanha de vestibular ampliou o discurso focado no indivíduo e na independência de cada um. É o próprio jovem que tem o poder de escolha e de decidir a sua vida. Mais uma vez, a UTP pode ser um caminho pra isso. Mas o valor está em ajudar cada aluno a chegar lá. FILME TOP SIGHT Às 6h o relógio me manda acordar. Depois, o cobrador me manda passar. O telefone me manda atender. Meu chefe me manda pra reunião. Meio-dia, e meu estômago me manda almoçar. 18h. O relógio me manda ir pra aula. A fome me manda jantar. O sono me manda dormir. Mas quer saber: no meu futuro mando eu. UTP. A Universidade que te leva lá. Vestibular 2013. Inscrições abertas.
  18. 18. A CAMPANHA CONTOU TAMBÉM MEMES FLYER COM ANÚNCIOS, SPOTS, FLYERS, MÍDIA EXTERIOR, AÇÕES PROMOCIONAIS E FORTE PRESENÇA DIGITAL NAS REDES SOCIAIS. ANÚNCIO METRO AÇÃO PICOLÉ
  19. 19. YOUTP A revista yoUTP é uma revista bimestral que fala com os alunos, funcionários e toda a comunidade próxima à UTP. Por meio dela, é possível difundir os valores dessa nova Universidade que está acontecendo. UTP UTP VOCÊ NA UTP Ano 1 - 1ª edição Novembro 2012 VOCÊ NA UTP Ano 2 - 2ª edição Janeiro 2013 EU FIZ UTP! Ex-alunos que já são sucesso no mercado LIGADO NO MERCADO QUE vEnham as FérIas A visão dos profissionais de diferentes áreas Lugares incríveis nos arredores de Curitiba para aproveitar as férias FORMAÇÃO COMPACTA 10 mOtiVOs pArA EsTUdar na UTP PARA O MERCADO 1 1
  20. 20. CAMPANHA: NO MEU FUTURO MANDO EU RESULTADO DO VESTIBULAR DE VERÃO 2012 2012 (9122) Candidatos inscritos 9122 (+48%) 2011 (6177) 2012 (2455) 2011 (1886) Alunos matriculados 2455 (+30%)
  21. 21. FIZEMOS UMA SÉRIE DE REFLEXÕES, FORAM NECESSÁRIAS ALGUMAS MEDIDAS E A ESTRATÉGIA PASSOU A SE BASEAR EM PRINCÍPIOS COMO: • Repensar a forma de fazer marketing e comunicação; • Abrir diferentes canais de relacionamento com nossos alunos e candidatos e estimular a interação; • Estar sempre apto a ouvir o cliente e buscar soluções; • Adotar um modelo de organização do marketing baseado em nossa cadeia de valor, envolvendo todos os stakeholders. Alunos de graduação, alunos de pós, candidatos (prospects), professores, demais colaboradores, parceiros, mídia e imprensa, familiares de alunos, formadores de opinião, comunidade em geral, todos sendo envolvidos e cada público sendo trabalhado e tendo um “gestor ou padrinho” na equipe; • Podemos ter uma operação de porte no nosso mercado (mercado local), porém mais do que sermos grandes, queremos ser melhores; • Todo o talento e esforço da insituição deve ser dedicado ao aluno, aquele que nos escolhe e confia a nós seu futuro, seus sonhos; • Devemos entender quem é nosso aluno e quem são nossos concorrentes de fato; • Sabemos que nossos alunos são trabalhadores que escolheram a educação para mudar de vida. Que é gente que quer estudar, que rala para isto. Portanto, vamos sair da discussão da classe econômica dos nossos alunos, ou seja, vamos parar de discutir apenas se são da classe A, B, C ou D. E vamos para o final do alfabeto. Temos que nos preocupar com as letras Y e Z. Este é nosso público. Precisamos entender como nos comunicarmos adequadamente com eles, como interagir, como ensinar estas gerações. Ou melhor, como apoiá-los no processo de aprendizagem;
  22. 22. • Mostrar o que temos de melhor, uma instituição que as pessoas desconhecem. E a partir destes produtos e serviços elevar os demais; • Estimular trocas de experiências entre os profissionais da instituição para promover as boas práticas; • Criar consciência da necessidade da mudança e envolver as pessoas na nova visão; • Queremos criar uma nova universidade, uma universidade de vanguarda. A Universidade Tuiuti tem em seu dna a inovação, trouxe cursos novos desde o princípio. Porém, agora o que mais importa é saber o que é vanguarda para nosso target; • Para nós, ser de vanguarda não é ter edificações modernas, mas se preocupar em estar no estado da arte da educação, é fazer cumprir a essência de nossa missão e visão; • Queremos ser vistos como a melhor opção entre as instituições que não são premium; • Queremos estar presentes, nos comunicar, não só nos momentos de captação, mas estar entre estes; • Contemporaneizar a instituição, preservar sua memória e a relação sempre próxima e aberta entre alunos e professores. Criar um lugar que estimula o aprendizado e em que as pessoas apreciam estudar; Este trabalho foi feito, corrigimos nossas impressões e ajustamos o foco. COM TUDO ISSO SENDO VIVIDO INTERNAMENTE, É HORA DE APRESENTAR ESSA NOVA UNIVERSIDADE PARA TODOS.
  23. 23. MARÇO DE 2013 ANIVERSÁRIO DE CURITIBA TODO MUNDO TEM UM MOTIVO PRA AMAR CURITIBA Mantendo a UTP em destaque mesmo fora da época de vestibular e aproximando a marca da sociedade, foi feito um vídeo em homenagem aos 320 anos de Curitiba, veiculado na internet e nos cinemas da cidade. O case, que envolveu uma forte estratégia digital, foi um grande sucesso, com feedbacks quanti e qualitativos extremamente positivos. FILME RESULTADOS NA WEB EM APENAS 3 DIAS DO VÍDEO NO AR. +10.000 visualizações 97% interações positivas 2406 curtir 1210 compartilhamentos alcance de 555.000 pessoas 124.000 perfis impactados
  24. 24. TODO MUNDO TEM UM MOTIVO PRA AMAR CURITIBA COMPARTILHAMENTOS ATÉ DOS PRINCIPAIS GOVERNANTES “ PARABÉNS, CURITIBA. 320 ANOS. “ TODO MUNDO TEM UM MOTIVO PRA AMAR CURITIBA. A CIDADE, A CHUVA, TODOS OS SENTIDOS. “ BELÍSSIMA HOMENAGEM DA UTP PARA O ANIVERSÁRIO DE 320 ANOS DA NOSSA CURITIBA. “ ÁLVARO DIAS “ GUSTAVO FRUET “ BETO RICHA
  25. 25. ABRIL DE 2013 NOVO CONCEITO O momento da UTP pedia um conceito que traduzisse pra todo mundo as mudanças e valores dessa nova universidade. “Formação em essência” mostrava a preocupação da instituição com a formação profissional e de cidadão do aluno, porém era de difícil assimilação. E assim, o conceito evoluiu junto com a UTP.
  26. 26. Para uma universidade ser relevante e transformadora, ela deve ir muito além de prédios, cursos e diplomas.
  27. 27. Ela deve ser feita de gente e de ideias. Ela deve manter vivo o propósito essencial de formar uma sociedade mais preparada para desafios. Para ser diferente. Para pensar diferente.
  28. 28. Uma universidade que quer ser imprescindível deve utilizar o conhecimento - produto de suas salas e corredores - para gerar novas atitudes em jovens e adultos.
  29. 29. Que querem ser alguém: querem ser bem mais que coadjuvantes. Uma geração de pessoas que já não responderia mais “o que você quer ser quando crescer” com “engenheiro” ou “advogado”, mas que deseja usar suas profissões como ferramentas para ser melhor e ser mais feliz.
  30. 30. Gente nova que tem ambições de saber, de trocar conhecimentos e que conta com uma universidade realmente pronta para ser mais. Cada dia mais.
  31. 31. Para SER sonhador. Para SER melhor. Para SER realizador. Para SER diferente. Para SER transformador. Para SER a moda. Para SER feliz. Para SER relevante. PARA SER, UTP.
  32. 32. VESTIBULAR DE INVERNO 2013 FILME FUTURO CAMPANHA: PARA SER Além de divulgar o vestibular, a campanha lança o novo conceito e traz a público um posicionamento inédito pra uma instituição de ensino superior: onde ser feliz, ser solidário, ser sonhador vale mais do que ter um canudo e onde a Universidade só tem importância se for realmente transformadora na sociedade e na vida de cada um. FILME UNIVERSIDADE Lá na frente, você vai descobrir que aquele carro importado não importa tanto. Que dinheiro é uma equação direta entre tempo e trabalho. Que você ainda vai mudar muito de opinião. E que importante mesmo foi quem te estimulou a ser solidário, ser sonhador, ser feliz. Vestibular de Inverno 2013. Para ser, UTP. Para uma universidade ser transformadora, ela deve ir muito além de prédios e diplomas. Deve ser feita de gente que a cada dia tem uma nova ideia. Que já não vai responder “o que você quer ser quando crescer?” com “esse emprego” ou “aquele”. Mas que deseja usar sua profissão como ferramenta para ser melhor, ser realizado, ser feliz. Vestibular de Inverno 2013. Para ser, UTP
  33. 33. A CAMPANHA ADESIVOS CONTOU TAMBÉM ANÚNCIO COM ANÚNCIOS, SPOTS, FLYERS. MÍDIA EXTERIOR, ADESIVOS CAMISETA AÇÕES PROMOCIONAIS, ALÉM DE PEÇAS DIGITAIS E A REVISTA YOUTP. FAIXA SINALEIRO TOP SIGHT FLYER Sabe aquela sensação de que até agora você não fez nada com a sua vida e o tempo está correndo? A gente é tão bombardeado pela ideia de “ser alguém” que esquecemos que já somos. Pressão de todos os lados para enriquecer, trabalhar muito, deixar para trás velhos sonhos. O “ter” passando por cima do “ser”. Do ser humano, inclusive. E é justamente ser diferente que vai fazer com que a gente possa ser melhor e, especialmente, ser feliz. O que você acha de ser um divulgador dessa ideia colando esse adesivo? AF-FlyerInstitucionalUTP15x21.indd 1 4/15/13 6:38 PM
  34. 34. CAMPANHA: PARA SER RESULTADO DO VESTIBULAR DE INVERNO 2013 2013 (4261) Candidatos inscritos 4261 (+31%) 2012 (3242) 2013 (959) 2012 (888) Alunos matriculados 959 (+8%)
  35. 35. ATUALMENTE VESTIBULAR DE VERÃO 2014 FILME TER OU SER CAMPANHA: SER > TER Fortalecendo ainda mais o valor do ser para a UTP, o posicionamento da comunicação atual assume que ser é maior que ter. Ter é importante, mas é apenas consequência do ser. FILME VERSUS Ter um emprego ou ser realizado? Ter poder ou ser admirado? Ter status ou ser feliz? Para ser, UTP. Vestibular 2014 Inscrições abertas
  36. 36. A CAMPANHA AINDA OUTDOORS POSSUI ANÚNCIOS, MÍDIA EXTERIOR, AÇÕES PROMOCIONAIS, SPOTS, ELEMÍDIA E DIVERSAS OUTRAS PEÇAS QUE SERÃO VEICULADAS ATÉ JANEIRO. ELEMÍDIA CAMISETAS
  37. 37. A VELHA TUIUTI FICOU PRA TRÁS. A NOVA UTP ESTÁ GANHANDO AS RUAS E AS MENTES DAS PESSOAS. OS RESULTADOS DOS VESTIBULARES CRESCEM CADA VEZ MAIS, RETOMANDO SHARE DE INSCRITOS E MATRICULADOS. MAIS QUE VOLTAR AO SEU LUGAR, A UTP ESTÁ CONSTRUINDO UM NOVO CAMINHO, UMA NOVA HISTÓRIA E UM FUTURO BASEADO EM VALORES SÓLIDOS E MODERNOS, TRADUZIDOS POR ESTRATÉGIAS DE MARKETING PARA ELA SER MAIS FORTE, PARA SER MAIS CONHECIDA, PARA SER CADA VEZ MELHOR. PARA SER, UTP. Afranio Custodio Jr Diretor de Marketing da UTP

×