Extreme Programming

354 visualizações

Publicada em

Programação extrema (do inglês eXtreme Programming), ou simplesmente XP, é uma metodologia ágil para equipes pequenas e médias e que irão desenvolver software com requisitos vagos e em constante mudança. Para isso, adota a estratégia de constante acompanhamento e realização de vários pequenos ajustes durante o desenvolvimento de software.

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Extreme Programming

  1. 1. Extreme Programming Tiago R. Sampaio www.trsampaio.com
  2. 2. História  É um conceito novo.  O primeiro projeto utilizando Extreme Programming foi iniciado dia 6 de março de 1996.  Já se provou bem sucedido em várias companhias de todos os tamanhos e indústrias ao redor do mundo.  Mas... Como surgiu?
  3. 3. Como surgiu?  Em 1996, Kent Beck foi chamado na empresa Chrysler para analisar o desempenho de projeto do C3 (Chrysler Comprehensive Compensation System – Sistema de Compensação Abrangente da Chrysler).
  4. 4. Como surgiu?  O sistema era nada menos que o controle da folha de pagamento de aproximadamente 86 mil funcionários e o objetivo do projeto era unificar os quatro sistemas de software legado diferentes que estavam sendo usados há vinte anos.
  5. 5. Como surgiu?  Foram três dias até Beck analisar todo o projeto para apresentar as seguintes opções para o CIO (Chief Information Officer) da Chrysler: 1-Deixar da forma que estava; 2-Demitir todos os funcionários e cancelar o projeto e; 3-Conceder uma semana de folga e começar o projeto do zero.  A Chrysler optou pela alternativa 3 e contratou Beck para ser responsável pelo projeto.
  6. 6. Como surgiu?  Depois de entrevistar várias pessoas e orientá-las no que deveriam trabalhar, Beck tinha esquematizado e nomeado as práticas básicas do XP. Os trabalhos começaram em março de 1996 e terminaram em maio de 1997, e mesmo com atraso de 2 meses por causa de mudanças de última hora nas funcionalidades do sistema, o lançamento foi um enorme sucesso.
  7. 7. Valores  Comunicação  Simplicidade  Feedback  Coragem  Respeito
  8. 8. Boas práticas do XP  O Cliente Presente  Estórias  Jogo do Planejamento  Programação em Par  Reuniões em Pé (rápidas)  Desenvolvimento guiado por testes  Testes de Aceitação  Refactoring
  9. 9. Boas práticas do XP  Código Coletivo  Padrões de Código  Simplicidade de Design  Metáforas  Ritmo Sustentável  Integração Contínua  Releases Curtos
  10. 10. Práticas
  11. 11. Planejamento
  12. 12. Processo

×