Apresentação sit1 vol2 1ªsérie em

359 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
82
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação sit1 vol2 1ªsérie em

  1. 1. OS FLUXOS MIGRATÓRIOSNesta situação de aprendizagem trabalharemosprincipalmente com dados dos enormes fluxos deimigrantes japoneses que aportaram em nossopaís em fins do séc. XIX e início do XX;Ainda compreenderemos os principais motivosdestas movimentações;E como, segundo alguns pesquisadores, asdistâncias se encurtaram;Então vamos a alguns dados, anotem aí:
  2. 2. - Atualmente o Brasil é o país que tem a maiorcomunidade japonesa, são cerca de 1.500.000 pessoasentre japoneses e seus descendentes;- Isso é resultado de uma onda imigratóriaproporcionada pelo Tratado de Amizade, Comércio eNavegação Brasil-Japão, assinado em 05/11/1895;- De 1908 a 1941, migraram para o Brasil 188.986japoneses. Esse fluxo foi interrompido pela SegundaGuerra Mundial e retomado nos anos 1950, quandovieram mais 53.555 imigrantes.
  3. 3. - Uma viagem de navio da Europa para o Brasil duravacerca de 30 dias, com relação ao Japão a duração dopercurso praticamente dobrava, tendo em vista que omesmo se distancia do Brasil em aproximadamente18.500km;- O primeiro navio a trazer imigrantes japoneses aoBrasil foi o famoso “Kasato Maru” e demorou 52 diaspara aportar em Santos;- Se comparado aos navios de hoje, podemos dizer queeste era bem lento;
  4. 4. - Segundo dados de alguns imigrantes: “As famíliacostumavam vir para o Brasil no que eles chamavam de‘3 enxadas’.” E o que é isso?- Muitos eram enganados em sua terra natalacreditando que iriam ganhar fortunas no Brasil;- Em nossa região tivemos diversas colônias (bairros)que abrigaram comunidades nipônicas:# Bastos# Tupã# Lucélia# Valparaíso# Flórida Paulista, etc
  5. 5. - Hoje a situação se inverte, milhares de brasileirosdeixam sua terra natal e vão “tentar a vida” noJapão, são os chamados dekasseguis;- E hoje qual será o tempo de duração de uma viagematé Japão?- Em geral dura cerca de 24 horas de avião, nessesentido, muitos pesquisadores apontam para o fato deque as distâncias se encurtaram;- Na verdade nenhuma distância foiencurtada, tivemos altíssimos avanços no setor detransportes, facilitando assim as viagens e osfluxos;
  6. 6. - Observem o mapa
  7. 7. -Podemos concluir algumas coisas a respeito dele:* No momento EUA (bem a frente de todos), EuropaOcidental e Golfo Pérsico recebem os principais fluxos;* Os principais fluxos, como os do México e da AméricaCentral para os EUA, possuem direção sul para norte;* Há fluxos também do Sudeste Asiático para os EUA, daÁfrica para a Europa e assim por diante;*Essa evidência indica fluxos do sul para o norte, que naverdade expressam fluxos dos países pobres para ospaíses ricos;
  8. 8. * A maior mobilidade dada pelas novas condiçõesespaciais gera outros fluxos inusitados, algunstemporários, como da Índia para Dubai (grande cidade naentrada do Golfo Pérsico);* Embora tenhamos ouvido a história de que o Brasil éum país formado por imigrantes, considerando a segundametade do século XX, deixamos de estar envolvidos demodo importante no conjunto das correntes migratóriasinternacionais;
  9. 9. * As principais movimentações de sul para o norte, que drenam amaioria dos imigrantes (normalmente em busca de melhorescondições econômicas) são:-Refugiados do Norte da África para a França, em função das açõesdo Magreb (grupo ligado à rede terrorista islâmica liderada pelosaudita Osama bin Laden, na região de Cabília - cidade 70 km aleste de Argel, a capital da Argélia, na África); (3 a 5,5 milhões)-Antigo império das Índias para a Inglaterra; (1 a 3 milhões)-Turquia para Alemanha; (3 a 5,5 milhões)-Europa do Leste envia imigrantes, mas também os recebe; (1 a 5,5milhões)-Índia e Paquistão países petroleiros do Oriente Médio; (5,5 a 7,5milhões)- América do Sul e Central para os EUA. (5,5 a 10,3 milhões)

×