Ishikawa

1.333 visualizações

Publicada em

Kaoru Ishikawa

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ishikawa

  1. 1. Universidade de Caxias do Sul Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Curso de Engenharia de Produção PRO0209 - Gestão pela Qualidade Kaoru Ishikawa Tiago Longhi Marcelo Cavalheiro
  2. 2. Biografia  1915: Nasce em Tóquio, Japão.  1939: Termina o seu curso de Engenharia em Química Aplicada na Universidade de Tóquio.  1939 – 1941: O seu primeiro emprego como Técnico Naval.  1941 – 1947: Trabalhou na Nissan Combustíveis Líquidos.
  3. 3. Biografia 1947: É Contratado como professor assistente na Universidade de Tóquio.  1960: Termina seu Doutorado e é promovido a professor na Universidade de Tóquio  1962: Introduz, pela primeira vez, o conceito de Círculos de Qualidade.  1982: Nasce Oficialmente o Diagrama de Ishikawa.
  4. 4. Diagrama de Ishikawa Conceito Básico O Diagrama de Ishikawa , também conhecido como "Diagrama de Causa e Efeito" ou "Espinha-de-peixe", é uma ferramenta gráfica utilizada pela administração para o Gerenciamento e o Controle de Qualidade (CQ) em processos diversos de manipulação das fórmulas. Os diagramas de Ishikawa são úteis como ferramentas sistemáticas para encontrar, classificar e documentar as causas da variação da qualidade na produção e organizar a relação mútua entre eles.
  5. 5. Diagrama de Ishikawa Conceito Básico
  6. 6. Diagrama de Ishikawa Conceito Básico Este sistema permite estruturar hierarquicamente as causas de determinado problema ou oportunidade de melhoria, bem como seus efeitos sobre a qualidade dos produtos. Permite também estruturar qualquer sistema que necessite de resposta de forma gráfica e sintética(melhor visualização).
  7. 7. Diagrama de Ishikawa Estrutura
  8. 8. Diagrama de Ishikawa Etapas da Análise 1. Definir o efeito 2. Gerar Idéias 3. Identificar a(s) principal(is) Categoria(s) 4. Avaliar as Idéias 5. Projetar a folha para a coleta de dados
  9. 9. Diagrama de Ishikawa Exemplo Um diagrama de causa e efeito para os altos índices de reprovação de alunos. Se uma grande quantidade de alunos está reprovando em alguma matéria, deve-se, antes da escola tomar qualquer ação, identificar a causa deste problema.
  10. 10. Diagrama de Ishikawa Exemplo
  11. 11. Diagrama de Ishikawa Razões e Benefícios Razões Para identificar as informações a respeito das causas do seu problema. Para organizar e documentar as causas potenciais de um efeito ou característica de qualidade. Para indicar o relacionamento de cada causa e sub-causa as demais e ao efeito ou característica de qualidade. Reduzir a tendência de procurar uma causa "Verdadeira", em prejuízo do desconhecido ou esquecimento de outras causas potenciais.
  12. 12. Diagrama de Ishikawa Razões e Benefícios Benefícios Ajuda a enfocar o aperfeiçoamento do processo Registra visualmente as causas potenciais que podem ser revistas e atualizadas. Provê urna estrutura para o brainstorming. Envolve todos.
  13. 13. Diagrama de Ishikawa Pontos Fortes e Fracos Pontos Fortes É uma boa ferramenta de levantamento de direcionadores. É uma boa ferramenta de comunicação. Estabelece a relação entre o efeito e suas causas. Possibilita um detalhamento das causas.
  14. 14. Diagrama de Ishikawa Pontos Fortes e Fracos Pontos Fracos Não apresenta os eventuais relacionamentos entre as diferentes causas. Não focaliza necessariamente as causas que devem efetivamente ser atacadas.
  15. 15. Bibliografia ISHIKAWA, Kaoru. Controle de Qualidade Total. 6. ed. Rio de Janeiro, Campus Editora, 1998. CERQUEIRA, Jorge P. A Metodologia de Análise e Solução de Problemas. 2 ed. São Paulo, Pioneira Editora, 1997. www.carcasa.com.br – 04/05/10 www.ebah.com.br/ferramentas-qualidade-doc-a9681.html - 08/05/10 www.numa.org.br/transmeth/ferramentas/ffishikawa.htm - 04/05/10 www.12manage.com/methods_ishikawa_cause_effect_diagra m_pt.html - 05/05/10 www.esalq.usp.br/qualidade/ishikawa/pag1.htm - 08/05/10

×