SEDAC – STUDIM ECLESIÁSTICO DOM AQUINO CORREIA
1° Semestre De Filosofia - 2013
Historia da Filosofia Antiga
3. A questão da evolução dos escritos e da

reconstrução do pensamento de Aristóteles
Os Métodos de leitura das obras de
A...
Ele acreditou poder construir a parábola evolutiva da seguinte forma:

1. Adere ao platonismo.
2. Critica o platonismo e ...
Porque ao passar pouco a pouco pela
mão de diversos estudiosos apresentou
resultados diferentes alcançados por
Jaeger, e a...
 Portanto, as obras de Aristóteles que hoje
lemos
teriam
nascido
de
sucessivas
estratificações, ou seja, não possuindo
un...
4. O relacionamento entre os Filósofos

Platão

Aristóteles
“ ARISTOTELES FOI O MAIS GENUINO DOS DISCIPULOS DE
PLATÃO” ( Diógenes Laércio)

No sentido de que Aristóteles não repetia ...
As divergências de fundo entre os 2 filósofos.

1°

Raízes órficas

Nas obras esotéricas, ele deixou de
lado o componente ...
2°

Platão interessava pelas
ciências matemáticas, mas
não das ciências empírica
(exceto a medicina).
Aristóteles se inter...
3°

Ironia
Maiêutica

Socrática
Criando um
discurso
aberto

Força Poética

E um filosofar
incessante
Oposto ao espírito cientifico de Aristóteles, pois o
filósofo faz uma sistematização orgânica estável e fixa dos
seus estu...
Referencias :
Livro: Historia Da Filosofia Antiga - Giovanni Reale & Dario
Antisieri
Apostilha: Historia Da Filosofia Anti...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Historia da filosofia antiga - Platão - Aristóteles

434 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
434
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia da filosofia antiga - Platão - Aristóteles

  1. 1. SEDAC – STUDIM ECLESIÁSTICO DOM AQUINO CORREIA 1° Semestre De Filosofia - 2013 Historia da Filosofia Antiga
  2. 2. 3. A questão da evolução dos escritos e da reconstrução do pensamento de Aristóteles Os Métodos de leitura das obras de Aristóteles Até o inicio do séc. xx o método utilizado era o sistematico-unitario Método histórico-genético Reconstrução da Parábola Evolutiva 1920 Contestado e julgado como anti-histórico Criado por Werner Jaeger Que teve diversas fases, tornado-se as obras contraditórias.
  3. 3. Ele acreditou poder construir a parábola evolutiva da seguinte forma: 1. Adere ao platonismo. 2. Critica o platonismo e as ideias transcendente. 3. Posiciona na metafísica com interesse pela matéria. 4. E por fim a uma posição de desiterese pela metafísica e um acentuado interesse pelas ciências empíricas.  No entanto este método histórico-genérico após algumas décadas de sucessos , exauriu-se depois de meio século. PORQUÊ?
  4. 4. Porque ao passar pouco a pouco pela mão de diversos estudiosos apresentou resultados diferentes alcançados por Jaeger, e até mesmo contrário a ele. Mesmo lendo sem prevenções as obras de Aristóteles elas revelam de fundo uma unidade filosófica.
  5. 5.  Portanto, as obras de Aristóteles que hoje lemos teriam nascido de sucessivas estratificações, ou seja, não possuindo unidade literária e homogeneidade filosófica e doutrinaria.  Os estudiosos não acreditam mais na possibilidade de reconstruir “parábolas evolutivas” e em ambos métodos. Enfim eles aconselham os leitores a lerem e estudar as obras sem se preocupar com uma unidade literária.
  6. 6. 4. O relacionamento entre os Filósofos Platão Aristóteles
  7. 7. “ ARISTOTELES FOI O MAIS GENUINO DOS DISCIPULOS DE PLATÃO” ( Diógenes Laércio) No sentido de que Aristóteles não repetia as teoria de Platão, mas procurava superá-la indo além do mestre, porém, tendo a fidelidade ao espírito do mestre.
  8. 8. As divergências de fundo entre os 2 filósofos. 1° Raízes órficas Nas obras esotéricas, ele deixou de lado o componente misticoreligioso-escatoligico, presente nas obras de Platão.
  9. 9. 2° Platão interessava pelas ciências matemáticas, mas não das ciências empírica (exceto a medicina). Aristóteles se interessava pela maioria das ciências empíricas e (pouco gosto pela matemática).
  10. 10. 3° Ironia Maiêutica Socrática Criando um discurso aberto Força Poética E um filosofar incessante
  11. 11. Oposto ao espírito cientifico de Aristóteles, pois o filósofo faz uma sistematização orgânica estável e fixa dos seus estudos de filosofia e das ciências naturais. 
  12. 12. Referencias : Livro: Historia Da Filosofia Antiga - Giovanni Reale & Dario Antisieri Apostilha: Historia Da Filosofia Antiga Site : http://www.ambito-juridico.com.br

×