Museu Guerra Colonial

2.303 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.697
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Museu Guerra Colonial

  1. 1. © J. M. Lages
  2. 2. Guerra colonial, uma história por contar!© J. M. Lages
  3. 3. 1. Portugal Continental, Insular e Ultramarino© J. M. Lages
  4. 4. 2. Embarque Através de imagens, documentos e objetos dá-se a conhecer a envolvência do embarque, os meios de transporte e as condições vividas nas viagens até ao destino reservado a cada militar.© J. M. Lages
  5. 5. 3. Dia a dia Retratam-se os momentos da não operacionalidade: os convívios, o tratar da higiene e das roupas, a caça, os passatempos e os momentos de desporto. Retratam-se os momentos da não operacionalidade: os convívios, o tratar da higiene e das roupas, a caça, os passatempos e os momentos de desporto.© J. M. Lages
  6. 6. 4. Operações Militares A operacionalidade: situações de guerra, obstáculos, contextos geográficos, os meios de transporte e apoios utilizados e o armamento.© J. M. Lages
  7. 7. 5. Nativos O relacionamento com as populações e a curiosidade pelas suas culturas. Aqui podem ser observadas fotografias que retratam todos estes aspetos.© J. M. Lages
  8. 8. 6. Ação Social e Psicológica Observam-se apoios às populações ao nível do ensino básico, construções diversas e no apoio médico. Dá-se a conhecer as comunicações murais entre militares e os panfletos de acção psicológica do exército português para os movimentos de libertação e as populações e dos movimentos de libertação para as tropas portuguesas e populações.© J. M. Lages
  9. 9. 7. Religiosidade As influências da igreja e do capelão militar no contexto de guerra bem como a cultura e as crenças religiosas de cada combatente.© J. M. Lages
  10. 10. 8. Horrores da guerra Memórias fotográficas e iconográficas.© J. M. Lages
  11. 11. 9. Ferimentos de guerra Formas de comunicação com a família. Hospitais e centros de recuperação militar na metrópole e no estrangeiro.© J. M. Lages
  12. 12. 10. Morte Formas de comunicação com a família. O impacto das linguagens. O processo de morte.© J. M. Lages
  13. 13. 10. Morte Formas de comunicação com a família. O impacto das linguagens. O processo de morte.© J. M. Lages
  14. 14. 11. Correspondência e Madrinhas de Guerra Os postais, as cartas, os aerogramas.© J. M. Lages
  15. 15. 13. Consequências da Guerra Colonial A ADFA - Associação dos Deficientes das Forças Armadas. O Anexo Militar. O stress de guerra.© J. M. Lages
  16. 16. Todas estas imagens pertencem ao passado de todos os combatentes! Marcaram a vida e o futuro de uma geração!© J. M. Lages
  17. 17. Este MUSEU pretende ser o teu passado, a tua vida e a tua voz. Queremos transmitir a TODOS mas, especialmente às ATUAIS GERAÇÕES, Aquilo a que chamamos:© J. M. Lages
  18. 18. Projeto Pedagógico do Museu O itinerário do combatente português na Guerra colonial.© J. M. Lages
  19. 19. Abre o teu BAÚ da GUERRA! Doa ou cede tudo o que tens de “valor estimativo ou recordações” ao MUSEU!© J. M. Lages
  20. 20. “O Baú da Guerra” Fonte importantíssima para o estudo do combatente português na guerra colonial, preservando, recuperando, ordenando e estudando documentos tais como: - processos de morte e de ferido; - correspondência, diários pessoais e de companhia; - documentos de ação social e psicológica, relatos e processos confidenciais; - objetos de arte; - fotografias; - objetos religiosos; - bibliografia e documentos vários.© J. M. Lages
  21. 21. Dá o teu contributo! Ajuda a fazer a História recente do nosso país!© J. M. Lages
  22. 22. Conclusão Este Museu é e será a memória de um período da nossa história recente que devemos: conhecer, divulgar, respeitar, para compreender e valorizar a geração de jovens portugueses que se sacrificaram e morreram pela Pátria.© J. M. Lages

×