Sua utilização se faz presente na grafia de nomes
próprios, tais como Yara, Kátia, entre outros, como
também para especifi...
OBS: Essa regra é válida somente para palavras paroxítonas.
Assim, continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas (acento...
ANTES
Crêem
Lêem
Dêem
Vêem
Prevêem
Enjôo
Vôos
Creem
Leem
Deem
Veem
Preveem
Enjoo
Voos
D
E
P
O
I
S
ATENÇÃO: Permanece o ace...
Usa-se o do Hífen
1. Palavras compostas que não apresentam elementos de ligação; (guarda-chuva, arco-íris)
2. Usa-se o híf...
Agüentar
Argüir
Bilíngüe
Cinqüenta
Delinqüente
Eloqüente
Ensangüentado
Eqüestre
Freqüente
DEPOIS
Aguentar
Arguir
Bilíngue
...
Contato: thomaz_iasd@hotmail.com
Nova Ortográfia
Nova Ortográfia
Nova Ortográfia
Nova Ortográfia
Nova Ortográfia
Nova Ortográfia
Nova Ortográfia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nova Ortográfia

323 visualizações

Publicada em

A Reforma Ortográfica de 1990, que atinge apenas 2% da escrita, deixa praticamente intactas as regras de acentuação gráfica, mas suprime o trema, simplifica as regras do hífen, entre outros. Este trabalho irá falar sobre as mudanças ocorridas com a Língua Portuguesa.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
323
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nova Ortográfia

  1. 1. Sua utilização se faz presente na grafia de nomes próprios, tais como Yara, Kátia, entre outros, como também para especificarmos unidades de medida como Kg, Km, Watts.
  2. 2. OBS: Essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas (acento tônico na última sílaba) e os monossílabos tônicos terminados em éis e ói(s). ANTES Alcatéia Al – ca – téi - a Andróide An – drói - de Bóia Bói - a DEPOIS Alcateia Al – ca – tei - a Androide An – droi - de Boia Boi - a Papéis Pa - péis Herói He - rói Sóis SóisEXEMPLO
  3. 3. ANTES Crêem Lêem Dêem Vêem Prevêem Enjôo Vôos Creem Leem Deem Veem Preveem Enjoo Voos D E P O I S ATENÇÃO: Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3a pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3a pessoa do
  4. 4. Usa-se o do Hífen 1. Palavras compostas que não apresentam elementos de ligação; (guarda-chuva, arco-íris) 2. Usa-se o hífen em compostos que têm palavras iguais ou quase iguais, sem elementos de ligação; (blá-blá-blá, zum- zum) 3. Usa-se o hífen nos compostos entre cujos elementos há o emprego do apóstrofo; (gota-d'água, pé-d'água) 4. Usa-se o hífen nas palavras compostas derivadas de topônimos; (Belo Horizonte - belo-horizontino) 5. Usa-se o hífen nos compostos que designam espécies animais e botânicas; (bem-te-vi, peixe-espada) 6. Usa-se o hífen diante de palavra iniciada por H; (sobre-humano) 7. Usa-se o hífen se o prefixo terminar com a mesma letra que se inicia a outra palavra; (micro-ondas) 8. Usa-se o hífen com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice; (ex-diretor, recém-casado, vice- presidente) 9. Usa-se o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares. (ponte Rio-Niterói, eixo Rio-São Paulo) Não Usa-se o Hífen 1. Não se usa o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição; (girassol, mandachuva) 2. Não se usa o hífen em compostos que apresentam elementos de ligação; (pé de moleque, pé de vento) 3. não se usa o hífen, quando os compostos que designam espécies botânicas e zoológicas são empregados fora de seu sentido original; 4. Não se usa o hífen se o prefixo terminar com letra diferente daquela com que se inicia a outra palavra; (autoescola) 5. Não se usa o hífen na formação de palavras com não e quase. (não agressão, quase delito)
  5. 5. Agüentar Argüir Bilíngüe Cinqüenta Delinqüente Eloqüente Ensangüentado Eqüestre Freqüente DEPOIS Aguentar Arguir Bilíngue Cinquenta Delinquente Eloquente Ensanguentado Equestre Frequente ASPECTOS POSITIVOS ASPECTOS NEGATIVOS 1. Todos que já possuem interiorizadas as normas gramaticais, terão de aprender as novas regras; 2. Surgimento de dúvidas; 3. Adaptação de documentos e publicações. 1. Redução dos custos de produção e adaptação de livros; 2. Facilitação na aprendizagem da língua pelos estrangeiros; 3. Simplificação de algumas regras ortográficas.
  6. 6. Contato: thomaz_iasd@hotmail.com

×