SEPRAÇÃO DE MATERIAIS Professor Édio Mazera – Quimica Equipe 6: Bruna Aparecida Pereira, Daniel Boso, Iraciele Dias, Vanes...
Introdução <ul><li>O Texto irá tratar da cromatografia, como acontece a separação, vantagens e desvantagens. A história de...
Cromatografia <ul><li>A cromatografia envolve uma série de processos de separação de misturas. A cromatografia acontece pe...
Vantagem e Desvantagem da Cromatografia <ul><li>Vantagem </li></ul><ul><li>•  Cromatografia é útil por conseguir separar s...
História da Cromatografia <ul><li>Foi o botânico russo, Mikhail Semyonovich Tswet que inventou a primeira técnica cromatog...
Cromatografia de Papel <ul><li>Ou PC, do inglês &quot; É uma técnica de adsorção, utiliza um líquido e um sólido. Ocorre a...
Cromatografia de Papel
Cromatografia de Coluna <ul><li>A cromatografia em coluna é uma técnica de partição entre duas fases, sólida e líquida, ba...
Cromatografia em Coluna
Cromatografia Gasosa <ul><li>A cromatografia gasosa é uma técnica que permite a separação de substâncias voláteis arrastad...
Cromatografia Gasosa
Conclusao <ul><li>Vimos Anteriormente que a cromatografia surgiu quando Mikhail inventou a primeira técnica através de uma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho de quimica

5.103 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de quimica

  1. 1. SEPRAÇÃO DE MATERIAIS Professor Édio Mazera – Quimica Equipe 6: Bruna Aparecida Pereira, Daniel Boso, Iraciele Dias, Vanessa Aparecida Muller. Tema: Cromatografia de Papel, de Coluna, Gasosa. ANO 2011
  2. 2. Introdução <ul><li>O Texto irá tratar da cromatografia, como acontece a separação, vantagens e desvantagens. A história dela irá explicar com o botânico russo Mikhail descobriu a cromatografia, e ele descreveu o método no congresso de médicos e naturalistas em São Petersburgo. Mikhail usou o termo cromatografia pela primeira vez quando fez uma publicação em um jornal botânico. Irá mostrar também a Cromatografia de papel, de coluna e gasosa; falará oque ela é, e irá mostrar uma imagem. </li></ul>
  3. 3. Cromatografia <ul><li>A cromatografia envolve uma série de processos de separação de misturas. A cromatografia acontece pela passagem de uma mistura através de duas fases: uma estacionária e outra móvel. A grande variabilidade de combinações entre a fase móvel e estacionária faz com que a cromatografia tenha uma série de técnicas diferenciadas. A cromatografia é preliminarmente uma ferramenta analítica para a separação de misturas, combinada com análises qualitativas e quantitativas das substâncias separadas. É uma poderosa e muito usada técnica de separação dos componentes de uma amostra. </li></ul>
  4. 4. Vantagem e Desvantagem da Cromatografia <ul><li>Vantagem </li></ul><ul><li>• Cromatografia é útil por conseguir separar substâncias relativamente similares, como heptanol e hexanol (só um exemplo), cujas moléculas se comportem mais ou menos parecido. </li></ul><ul><li>• E é um processo versátil, que pode ser utilizado para misturas gasosas, misturas de sólidos solúveis em solventes apolares e/ou solventes polares. </li></ul><ul><li>Desvantagem </li></ul><ul><li>• Exige um equipamento mais ou menos caro, se você quiser realizar a recuperação do material. </li></ul>
  5. 5. História da Cromatografia <ul><li>Foi o botânico russo, Mikhail Semyonovich Tswet que inventou a primeira técnica cromatografica em 1900 durante suas pesquisas sobre a clorofila. Ele usou uma coluna de absorção líquida contendo carbonato de cálcio para separar pigmentos de folhas de plantas. O método foi descrito em 30 de dezembro de 1901 no 11º Congresso de Médicos e Naturalistas em Sáo Petersburgo. A primeira publicação feita foi em 1903. Ele usou pela primeira vez o termo cromatografia em uma publicação em 1906 no jornal de botânica alemão, Berichte der Deutschen Botanischen Gesellschaft. Em 1907 ele demonstrou sua cromatografia para a Sociedade Botânica Alemã. Em 1952, Archer John Porter Martin e Richard Laurence Millington Synge ganharam o Prêmio Nobel de Química pela invenção da cromatografia de partição. Desde então, a tecnologia tem avançado rapidamente. </li></ul>
  6. 6. Cromatografia de Papel <ul><li>Ou PC, do inglês &quot; É uma técnica de adsorção, utiliza um líquido e um sólido. Ocorre a retenção das substâncias devido a absorção sofrida na superfície da fase estacionária. Utiliza-se papel normal ou papel de filtro como fase estacionária. </li></ul><ul><li>Exemplificando: a mistura é aplicada no papel, a placa de vidro é colocada em um cuba contendo a fase móvel. Esta fase móvel (solvente) sobe por capilaridade e arrasta a substância menos adsorvida separando-a das substâncias mais adsorvidas. Como a maioria das substâncias separadas são incolores, utiliza-se um revelador. As manchas podem ser reveladas por meio de luz UV, vapores de iodo, soluções de cloreto férrico e tiocianoferrato de potássio, fluorescências, radioatividade, etc. </li></ul>
  7. 7. Cromatografia de Papel
  8. 8. Cromatografia de Coluna <ul><li>A cromatografia em coluna é uma técnica de partição entre duas fases, sólida e líquida, baseada na capacidade de adsorção e solubilidade. O sólido deve ser um material insolúvel na fase líquida associada, sendo que os mais utilizados são a sílica gel (SiO2) e alumina, geralmente na forma de pó. A mistura a ser separada é colocada na coluna com um eluente menos polar e vai-se aumentando gradativamente a polaridade do eluente e conseqüentemente o seu poder de arraste de substâncias mais polares. Uma seqüência de eluentes normalmente utilizada é a seguinte: éter de petróleo, hexano, éter etílico, tetracloreto de carbono, acetato de etila, etanol, metanol, água e ácido acético. </li></ul><ul><li>           O fluxo de solvente deve ser contínuo. Os diferentes componentes da mistura mover-se-ão com velocidade distintas dependendo de sua afinidade relativa pelo adsorvente (grupos polares interagem melhor com o adsorvente) e também pelo eluente.             </li></ul>
  9. 9. Cromatografia em Coluna
  10. 10. Cromatografia Gasosa <ul><li>A cromatografia gasosa é uma técnica que permite a separação de substâncias voláteis arrastadas por um gás através de uma fase estacionária. A fase estacionária pode ser um sólido ou um líquido que propicia a distribuição dos componentes da mistura entre as duas fases através de processos físicos e químicos, tais como a adsorção, diferenças de solubilidades, volatilidades ou partilha. Como fase móvel é utilizado um gás, denominado gás de arraste , que transporta a amostra através da coluna cromatográfica até ao detector onde os componentes separados são detectados. Os gases mais utilizados são o hidrogénio, azoto, hélio e árgon. </li></ul>
  11. 11. Cromatografia Gasosa
  12. 12. Conclusao <ul><li>Vimos Anteriormente que a cromatografia surgiu quando Mikhail inventou a primeira técnica através de uma pesquisa sobre a clorofila, quando ele utilizou uma coluna de absorção liquida e também que Archer John Porter, e Richard Laurence ganharam o prêmio Nobel de química pela invenção da cromatografia em 1952. Vimos também três tipos de cromatografia e uma imagem de um experimento de cada uma. </li></ul>

×