Interface Pixel a Pixel v2

4.673 visualizações

Publicada em

Lidar com pessoas não é algo fácil, algumas pessoas tem o dom e o treinamento pra isso, como pessoal que trabalha com vendas e tudo mais, porém uma interface é o canal direto que temos para o sistema, a lógica, lidar com o nosso usuário, aquele pelo qual tanto almejamos a atenção e que ele complete a tarefa a qual queremos que ele desenvolva dentro do nosso aplicativo.

Neste contexto vamos abordar alguns assuntos pontuais para nos ajudar e não bater a cabeça na fase de projeto e MVP (Minimum Viable Product) de um app.

Boas Práticas de interface, usuário e experiência

Evite Splashscreen
Com o intuito de dar passar ao usuário a experiência de que o aplicativo realmente está em carregamento, a splashscreen serve como uma porta fechada onde o usuário está esperando você "arrumar a bagunça" para depois abrir ela. Para melhorar esta experiência, as guidelines já introduzem uma boa prática de você utilizar uma imagem com a estrutura do seu layout como splashscreen, exemplo: Facebook, Vine, Path.

Ofereça algo antes de pedir
Antes de pedir ao usuário um cadastro/login ou acesso a recurso do device, ofereça alguma coisa, seu app não pode ser totalmente dependente destes recursos, senão terá grandes chances de o usuário desistir de utilizá-lo (conquiste-o afinal, não é fácil lidar com pessoas);

Contexto
Mostre ao usuário somente o que ele precisa ver naquela tela tela; Deixe outras informações e meios de interação desnecessários para uma próxima tela; Para auxiliar nesta etapa, atenha-se ao ESCOPO com um objetivo principal, exemplo: Shazam, Tinder, Scan.

Walkthrough para atividades/fluxos "complexos"
A ideia é que seja sempre algo fácil e intuitivo de se usar, mas se por algum acaso, algum fluxo ou uma atividade específica do app não esteja com a navegação bem resolvida, experimente desenvolver um passo a passo para seu usuário entender o que ele deve/pode fazer (use isto como um recurso, não se torne dependente disto) na primeira vez que ele acessar o app, exemplo: Barking, Google Documents.
Um auxiliar para isto podem ser utilizados tooltips, exemplo: Google Talk.

Notificações
Quando há um grande volume, utilize de notificações segmentadas para não tornar massante a visualização.

Outro ponto importante é utilizar as notificações como canal de comunicação com os usuários, para mantê-los ativos no app, exemplos: Convidá-lo a experimentar a atualização recente, a visualizar conteúdo novo, a avaliar o app, algum in-app-purchase que entrou em promoção, entre outros (use com sabedoria).

Teclado Inteligente
Para que seu usuário tenha informar alguma coisa ao app, e principalmente quando for mais de um tipo de informação, tente expremimir o necessário no teclado componentes auxiliares, exemplo: Twitter, Klout.

iOS não é Android e vice versa
Uma apresentação bacana que fala somente sobre este assunto é a do Henrique Perticarati http://senta.la/1eqx

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

Interface Pixel a Pixel v2

  1. 1.  • • •
  2. 2.  • •  • •  •
  3. 3.   

×