Centro Tecnológico, Engenharia Elétrica - UFESCentro Tecnológico, Engenharia Elétrica - UFES
SISTEMA SMART GRID DE TELEMET...
2
Índice ufesufes
 1. Introdução
- Objetivos;
 2. Análise de Cenário
- O Setor Elétrico Brasileiro;
- Smart Grid: a rede...
1. Introdução1. Introdução
4
ufesufesObjetivos
 Novo Método de Combate Às Perdas Não Técnicas de Energia Elétrica
- Implantação da Logística de Pré-...
2. Análise de Cenário2. Análise de Cenário
6
ufesufesO Setor Elétrico Brasileiro
 Geração
- 70% do montante energético proveniente de UHE’s;
- Dependência de fatore...
ufesufes
7
Smart Grid: a rede elétrica inteligente
Rede Atual
Sistema de distribuição de energia elétrica atual
ufesufes
8
Smart Grid: a rede elétrica inteligente
 Nova rede de distribuição inteligente, com total autonomia, controle,...
ufesufes
9
Smart Grid: uma nova realidade
AES Eletropaulo - SP Celpe - PE
EDP Bandeirante - SPCocern - RN
10
O que são perdas não técnicas?
Transmissão
Distribuição
Geração
Perdas Técnicas:Perdas Técnicas:
-Efeito JouleEfeito Jo...
11
O que causa uma perda não técnica?
- Bypass (Gato)Bypass (Gato)
- Fraudes em MedidoresFraudes em Medidores
- Inversão d...
12
Quais os impactos para a EDP?
 Consumidor Irregular
- Consumo 2,5 vezes maior que o regular.
 Bairros com complexidad...
13
Como combater?
Dificuldade logística:
- Demora na execução do total de inspeções;
. Lentidez no combate → Aumento nas ...
14
Como combater?
 Economia:
- Elevada eficiência nas inspeções: 90%;
- Redução de custos (Pré inspeção = 1 eletricista i...
ufesufes
2. Instalação de Dispositivo Leitor de
Pré-Inspeção
2. Instalação de Dispositivo Leitor de
Pré-Inspeção 3. Tratam...
3. Embasamento Teórico3. Embasamento Teórico
17
ufesufesTeorema de Blondel: Medição de Potência
 “A potência total entregue a um sistema de cargas por n condutores é ...
18
ufesufesTransformadores de Corrente
Sistemas de Instrumentação e Medição
- Limitação física de níveis de
corrente e te...
4. Tecnologias Utilizadas4. Tecnologias Utilizadas
20
ufesufesArduino: Plataforma de Processamento
 Características de Destaque
- Baixo custo;
- Fácil programação e operaçã...
ufesufes
21
ZigBee: Comunicação simples e eficaz
 IEEE 802.15.4: Novo padrão de comunicações sem fio (wireless) de baixo ...
5. Proposta de Novo Método e Ferramenta de5. Proposta de Novo Método e Ferramenta de
Inspeção de Fraude – Sistema Smart Gr...
 Plataforma de Processamento Arduíno
(microcontrolador Atmel AVR)
- Arduino Duemilanove
 Módulo Leitor/Gravador SD
- SD ...
ufesufes
24
Detalhamento Técnico – Proposta #2
Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energétic...
ufesufes
25
Detalhamento Técnico – Proposta #2
Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energétic...
6. Resultados6. Resultados
ufesufes
27
Análise de Precisão
Resultados
Carga
Tensão real
[V]
Tensão
estipulada
[V]
Corrente
real
[A]
Corrente
medidor ...
ufesufes
28
Análise de Precisão
Resultados
Carga
Divergência de Corrente
(medida – real)/real
Divergência de Potência
(med...
ufesufes
29
Análise de Viabilidade Econômica
Detalhes do Projeto
Serviço / Produto / Investimento Valor
Custo médio da ins...
12 meses
11.368 inspeções
45,45 reais
X __________________
R$ 6.200.107,20
1516 inspeções
45,45 reais
12 meses
X _________...
Resultados
Cenário Atual Valor
Quantidade de Inspeções convencionais 11368
Custo anual das inspeções convencionais R$ 6.20...
.
OBRIGADO!
thiago.lecchi@edpbr.com.br
Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Centro Tecnológico
Departamento de En...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sistema Smart Grid de Telemetria Não Invasiva Para Monitoramento de Consumo, Detecção e Comunicação de Anomalias e Fraudes de Energia Utilizando Tecnologia Arduino

1.022 visualizações

Publicada em

Baseado nos conhecimentos adquiridos em projetos realizados durante estágio e iniciação científica, foi construída uma plataforma com sistema de comunicação inovado, baseado no protocolo ZigBee, com novos conceitos de rede e dispositivos com diferentes funções, sistema de gravação e acesso a banco de dados, e extração de dados via web / PhP.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.022
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • -> Pontos escuros da nova saída lateral dispõe de lâmpadas provisórias.
  • Sistema Smart Grid de Telemetria Não Invasiva Para Monitoramento de Consumo, Detecção e Comunicação de Anomalias e Fraudes de Energia Utilizando Tecnologia Arduino

    1. 1. Centro Tecnológico, Engenharia Elétrica - UFESCentro Tecnológico, Engenharia Elétrica - UFES SISTEMA SMART GRID DE TELEMETRIA NÃO INVASIVA PARA MONITORAMENTO DESISTEMA SMART GRID DE TELEMETRIA NÃO INVASIVA PARA MONITORAMENTO DE CONSUMO, DETECÇÃO E COMUNICAÇÃO DE ANOMALIAS E FRAUDES DECONSUMO, DETECÇÃO E COMUNICAÇÃO DE ANOMALIAS E FRAUDES DE ENERGIA UTILIZANDO TECNOLOGIA ARDUINOENERGIA UTILIZANDO TECNOLOGIA ARDUINO Thiago Valfré Lecchi Estagiário de Engenharia Elétrica – EDP Escelsa Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
    2. 2. 2 Índice ufesufes  1. Introdução - Objetivos;  2. Análise de Cenário - O Setor Elétrico Brasileiro; - Smart Grid: a rede de distribuição inteligente do futuro; - Perdas não Técnicas Sobre o Sistema de Distribuição de Energia; - O método de Combate às Perdas por Pré-Inspeção.  3. Embasamento Teórico - Teorema de Blondel: medição de potência em sistemas polifásicos; - Transformadores de Corrente.  4. Tecnologias Utilizadas - Plataforma de Prototipagem Arduino; - Tecnologia de Comunicação ZigBee.  5. Proposta de Novo Método e Ferramenta de Inspeção de Fraude – Sistema Smart Grid de Telemetria Não Invasiva -Versão #1: Dispositivo Medidor com Comunicação Bluetooth; -Versao #2: Dispositivo Medidor com Comunicação ZigBee.  6. Resultados - Análise de Precisão; - Análise de Viabilidade Econômica.
    3. 3. 1. Introdução1. Introdução
    4. 4. 4 ufesufesObjetivos  Novo Método de Combate Às Perdas Não Técnicas de Energia Elétrica - Implantação da Logística de Pré-Inspeção; - Construção de Medidores Inteligentes para Pré-Inspeção.  Protótipo de Medidor Inteligente - Funcionalidade: precisão, flexibilidade; abrangência; - Acessibilidade de Dados: centralização de rede de medição; - Composição Estrutural Inteligente: tamanho, peso, tecnologia, autonomia; - Viabilidade Econômica.
    5. 5. 2. Análise de Cenário2. Análise de Cenário
    6. 6. 6 ufesufesO Setor Elétrico Brasileiro  Geração - 70% do montante energético proveniente de UHE’s; - Dependência de fatores climáticos (↓ autonomia); - Fontes alternativas caras e poluentes: . Termelétricas: carvão, diesel e gás. - Necessidade de redução de demanda: . Estímulo ao consumo consciente e combate ao uso indiscriminado de energia.  Sistemas de Medição - 92% eletromecânicos: precisão de ±2%; - Leitura manual: sujeito a impedimentos; - Controle de consumo sem registro de demanda; - Alta susceptibilidade à fraudes (baixa segurança); . Fraudes na rede e unidades de leitura; . Demora na indicação de fraudes; . Demora no combate à fraudes. - Agente gerador (pela facilidade) de perdas não técnicas. UHE Itaipu Binacional, RS - Brasil Medidor Eletromecânico
    7. 7. ufesufes 7 Smart Grid: a rede elétrica inteligente Rede Atual Sistema de distribuição de energia elétrica atual
    8. 8. ufesufes 8 Smart Grid: a rede elétrica inteligente  Nova rede de distribuição inteligente, com total autonomia, controle, segurança e qualidade de fornecimento de energia elétrica.  Nova rede de distribuição inteligente, com total autonomia, controle, segurança e qualidade de fornecimento de energia elétrica. Rede Smart Grid  Estímulo à práticas sustentáveis - Ganho em autonomia: cogeração / micro geração e comercialização de energia: . Energia Solar, eólica, gás-natural  Medição e gerenciamento total da rede - Controle rígido da qualidade; - Sistemática diferenciada de cobrança; - Sistema de leitura e comunicação remoto preciso, inviolável, em tempo real; - Fraudes identificadas instantaneamente; - Economia e assertividade em métodos de inspeção de irregularidade / falha; - Corte e ligação remota em tempo real; - Redução de perdas não técnicas. Sistema de distribuição de energia elétrica Smart Grid
    9. 9. ufesufes 9 Smart Grid: uma nova realidade AES Eletropaulo - SP Celpe - PE EDP Bandeirante - SPCocern - RN
    10. 10. 10 O que são perdas não técnicas? Transmissão Distribuição Geração Perdas Técnicas:Perdas Técnicas: -Efeito JouleEfeito Joule -Perdas no Núcleo dePerdas no Núcleo de TransformadoresTransformadores -Perdas DielétricasPerdas Dielétricas  “A perda não técnica é o montante de energia que é distribuída e consumida sem ser faturada” “A perda não técnica é o montante de energia que é distribuída e consumida sem ser faturada” ufesufes
    11. 11. 11 O que causa uma perda não técnica? - Bypass (Gato)Bypass (Gato) - Fraudes em MedidoresFraudes em Medidores - Inversão de fasesInversão de fases - Bypass (ligação direta)Bypass (ligação direta) - Disco de leitura presoDisco de leitura preso - Bobina do medidorBobina do medidor desativadadesativada - Condutor (medição)Condutor (medição) desconectadodesconectado - Manuseio do consumo:Manuseio do consumo: retorno de ponteiros,retorno de ponteiros, desconecção dedesconecção de condutores (violação)condutores (violação) - Manuseio do calibradorManuseio do calibrador (medição intermitente)(medição intermitente) IMPUNIDADEFACILIDADE PERDAS NECESSIDADE  Triangulo de Perdas: Motivos que levam o cliente ao furto energético Triangulo de Perdas: Motivos que levam o cliente ao furto energético ufesufes
    12. 12. 12 Quais os impactos para a EDP?  Consumidor Irregular - Consumo 2,5 vezes maior que o regular.  Bairros com complexidade social - 30% das unidades com ligação clandestina; - Perdas de 50% a 70% do montante fornecido.  Montante de Energia Furtada no Espírito Santo - Suficiente para alimentar a cidade de Vila Velha (183 mil unidades consumidoras).  Repasse de perdas - 9,27% máximo (ANEEL); - Cenário atual: 17,26% (EDP). Ligação Clandestina (Bypass ou “gato”) Medidor adulterado ufesufes
    13. 13. 13 Como combater? Dificuldade logística: - Demora na execução do total de inspeções; . Lentidez no combate → Aumento nas perdas; - Alto gasto em mão de obra e tecnologia; . Alocação de no mínimo 2 eletricistas (NR 10) + veículo e equipamentos especializados. Alto Índice de improdutividade em inspeções: 88%. MÉTODO ATUAL: Inspeções Convencionais Eletricistas em procedimento de inspeção convencional ufesufes Como Melhorar?!
    14. 14. 14 Como combater?  Economia: - Elevada eficiência nas inspeções: 90%; - Redução de custos (Pré inspeção = 1 eletricista isolado); - Redução de perdas não técnicas; - Equipamento de pequeno peso e dimensão, de fácil transporte e instalação, baixo investimento e elevado Benefício/Custo.  Precisão: - Grande eficácia na identificação das irregularidades mais incidentes (lig. clandestina, manipulação de medidor e derivações na mureta).  Continuidade: - Não é necessário desligar a UC para realizar a pré-inspeção.  Logística: - Direcionamento preciso de equipes de inspeção (maior produtividade). MÉTODO PROPOSTO: Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos em Pré Inspeções via Tecnologia Arduino Propostas de Sistemas para Detecção de Fraude ufesufes
    15. 15. ufesufes 2. Instalação de Dispositivo Leitor de Pré-Inspeção 2. Instalação de Dispositivo Leitor de Pré-Inspeção 3. Tratamento de Dados3. Tratamento de Dados3. Tratamento de Dados3. Tratamento de Dados2. Instalação de Dispositivo Leitor de Pré-Inspeção 2. Instalação de Dispositivo Leitor de Pré-Inspeção 2. Instalação de Dispositivo Leitor de Pré-Inspeção 2. Instalação de Dispositivo Leitor de Pré-Inspeção1. Triagem Computacional1. Triagem Computacional1. Triagem Computacional1. Triagem Computacional1. Triagem Computacional1. Triagem Computacional 15 Como funciona o projeto? 1) Seleção de clientes (banco de dados – SAP) por variação decrescente de consumo (conceito 2σ (sigma)) 2) De maneira rápida e fácil, tem-se o início da leitura, registro e envio de consumo real. 3) Estudo de Resultados -Registro (via cartão SD) e recepção sem fio de log de dados (via bluetooth) e de curva de demanda on-line (memória de massa via GPRS*) -Comparação entre leitura de medidor e do sensor -Avaliação de clientes em possível situação de fraude energética -Designação final de clientes selecionados para processo de inspeção Banco de Dados – EDP Escelsa (Sap – BW) Instalação do Sistema de Medição – Funcionário utilizando garra/bastão de manobra Memória de Massa Padrão EtapasEtapas * Sistema ainda em adaptação Garra de Leitura e Fixação do Sensor Análise estatística de variação de consumo por desvio padrão 2σ
    16. 16. 3. Embasamento Teórico3. Embasamento Teórico
    17. 17. 17 ufesufesTeorema de Blondel: Medição de Potência  “A potência total entregue a um sistema de cargas por n condutores é dada pela soma algébrica indicada por n wattímetros inseridos em cada um dos n fios, sendo a potência de referência de todos os n wattímetros conectados a um ponto comum; este ponto comum pode ser conectado a um dos n condutores, assim a potência total é dada por n-1 medidores de potência.”  “A potência total entregue a um sistema de cargas por n condutores é dada pela soma algébrica indicada por n wattímetros inseridos em cada um dos n fios, sendo a potência de referência de todos os n wattímetros conectados a um ponto comum; este ponto comum pode ser conectado a um dos n condutores, assim a potência total é dada por n-1 medidores de potência.” Esquema de ligação Delta (triângulo)Esquema de ligação Y (Estrela) �1 + �2 = 1 � න (�𝐴�.�𝐴 + �𝐵�. � 𝐵 + �𝐶�.� 𝐶). 𝑑� = � � 0 �1 = 𝑅�න�𝐴𝐶. �𝐴 ∗න �2 = 𝑅�[�𝐵𝐶. � 𝐵 ∗] Potência total entregue ao Sistema – Teorema de Blondel
    18. 18. 18 ufesufesTransformadores de Corrente Sistemas de Instrumentação e Medição - Limitação física de níveis de corrente e tensão de circuitos de semicondutores; Aplicação - Reprodução no terminal secundário de forma de onda de corrente similar à que circula no primário, com amplitude reduzida linearmente dezenas de vezes, possibilitando a leitura e análise de sinal por parte dos circuitos de processamento de dados �1 �2 = �2 �1 = 200 Relação de Transformação de Corrente Utilizada Configuração TC + Burden Resistor - Entrada analógica de um Arduíno (5V) - Sinal de entrada
    19. 19. 4. Tecnologias Utilizadas4. Tecnologias Utilizadas
    20. 20. 20 ufesufesArduino: Plataforma de Processamento  Características de Destaque - Baixo custo; - Fácil programação e operação; - Baixo peso e pequenas dimensões; - Grande adaptabilidade ao uso de diversos tipos de sensores / ferramentas / protocolos de comunicação; - Interface Amigável: IDE Arduino;  Características Técnicas Micro controlador ATmega328 Tensão de operação 5 V Tensão de entrada (recomendada) 7-12 V Tensão de entrada (limites) 6-20 V Pinos de entrada e saída (I/O) digitais 14 (6 -saídas PWM) Pinos de entradas analógicas 16 Corrente DC por pino I/O 40 mA Memória Flash 256 KB (dos quais 8KB são usados para o bootloader) SRAM/EEMPROM 8 KB / 4 KB Velocidade de Clock 16 MHz Características Técnicas da Placa Arduino UNO Diagrama de Pinagem Plataforma de Prototipagem Eletrônica – Arduino Uno
    21. 21. ufesufes 21 ZigBee: Comunicação simples e eficaz  IEEE 802.15.4: Novo padrão de comunicações sem fio (wireless) de baixo consumo, fácil configuração, topologia variada e ampla empregabilidade em sensoriamento industrial e automação residencial.  IEEE 802.15.4: Novo padrão de comunicações sem fio (wireless) de baixo consumo, fácil configuração, topologia variada e ampla empregabilidade em sensoriamento industrial e automação residencial.  Simples Multitopologia de Rede - Star, Tree e Mesh; - Distâncias de até 1 [Km] (série Pro); - Coordenador, Roteador, End Service.  Alta eficiência e Baixo Consumo - 50 [mA] – Transmissão / Recepção; - 0,3 [mA] – Stand By. - 0,5 [μA] – Modo Sleep  Multi-adaptabilidade do transmissor - Conexão Serial: flexibilidade de integração com sensores e periféricos;  Baixo Custo Multitopologia de rede Módulo Transmissor Xbee Pró Séries S2 - ZigBee
    22. 22. 5. Proposta de Novo Método e Ferramenta de5. Proposta de Novo Método e Ferramenta de Inspeção de Fraude – Sistema Smart Grid deInspeção de Fraude – Sistema Smart Grid de Telemetria Não InvasivaTelemetria Não Invasiva
    23. 23.  Plataforma de Processamento Arduíno (microcontrolador Atmel AVR) - Arduino Duemilanove  Módulo Leitor/Gravador SD - SD Card Module LC Studio  Módulo de Temporização - Clock Module RTC 12C  Módulo Bluetooth - JY MCU Bluetooth Module  Garra – TC Sensor de Corrente - Yhdc SCT-013-000 Current Transformer ufesufes 23 Detalhamento Técnico – Proposta #1 Dispositivo Sensor e Transmissor Bluetooth Medidor não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação Bluetooth
    24. 24. ufesufes 24 Detalhamento Técnico – Proposta #2 Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP  Plataforma de Processamento Arduíno (microcontrolador Atmel AVR) - Arduino Duemilanove  Módulo Leitor/Gravador SD (Back-Up) - SD Card Module LC Studio  Módulo de Temporização - Clock Module RTC 12C  Garra – TC Sensor de Corrente - Yhdc SCT-013-000 Current Transformer  Módulo de Comunicação ZigBee - Xbee XB24-Z7WIT-004 Digi (Séries S1) Dispositivo Sensor e Transmissor ZigBee (End-Device)
    25. 25. ufesufes 25 Detalhamento Técnico – Proposta #2 Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP  Plataforma de Processamento Arduíno (microcontrolador Atmel AVR) - Arduino Duemilanove  Módulo de Comunicação ZigBee - Xbee XB24-Z7WIT-004 Digi (Séries S1)  Módulo de Comunicação Ethernet - ENC28J60 Dispositivo Receptor (Coordenador / Servidor)
    26. 26. 6. Resultados6. Resultados
    27. 27. ufesufes 27 Análise de Precisão Resultados Carga Tensão real [V] Tensão estipulada [V] Corrente real [A] Corrente medidor [A] Potência estimada [W] Potência real [W] Potência medida [W] # 1 127,4 127 - 43,68 5500 - 5547,36 # 2 7.89 7,95 1000 1005,186 1009,65 # 3 6.80 6,89 900 866,32 875,03 # 4 3,18 3,29 400 405,132 417,83 # 5 2,38 2,46 300 303,212 312,42 #6 1,58 1,69 200 201,292 214,63 #7 0 0,08 0 0 10,16 Leitura Real x Leitura dos Sensores Desenvolvidos Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP
    28. 28. ufesufes 28 Análise de Precisão Resultados Carga Divergência de Corrente (medida – real)/real Divergência de Potência (medida – real)/real # 1 0,87% 0,87% # 2 0,76% 0,44% # 3 1,32% 1,01% # 4 3,46% 3,13% # 5 3,36% 3,04% # 6 6,96% 6,63% Discrepância percentual - Leitura Real x Leitura dos Sensores Desenvolvidos Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP
    29. 29. ufesufes 29 Análise de Viabilidade Econômica Detalhes do Projeto Serviço / Produto / Investimento Valor Custo médio da inspeção convencional de fraude (BT) R$ 45,45 Quantidade atual mensal de inspeções convencionais (2014) 11.368 Índice de sucesso com processo de inspeção atual (BT) 12% Custo médio da pré-inspeção de fraude (BT) utilizando o sistema de medição não invasivo (Arduíno) R$ 9,09 Quantidade de inspeções convencionais por mês (2014) utilizando o sistema de medição não invasivo (Arduíno) 1516 Percentual de Acerto do Procedimento de Pré-Inspeção 90% Custo Estimado – Unidade End Device R$ 112,26 Unidades End Device necessárias 15.000 Custo Estimado – Unidade Coordinator R$ 111,93 Unidades Coordinator necessárias 1000 Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP
    30. 30. 12 meses 11.368 inspeções 45,45 reais X __________________ R$ 6.200.107,20 1516 inspeções 45,45 reais 12 meses X __________________ R$ 826.826,40 15.000*(112,26) 1000*(111,93) + __________________ R$ 1.795.830,00 6.200.107,20 - 1.240.021,44 - 826.826,40 - 1.795.830,00 __________________ R$ 2.337.429,36 Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP ufesufes 30 Análise de Viabilidade Econômica Resultados Cenário Atual Valor Quantidade de Inspeções convencionais 11368 Custo anual das inspeções convencionais R$ 6.200.107,20 Cenário com Pré-Inspeção (utilização do sensor não invasivo Arduíno) Valor Quantidade mensal de pré-inspeções 11368 Custo anual das pré-inspeções R$ 1.240.021,44 Quantidade necessária de inspeções convencionais 1516 Custo anual das inspeções convencionais R$ 826.826,40 Investimento – Construção dos protótipos para realizar as pré- inspeções com sistema de medição não invasivo (Arduíno) R$ 1.795.830,00 Economia total ao fim do 1º Ano de atuação R$ 2.337.429,36
    31. 31. Resultados Cenário Atual Valor Quantidade de Inspeções convencionais 11368 Custo anual das inspeções convencionais R$ 6.200.107,20 Cenário com Pré-Inspeção (utilização do sensor não invasivo Arduíno) Valor Quantidade mensal de pré-inspeções 11368 Custo anual das pré-inspeções R$ 1.240.021,44 Quantidade necessária de inspeções convencionais 1516 Custo anual das inspeções convencionais R$ 826.826,40 Investimento – Construção dos protótipos para realizar as pré- inspeções com sistema de medição não invasivo (Arduíno) R$ 1.795.830,00 Economia total ao fim do 1º Ano de atuação R$ 2.261.455,30 Resultados Cenário Atual Valor Quantidade de Inspeções convencionais 11368 Custo anual das inspeções convencionais R$ 6.200.107,20 Cenário com Pré-Inspeção (utilização do sensor não invasivo Arduíno) Valor Quantidade mensal de pré-inspeções 11368 Custo anual das pré-inspeções R$ 1.240.021,44 Quantidade necessária de inspeções convencionais 1516 Custo anual das inspeções convencionais R$ 826.826,40 Investimento – Construção dos protótipos para realizar as pré- inspeções com sistema de medição não invasivo (Arduíno) R$ 1.795.830,00 Economia total ao fim do 1º Ano de atuação R$ 4.133.259,36 ufesufes 6.200.107,20 - 1.240.021,44 - 826.826,40 __________________ R$ 4.133.259,36 31 Análise de Viabilidade Econômica Sistema não Invasivo para Leitura de Consumo e Detecção de Furtos Energéticos via Tecnologia Arduino com Comunicação ZigBee / PHP
    32. 32. . OBRIGADO! thiago.lecchi@edpbr.com.br Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Elétrica - DEL 32 ufesufes

    ×