ÁRABES –ÁRABES –
ISLAMISMOISLAMISMO
www.thiagohmlopes.blogspot.com
LOCALIZAÇÃO E ORIGENS:LOCALIZAÇÃO E ORIGENS:
⇒ Diversos clãs ou tribos, unidos por laços de parentesco e
elementos cultura...
FASES DA HISTÓRIA ÁRABE:FASES DA HISTÓRIA ÁRABE:
⇒ Arábia Pré-Islâmica (antes de Maomé)Arábia Pré-Islâmica (antes de Maomé...
MAOMÉ E O ISLÃ (VERSÃO DO CORÃO):MAOMÉ E O ISLÃ (VERSÃO DO CORÃO):
⇒ Muhammad ibn AbdallahMuhammad ibn Abdallah nasceu em ...
⇒ A partir dessa ocasião, Maomé passou a comunicar-se com o
arcanjo Gabriel e, numa espécie de transe, recitava as palavra...
VERSÃO HISTÓRICA:
⇒ Maomé, órfão desde cedo, tornou-se condutor de caravanas
mercantis, o que lhe possibilitou o contato c...
Deuses árabes
pré-islâmicos.
Era politeísta.
Mitologia árabe.
A maioria dos deuses do panteão árabe eram frutos do
sincretismo helenístico, como Atena e Al-Lat.
A Hégira, a Jihad e a Formação do Estado Unificado:A Hégira, a Jihad e a Formação do Estado Unificado:
⇒ Os coraixitascora...
⇒ Os muçulmanos de Medina enfrentaram os ataques de diversos
grupos politeístas. Várias tribos foram conquistadas e conver...
Xiitas X Sunitas:Xiitas X Sunitas:
⇒ As duas divisões atuais do islamismo têm origem com a
sucessão do profeta, com sua mo...
AS CINCO OBRIGAÇÕES ISLÂMICAS:AS CINCO OBRIGAÇÕES ISLÂMICAS:
1) Crer em Alá como deus único e em Maomé como seu último1) C...
EXPANSIONISMO ÁRABE:
⇒ O Expansionismo árabe iniciou-se logo após a morte de Maomé, em
632, tanto em direção ao oriente co...
Expansão máxima árabe/islâmica, diferenciando as áreasExpansão máxima árabe/islâmica, diferenciando as áreas
conquistadas ...
Mesquita do Domo da Rocha ou Mesquita de Omar. Um dosMesquita do Domo da Rocha ou Mesquita de Omar. Um dos
maiores símbolo...
Árabes
Árabes
Árabes
Árabes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Árabes

3.693 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.693
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.372
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Árabes

  1. 1. ÁRABES –ÁRABES – ISLAMISMOISLAMISMO www.thiagohmlopes.blogspot.com
  2. 2. LOCALIZAÇÃO E ORIGENS:LOCALIZAÇÃO E ORIGENS: ⇒ Diversos clãs ou tribos, unidos por laços de parentesco e elementos culturais, como o idioma, viveram na Península ArábicaPenínsula Arábica, mas totalmente independente uns dos outros, cada um liderado por um “sheik” (xeque)“sheik” (xeque), escolhido entre os membros. ⇒ Dividiam-se em dois grandes grupos: Os árabes do desertoárabes do deserto (beduínos)(beduínos) (semi-nômades, dependentes dos oásis da península, criação de cabras, ovelhas e camelos, além de saques – as raziasrazias) e os árabes do litoral ou “feliz”árabes do litoral ou “feliz” (sedentários, cidades costeiras – YatrebYatreb e MecaMeca, comerciantes em caravanas para regiões mediterrânicas).
  3. 3. FASES DA HISTÓRIA ÁRABE:FASES DA HISTÓRIA ÁRABE: ⇒ Arábia Pré-Islâmica (antes de Maomé)Arábia Pré-Islâmica (antes de Maomé): Até o século VII organizavam-se de forma descentralizadadescentralizada; politeístaspoliteístas; tribaistribais; nômadesnômades. Mesmo com as diferenças políticas e regionais, tinham em MecaMeca um grande centro econômico e religioso, principalmente devido ao templo da CaabaCaaba, onde guardavam um conjunto de imagens divinas, além da Pedra PretaPedra Preta (objeto supostamente lançado na Terra pelos deuses). ⇒ Arábia Islâmica (depois de Maomé)Arábia Islâmica (depois de Maomé): Instituição de um EstadoEstado centralizadocentralizado; monoteísmomonoteísmo; política e religião associados (teocracia, cesaropapismoteocracia, cesaropapismo); destruição dos ídolos da Caaba; assimilação religiosa da Pedra Preta; expansionismo territorial.
  4. 4. MAOMÉ E O ISLÃ (VERSÃO DO CORÃO):MAOMÉ E O ISLÃ (VERSÃO DO CORÃO): ⇒ Muhammad ibn AbdallahMuhammad ibn Abdallah nasceu em Meca, em torno de 570 d.C.. Comerciante desde pequeno, conviveu com pessoas de diversas culturas. A tradição diz que somente ao se casar com uma viúva muito rica (KhadijaKhadija) Maomé pôde ter conforto material. A partir disso, retirou-se para as montanhas afim de meditar, reconfortar a alma. ⇒ Em 610, no Monte HiraMonte Hira, Maomé acordou no meio da noite sufocado: na sua frente viu o arcanjo Gabrielarcanjo Gabriel que lhe ordenava: “Recita!”“Recita!”. Maomé achou que estava enlouquecendo. Tentou se livrar daquilo, mas, para todos os lados que corria, deparava com o anjo dizendo: “Recita!”. Porém, ele não compreendia a ordem do anjo, pois não era um recitador (um tipo de adivinho da época).
  5. 5. ⇒ A partir dessa ocasião, Maomé passou a comunicar-se com o arcanjo Gabriel e, numa espécie de transe, recitava as palavras divinas para os membros de sua família, que as interpretavam como se AláAlá (Al-Lá: “o Deus”Al-Lá: “o Deus”) estivesse falando através dele. As palavras ditas por Maomé seguiam métricas poéticas, envolventes, atraindo vários seguidores. ⇒ Dessa forma surgiu uma nova religião que se chamou IslãIslã (ou islamismoislamismo), que em português significa “submissão”“submissão”. O seguidor do Islã se chama muçulmanomuçulmano (muslim ou islamita), “fiel, crente” ⇒ Enquanto Maomé recitava as palavras de Alá, alguns poucos ouvintes alfabetizados as escreviam. Daí surgiu o livro sagrado do Islã, o ““Al–qurãnAl–qurãn”” (Corão ou AlcorãoCorão ou Alcorão), que significa “A Recitação”“A Recitação”.
  6. 6. VERSÃO HISTÓRICA: ⇒ Maomé, órfão desde cedo, tornou-se condutor de caravanas mercantis, o que lhe possibilitou o contato com noções básicas da religião cristãreligião cristã em terras visitadas por ele, principalmente conceitos como o cesaropapismo e a união espiritual que rompia fronteiras econômicas, políticas, ou seja, diferente da situação da Arábia politeísta, fragmentada em diversas nações tribais. ⇒ Admirador do monoteísmomonoteísmo, ele criticava uma das maiores fontes de renda de MecaMeca: a peregrinação dos idólatrasperegrinação dos idólatras, que adoravam as várias divindades dos templos locais, em especial a CaabaCaaba. Maomé passou a pregar a crença num único deus, Alá. ⇒ Assimilando tradições judaicastradições judaicas, combinadas a conceitosconceitos cristãoscristãos e ideais das tribos árabes, ele conseguiu unificar toda aunificar toda a ArábiaArábia sob sua liderança, inclusive criando um Estado. Após morrer, em 632, seu sogro Abu BakrAbu Bakr passou a conduzir a expansão do islamismo, que nos séculos seguintes se espalhou pela Europa, Ásia e África, levado não apenas por árabes, mas também por outros povos convertidos.
  7. 7. Deuses árabes pré-islâmicos. Era politeísta. Mitologia árabe.
  8. 8. A maioria dos deuses do panteão árabe eram frutos do sincretismo helenístico, como Atena e Al-Lat.
  9. 9. A Hégira, a Jihad e a Formação do Estado Unificado:A Hégira, a Jihad e a Formação do Estado Unificado: ⇒ Os coraixitascoraixitas (elite dominante de Meca) passaram a perseguir Maomé e seus fieis. Temiam a diminuição das peregrinações religiosas a Meca, assim como dos lucros comerciais que elas proporcionavam, caso o monoteísmo se propagasse. ⇒ Em 622622, Maomé recebeu um convite dos habitantes de YatrebYatreb, cidade que ficava a 10 dias de viagem a pé de Meca. Lá duas tribos rivais (awsaws e khazrajkhazraj) viviam em conflito há muito tempo, o que as estava destruindo. As duas decidiram pedir orientação a Maomé, que para lá se dirigiu, pacificando-as. Esse episódio é conhecido como HégiraHégira (“emigração”,“emigração”, “fuga”“fuga”), e marca o início doo início do calendário muçulmanocalendário muçulmano. Em Yatreb, Maomé organizou a primeira grande comunidade islâmica, e a cidade passou a se chamar “Madinat al NabMadinat al Nabî” (ou Medina - “cidade do profeta”Medina - “cidade do profeta”).
  10. 10. ⇒ Os muçulmanos de Medina enfrentaram os ataques de diversos grupos politeístas. Várias tribos foram conquistadas e convertidas ao Islã, embora muitas outras tribos tenham se convertido por vontade própria à nova religião. ⇒ Em 630630, Maomé, a frente de um poderoso contingente militar, conseguiu tomar Meca, pondo fim às guerras intertribais e instaurando o Estado Teocrático ÁrabeEstado Teocrático Árabe, do qual se tornou o líder político e religioso. O profeta, com suas próprias mãos, destruiu todos os ídolos tribais da CaabaCaaba, transformando-a no mais importante templo islâmico (MesquitaMesquita Al-Masjid al-HaramAl-Masjid al-Haram). Essa série de conflitos entre credos: politeístas X monoteístas, infiéis X muçulmanos, é considerado o princípio da doutrina da JihadJihad (traduzida tradicionalmente como ““guerra santaguerra santa””).
  11. 11. Xiitas X Sunitas:Xiitas X Sunitas: ⇒ As duas divisões atuais do islamismo têm origem com a sucessão do profeta, com sua morte em 632. Uma disputa entre AliAli (genro, casado com Fátima) e Abu BakrAbu Bakr (principal auxiliar de Maomé) iniciou a discórdia entre os muçulmanos. ⇒ Abu Bakr foi o primeiro califa “rashidun” (bem-orientado), Ali foi o quarto. Os seguidores de ambos formaram o cisma entre xiitasxiitas (“shiat’ali” – partidários de Ali) e sunitassunitas. ⇒ Os xiitas defendem que os muçulmanos devem ser liderados por descendentes sanguíneos de Maomé, além de seguirem apenas o Alcorão. Os sunitas discordam defendendo qualquer liderança, além da leitura das “Sunnas”“Sunnas”, biografias do profeta.
  12. 12. AS CINCO OBRIGAÇÕES ISLÂMICAS:AS CINCO OBRIGAÇÕES ISLÂMICAS: 1) Crer em Alá como deus único e em Maomé como seu último1) Crer em Alá como deus único e em Maomé como seu último profeta;profeta; 2) Orar cinco vezes ao dia com a cabeça voltada em direção a2) Orar cinco vezes ao dia com a cabeça voltada em direção a Meca;Meca; 3) Dar esmolas;3) Dar esmolas; 4) Jejuar no Ramadã (nono mês do calendário islâmico);4) Jejuar no Ramadã (nono mês do calendário islâmico); 5) Toda pessoa saudável deve visitar a Caaba (em Meca) pelo5) Toda pessoa saudável deve visitar a Caaba (em Meca) pelo menos uma vez na vida (Hajj).menos uma vez na vida (Hajj). AS CINCO OBRIGAÇÕES ISLÂMICAS:AS CINCO OBRIGAÇÕES ISLÂMICAS: 1) Crer em Alá como deus único e em Maomé como seu último1) Crer em Alá como deus único e em Maomé como seu último profeta;profeta; 2) Orar cinco vezes ao dia com a cabeça voltada em direção a2) Orar cinco vezes ao dia com a cabeça voltada em direção a Meca;Meca; 3) Dar esmolas;3) Dar esmolas; 4) Jejuar no Ramadã (nono mês do calendário islâmico);4) Jejuar no Ramadã (nono mês do calendário islâmico); 5) Toda pessoa saudável deve visitar a Caaba (em Meca) pelo5) Toda pessoa saudável deve visitar a Caaba (em Meca) pelo menos uma vez na vida (Hajj).menos uma vez na vida (Hajj).
  13. 13. EXPANSIONISMO ÁRABE: ⇒ O Expansionismo árabe iniciou-se logo após a morte de Maomé, em 632, tanto em direção ao oriente como ao ocidente. Os primeiros quatro sucessores do profeta, os "Rashidun", ou "califas bem guiados", foram os responsáveis pelas primeiras vitórias. Os RashidunOs Rashidun expandiram os domínios árabes até o norte da Áfricaexpandiram os domínios árabes até o norte da África, especificamente até o território da atual Líbia, além de várias ilhas do Mediterrâneo. ⇒ As conquistas islâmicas se ampliaram sob os califas Omíadas (661 -califas Omíadas (661 - 750)750) e foram preservadas pelos Abássidas (750 - 1258)Abássidas (750 - 1258), apesar das diversas divisões políticas, iniciadas com a fundação do Emirado defundação do Emirado de Córdoba, na Espanha (chamada de Al-Andaluz pelos árabes) em 756Córdoba, na Espanha (chamada de Al-Andaluz pelos árabes) em 756. O processo expansionista foi fulminante, estimulado por interesses em dominar rotas de comércio, pela cultura do botim (saques, espólios, de guerra), pela Jihad ("Guerra Santa") e também pela fraqueza dos adversários: O império Persa que desapareceu, O império Bizantino, que foi reduzido, perdendo seus territórios na Palestina e norte da África, e os Reinos Bárbaros da região do Magreb e da Península Ibérica, que foram derrotados. Na Europa, o expansionismoNa Europa, o expansionismo muçulmano na Europa foi contido pelos Francos, na famosa Batalha demuçulmano na Europa foi contido pelos Francos, na famosa Batalha de Poitiers em 732, liderada pelo Major Domus Carlos MartelPoitiers em 732, liderada pelo Major Domus Carlos Martel, durante a dinastia Merovíngia.
  14. 14. Expansão máxima árabe/islâmica, diferenciando as áreasExpansão máxima árabe/islâmica, diferenciando as áreas conquistadas pelos rashidun, omíadas e abássidas.conquistadas pelos rashidun, omíadas e abássidas.
  15. 15. Mesquita do Domo da Rocha ou Mesquita de Omar. Um dosMesquita do Domo da Rocha ou Mesquita de Omar. Um dos maiores símbolos expansionistas árabes na Palestina.maiores símbolos expansionistas árabes na Palestina.

×