Controle de verminose de ovinos

3.603 visualizações

Publicada em

Controle estratégico da verminose em ovinos e caprinos, através de técnicas integradas de Famacha, OPG e desvemifugação controlada

Publicada em: Alimentos
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.603
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
240
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Controle de verminose de ovinos

  1. 1. Controle de Verminose em ovinos
  2. 2. • Os parasitos gastrointestinais são responsáveis por infermidades que se encontram entre as maiores causas de redução da produtividade, mortalidade e perdas econômicas • Os vermes de maior importância para pequenos ruminantes na região Centro-Oeste e Sudeste são: • Haemoncus contortus • Trichostrongylus colubriformes • Cooperia curticei • Oesophagostomum columbianum Controle de verminose em ovinos Família Trychostrongyloedea Família Strongylidae • Strongylus • O protozoário de maior importância para pequenos ruminantes na região Centro-Oeste e Sudeste são: Eimeria - Coccidiose
  3. 3. Controle de verminose em ovinos Podemos controlar a verminose em ovinos através de técnicas como forma de prevenção e não somente o uso de anti-helmintos O uso indiscriminado de anti-helmintos pode causar uma séria resistência dos vermes aos princípios ativos Podemos estar criando o “Super Verme” “É melhor Prevenir do que remendiar, além de ser mais barato” A resistência ao antihelminto irá aparecer , mais cedo ou mais tarde!
  4. 4. Controle de verminose em ovinos Calendário de vermifugação Cada caso é um caso O controle de verminose deve ser integrado : Famacha + OPG + Desvermifugação
  5. 5. Método de FAMACHA
  6. 6. Controle de verminose em ovinos Método de Famacha O método Famacha é um recurso importante no controle de H. contortus e sua vantagem mais significativa é a redução do número de tratamentos aplicados, o que auxilia na diminuição do desenvolvimento da resistência a antihelmínticos. Objetiva vermifugar somente os animais do rebanho que apresentam anemia, facilmente visualizada na mucosa ocular dos ovinos. Após vários anos de pesquisa na África do Sul, estabeleceu-se correlação entre a coloração da conjuntiva ocular de pequenos ruminantes e cinco intervalos de anemia indicados pelo exame de sangue, que mede a porcentagem de células vermelhas (Van Wyk et al., 1997; Kaplan et al., 2004).
  7. 7. Controle de verminose em ovinos Guia de Anemia Vermelho Robusto (Não Tratar) Vermelho Rosado (Não Tratar) Rosa (Tratar – considerar o animal ) Rosa Pálido (Tratar) Branco (Tratar e Suplementação alimentar) - O monitoramento dos animais deve ser implantado como rotina na propriedade
  8. 8. Controle de verminose em ovinos - O monitoramento dos animais deve ser implantado como rotina na propriedade - No período de chuva, o monitoramento deve ser realizado a cada 10 ou 15 dias - No período da seca, o monitoramento deve ser realizado a cada 20 ou 30 dias A frequência de avaliação dependerá da situação geral da propriedade em termos de infecção dos animais e em termos nutricionais Importante: Método de Famacha
  9. 9. OPG – Ovos por Grama de Fezes
  10. 10. Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes O diagnóstico da verminose pode ser facilmente obtido através de um exame parasitológico de fezes, a partir do qual o produtor poderá ter um indicativo do grau de infecção dos animais de seu rebanho. O exame normalmente é baseado na técnica de contagem de ovos de nematóides (vermes) por grama de fezes – OPG, que requer dois gramas de fezes ovinas Quantidade de fezes ovina necessária para realização da técnica de contagem de ovos por grama de fezes.
  11. 11. Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes As fezes devem ser coletadas diretamente do reto do animal, para evitar a contaminação do material por parasitos de vida livre encontrados no solo, que podem comprometer os resultados. Como Coletar Coleta diretamente da ampola retal • Usar luva de procedimento • Acondicionar em recipientes limpos • Identificação do lote nos recipientes • No mínimo de 10% do lote dos animais
  12. 12. Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes Como Armazenar É importante que o transporte não seja demorado e que as amostras permaneçam em constante refrigeração para evitar o desenvolvimento dos ovos, o que influencia a qualidade do exame e, conseqüentemente, a confiabilidade do resultado. As amostras devem ser mantidas sob refrigeração desde o momento da coleta até o envio ao laboratório mais próximo.
  13. 13. Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes Como Interpretar os Resultados Quando os resultados forem maiores que 500 OPG – deve-se tratar os animais ? • No dia da aplicação do anti-helminto, faz-se a coleta das fezes, e anote os número dos animais coletados, e em seguida mande para o laboratório. Como proceder para verificação de resultados • Dependendo do princípio ativo utilizado, mas em média 10 dias após a desvermifugação, faça novamente a coleta de fezes dos mesmos animais tratados com o anti-helmintico, e após o resultado faça a comparação dos mesmos.
  14. 14. Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes Intervalo entre o tratamento com o vermífugo e a coleta de fezes para teste do vermífugo conforme o princípio ativo utilizado. Fonte: site www.farmpoint.com.br
  15. 15. Eficácia do Vermífugo (%) Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes % de Eficácia = OPG médio antes do tratamento X 100 OPG médio pós-tratamento 1 - > 95 % - Boa eficácia < 95 % - Resistência ao princípio ativo Resultados
  16. 16. Controle de verminose em ovinos OPG – Ovos por Grama de Fezes Quando há baixa eficácia do anti-helminto, recomenda-se a coprocultura Cultura de helmintos para saber qual realmente está acomentendo o rebanho e em qual incidência A partir desta análise poderemos indicar um anti-helmitico específico
  17. 17. Desvermifugação
  18. 18. Principais Anti-helmintos utilizados Controle de verminose em ovinos Grupo Princípio Ativo Salicilanilidas Closantel Imidatiozóis Comercial Levimiasole Galgosantel Levimiasol Pirimidinas Morantel Pirantel Drontal Ripercoll CoccifinSulfa Sulfaquinoxalina sódica
  19. 19. Principais Anti-helmintos utilizados Controle de verminose em ovinos Grupo Princípio Ativo Avermectinas Milbemicinas Abamectina Doramectina Eprinomectina Ivermectina Selamectina Moxidectina Matrix
  20. 20. Controle de verminose em ovinos Melhorando a eficácia dos Anti-helmintos • Aplicação Correta: Dosificação correta; • Aplicador deve permanecer sobre a língua do animal e o vermífugo deve ser depositado no fundo de sua boca; • Cabeça : deve estar paralela ao solo, jamais levantada, para não ativar a goteira esofágica; • Jejum: os animais devem permanecer em jejum por pelo menos 12 horas antes do tratamento e 6 horas após o mesmo;
  21. 21. Cuidados antes do tratamento: Observar o bom funcionamento da pistola dosadora ou de pressão. - Avaliar o estado geral dos animais e separar os animais caso necessário. - Observar as indicações de uso contidas no rótulo do produto. - Manter os animais calmos. - Tratar os animais no horário de clima mais ameno do dia. - Utilizar mão-de-obra técnica e instruída de suas funções. Controle de verminose em ovinos Manejo de pastagens
  22. 22. Thiago Golegã Abdo – thiago.golega@hotmail.com – Fone: 9105-7050

×