Apresentação 9 prescrição de atividade física

2.465 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
217
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
114
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 9 prescrição de atividade física

  1. 1. Prescrição de Atividade Físicapara HipertensosCurso “Doenças Crônicas nas Redes de Atenção à Saúde”Ministério da Saúde
  2. 2. Prescrição de Atividade Físicapara HipertensosObjetivo: abordar as recomendações a serem adotadaspelas equipes multiprofissionais de saúde no cuidado eorientação das pessoas com hipertensão arterialsistêmica (HAS) no que se refere à prática de atividadefísica e seus benefícios.
  3. 3. Quando prescrever Atividade Física(AF) para Hipertensos tendo comoparâmetro a Pressão Arterial (PA)Valor Pressão Arterial Conduta durante a consulta médica ou deenfermagem≤ 140X90 mmHg Recomendar Atividade Física Regular≥ 140X90 mmHgNão Recomendar Atividade Física;Investigar e medicar, se necessário;Quando compensado: RecomendarAtividade Física Regular.
  4. 4. Figura 1: Efeitos da modificação do estilo de vida sobre a PA. Fonte: VII JOINT,Adaptado de Apoio Técnico em Monitoramento e Avaliação de Ações de Saúde doServiço de Saúde Comunitária p.56.Porque prescrever AF parahipertensos?Analisando a influência da prática de AF na pressão arterial:
  5. 5. Abordando pacientes Hipertensos durante aspráticas corporais (PC) e AF:O PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA OU O CONDUTOR DO GRUPO DEVE:Ao acolher a livre demanda:Orientar o agendamento de consulta avaliaçãomédica para avaliação da PA.Durante a sessão de PC ouAF:Interromper a sessão em casos de variação daPA e orientar agendamento de consulta oudiscutir o caso com a equipe.Aferir a PA- Antes e após a sessão- Durante, se necessário, ou parapacientes ou estímulos novos.ATENÇÃO:- Não permitir a participação de pacientes comPAS ≥ 160 e/ou PAD ≥ 105mmHg.- Os valores de PA tendem diminuir com a práticasistemática de AF; identificando isto, orientar oagendamento de consulta ou discutir o caso coma equipe para ajuste na medicação do paciente.
  6. 6. Dados Interessantes:SobreoEfeitoHipotensorApósaAF:Os mecanismos associados a pressórica variam de acordocom a idade em hipertensos sendo devido a:- diminuição no débito cardíaco, em idosos;- redução da resistência vascular periférica, em jovens.A queda da pressão arterial depende da duração doexercício, mas independe de sua intensidade. Ouseja, estímulos longos (≥ 45 min) são recomendados.A pressórica depende do nível inicial da pressão arterial,sendo que, pacientes hipertensos apresentam uma maisacentuada diminuição que indivíduos normotensos.
  7. 7. AF paraHipertensos:PAS ≤ 160PAD≤105mmHg.Foco naduração doestímulo.Estímulos demoderadaintensidade.Acolher eorientar.(Averiguar anecessidadede consulta)
  8. 8. PrescriçãoAtividades Aeróbias para HipertensosAtividades Aeróbias: Recomendação:• de 3 a 5 vezes por semana;• sessões de 30 a 60 minutos;• atividades leves amoderadas com intensidadede até 70% da FC máxima.
  9. 9. Parâmetros referentes a intensidade do Estímulo:*parâmetros secundários possíveis de serem utilizados no dia-a-diapreferencialmente para atividades aeróbiasRespiração: Frequência Cardíaca- O paciente deve permanecerdiscretamenteofegante, conseguindo falarfrases completas e seminterrupções durante oestímuloFC treino = (FC máx – FC repouso) x%desejada + FC repouso--Para valores de FC máxima estabelecida emum teste ergométrico máximo.ouFC máx = 220 – idade x % desejadaFC máxima = 226 – idade x % desejadaParâmetros para HAS: não ultrapassar50 – 70% da FC máxima parasedentários e 60 – 80% da FC máximapara condicionados.
  10. 10. PrescriçãoExercícios Resistidos para HipertensosExercícios Resistidos ouExercícios com sobrecarga: Recomendação:• De 2 a 3 vezes por semana;• De 1 a 3 séries de 8 a 15repetições, conduzidas até a fadigamoderada;• Tabela de BORG (ver tabela na próximoslide) – intensidade correspondenteaos valores 12, 13 e 14.• Evitar exercícios isométricos, ouseja, a manutenção da contraçãomuscular na posição em que omaior de fibras musculares sãorecrutadas.
  11. 11. Sobre a intensidade do Estímulo:*parâmetros secundários possíveis de serem utilizados no dia-a-diaEscala subjetiva de Esforço: Repetição Máxima:• Teste de Carga Máxima de 1Repetição (1RM)- Os exercícios resistidos nãodevem ultrapassar 50 – 60% dacarga máxima.Parâmetros referentes a intensidade do Estímulo:*parâmetros secundários possíveis de serem utilizados no dia-a-diapreferencialmente para exercícios resisitidos- O paciente deve referir comoestá se sentindo. Parahipertensos utilizar os valoresde 12 a 14.
  12. 12. Bibliografia• Brasil. Ministério da Saúde. Grupo Hospitalar Conceição. Gerência de Saúde Comunitária.A organização do cuidado às pessoas com hipertensão arterial sistêmica em serviços deatenção primária à saúde/ organização de Sandra R. S. Ferreira, Itemar M. Bianchini, RuiFlores. – Porto Alegre: Hospital Nossa Senhora da Conceição, ago. 2011. 118 p.• Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de AtençãoBásica. Hipertensão arterial sistêmica para o Sistema Único de Saúde. Brasília : Ministérioda Saúde, 2006. 58 p. Disponível em:http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderno_atencao_basica15.pdf• NEGRÃO, C.E.; BRANDÃO RONDON, M.U.P. Exercício físico, hipertensão e controlebarorreflexo da pressão arterial. Revista Brasileira de Hipertensão, São Paulo, v. 8, n.1, p. 89-95, jan. a mar. 2001. Disponível em:http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/8-1/010.pdf• NEGRÃO, C.E. et al. Aspectos do treinamento físico na prevenção da hipertensãoarterial. Revista Brasileira de Hipertensão, v. 4, n. 3, 2001.• BRUM PC; FORJAZ CLM; TINUCCI T; NEGRÃO CE. Adaptações agudas e crônicas doexercício físico no sistema cardiovascular. Rev. paul. Educ. Fís., São Paulo, v.18, p.21-31, ago. 2004. Disponível em:http://sis.posugf.com.br/AreaProfessor/Materiais/Arquivos/824.pdf

×