UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO – UFESDisciplina: Educação FísicaEstagiário: CARLOS LÚCIO SIMÕES VAILLNTTutor da Of...
Projeto de IntervençãoFazer com os alunos compreendam a capoeira como  uma práxis sobre o enfoque da cultura corporal,  en...
Local de aplicação da Intervenção   As aulas aconteceram em um espaço de três meses    na escola do município de Anchieta...
   Os alunos dessas escolas vivem no interior e    conhecem os esportes, mas muitos nunca    tiveram uma aula de educação...
   Começamos a aulas pelos combinados que    eram pequenas regras sociais de convívio.    Para permanecer nas aulas teri...
Na EMEIEF “São Mateus” remanescente quilombola a capoeirafoi muito bem aceita, pois oriunda das raízes afro-brasileira aca...
   Ainda em vista do contexto histórico, social e    cultural da capoeira, contemplar apenas    objetivos voltados à apti...
   Segundo (Luckesi, 1991)... “A avaliação é uma apreciação    qualitativa sobre dados relevantes do processo de ensino- ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Capoeira

705 visualizações

Publicada em

trabalho de aluno EaD

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
705
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capoeira

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO – UFESDisciplina: Educação FísicaEstagiário: CARLOS LÚCIO SIMÕES VAILLNTTutor da Oficina de Docência: Fábio Luiz Loureiro
  2. 2. Projeto de IntervençãoFazer com os alunos compreendam a capoeira como uma práxis sobre o enfoque da cultura corporal, enquanto campo de conhecimento elaborado e reelaborado a partir de experiências concretas das crianças através do corpo e do lúdico. A Capoeira pode proporcionar aos alunos(as) nas escolas, inúmeras situações de aprendizagem, constituindo-se como uma prática educativa, como é citada por diversos pesquisadores relacionando- as a aprendizagens e educação.
  3. 3. Local de aplicação da Intervenção As aulas aconteceram em um espaço de três meses na escola do município de Anchieta nas escolas do Campo (interior) onde não há a presença de professores de educação física; consegui intervir nas escolas de Inhaúma, Rosalino Simões e São Mateus com uma aula por semana com duração de 2 horas. As respectivas escolas estão localizadas no interior de Anchieta fazendo divisa com os municípios Alfredo Chaves, Piúma e Iconha. Dessas escolas uma é unidocente e outras duas são pluridocente, mas multisseriadas, ou seja, turma de 1 ao 5 ano juntas, e um só professor.
  4. 4.  Os alunos dessas escolas vivem no interior e conhecem os esportes, mas muitos nunca tiveram uma aula de educação física. O relacionamento de aluno x aluno e alunos x professor nestas escolas são calcados num pré-julgamento devido ao histórico social e familiar dessas crianças. Para isso desenvolvemos um projeto que a crianças ficassem mais tempo na escola promovendo atividades físicas e recreativas.
  5. 5.  Começamos a aulas pelos combinados que eram pequenas regras sociais de convívio. Para permanecer nas aulas teriam que cumprir as normas disciplinares e manter o foco nas atividades complementares como, dever de casa, capoeira, informática, garrafa pet, oficinas de Jongo e Congo, atividades de leitura, escrita e cálculo atendendo a metas de aprendizagem e operacionais
  6. 6. Na EMEIEF “São Mateus” remanescente quilombola a capoeirafoi muito bem aceita, pois oriunda das raízes afro-brasileira acapoeira é algo que se identifica com a realidade deles comosegundo (Rogers, 1978, p.160) . “A aprendizagem significativaverifica-se quando o estudante percebe que a matéria a estudarse relaciona com seus próprios objetivos. De maneira um tantomais formal dir-se-á que uma pessoa só aprendesignificativamente aquelas coisas que percebe implicarem namanutenção ou na elevação de si mesma”. Para Campos (2001, p. 74), “o ensino da capoeira deve-se pautarem paradigmas da educação física e do esporte reconhecidospela comunidade científica mundial”. Ainda para Campos (2001, p.78), “a capoeira desenvolve as qualidades físicas de base,atuando com eficiência na melhora da condição física geral,desenvolvendo sobremaneira os sistemas aeróbico, anaeróbico emuscular”.
  7. 7.  Ainda em vista do contexto histórico, social e cultural da capoeira, contemplar apenas objetivos voltados à aptidão física seria também desconsiderar que a saúde transcende o aspecto biológico, uma vez que o social também precisa ser compreendido e refletido, como parte essencial para o entendimento de saúde num sentido mais amplo. Tal compreensão, ou reflexão, também acerca do aspecto social, está intrínseca na dinâmica da capoeira, necessitando somente ser considerada (Bracht, 1992).
  8. 8.  Segundo (Luckesi, 1991)... “A avaliação é uma apreciação qualitativa sobre dados relevantes do processo de ensino- aprendizagem que auxilia o professor a tomar decisões sobre o seu trabalho”. A primeira avaliação foi à diagnóstica com o processo de SQA (saber, querer, e aprender), daí conduzir os planos a partir do que eles já teriam de conhecimento com a capoeira. Sempre ao final de cada aula fazíamos o positivo e delta, ou seja, os pontos fortes da aula e o delta que seria as oportunidades de melhoramentos. Nas aulas seguintes validamos os deltas e montamos um plano de ação para fazer os melhoramentos contínuos sempre reportando-se aos combinados da aula. Nas palavras de Hoffmann: “A avaliação deixe de ser o momento terminal do processo educativo [...] para se transformar na busca incessante de compreensão das dificuldades do educando e na dinamização de novas oportunidades de conhecimento (HOFFMANN, 1995, p. 21).

×