Trabalho de ensino religioso

10.044 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Espiritual, Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.044
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.515
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
124
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de ensino religioso

  1. 1. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração ” Valores religiosos
  2. 2. Diversidade cultural <ul><li>A diversidade cultural são diferenças culturais que existem entre o ser humano. Há vários tipos, tais como: a linguagem, danças, vestuário e outras tradições como a organização da sociedade. </li></ul>
  3. 3. Religião <ul><li>É um conjunto de crenças sobre as causas, natureza e finalidade da vida e do universo, especialmente quando considerada como a criação de um agente sobrenatural, ou a relação dos seres humanos ao que eles consideram como santo, sagrado, espiritual ou divino. Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida. Elas tendem a derivar em moralidade, ética, leis religiosas ou em um estilo de vida preferido de suas idéias sobre o cosmos e a natureza humana. </li></ul><ul><li>A palavra religião é por vezes usado como sinônimo de fé ou crença, mas a religião difere da crença pessoal na medida em que tem um aspecto público. A maioria das religiões têm comportamentos organizados, incluindo as congregações para a oração, hierarquias sacerdotais, lugares sagrados, e escrituras. </li></ul>
  4. 4. Variedade de religiões Temos uma grande variedade de religioes conheceremos um pouco de cada:
  5. 5. Cristianismo
  6. 6. Cristianismo é uma religião monoteísta centrada na vida e nos ensinamentos de Jesus de Nazaré , tais como são apresentados no Novo Testamento . A fé cristã acredita essencialmente em Jesus como o Cristo , Filho de Deus , Salvador e Senhor . A religião cristã tem três vertentes principais: o Catolicismo , a Ortodoxia Oriental (separada do catolicismo em 1054 após o Grande Cisma do Oriente ) e o protestantismo (que surgiu durante a Reforma Protestante do século XVI ). O protestantismo é dividido em grupos menores chamados de denominações . Os cristãos acreditam que Jesus Cristo é o Filho de Deus que se tornou homem e o Salvador da humanidade , morrendo pelos pecados do mundo. Geralmente, os cristãos se referem a Jesus como o Cristo ou o Messias .
  7. 7. Judaísmo
  8. 8. Judaísmo é o nome dado à religião do povo judeu, a mais antiga das três principais religiões monoteítas. Surgido da religião mosaica, o judaísmo, apesar de suas ramificações, defende um conjunto de doutrinas que o distingue de outras religiões: a crença monoteísta em YHWH (às vezes chamado Adonai (&quot;Meu Senhor&quot;), ou ainda HaShem (&quot;O Nome&quot;) - ver Nomes de Deus no Judaísmo) como criador e Deus e a eleição de Israel como povo escolhido para receber a revelação da Torá que seriam os mandamentos deste Deus. Dentro da visão judaica do mundo, Deus é um criador ativo no universo e que influencia a sociedade humana, na qual o judeu é aquele que pertence a uma linhagem com um pacto eterno com este Deus. Há diversas tradições e doutrinas dentro do judaísmo, criadas e desenvolvidas conforme o tempo e os eventos históricos sobre a comunidade judaica.
  9. 10. Hinduísmo
  10. 11. O hinduísmo é uma tradição religiosa que se originou no subcontinente indiano . Frequentemente é chamado de Sanātana Dharma por seus praticantes, frase em sânscrito que significa &quot;a eterna (perpétua) Num sentido mais abrangente, o hinduísmo engloba o bramanismo , a crença na &quot;Alma Universal&quot;, Brâman ; num sentido mais específico, o termo se refere ao mundo cultural e religioso, ordenado por castas , da Índia pós- budista . Entre as suas raízes está a religião védica da Idade do Ferro na Índia e, como tal, o hinduísmo é citado frequentemente como a &quot; religião mais antiga &quot;, a &quot;mais antiga das principais tradições existentes&quot;. É formado por diferentes tradições e composto por diversos tipos, e não possui um fundador.Estes tipos, sub-tradições e denominações , quando somadas, fazem do hinduísmo a terceira maior religião, depois do cristianismo e do islamismo , com aproximadamente um bilhão de fiéis, dos quais cerca de 905 milhões vivem na Índia e no Nepal . O vasto corpo de escrituras do hinduísmo se divide em shruti (&quot;revelado&quot;) e smriti (&quot;lembrado&quot;). Estas escrituras discutem a teologia , filosofia e a mitologia hinduísta, e fornecem informações sobre a prática do dharma (vida religiosa). Entre estes textos os Vedas e os Upanixades possuem a primazia na autoridade, importância e antiguidade.
  11. 12. Islamismo
  12. 13. Islã (do árabe al-Islām) é uma religião monoteísta que surgiu na Península Arábica no século VII , baseada nos ensinamentos religiosos do profeta Maomé e numa escritura sagrada, o Alcorão . A religião é conhecida ainda por islamismo. Na visão muçulmana, o Islã surgiu desde a criação do homem, ou seja, desde Adão , sendo este o primeiro profeta dentre inúmeros outros, para diversos povos, sendo o último deles Maomé . Cerca de duzentos anos após Maomé, o Islã já se tinha difundido em todo o Médio Oriente , no Norte de África e na Península Ibérica , bem como na direcção da antiga Pérsia e Índia . Mais tarde, o Islã atingiu a Anatólia , os Balcãs e a África subsaariana . Recentes movimentos migratórios de populações muçulmanas no sentido da Europa e do continente americano levaram ao aparecimento de comunidades muçulmanas nestes territórios. A mensagem do Islão caracteriza-se pela sua simplicidade: para atingir a salvação, basta acreditar num único Deus , rezar cinco vezes por dia voltado para Meca , submeter-se ao jejum anual no mês do Ramadão , pagar dádivas rituais e efetuar, se possível, uma peregrinação à cidade de Meca . O Islã é visto pelos seus aderentes como um modo de vida que inclui instruções que se relacionam com todos os aspectos da atividade humana, sejam eles polítiticos , sociais , financeiros , legais, militares ou interpessoais. A distinção ocidental entre o espiritual e temporal é, em teoria, alheia ao Islã.
  13. 14. Indígenas
  14. 15. Religiao indigena <ul><li>Cada nação indígena possuía crenças e rituais religiosos diferenciados. Porém, todas as tribos acreditavam nas forças da natureza e nos espíritos dos antepassados. Para estes deuses e espíritos, faziam rituais, cerimônias e festas. O pajé era o responsável por transmitir estes conhecimentos aos habitantes da tribo. Algumas tribos chegavam a enterrar o corpo dos índios em grandes vasos de cerâmica, onde além do cadáver ficavam os objetos pessoais. Isto mostra que estas tribos acreditavam numa vida após a morte. </li></ul><ul><li>Principais etnias indígenas brasileiras na atualidade e população estimada  </li></ul><ul><li>Ticuna (35.000), Guarani (30.000), Caiagangue (25.000), Macuxi (20.000), Terena (16.000), Guajajara (14.000), Xavante (12.000), Ianomâmi (12.000), Pataxó (9.700), Potiguara (7.700).  </li></ul><ul><li>Fonte: Funai (Fundação Nacional do Índio). </li></ul>
  15. 16. Na religiao indigena andar pelado e normal:
  16. 17. Canibalismo <ul><li>Algumas tribos eram canibais como, por exemplo, os tupinambás que habitavam o litoral da região sudeste do Brasil . A antropofagia era praticada, pois acreditavam que ao comerem carne humana do inimigo estariam incorporando a sabedoria, valentia e conhecimentos. Desta forma, não se alimentavam da carne de pessoas fracas ou covardes. A prática do canibalismo era feira em rituais simbólicos. </li></ul>
  17. 19. Culturas <ul><li>Diferentes estilos de vida e valores </li></ul>
  18. 20. Emos
  19. 21. <ul><li>Foram-se os dias das patricinhas, dos góticos e neo-hippies. A nova tribo que está tomando conta das ruas das grandes cidades brasileiras são os emos. O nome vem de emotional hardcore, vertente do punk que mescla som pesado com letras românticas. Mas o que distingue os emos não é só a música, e sim as atitudes. Eles têm entre 11 e 18 anos e, nas roupas, são capazes de misturar as botas do punk, o colar de Wilma, a mulher de Fred Flintstone, e uma camiseta com a gatinha Hello Kitty. Não escondem os sentimentos, expressam abertamente suas emoções, preconizam e praticam a tolerância sexual. 'Os emos têm um estilo de vida compatível com a sexualidade. São menos preconceituosos' </li></ul>
  20. 22. Gotico
  21. 23. <ul><li>Quando você pergunta o que é um gótico você pode obter várias respostas diferentes e contraditórias, dependendo de como você formula a pergunta;porem cada resposta obtida pode representar uma parte válida desta subcultura. </li></ul><ul><li>Gótico é mais que um rótulo ou conceito, é ao mesmo tempo um estilo de vida e uma filosofia que tem suas raízes no  passado e no presente. </li></ul><ul><li>Ignorando aqui  referencias históricas das tribos de bárbaros na Europa  neste comentário específico refiro-me a o que é ser gótico, gótico é uma subcultura. Começou nos anos 70  na Europa e nos Estados Unidos.e aqui  no Brasil em 1980 .A cultura era composta de indivíduos de posturas incomuns com uma insaciável curiosidade pela cultura, intelectuais e socialmente pouco aceitos na  expressão de  sua arte e de si mesmos, demonstrando assim seu desencanto do mesmismo da sociedade moderna. </li></ul>
  22. 24. H i p p i e
  23. 25. <ul><li>Os &quot;hippies&quot; eram parte do que se convencionou chamar movimento de contracultura dos anos 1960 tendo relativa queda de popularidade nos anos 1970 nos EUA, embora o movimento tenha tido muita força em países como o Brasil somente na década de 1970. </li></ul><ul><li>Uma das frases idiomáticas associada a este movimento foi a célebre máxima &quot;Paz e Amor&quot; que precedeu a expressão &quot;Ban the Bomb&quot;, a qual criticava o uso de armas nucleares.As questões ambientais, a prática de nudismo, e a emancipação sexual eram ideias respeitadas recorrentemente por estas comunidades.Adotavam um modo de vida comunitário, tendendo a uma espécie de socialismo-anarquista ou estilo de vida nômade e à vida em comunhão com a natureza. </li></ul>
  24. 26. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  25. 27. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  26. 28. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  27. 29. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  28. 30. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  29. 31. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  30. 32. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  31. 33. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  32. 34. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  33. 35. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  34. 36. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  35. 37. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  36. 38. “ Não ouça o coração dos outros e sim o coração de Deus, que fala no seu coração”
  37. 55. Obrigado pela atençao !!!

×