SlideShare uma empresa Scribd logo

O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS

Artigo escrito pelo Professor Sebastião Guimarães da Empresa T&G Treinamento. É permitida a distribuição e a reprodução, desde que citada a fonte: Professor Sebastião Guimarães - T&G Treinamento - www.tgtreinamento.com.br

1 de 6
Baixar para ler offline
Professor Sebastião Guimarães




O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS
O Envolvimento dos Treinandos
                                                 De acordo com a norma ISO 10015

                                               “O envolvimento apropriado do pessoal cuja
                                               competência está sendo desenvolvida, como
                                               parte do processo de treinamento, pode
                                               favorecer um sentimento de co-autoria deste
                                               processo,   tornando    este    pessoal  mais
                                               responsável por assegurar o seu sucesso”

                                                                        4.1.3 da Norma ISO 10015

                                                 Freqüentemente, os profissionais de RH dizem
                                               que precisam “laçar” os empregados para que
                                               participem dos cursos oferecidos por suas
                                               empresas. Usam a expressão “laçar”, para
                                               descrever a dificuldade que têm para convencer
                                               os empregados a participar dos programas de
Sebastião Guimarães:
                                               treinamento.
Consultor com cursos de
                                                 Muitas são as desculpas dadas por aqueles
especialização em Qualidade Total
                                               que evitam participar dos treinamentos. Dizem
pela The George Washington                     que não dispõem de tempo, que o serviço está
University.                                    atrasado, que vão perder dinheiro ...

É professor do curso de pós-graduação          Por exemplo:
da Universidade São Judas - "Gestão
pela Qualidade em Alimentos" e                   Os vendedores de uma grande loja de Material
professor convidado da Fea/Unicamp.            para Construção (que faliu) disseram que teriam
Foi chefe de treinamento da Mercedes           prejuízo se participassem de um treinamento.
Benz e gerente do programa -                   Alegaram que durante o treinamento deixariam
Qualidade Total do Sebrae/SP                   de vender e, conseqüentemente, perderiam as
                                               comissões. Só “concordaram” em participar do
                                               treinamento quando a empresa “pagou o
E-mail:                                        prejuízo que teriam” (SIC)
guimaraes@tgtreinamento.com.br

                                                 As causas das ocorrências descritas no
É permitida a reprodução e distribuição        exemplo     acima    são  muitas, mas   uma
gratuita, desde que previamente autorizada e
                                               certamente é a falta de envolvimento correto
citada a fonte:
                                               daqueles que deveriam ter interesse em
                                               participar dos treinamentos.
Professor Sebastião Guimarães—
T&G Treinamento—www.tgtreinamento.com.br
                                                 Veja, a seguir, alguns cases que deixam bem
                                               clara a importância do envolvimento dos
                                               treinandos, preconizada pela ISO 10015.
Case 1
   Uma das maiores empresas de          treinamento, e     eles “ganham”
consultoria do mundo oferece            pontos     na      avaliação  de
atualmente aos seus trainees, aqui      desempenho.
no     Brasil, uma     quantidade
significativa de programas de             Este    case     mostra   que     o
treinamento. Um dos consultores         envolvimento do pessoal está
que desenvolve os programas diz         muito relacionado com resultados.
ser muito gratificante porque os          O      treinando      deve      ser
trainees têm grande interesse e         devidamente        informado     dos
“lamentam” quando não podem             resultados que se pretende atingir
participar do treinamento. De           com     o    treinamento.    Precisa,
acordo com sua observação, os           principalmente, saber o que ira
trainees estão sempre motivados         ganhar.
porque a empresa valoriza a
participação em programas de



Case 2
  A     Fundação      Nacional     da   obtiveram os melhores resultados
Qualidade (FNQ) desenvolve um           foram os escolhidos para participar
programa      para     capacitar   os   do próximo PNQ.
interessados      que     pretendem       Como vimos, neste case, uma
participar,    como      consultores/   boa prática é preparar os futuros
auditores, do Prêmio Nacional da        participantes de um determinado
Qualidade      (PNQ).      Tive     a   curso, enviando-lhes, antecipada-
oportunidade de participar de um        mente, todo material didático e um
destes eventos. Após ter minha          pré-teste.
inscrição confirmada, recebi todo         Um dos motivos do sucesso do
material didático e um pré-teste.       prêmio da FBQ é, com certeza, a
  Antes do curso, eu e todos os         eficácia    do    programa       de
inscritos, estudamos bastante para      capacitação de seus consultores e
responder o pré-teste.                  auditores.
  No final do curso tivemos,
também, que responder um          pós    “Um bom planejamento de material didático, pode
-teste.    Os    participantes   que
                                         fazer a diferença”


Case 3
  A Mercedes Benz tinha um              sempre surpreendeu, evidenciando          Atualmente, 40 a 70 % dos
programa intensivo de capacitação       a satisfação dos treinandos, ao         programas de treinamento avaliam
(1), destinado ao pessoal recém         serem informados sobre seus             a      aprendizagem,    conforme
contratado para atuar na área de        índices de aprendizagem.                pesquisa da American Society for
Marketing.                                                                      Training & Development – ASTD.
  No início do treinamento, os            O índice de aprendizagem é um
participantes eram informados que       excelente indicador da eficiência e
haveria, ao final, uma avaliação da     eficácia dos programas de treina-
aprendizagem.      A avaliação era      mento. A aprendizagem, sempre
feita através de, aproximadamen-        que possível, deve ser avaliada.
te, cem questões. O resultado




T&G Treinamento                                                                                       Página 3
Case 4
  O Senac-SP através do Programa       oportunidades, e em seguida            deu certo ... Ao ouvir tal afirmação
de Desenvolvimento Empresarial -       elaboravam um plano de ação para       os coordenadores do programa
PRODEMP        desenvolveu      um     resolvê-los  e     aproveitá-las.      ficaram paralisados, sem saber o
programa de treinamento cujo           O plano de cada       grupo era        que dizer. Então, para surpresa de
objetivo era a implementação de        apresentado ao grupo maior que         todos, o grupo completou o que
uma      ferramenta    denominada      contribuía   com    críticas    e      dizia, explicando que o planejado
genericamente de Método de             sugestões.                             realmente não deu certo, mas que,
Resolução de Problema – MRP.                                                  em tempo hábil, elaboraram um
A ferramenta é muito semelhante          Após 45 dias, os participantes se    novo plano que superou todas as
ao que hoje em dia é conhecido         reuniam novamente para relatar os      expectativas.
como SWOT ou FOFA.                     resultados obtidos. Como era o         Quando os treinandos são correta-
  O método consistia basicamente       esperado,      todos    os  grupos     mente envolvidos, eles aprendem a
em coordenar grupos de trabalho        apresentavam seus resultados que,      aprender, e as falhas que podem
de uma mesma empresa, para             normalmente,       eram    bastante    ocorrer num determinado treina-
identificar e solucionar problemas     significativos. Mas, houve o caso      mento, são facilmente eliminadas
de diversas áreas. Em sala-de-         de um grupo que iniciou a              ou contornadas.
aula, os grupos faziam um levanta-     apresentação      dizendo  que    o
mento dos problemas e das              planejado, em sala-de-aula, não



Case 5
  Duas entidades renomadas, a            Levando em consideração a            avaliação no envolvimento das
Associação    de    Dirigentes    de   análise crítica e as sugestões do      pessoas. Os treinandos gostam de
Vendas e Marketing do Brasil -         coordenador, os participantes do       avaliar e, principalmente, de ser
ADVB e o Centro do Comércio do         workshop fizeram uma reunião de        informados     do   resultado  da
Estado de São Paulo – CCESP            estudo e conseguiram definir um        avaliação, sejam os resultados
realizaram um workshop para            plano para viabilizar o objetivo do    bons ou maus, Somente assim os
viabilizar  a   realização   do    I   workshop. O relatório foi suficiente   participantes dos programas de
SEMINÁRIO BRASILEIRO DE MALA           para motivar os participantes e        treinamento sentirão co-autores
DIRETA (3)       O workshop foi        levá-los adiante em busca do que       desses programas, conforme as
bastante     “tumultuado”.     Para    se pretendia.                          diretrizes da norma ISO 10015.
reverter a situação, o coordenador
preparou um relatório, com base          Este    exemplo mostra          a
nas avaliações dos participantes.      importância dos relatórios       de



Case 6
  Recentemente, a gerente de RH,       inovadora da EAD.                      diretrizes dadas pela norma de
de uma grande associação de                                                   Gestão da Qualidade – ISO 10015.
classe, recebeu da Diretoria seis        A EAD está criando novos             Em muitas etapas, a metodologia
programas de Educação a Distância      hábitos      de     aprendizagem,      implementada pela EAD supera a
-EAD para analise. A Diretoria fez     principalmente no que diz respeito     do ensino presencial. É o caso, por
recomendações      para    que   os    ao     autotreinamento    (método      exemplo,     da    Avaliação     da
programas fossem analisados por        mencionado no item 4.3.3 da            Aprendizagem que na EAD chega a
pessoas por ela escolhida.             Norma ISO 10015). A forte              100%,     enquanto    nos    cursos
  Inicialmente a gerente de RH         contribuição da EAD        para a      presenciais fica na faixa de 40 a
pensou em escolher pessoas que         mudança         de      paradigma      70 %.
ela julgava estar interessadas na      educacional baseia-se no fato de
metodologia     da    EAD.     Mas,    que existe maior participação do
pensando melhor, resolveu “dar o       aluno.
exemplo” e analisar um programa,         No sistema presencial é notória a
mesmo não tendo muito interesse        passividade    do  treinando    em
em conhecê-lo.                         relação à condução do processo
                                       ensino-aprendizagem.
 Para sua surpresa, o programa a         É importante frisar que a EAD,
envolveu, graças à metodologia         quando bem estruturada, segue as



 Página 4                                                                       O envolvimento dos treinandos
Case 7
  Um        grande       Laboratório                                                   treinandos se empenharam para
Farmacêutico     Internacional   (4)                                                   obter as melhores classificações. E
desenvolveu      um     treinamento                                                    conseguiram; o que foi bom para
intensivo de capacitação para os                                                       os novos PVCs e melhor ainda para
PVCs (Propagandistas, Vendedores                                                       a empresa.
e Cobradores) recém contratados.       os   níveis  de   aproveitamento
  O treinamento teve a duração de      desejados     e     o     prêmio                  Peter     Drucker,    guru     da
um mês e foi desenvolvido por sete     correspondente  a    cada   nível               administração,     sugere     fazer
instrutores - Médicos, Especialistas   alcançado.                                      primeiro a coisa certa e depois de
em Propaganda, Marketing, Vendas                                                       modo      certo.  No     caso    de
e em Crédito e Cobrança. Os              Quem, na avaliação final, atingiu             treinamentos,     explique      aos
instrutores foram brilhantes devido    o nível C, teve como prêmio seu                 participantes o que será feito,
aos        conhecimentos        que    salário inicial reajustado em 50 %.             quais os objetivos e o que se
transmitiram e ao apoio dado aos       Quem atingiu o nível B, teve 25 %               espera deles, isso fará com que
participantes do treinamento. Mas,     a mais e quem atingiu o nível A                 cheguem preparados para avaliar
o que mais motivou os treinandos       teve o salário reajustado em 15 %.              melhor o investimento realizado
foi o “CONTRATO” que estabelecia       Não é preciso dizer que todos os                (5).


Diante do exposto, podemos concluir que o resultado do treinamento é mais
eficiente e eficaz quando os treinandos sabem que serão avaliados, reconhecidos e
premiados.


(1) Programa desenvolvido pela Divisão de treinamento da Mercedes Benz do Brasil S.A., em 1972.
(2) O evento desenvolvido pelo Prodemp foi realizado em 1984.
(3) O I Seminário Brasileiro de Mala Direta foi realizado de 26 a 29 de setembro de 1978, em São Paulo.
(4) Empresa formada pela fusão dos Laboratórios: Moura Brasil, Merrell e Vick – em 1964.
(5) Excerto do artigo – 5 dicas para obter sucesso em seu treinamento –
(6) http:/www.caliper.com.br/novo_site/imprimir_artigo.php?cod=46             - Consultado em 24/04/08


                                                   Para acessar a agenda de cursos e palestras:
  E.book gratuito: NORMA                           www.tgtreinamento.com.br

         ISO 10015                                 treinamento@tgtreinamento.com.br
                                                   Para falar com o Professor Sebastião Guimarães:
                                                   guimaraes@tgtreinamento.com.br
Disponibilizamos para os pro-                      Informações: 11 9952-0803

fissionais de RH e de T&D, o                       Solicitar artigos e fotos na Assessoria de Imprensa:

            e.book:                                www.fadaceleste.com.br/saladeimprensa.htm
                                                   Jornalista Responsável: Claudia Souza—MTB 50644/SP

 Norma ISO 10015—Gestão                            Tels: 11 6218-9688 / 9803-3384
                                                   tgtreinamento@hotmail.com
 da qualidade—Diretrizes
           para
             treinamento.
 Em Busca da Eficácia Em
      Treinamento
T&G Treinamento                                                                                                Página 5
O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS

Recomendados

03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoalValéria Braga
 
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - QualidadeISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidadegomesmpb
 
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2J. Barbato
 
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTOAVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTOSebastião Guimarães
 
exemplo Avaliacao eficacia treinamento
exemplo Avaliacao eficacia treinamentoexemplo Avaliacao eficacia treinamento
exemplo Avaliacao eficacia treinamentoitapissuma
 
1. TECNICAS DE ENSINO - Material - Etapas da educação profissional
1. TECNICAS DE ENSINO - Material - Etapas da educação profissional1. TECNICAS DE ENSINO - Material - Etapas da educação profissional
1. TECNICAS DE ENSINO - Material - Etapas da educação profissionalQualify Capacitação
 
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-JobResultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-JobGiba Dal Prá
 
TECNICAS DE ENSINO - pronto 4. mod. iv etapas da educação profissional
TECNICAS DE ENSINO - pronto 4. mod. iv   etapas da educação profissionalTECNICAS DE ENSINO - pronto 4. mod. iv   etapas da educação profissional
TECNICAS DE ENSINO - pronto 4. mod. iv etapas da educação profissionalQualify Capacitação
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A educação a distância e a Norma ISO 10015
A educação a distância e a Norma ISO 10015A educação a distância e a Norma ISO 10015
A educação a distância e a Norma ISO 10015Sebastião Guimarães
 
Apostila de projetos de administração
Apostila de projetos de administraçãoApostila de projetos de administração
Apostila de projetos de administraçãoFelipe Leo
 
Advoco Brasil - Programa de Treinamento
Advoco Brasil -  Programa de TreinamentoAdvoco Brasil -  Programa de Treinamento
Advoco Brasil - Programa de TreinamentoAndre Medeiros
 
WCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e Treinamento
WCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e TreinamentoWCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e Treinamento
WCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e TreinamentoEXCELLENCE CONSULTING
 
Projetos de administração
Projetos de administraçãoProjetos de administração
Projetos de administraçãoFelipe Leo
 
Apresentação técnica hpe 27112013
Apresentação técnica hpe 27112013Apresentação técnica hpe 27112013
Apresentação técnica hpe 27112013Net Profit Franquia
 
4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP
4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP
4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFPAngelo Peres
 
15 administração (treinamento e avaliação)
15   administração (treinamento e avaliação)15   administração (treinamento e avaliação)
15 administração (treinamento e avaliação)Elizeu Ferro
 
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimentoComo medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimentoNegrao Alexandre
 
Atps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestao
Atps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestaoAtps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestao
Atps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestaoWellington Guimaraes
 
10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno
10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno
10 Dicas para aumentar o engajamento do AlunoLetícia Spina Tapia
 
Curso como medir a Eficácia de Treinamento
Curso como medir a Eficácia de TreinamentoCurso como medir a Eficácia de Treinamento
Curso como medir a Eficácia de TreinamentoDaniel de Carvalho Luz
 
Projeto estágio em startup
Projeto estágio em startupProjeto estágio em startup
Projeto estágio em startupStartupi
 
E-Book Talentos Maximizando Valor DOM Strategy Partners 2010
 E-Book Talentos Maximizando Valor  DOM Strategy Partners 2010 E-Book Talentos Maximizando Valor  DOM Strategy Partners 2010
E-Book Talentos Maximizando Valor DOM Strategy Partners 2010DOM Strategy Partners
 

Mais procurados (20)

A educação a distância e a Norma ISO 10015
A educação a distância e a Norma ISO 10015A educação a distância e a Norma ISO 10015
A educação a distância e a Norma ISO 10015
 
Apostila de projetos de administração
Apostila de projetos de administraçãoApostila de projetos de administração
Apostila de projetos de administração
 
Treinamento De Seguranca
Treinamento De SegurancaTreinamento De Seguranca
Treinamento De Seguranca
 
Advoco Brasil - Programa de Treinamento
Advoco Brasil -  Programa de TreinamentoAdvoco Brasil -  Programa de Treinamento
Advoco Brasil - Programa de Treinamento
 
WCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e Treinamento
WCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e TreinamentoWCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e Treinamento
WCM 2009-TT15 SABESP-Matriz de Habilidades Pilar Educação e Treinamento
 
Projetos de administração
Projetos de administraçãoProjetos de administração
Projetos de administração
 
Apresentação técnica hpe 27112013
Apresentação técnica hpe 27112013Apresentação técnica hpe 27112013
Apresentação técnica hpe 27112013
 
4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP
4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP
4 Uma Reflexao a Fim De Otimizar os PFP
 
15 administração (treinamento e avaliação)
15   administração (treinamento e avaliação)15   administração (treinamento e avaliação)
15 administração (treinamento e avaliação)
 
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimentoComo medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
 
Pimp My Job
Pimp My JobPimp My Job
Pimp My Job
 
Atps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestao
Atps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestaoAtps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestao
Atps 2014 1_cco_3_tecnologias_gestao
 
Gp aula-12
Gp aula-12Gp aula-12
Gp aula-12
 
Gestão de estúdio
Gestão de estúdioGestão de estúdio
Gestão de estúdio
 
10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno
10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno
10 Dicas para aumentar o engajamento do Aluno
 
Curso como medir a Eficácia de Treinamento
Curso como medir a Eficácia de TreinamentoCurso como medir a Eficácia de Treinamento
Curso como medir a Eficácia de Treinamento
 
Projeto estágio em startup
Projeto estágio em startupProjeto estágio em startup
Projeto estágio em startup
 
Treinamento (Diagnóstico Levantamento de Necessidades e Deficiências )
Treinamento (Diagnóstico Levantamento de Necessidades e Deficiências )Treinamento (Diagnóstico Levantamento de Necessidades e Deficiências )
Treinamento (Diagnóstico Levantamento de Necessidades e Deficiências )
 
Liderança - RH
Liderança - RHLiderança - RH
Liderança - RH
 
E-Book Talentos Maximizando Valor DOM Strategy Partners 2010
 E-Book Talentos Maximizando Valor  DOM Strategy Partners 2010 E-Book Talentos Maximizando Valor  DOM Strategy Partners 2010
E-Book Talentos Maximizando Valor DOM Strategy Partners 2010
 

Destaque

16 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia2
16 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia216 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia2
16 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia2Mocte Salaiza
 
Tchekhov
TchekhovTchekhov
TchekhovFuturi
 
Análise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionaisAnálise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionaismariasalgueiro
 
Projecto agua apresentação
Projecto agua apresentaçãoProjecto agua apresentação
Projecto agua apresentaçãopasseixas
 
04 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo1
04 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo104 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo1
04 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo1Mocte Salaiza
 
Bawankashi (2)(Marathi Language)
Bawankashi (2)(Marathi Language)Bawankashi (2)(Marathi Language)
Bawankashi (2)(Marathi Language)Dr.Keshav Sathaye
 
Testes Unitários e fUnit - Felipe Nascimento
Testes Unitários e fUnit -  Felipe NascimentoTestes Unitários e fUnit -  Felipe Nascimento
Testes Unitários e fUnit - Felipe NascimentoTchelinux
 
Frankestein
FrankesteinFrankestein
Frankesteintropeda
 
Tabela sessao mod._escola-_trab_1
Tabela sessao mod._escola-_trab_1Tabela sessao mod._escola-_trab_1
Tabela sessao mod._escola-_trab_1mariasalgueiro
 
MobileConf 2015: Android Annotations
MobileConf 2015: Android AnnotationsMobileConf 2015: Android Annotations
MobileConf 2015: Android AnnotationsRodrigo Amora
 
Search Engine Optimization para Iniciantes - Cristian Magalhães
Search Engine Optimization para Iniciantes - Cristian MagalhãesSearch Engine Optimization para Iniciantes - Cristian Magalhães
Search Engine Optimization para Iniciantes - Cristian MagalhãesTchelinux
 
Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010
Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010
Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010Fundarte
 

Destaque (20)

CV_Hani 2016
CV_Hani 2016CV_Hani 2016
CV_Hani 2016
 
16 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia2
16 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia216 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia2
16 enfermedad trofoblastica_actual_conferencia2
 
Vivências em Biodanza
Vivências em BiodanzaVivências em Biodanza
Vivências em Biodanza
 
Tchekhov
TchekhovTchekhov
Tchekhov
 
Análise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionaisAnálise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionais
 
Projecto agua apresentação
Projecto agua apresentaçãoProjecto agua apresentação
Projecto agua apresentação
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
 
Otimismo na arte de viver
Otimismo na arte de viverOtimismo na arte de viver
Otimismo na arte de viver
 
Resume'
Resume'Resume'
Resume'
 
04 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo1
04 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo104 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo1
04 sangrados de_la_primera_mitad_del_embarazo1
 
Bawankashi (2)(Marathi Language)
Bawankashi (2)(Marathi Language)Bawankashi (2)(Marathi Language)
Bawankashi (2)(Marathi Language)
 
Testes Unitários e fUnit - Felipe Nascimento
Testes Unitários e fUnit -  Felipe NascimentoTestes Unitários e fUnit -  Felipe Nascimento
Testes Unitários e fUnit - Felipe Nascimento
 
Edital elson ribeiro
Edital elson ribeiroEdital elson ribeiro
Edital elson ribeiro
 
Frankestein
FrankesteinFrankestein
Frankestein
 
Tabela sessao mod._escola-_trab_1
Tabela sessao mod._escola-_trab_1Tabela sessao mod._escola-_trab_1
Tabela sessao mod._escola-_trab_1
 
Diretios dos homens
Diretios dos homens  Diretios dos homens
Diretios dos homens
 
Neumonia pediatria
Neumonia pediatriaNeumonia pediatria
Neumonia pediatria
 
MobileConf 2015: Android Annotations
MobileConf 2015: Android AnnotationsMobileConf 2015: Android Annotations
MobileConf 2015: Android Annotations
 
Search Engine Optimization para Iniciantes - Cristian Magalhães
Search Engine Optimization para Iniciantes - Cristian MagalhãesSearch Engine Optimization para Iniciantes - Cristian Magalhães
Search Engine Optimization para Iniciantes - Cristian Magalhães
 
Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010
Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010
Fichadeinscriçãoprocessoseletivo2010
 

Semelhante a O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS

Procedimento Treinamento
Procedimento Treinamento Procedimento Treinamento
Procedimento Treinamento Marcos Abreu
 
PPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptx
PPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptxPPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptx
PPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptxPriscyllasantos6
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoNome Sobrenome
 
Venda mais agosto_2013_pág_entrevista
Venda mais agosto_2013_pág_entrevistaVenda mais agosto_2013_pág_entrevista
Venda mais agosto_2013_pág_entrevistaRoberto Vieira Ribeiro
 
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialTreinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialAna Couto
 
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTOLEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTOSebastião Guimarães
 
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDERENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDERSebastião Guimarães
 
04 administração de pessoal (treinamento)
04   administração de pessoal (treinamento)04   administração de pessoal (treinamento)
04 administração de pessoal (treinamento)Elizeu Ferro
 
Treinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimentoTreinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimentoMarcia Henrique
 
Ps Treinamento Empresarial
Ps Treinamento EmpresarialPs Treinamento Empresarial
Ps Treinamento Empresarialguest4e9c08
 
AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdf
AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdfAVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdf
AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdfJaniSantos8
 
Treinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RHTreinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RHRose Oliveira
 
Trabalho de manutenção produtiva total
Trabalho de manutenção produtiva totalTrabalho de manutenção produtiva total
Trabalho de manutenção produtiva totalPaulo Henrique
 
Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental
Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental
Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental suelen matta
 

Semelhante a O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS (20)

Procedimento Treinamento
Procedimento Treinamento Procedimento Treinamento
Procedimento Treinamento
 
PPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptx
PPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptxPPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptx
PPT AULA 04 PRÁTICAS DE TREINAMENTO.pptx
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Venda mais agosto_2013_pág_entrevista
Venda mais agosto_2013_pág_entrevistaVenda mais agosto_2013_pág_entrevista
Venda mais agosto_2013_pág_entrevista
 
Ficha de Trabalho
Ficha de TrabalhoFicha de Trabalho
Ficha de Trabalho
 
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialTreinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
 
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTOLEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
 
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDERENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
 
fichan2-110711184810-phpapp02.pdf
fichan2-110711184810-phpapp02.pdffichan2-110711184810-phpapp02.pdf
fichan2-110711184810-phpapp02.pdf
 
04 administração de pessoal (treinamento)
04   administração de pessoal (treinamento)04   administração de pessoal (treinamento)
04 administração de pessoal (treinamento)
 
Treinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimentoTreinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimento
 
Ps Treinamento Empresarial
Ps Treinamento EmpresarialPs Treinamento Empresarial
Ps Treinamento Empresarial
 
Universidade corporativa
Universidade corporativaUniversidade corporativa
Universidade corporativa
 
AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdf
AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdfAVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdf
AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO.pdf
 
INDICADOR DE HORAS DE TREINAMENTO
INDICADOR DE HORAS DE TREINAMENTOINDICADOR DE HORAS DE TREINAMENTO
INDICADOR DE HORAS DE TREINAMENTO
 
Treinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RHTreinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RH
 
Trabalho de manutenção produtiva total
Trabalho de manutenção produtiva totalTrabalho de manutenção produtiva total
Trabalho de manutenção produtiva total
 
Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental
Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental
Desenvolvimento de colaboradores pelo perfil comportamental
 
Endomarketing
EndomarketingEndomarketing
Endomarketing
 
Forca vendas tg_grupo_iii
Forca vendas tg_grupo_iiiForca vendas tg_grupo_iii
Forca vendas tg_grupo_iii
 

Mais de Sebastião Guimarães (13)

Flow
FlowFlow
Flow
 
Flow
FlowFlow
Flow
 
PARA O RH NÃO HÁ MAIS DÚVIDA
PARA O RH NÃO HÁ MAIS DÚVIDAPARA O RH NÃO HÁ MAIS DÚVIDA
PARA O RH NÃO HÁ MAIS DÚVIDA
 
GESTÃO DA QUALIDADE
GESTÃO DA QUALIDADEGESTÃO DA QUALIDADE
GESTÃO DA QUALIDADE
 
CHA - CONHECIMENTO, HABILIDADE E ATITUDE
CHA - CONHECIMENTO, HABILIDADE E ATITUDECHA - CONHECIMENTO, HABILIDADE E ATITUDE
CHA - CONHECIMENTO, HABILIDADE E ATITUDE
 
RH EM FRASES
RH EM FRASESRH EM FRASES
RH EM FRASES
 
RH COMO RECURSO ESTRATÉGICO
RH COMO RECURSO ESTRATÉGICORH COMO RECURSO ESTRATÉGICO
RH COMO RECURSO ESTRATÉGICO
 
RESPONSABILIDADES SOBRE GESTÃO DE PESSOAS
RESPONSABILIDADES SOBRE GESTÃO DE PESSOASRESPONSABILIDADES SOBRE GESTÃO DE PESSOAS
RESPONSABILIDADES SOBRE GESTÃO DE PESSOAS
 
O NOVO RH E SEUS PROFISSIONAIS
O NOVO RH E SEUS PROFISSIONAISO NOVO RH E SEUS PROFISSIONAIS
O NOVO RH E SEUS PROFISSIONAIS
 
NORMA ISO 10015 - DIRETRIZES PARA TREINAMENTO
NORMA ISO 10015 - DIRETRIZES PARA TREINAMENTONORMA ISO 10015 - DIRETRIZES PARA TREINAMENTO
NORMA ISO 10015 - DIRETRIZES PARA TREINAMENTO
 
Iso10015 oquetodogestortemquesaber
Iso10015 oquetodogestortemquesaberIso10015 oquetodogestortemquesaber
Iso10015 oquetodogestortemquesaber
 
BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOAS
BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOASBOAS PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOAS
BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOAS
 
A HORA E A VEZ DO TREINAMENTO
A HORA E A VEZ DO TREINAMENTOA HORA E A VEZ DO TREINAMENTO
A HORA E A VEZ DO TREINAMENTO
 

Último

CONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO
CONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPOCONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO
CONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPOAnderson Souza
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024taynaradl79
 
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024dlkauana81
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024dlp391622
 
"Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer"
"Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer""Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer"
"Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer"josianispflia
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...assessoriaeliana9
 
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...dll878820
 
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brBolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brPatriciagomes889620
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...sdl192405
 
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024taynaradl79
 
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...sdl192405
 
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024dlkauana81
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024leonardodl361
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024dlalicia08
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...Unicesumar
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...Unicesumar
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...sdl192405
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024dlalicia08
 
Guia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdf
Guia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdfGuia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdf
Guia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdfomelhordashoppeestaa
 
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...taynaradl79
 

Último (20)

CONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO
CONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPOCONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO
CONHEÇA 7 SUPER DICAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
"Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer"
"Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer""Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer"
"Guia Completo: Tipos de Cortes de Cabelo Fade e Como Fazer"
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
 
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
 
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brBolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
 
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
 
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
 
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
Guia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdf
Guia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdfGuia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdf
Guia Completo Como Lucrar com a Páscoa em 2024.pdf
 
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA DE ENSINO: ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA - 51...
 

O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS

  • 1. Professor Sebastião Guimarães O ENVOLVIMENTO DOS TREINANDOS
  • 2. O Envolvimento dos Treinandos De acordo com a norma ISO 10015 “O envolvimento apropriado do pessoal cuja competência está sendo desenvolvida, como parte do processo de treinamento, pode favorecer um sentimento de co-autoria deste processo, tornando este pessoal mais responsável por assegurar o seu sucesso” 4.1.3 da Norma ISO 10015 Freqüentemente, os profissionais de RH dizem que precisam “laçar” os empregados para que participem dos cursos oferecidos por suas empresas. Usam a expressão “laçar”, para descrever a dificuldade que têm para convencer os empregados a participar dos programas de Sebastião Guimarães: treinamento. Consultor com cursos de Muitas são as desculpas dadas por aqueles especialização em Qualidade Total que evitam participar dos treinamentos. Dizem pela The George Washington que não dispõem de tempo, que o serviço está University. atrasado, que vão perder dinheiro ... É professor do curso de pós-graduação Por exemplo: da Universidade São Judas - "Gestão pela Qualidade em Alimentos" e Os vendedores de uma grande loja de Material professor convidado da Fea/Unicamp. para Construção (que faliu) disseram que teriam Foi chefe de treinamento da Mercedes prejuízo se participassem de um treinamento. Benz e gerente do programa - Alegaram que durante o treinamento deixariam Qualidade Total do Sebrae/SP de vender e, conseqüentemente, perderiam as comissões. Só “concordaram” em participar do treinamento quando a empresa “pagou o E-mail: prejuízo que teriam” (SIC) guimaraes@tgtreinamento.com.br As causas das ocorrências descritas no É permitida a reprodução e distribuição exemplo acima são muitas, mas uma gratuita, desde que previamente autorizada e certamente é a falta de envolvimento correto citada a fonte: daqueles que deveriam ter interesse em participar dos treinamentos. Professor Sebastião Guimarães— T&G Treinamento—www.tgtreinamento.com.br Veja, a seguir, alguns cases que deixam bem clara a importância do envolvimento dos treinandos, preconizada pela ISO 10015.
  • 3. Case 1 Uma das maiores empresas de treinamento, e eles “ganham” consultoria do mundo oferece pontos na avaliação de atualmente aos seus trainees, aqui desempenho. no Brasil, uma quantidade significativa de programas de Este case mostra que o treinamento. Um dos consultores envolvimento do pessoal está que desenvolve os programas diz muito relacionado com resultados. ser muito gratificante porque os O treinando deve ser trainees têm grande interesse e devidamente informado dos “lamentam” quando não podem resultados que se pretende atingir participar do treinamento. De com o treinamento. Precisa, acordo com sua observação, os principalmente, saber o que ira trainees estão sempre motivados ganhar. porque a empresa valoriza a participação em programas de Case 2 A Fundação Nacional da obtiveram os melhores resultados Qualidade (FNQ) desenvolve um foram os escolhidos para participar programa para capacitar os do próximo PNQ. interessados que pretendem Como vimos, neste case, uma participar, como consultores/ boa prática é preparar os futuros auditores, do Prêmio Nacional da participantes de um determinado Qualidade (PNQ). Tive a curso, enviando-lhes, antecipada- oportunidade de participar de um mente, todo material didático e um destes eventos. Após ter minha pré-teste. inscrição confirmada, recebi todo Um dos motivos do sucesso do material didático e um pré-teste. prêmio da FBQ é, com certeza, a Antes do curso, eu e todos os eficácia do programa de inscritos, estudamos bastante para capacitação de seus consultores e responder o pré-teste. auditores. No final do curso tivemos, também, que responder um pós “Um bom planejamento de material didático, pode -teste. Os participantes que fazer a diferença” Case 3 A Mercedes Benz tinha um sempre surpreendeu, evidenciando Atualmente, 40 a 70 % dos programa intensivo de capacitação a satisfação dos treinandos, ao programas de treinamento avaliam (1), destinado ao pessoal recém serem informados sobre seus a aprendizagem, conforme contratado para atuar na área de índices de aprendizagem. pesquisa da American Society for Marketing. Training & Development – ASTD. No início do treinamento, os O índice de aprendizagem é um participantes eram informados que excelente indicador da eficiência e haveria, ao final, uma avaliação da eficácia dos programas de treina- aprendizagem. A avaliação era mento. A aprendizagem, sempre feita através de, aproximadamen- que possível, deve ser avaliada. te, cem questões. O resultado T&G Treinamento Página 3
  • 4. Case 4 O Senac-SP através do Programa oportunidades, e em seguida deu certo ... Ao ouvir tal afirmação de Desenvolvimento Empresarial - elaboravam um plano de ação para os coordenadores do programa PRODEMP desenvolveu um resolvê-los e aproveitá-las. ficaram paralisados, sem saber o programa de treinamento cujo O plano de cada grupo era que dizer. Então, para surpresa de objetivo era a implementação de apresentado ao grupo maior que todos, o grupo completou o que uma ferramenta denominada contribuía com críticas e dizia, explicando que o planejado genericamente de Método de sugestões. realmente não deu certo, mas que, Resolução de Problema – MRP. em tempo hábil, elaboraram um A ferramenta é muito semelhante Após 45 dias, os participantes se novo plano que superou todas as ao que hoje em dia é conhecido reuniam novamente para relatar os expectativas. como SWOT ou FOFA. resultados obtidos. Como era o Quando os treinandos são correta- O método consistia basicamente esperado, todos os grupos mente envolvidos, eles aprendem a em coordenar grupos de trabalho apresentavam seus resultados que, aprender, e as falhas que podem de uma mesma empresa, para normalmente, eram bastante ocorrer num determinado treina- identificar e solucionar problemas significativos. Mas, houve o caso mento, são facilmente eliminadas de diversas áreas. Em sala-de- de um grupo que iniciou a ou contornadas. aula, os grupos faziam um levanta- apresentação dizendo que o mento dos problemas e das planejado, em sala-de-aula, não Case 5 Duas entidades renomadas, a Levando em consideração a avaliação no envolvimento das Associação de Dirigentes de análise crítica e as sugestões do pessoas. Os treinandos gostam de Vendas e Marketing do Brasil - coordenador, os participantes do avaliar e, principalmente, de ser ADVB e o Centro do Comércio do workshop fizeram uma reunião de informados do resultado da Estado de São Paulo – CCESP estudo e conseguiram definir um avaliação, sejam os resultados realizaram um workshop para plano para viabilizar o objetivo do bons ou maus, Somente assim os viabilizar a realização do I workshop. O relatório foi suficiente participantes dos programas de SEMINÁRIO BRASILEIRO DE MALA para motivar os participantes e treinamento sentirão co-autores DIRETA (3) O workshop foi levá-los adiante em busca do que desses programas, conforme as bastante “tumultuado”. Para se pretendia. diretrizes da norma ISO 10015. reverter a situação, o coordenador preparou um relatório, com base Este exemplo mostra a nas avaliações dos participantes. importância dos relatórios de Case 6 Recentemente, a gerente de RH, inovadora da EAD. diretrizes dadas pela norma de de uma grande associação de Gestão da Qualidade – ISO 10015. classe, recebeu da Diretoria seis A EAD está criando novos Em muitas etapas, a metodologia programas de Educação a Distância hábitos de aprendizagem, implementada pela EAD supera a -EAD para analise. A Diretoria fez principalmente no que diz respeito do ensino presencial. É o caso, por recomendações para que os ao autotreinamento (método exemplo, da Avaliação da programas fossem analisados por mencionado no item 4.3.3 da Aprendizagem que na EAD chega a pessoas por ela escolhida. Norma ISO 10015). A forte 100%, enquanto nos cursos Inicialmente a gerente de RH contribuição da EAD para a presenciais fica na faixa de 40 a pensou em escolher pessoas que mudança de paradigma 70 %. ela julgava estar interessadas na educacional baseia-se no fato de metodologia da EAD. Mas, que existe maior participação do pensando melhor, resolveu “dar o aluno. exemplo” e analisar um programa, No sistema presencial é notória a mesmo não tendo muito interesse passividade do treinando em em conhecê-lo. relação à condução do processo ensino-aprendizagem. Para sua surpresa, o programa a É importante frisar que a EAD, envolveu, graças à metodologia quando bem estruturada, segue as Página 4 O envolvimento dos treinandos
  • 5. Case 7 Um grande Laboratório treinandos se empenharam para Farmacêutico Internacional (4) obter as melhores classificações. E desenvolveu um treinamento conseguiram; o que foi bom para intensivo de capacitação para os os novos PVCs e melhor ainda para PVCs (Propagandistas, Vendedores a empresa. e Cobradores) recém contratados. os níveis de aproveitamento O treinamento teve a duração de desejados e o prêmio Peter Drucker, guru da um mês e foi desenvolvido por sete correspondente a cada nível administração, sugere fazer instrutores - Médicos, Especialistas alcançado. primeiro a coisa certa e depois de em Propaganda, Marketing, Vendas modo certo. No caso de e em Crédito e Cobrança. Os Quem, na avaliação final, atingiu treinamentos, explique aos instrutores foram brilhantes devido o nível C, teve como prêmio seu participantes o que será feito, aos conhecimentos que salário inicial reajustado em 50 %. quais os objetivos e o que se transmitiram e ao apoio dado aos Quem atingiu o nível B, teve 25 % espera deles, isso fará com que participantes do treinamento. Mas, a mais e quem atingiu o nível A cheguem preparados para avaliar o que mais motivou os treinandos teve o salário reajustado em 15 %. melhor o investimento realizado foi o “CONTRATO” que estabelecia Não é preciso dizer que todos os (5). Diante do exposto, podemos concluir que o resultado do treinamento é mais eficiente e eficaz quando os treinandos sabem que serão avaliados, reconhecidos e premiados. (1) Programa desenvolvido pela Divisão de treinamento da Mercedes Benz do Brasil S.A., em 1972. (2) O evento desenvolvido pelo Prodemp foi realizado em 1984. (3) O I Seminário Brasileiro de Mala Direta foi realizado de 26 a 29 de setembro de 1978, em São Paulo. (4) Empresa formada pela fusão dos Laboratórios: Moura Brasil, Merrell e Vick – em 1964. (5) Excerto do artigo – 5 dicas para obter sucesso em seu treinamento – (6) http:/www.caliper.com.br/novo_site/imprimir_artigo.php?cod=46 - Consultado em 24/04/08 Para acessar a agenda de cursos e palestras: E.book gratuito: NORMA www.tgtreinamento.com.br ISO 10015 treinamento@tgtreinamento.com.br Para falar com o Professor Sebastião Guimarães: guimaraes@tgtreinamento.com.br Disponibilizamos para os pro- Informações: 11 9952-0803 fissionais de RH e de T&D, o Solicitar artigos e fotos na Assessoria de Imprensa: e.book: www.fadaceleste.com.br/saladeimprensa.htm Jornalista Responsável: Claudia Souza—MTB 50644/SP Norma ISO 10015—Gestão Tels: 11 6218-9688 / 9803-3384 tgtreinamento@hotmail.com da qualidade—Diretrizes para treinamento. Em Busca da Eficácia Em Treinamento T&G Treinamento Página 5