A idade m..

1.133 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

A idade m..

  1. 1. A IDADE MÉDIA SÉC. V AO XV
  2. 2. O FIM DO IMPÉRIO ROMANO DO OCIDENTE E O INÍCIO DA IDADE MÉDIA(SEC. V AO SÉC.XV) POVOS BÁRBAROS , HABITANTES DAS REGIÕES NORTE E LESTE DA EUROPA APROVEITAM-SE DA CRISE DO IMP.ROMANO DO OCIDENTE E O INVADEM ; GRUPOS BÁRBAROS: TÁRTARO- MONGÓIS (ÁSIA); ESLAVOS (EUROPA ORIENTAL E ÁSIA); GERMANOS (NORTE DA EUROPA, INDO-EUROPEUS)
  3. 3. INVASÕES BÁRBARAS
  4. 4. FASES DA IDADE MÉDIA ALTA IDADE MÉDIA – SÉC V AO X :1. REINOS BÁRBAROS NA EUROPA OCIDENTAL – CLIMA DE INSEGURANÇA2. RURALIZAÇÃO – QUEDA DO COMÉRCIO E DA VIDA URBANA - FEUDALISMO3. GRANDE IMPORTÂNCIA DA IGREJA CATÓLICA4. NOVAS INVASÕES – ÁRABES
  5. 5. CASTELO MEDIEVAL
  6. 6.  BAIXA IDADE MÉDIA – SÉC. XI AO XV1. DIMINUIÇÃO DAS INVASÕES – SÉC. XI2. AUMENTO DA POPULAÇÃO3. AS CRUZADAS E O RENASCIMENTO DO COMÉRCIO4. AUMENTO DA VIDA URBANA E DO COMÉRCIO – FEIRAS E BURGOS5. SURGIMENTO DA BURGUESIA6. CRISE DO SÉC. XIV -PESTE NEGRA,7. REVOTAS CAMPONESAS E GUERRA DOS CEM ANOS)8. SURGIMENTO DAS MONARQUIAS NACIONAIS.
  7. 7. A IDADE MÉDIA SÉC. V AO XV
  8. 8. IMPÉRIO ROMANO DO ORIENTE ORIGINOU O IMPÉRIO BIZANTINO LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA – COMÉRCIO COM O ORIENTE MANTEVE INSTITUIÇÕES LEGISLATIVAS E POLÍTICAS LATINAS IMPERADOR CENTRALIZAVA A ADMINISTRAÇÃO, COMANDAVA EXÉRCITO E A IGREJA(REPRESENTANTE DE DEUS)- CESAROPAPISMO
  9. 9. EXPANSÃO DO IMP. BIZANTINO
  10. 10. CATEDRAL DE SANTA SOFIA
  11. 11.  - CRISTIANISMO NO IMPÉRIO BIZANTINO TEM GRANDE INFLUÊNCIA DA GRÉCIA E DAS RELIGIÕES DO ORIENTE- SURGIMENTO DAS HERESIAS AS DIVERGÊNCIAS ENTRE A RELIGIÃO OCIDENTAL E ORIENTAL (CESAROPAPISMO E HERESIAS) LEVARAM AO CISMA DO ORIENTE COM O SURGIMENTO DA IGREJA ORTODOXA (1054) O IMPÉRIO BIZANTINO FOI DOMINADO PELOS TURCOS-OTOMANOS (1453)
  12. 12. PENÍNSULA ARÁBICA
  13. 13. OS ÁRABES ATÉ O FINAL DO SÉCULO VI OS ÁRABES, ORIGEM SEMITA, VIVIAM NA PENÍNSULA ARÁBICA; ESTAVAM DIVIDIDOS EM TREZENTAS TRIBOS URBANAS E NÔMADES; NAS ÁREAS COSTEIRAS (TRIBOS URBANAS) HAVIA A SEDENTARIZAÇÃO E CONDIÇÕES PARA A AGRICULTURA;NO INTERIOR, VIDA NÔMADE; MECA, PRINCIPAL CENTRO URBANO E RELIGIOSO (CAABA), CONTROLADA PELOS CORAIXITAS;
  14. 14. A CAABA
  15. 15. MAOMÉ E O ISLAMISMO MAOMÉ, MEMBRO DOS CORAIXITAS, ERA UM CARAVANEIRO TENDO CONTATO COM POVOS MONOTEÍSTAS(JUDEUS E CRISTÃOS); EM 610, INICIA A PREGAÇÃO DA RELIGIÃO MONOTEÍSTA ISLAMISMO; ALÁ É O ÚNICO DEUS E MAOMÉ O SEU PROFETA; EM 622, MAOMÉ FOI EXPULSO DE MECA
  16. 16. PELOS CORAIXITAS, QUE SENTIAM-SE PREJUDICADOS PELO MONOTEÍSMO; 622 - HÉGIRA (FUGA DE MAOMÉ PARA MEDINA E INÍCIO DO CALENDÁRIO MUÇULMANO 630, MAOMÉ CONSEGUE CONQUISTAR MECA E UNIFICA POLITICAMENTE OS ÁRABES; 632 – MORTE DE MAOMÉ – INÍCIO DA DJIHAD(EMPENHO PELA CAUSA ISLÂMICA) – EXPANSÃO TERRITORIAL DOS ÁRABES E DO ISLAMISMO
  17. 17. Sucessão de Maomé TEM INÍCIO DE UMA EXPANSÃO COMERCIAL E RELIGIOSA; O GOVERNO PASSOU A SER EXERCIDO PELOS CALIFAS (CHEFES RELIGIOSOS E POLÍTICOS); NECESSIDADE DE TERRAS FÉRTEIS LEGITIMOU A DJIHAD – CONQUISTAS NOS TERRITÓRIOS BIZANTINOS E PERSAS; DINASTIA OMÍADA EXPANDIU O DOMÍNIO ÁRABE PARA O OCIDENTE – NORTE DA ÁFRICA E PENÍNSULA IBÉRICA
  18. 18. DECADÊNCIA DO IMPÉRIO ÁRABE PRESSÕES DOS CRISTÃOS – DIVISÃO DO IMPÉRIO EM CALIFADOS NA ESPANHA E PORTUGAL – GUERRAS DE RECONQUISTA NO ORIENTE – CRUZADAS DIVISÃO DOS MUÇULMANOS EM SUNITAS E XIITAS ENFRAQUECEU A UNIDADE RELIGIOSA E POLÍTICA DOS ÁRABES 1492 – CONQUISTA DE GRANADA PELA ESPANHA – EXPULSÃO DOS ÁRABES DA EUROPA
  19. 19. Expansão árabe
  20. 20. Países de maioria muçulmana
  21. 21. Muçulmanos no mundo 08/10/2009 - Muçulmanos passam de 1,5 bi e são quase 25% da população mundial MÁRCIA SOMAN MORAES da Folha Online http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de _mu%C3%A7ulmanos_por_pa%C3%ADs
  22. 22. O FEUDALISMO MODO DE PRODUÇÃO FEUDAL – a terra é propriedade privada; os servos produzem para o dono da propriedade e pagam por seu uso com trabalho, produtos (impostos); existem relações políticas e sociais relacionadas à estrutura econômica;
  23. 23. PROPRIEDADE FEUDAL
  24. 24. Fatores que contribuíram para a formação do feudalismo Ruralização – com a crise final do Império Romano do Ocidente, a população passou a viver predominantemente nas vilas (grandes propriedades rurais); economia auto-suficiente; As invasões bárbaras agravaram o clima de medo e a ruralização; diminuição da circulação de pessoas e do comércio
  25. 25. Formação do feudalismo A prática do colonato: colono trabalha em troca de proteção e de parte da produção (faz parte da propriedade – vila) As invasões árabes também contribuíram para a diminuição do comércio entre o ocidente e o oriente (controle do mediterrâneo); Costumes bárbaros: COMITATUS, a economia rural e o direito consuetudinário
  26. 26. CARACTERÍSTICAS DO FEUDALISMO Economia: agrária, não-comercial, auto- suficiente, pouco uso de moeda; a propriedade feudal pertencia a uma elite, os senhores feudais e membros da Igreja. Sociedade: estamental (estratificada e sem mobilidade); camada dominante (clero e nobreza) e dominada ou produtiva (servos e vilões);
  27. 27.  “OS QUE REZAM, OS QUE GUERREIAM E OS QUE TRABALHAM” Política: descentralização política pois os senhores feudais exercem diversos poderes no interior de suas propriedades (cobram impostos, fazem as leis, controlam a economia, exercem a justiça, controlam as atividades militares) Relação de SUSERANIA E VASSALAGEM – fortaleciam o poder da nobreza e as relações de lealdade.

×