Proposta Correção - mód IV

1.465 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
127
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta Correção - mód IV

  1. 1. Didáxis – Cooperativa de Ensino, RA Teste de HCA – Módulo IVCotaçãodaquestãoCotaçãodaquestãoFig. 2- Fresco de Domenico de MichelinoFig. 4 – Catedral de Amiens1.1.1 Explica o renascimento urbano dosséculos XI e XII.Nos séculos XI e XII, verificou-se umrenascimento económico devido àrenovação das técnicas agrícolas, aoaumento dos excedentes produtivos econsequente crescimento da população.Isto levou ao desenvolvimento urbano,com a expansão das atividadesartesanais, o reflorescimento do comérciomonetário e dos mercados e feiras, oaparecimento de atividades ligadas àsfinanças e a desestruturação do antigosistema feudo-senhorial dos séculos anteriores...Ligado ao desenvolvimento urbano e aos burgos novos e suas atividades, surgiram osburgueses – habitantes do burgo e livres das redes pessoais feudo-vassálicas – eramartesãos, mercadores, lojistas, letrados.Dá-se o aumento das escolas e o nascimento das Universidades – a nova mentalidadelaica/não religiosa individualista dos negócios e do lucro necessita de novos saberes, de umconhecimento mais profundo e pragmático das artes - trivium e quadrivium (e suplantam ossaberes dos mosteiros e das suas escolas monacais ou monásticas...)1.2 Identifica os centros ou espaços dinamizadores de uma cidade medieval.A cidade medieval organizava-se à volta da praça do mercado – símbolo dasatividades económicas –, do palácio comunal ou câmara municipal – símbolo das atividadesadministrativas – e da catedral – símbolo do poder religioso.1.3 Nesta época assistiu-se, também, a uma suavização dos costumes. Justifica.Fruto da paz e da prosperidade económica, a época gótica foi também época desuavização dos costumes e da mentalidade, facto para o qual a Igreja muito contribuiu,instituindo um novo código de cavalaria, que fazia do guerreiro um paladino da paz e dajustiça em nome de Deus. À sociedade guerreira e rude da Idade Média, sucedeu, após oséculo XII, uma outra mais pacífica e cortês, amante do luxo e das festas, que seagrupava em torno dos grandes senhores aristocratas ou dos reis.Estas práticas tiveram um importante papel cultural, doutrinal e pedagógico, fazendosurgir novos géneros literários e aumentando o número de letrados. Nestes meioscortesãos criaram-se novas negras sociais, uma apresentação física mais cuidada e umamaior civilidade e cortesia no falar e no agir.2. A figura 2, Domenico de Michelinoretratou Dante Alighieri, representandotambém dois dos aspetos mais marcantes dasua vida.2.1 Explica o significado da figura 2.Na Pintura a fresco de Domenico deMichelino, que se encontra na Catedral deFlorença, estão representados dois dosaspetos mais importantes da vida de Dante: aforte ligação à sua cidade natal, Florença(estando representada a emblemática cúpulada sua catedral), e a escrita da obra que oimortalizou - A Divina Comédia. A pinturamostra, de facto, a conceção medieval do cosmos, baseada na omnipresença da religião,que estrutura todo o seu poema.2.2 Identifica a obra que imortalizou Dante.A sua maior obra literária é A Divina Comédia, um poema de cariz épico e teológico.3. O desenvolvimento das cidades, do comércio,das indústrias artesanais e da economia favoreceu aeclosão de uma arquitetura urbana e de uma arteprivada. A catedral é, para além da ousadia técnica eempreendedora do homem medieval, o esforçosupremo de uma sociedade em busca de Deus.3.1 Identifica a nova “arquitetura urbana”.A nova arquitetura urbana é a arquitetura gótica.3.2 Menciona o homem que esteve por detrás destanova forma de arte cristã.O Gótico Nasceu na Île-de-France, perto deParis, pelas mãos de Suger, abade de Saint-Denis,capelão e ministro do rei.5DEPARTAMENTO CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANASANO LETIVO2012 /2013TESTE DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTESMÓDULO IV – A CULTURA DA CATEDRAL1TM1215ALUNO ____________________________________ N.º _____MAIO DE 2013 PROFESSORA: TERESA GONÇALVESFigura 1 – Carcassonne, França, século XIII
  2. 2. Didáxis – Cooperativa de Ensino, RA Teste de HCA – Módulo IVCotaçãodaquestãoCotaçãodaquestãoFig. 53.3 Refere as principais inovações técnicas do gótico.As inovações técnicas ficaram a dever-se tanto à adoção do arco quebrado e àabóbada de cruzaria de ogivas como sistemas construtivos, quanto ao facto de os arquitetosterem ousado superar tudo o que até então tinha sido alcançado: o arco quebrado e aabóbada de cruzaria de ogivas funcionam como um esqueleto de pedra, podendo serpreenchidos com materiais leves, enquanto os seus impulsos são descarregados nasnervuras e conduzidos aos pilares, aos arcobotantes e aos contrafortes, que conduzem essascargas ao solo.4. Conhecida como o "Partenon da arquitetura francesa", a Catedral de Amienspermanece, com a sua beleza e grandiosidade, intacta até aos nossos dias.4.1 Tendo em conta a figura 4, carateriza a fachada da catedral de Amiens.A fachada de Amiens divide-se em cinco partes: 1.ª - os habituais três portais noprimeiro nível, mas aqui extremamente profundos; 2.ª - a primeira galeria; 3.ª - a galeria dosreis - figuras com 4,5m de altura; 4.ª - a rosácea, com vitrais do século XVI e 5.ª - as torres,concluídas nos séculos XIV e XV.4.2 Indica a fase do gótico em que se insere estemonumento.Esta catedral pertence ao gótico clássico.4.3 Faz a legenda dos pontos assinalados no alçado dacatedral (figura 3).1. – Pináculo;2. – Arcobotante;3. – Gárgula;4. – Contraforte;5. – Arco quebrado ou ogival;6. – Trifório;7. – Pilar;8. – Clerestório;9. - Abóbada de cruzaria de ogivas;10. - Fecho da abóbada.5.5.1 Identifica a pintura (fig. 5) e o autor da mesma.Trata-se da “Alegoria do bom governo”, de Ambrogio Lorenzeti5.2 Explica a razão por que terá sido encomendada.Esta pintura a fresco foi encomendada pelo grupo de burgueses que governava acidade de Siena após a revolução que expulsara os nobres do poder. Esta obra pretendiadivulgar os efeitos de um bom governo sobre a cidade e os campos que a rodeiam,passando a ser exibida na entrada do palácio comunal da cidade de Siena – esta eratambém uma forma de promoção da junta governativa.6. Relativamente ao Românico, a escultura gótica registou uma evolução, sobretudo aonível da composição, da expressividade, da monumentalidade das suas obras e daprogressiva aproximação ao real, assumindo um carácter mais naturalista edesenvolvendo novas capacidades expressivas – para além da representação fiel docorpo humano.6.1 Identifica a catedral onde se encontram estas esculturas (figura 6).Tanto o portal da Mãe de Deus, como o da virgem Dourada se encontram nacatedral de Amiens.6.2 Compara, do ponto de vista formal e expressivo, a “Virgem Dourada” com a “Mãede Deus”.A evolução da escultura gótica é bem visível quando se comparam as duas Virgensdos portais de Amiens - a do Portal ocidental - ou da Mãe de Deus - e a do portal Sul - ouda Virgem Dourada.A primeira data do início do século XIII e a segunda do fim do mesmo século. Aprimeira figura é grave: a Senhora estende a mão em sinal de perdão e a criança abençoa -ambas numa atitude calma e digna. Esta virgem, com o seu porte divino, esmaga a cabeçado dragão com rosto de mulher - símbolo do pecado original.Fig. 6 – “Mãe de Deus” e “Virgem Dourada” (esculturas e esboços)Fig. 3
  3. 3. Didáxis – Cooperativa de Ensino, RA Teste de HCA – Módulo IVCotaçãodaquestãoCotaçãodaquestãoFig. 9 - Casamento deFrederico III com D. Leonor dePortugalA Segunda ocupa-se apenas da criança, a quem sorri ternamente. Trata-se de umaencantadora mãe, cuja única preocupação é a de acarinhar o menino que tem nos braços.Estas duas esculturas permitem avaliar o caminho percorrido pelos escultores francesesno espaço se um século: o que se perdeu em religiosidade ganhou-se em graça. Émaravilhosa a execução da escultura da Virgem Dourada: as cabeças modeladas com infinitadelicadeza e expressão encantadora; as mão são de uma elegância e beleza raras edelicados os panejamentos. Já não há dragões sob os pés da Virgem Dourada e a sua aura,ricamente decorada com pedrarias em caneluras entrelaçadas, é sustida por três querubinsdelicadamente executados.7. Nesta época registou-se também um grande desenvolvimento da pintura.7.1 Identifica as principais vertentes desenvolvidas pela pintura gótica.As três técnicas principais da pintura gótica foram o vitral – decoração transparenteformada por fragmentos de vidro pintado, fixados numa rede de chumbo –, o retábulo –composição que reveste a parede por detrás do altar, em madeira (baixos-relevos, tronos,painéis, etc.) – e a iluminura – decoração pictórica de manuscritos pela têmpera (processoem que os pigmentos são misturados com água, ovo e goma ou cola).7.2 Identifica a obra representada na figura 8 e o seu autor.Trata-se da obra de Giotto “O beijo de Judas”.7.3 Carateriza a pintura deste autor.Na pintura, as primeiras inovações registaram-se num grupo de pintores da região daToscana, que iniciariam uma renovação do qual se destacou Giotto di Bondoni, que lhe deuplena expressão, cortando com a tradição bizantina, procurando o naturalismo pelaracionalização da representação, sempre enquadrada em cenários naturais ou arquitetónicos,ainda que ingenuamente captados. A individualização dos rostos, das posturas e dos gestose, principalmente, da massa volumétrica transmitida aos corpos pelo melhor tratamento doclaro-escuro foram outras inovações deste artista.8. Também Lisboa foi uma cidade que conheceu um desenvolvimento notável na BaixaIdade Média, tornando-se palco de grandes festividades nas cerimónias do casamento daInfanta D. Leonor com o imperador da Alemanha.8.1 Explica o objetivo destas festividades.O objetivo destas festividades foi a comemoraçãodo casamento da Infanta D. Leonor, irmã do rei D. AfonsoV, com Frederico III, imperador da Alemanha.Várias encenações decorreram por toda a cidade,obrigando o público a deslocar-se para poder assistir atodas estas demonstrações de poder do rei de Portugal.8.2 Identifica algumas destas festividades.Estas festividades constaram de jantares, danças, jogos,cortejos, representações, espetáculos, bênçãos, discursos,tourada, folguedos, matança de touros, distribuição decarne, cantares, festim real, festa popular, caçadas, dádivas,ofício…9. Lê com atenção as afirmações que se seguem.9.1 Distingue as afirmações falsas das verdadeiras:a) “Ville en Extension” é uma obra pictórica de Vieira da Silva e de Manuel Cargaleiro. Fb) S. Tomás de Aquino defendeu que se podia conciliar fé e razão. Vc) O aparecimento do vitral está ligado à arte românica. Fd) A técnica da pintura a óleo foi inventada em Florença. Fe) A arte manuelina é um estilo decorativo aplicado a edifícios de estrutura românica. Ff) A Peste Negra terá eliminado cerca de metade da população europeia. Fg) Esta epidemia atingiu a Europa em meados do século XIV. Vh) A Intensa decoração com motivos ondulantes caraterizou o Gótico flamejante.Vi) A maior concentração de arte gótica em Portugal situa-se no sul do país. Vj) O gótico português encontrou a sua expressão própria e autêntica no Manuelino. V9.2 Corrige as falsas.a) “Ville en Extension” é uma obra pictórica de Vieira da Silva, executada pela mesmaem 1970 e passada a azulejo por Manuel Cargaleiro, em 1995.c) O aparecimento do vitral está ligado à arte gótica.d) A técnica da pintura a óleo foi inventada na Flandres, tudo indica que pelos irmãosVan Eiyk.e) A arte manuelina é um estilo decorativo aplicado a edifícios de estrutura gótica.f) A Peste Negra terá eliminado cerca de um terço da população europeia.Fig. 7 – vitral de SaintDenis, representando Suger.Fig. 8

×