Exame módulo I - hca - rep. - proposta de correção

1.143 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exame módulo I - hca - rep. - proposta de correção

  1. 1. Cotação da Cotação da questão questão 5 ANO LETIVO LETIVO DEPARTAMENTO CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS 3. 2013 2012 /2013 Doc. B “Péricles (…) é, segundo Tucídides, o «primeiro dos Atenienses». Reúne na sua pessoa quatro virtudes que, ligadas umas às outras, definem o grande homem de Estado. Tem inteligência, isto TESTE DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES é, faculdade de analisar uma situação política, de prever exatamente o acontecimento e responder-lhe 1TM1214 MÓDULO I - A CULTURA DA ÁGORA com um ato. Tem a eloquência que convence, que faz que o povo inteiro participe na sua ação. De cada vez que fala perante a Assembleia do povo, dir-se-ia que depõe aos pés dela a sua coroa de chefe, para só a voltar a colocar sobre a cabeça com o consentimento de todos. Diz-se que ele tem o ALUNO __________________________________________ N.º _____ relâmpago na sua língua. Terceira virtude, o patriotismo mais puro: para ele, nada está acima do interesse da comunidade dos cidadãos, acima da honra da cidade de Atenas. Finalmente, é do mais 9 DE NOVEMBRO DE 2012 PROFESSORA: TERESA GONÇALVES absoluto desinteresse.” André Bonnard, A Civilização Grega, Lisboa, Edições 70, 1984, pp. 181-182. 1. Doc. A O mundo helénico nasceu e desenvolveu-se num quadro geográfico bem mais amplo do que a 3.1 Justifica a opinião de Tucídides em relação a Péricles, destacada a negrito no documento B. atual Grécia. As caraterísticas geomorfológicas destas regiões – que passaram a chamar-se Para Tucídides, Péricles é “do mais absoluto desinteresse”, movido apenas pelo amor à polis e não simplesmente Grécia – condicionaram profundamente a origem e o desenvolvimento da sociedade grega: por qualquer interesse pessoal, uma vez que este estadista era absolutamente imune à corrupção. o litoral extremamente recortado, com golfos e baías profundas, possibilitou aos gregos o desenvolvimento das atividades marítima e comercial, e o relevo da península, extremamente 3.2 Menciona algumas das realizações de Péricles que o tornaram “o primeiro dos atenienses”. acidentado, com o predomínio de elevações montanhosas, ocasionou, em termos políticos, o surgimento Péricles, hábil político e excelente orador, foi eleito estratego pela Eclésia e governou Atenas entre de cidades-estado autónomas. 462 e 429 a.C.. Durante o seu governo o dinheiro abundou em Atenas, devido aos tributos pagos pelas cidades da 1.1 De acordo com o documento A, justifica a formação das várias cidades-estado gregas. Liga de Delos. Desta forma, conferiu a Atenas a supremacia política e cultural. O relevo acidentado levou a que a agricultura fosse pobre e que se desenvolvesse a pastorícia. Foi o responsável pela reconstrução da acrópole; Consolidou os mecanismos da democracia Por outro lado, a costa profundamente recortada levou este povo a desenvolver a pesca e o comércio ateniense, aumentando a representatividade do povo; Diminuiu o papel dos aristocratas no Tribunal do marítimo por todo o Mediterrâneo e mar Negro. Areópago e aumentou a intervenção da Assembleia e do Tribunal do Povo; Instituiu um subsídio O relevo montanhoso dificultava também os contactos entre as diversas regiões, levando ao para os menos ricos poderem aceder aos cargos políticos (“misthos”); Defendeu o pan-helenismo - isolamento das comunidades e à formação de cidades-estado independentes umas das outras. desenvolveu os cultos e festivais. Durante o seu governo, muitos artistas, intelectuais e filósofos da Magna Grécia e de outras cidades-estado gregas vieram viver e trabalhar para Atenas, fazendo dela a 1.2 Situa, geograficamente, a Grécia antiga. Escola da Grécia: centro da cultura helénica e da democracia, futura capital da Hélade Unificada pela A Grécia Antiga localizava-se no Mediterrâneo oriental, na península Balcânica e nas lhas do mar Egeu; política de Péricles. o seu território era constituído pela Grécia continental, pela Grécia insular e pelas costas da Ásia Menor; é banhada, a ocidente, pelo mar Jónio e a oriente pelo mar Egeu – este último povoado por imensas ilhas. 4. No século V a. C., a sociedade ateniense era constituída por três grupos: cidadãos, metecos e escravos. 1.3 Identifica os fatores que uniam os Gregos, apesar das diferenças entre si. 4.1 Carateriza o grupo dos metecos. Apesar de independentes politicamente umas das outras, havia um sentimento de união entre elas Os metecos, homens livres, eram estrangeiros residentes em Atenas,. Contudo, não lhes eram porque partilhavam a mesma língua, a mesma cultura, os mesmos costumes, a mesma religião, jogos, etc. reconhecidos direitos cívicos nem políticos, apesar de serem obrigados a prestar serviço militar e a pagar tributos. Dedicavam-se ao comércio e ao artesanato, mas não podiam possuir terras, nem casas, nem ocupar cargos políticos. 2. A partir de meados do século VIII a. C., os Gregos expandiram-se e fundaram colónias, que eram territórios independentes, mas com 4.2 Refere três limitações da democracia ateniense. características semelhantes às da metrópole. • os cidadãos, que representavam uma minoria da população, eram os únicos com direitos políticos (exercer o direito de voto e governar a cidade); 2.1 Diz para onde emigraram os Gregos. • a prática da escravatura contraria a igualdade de direitos; Os Gregos emigraram para as costas do Mediterrâneo e do Mar Negro. • as mulheres, os metecos e os escravos não tinham direitos políticos; 2.2 Justifica esta vaga de emigração. • havia limites à liberdade de expressão como testemunha a prática do ostracismo (castigo Este movimento de colonização foi provocado pelo aumento demográfico, aplicado aos cidadãos que consistia no exílio por 10 anos) e a condenação à morte; pela falta de terras para cultivo, pelas lutas internas e pela procura de • Atenas liderou a Liga de Delos, uma aliança defensiva que unia várias cidades-estado contra produtos e de mercados. as invasões dos Persas. A partir de 449 a. C., com o fim da guerra contra os Persas, Atenas serviu-se da Liga de Delos para impor a sua supremacia económica e política sobre os seus aliados, exercendo um imperialismo marítimo no mar Egeu. Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I
  2. 2. Cotação da Cotação da questão questão 5. A situação política, económica e social de Atenas A B 7.1 Identifica a caraterística da religião grega presente no documento F. no século V a.C. contribuiu para um novo impulso no 1. Sócrates – c a) Comédia A caraterística é o antropomorfismo: os deuses “tinham forma humana, mas também os pensamento, nas ciências e nas artes: a par do mito, sentimentos, as paixões, os defeitos e até os vícios dos homens.” 2. Sófocles – f b) Medicina a política, a lei, a democracia, o Homem e o seu modelo de atuação em sociedade passaram a ser os 3. Hipócrates – b c) Filosofia 7.2 Carateriza sucintamente a religião grega. assuntos de reflexão e especulação de muitos 4. Tucídides – g d) Literatura A religião grega era politeísta e antropomórfica, pois os Gregos adoravam vários deuses, que filósofos. imaginavam semelhantes aos seres humanos, tanto no aspeto físico, como nas qualidades e defeitos. 5. Aristófanes – a e) Matemática Distinguiam-se dos humanos pela imortalidade e poderes sobrenaturais, como a invisibilidade e a 5.1 Faz a correta associação entre os elementos 6. Pitágoras – e f) Teatro - tragédia metamorfose (capacidade de adquirir várias formas). das duas colunas da tabela ao lado 7. Hesíodo - d g) História Entre os homens e os deuses estavam os heróis, considerados semideuses por qualidades e feitos . excecionais. 5.2 Refere o objetivo da educação para os gregos. O objetivo da educação grega era a educação integral do cidadão - com uma boa preparação 7.3 Identifica os principais santuários gregos. intelectual, cívica e física. O seu lema era "mente sã em corpo são". Os principais santuários gregos eram os santuários de Apolo, em Delfos e de Zeus, em Olímpia. 6. Doc. D Doc. E É no âmbito destas festividades (as do culto cívico) e 8. Na parte alta da cidade de Atenas destacava-se a acrópole, local de culto, onde se particularmente das Grandes Dionísias, que se desenvolve o erguiam os principais templos da polis teatro, cujo crescimento é magnífico: constrói para o demos um ideal comum, alargando a consciência política moral e religiosa (…) As festas constituem grandes momentos para entrar em contacto com os Deuses. Estas festas são duplamente importantes: religiosamente, porque reforçam nos espíritos dos fiéis a certeza de que existe um cosmos, com uma lei espiritual; politicamente, porque cimentam a união de todos os cidadãos e mesmo de todos os habitantes da cidade pela atmosfera de alegria em que se desenrolam. André Festugière, Grécia e Mito 6.1 Sintetiza, a partir do documento E, a importância do teatro para a vida religiosa, sociocultural e política dos gregos. 0 teatro tornou-se uma das mais importantes manifestações cívicas, culturais e religiosas da Grécia Antiga. Nasceu em Atenas, associado ao culto de Dioniso, deus da alegria e do vinho. Nas festas em sua honra, realizavam-se concursos de representações teatrais que, a partir do século V a. C., passaram a ter lugar em grandes anfiteatros construídos ao ar livre. O teatro dava ao povo “um ideal comum, alargando a consciência política, moral e religiosa”, sendo duplamente importante: ao nível da religião, reforçava “a certeza de que existe um cosmos, com uma lei espiritual” e da política, consolidava “a união de todos os cidadãos e mesmo de todos os habitantes da cidade pela atmosfera de alegria em que se desenrolam”. O teatro educava o gosto pela mitologia, pela história, pela sabedoria, enfim, pelas coisas do espírito. 8.1 Dá um título ao documento H. 6.2 Identifica a peça de teatro que imortalizou a batalha de Salamina e o seu autor. A Acrópole. A peça de teatro que imortalizou a batalha de Salamina é “Os Persas”, de Ésquilo. 8.2 Faz a legenda dos espaços numerados de 1 a 5. 6.3 Identifica o monumento patente no documento D. 1. Pártenon Trata-se do teatro de Epidauro. 2. Templo de Atena Niké 3. Os Propileus 7. Doc. F Doc. F Oráculo 4. Estátua gigante de Atena "Os deuses, quaisquer que tenham sido as suas origens longínquas, nada mais são do que seres 5. Erectéion humanos, maiores, mais fortes, mais belos, eternamente jovens; adquiriram não só a forma humana, mas também os sentimentos, as paixões, os defeitos e até os vícios dos homens; o mundo divino apresenta, 8.3 Identifica as funções a que se destina esta área da cidade. portanto, uma imagem engrandecida, mas não depurada da humanidade." A Acrópole, a parte alta da cidade, fortificada, era o centro da vida religiosa, onde se erguiam os (A. Jardé, A GRÉCIA ANTIGA E A VIDA GREGA, 1977) principais templos da polis. Era lá que se refugiavam os atenienses em caso de ataque à cidade. Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I
  3. 3. Cotação da Cotação da questão questão 9. 10. Graças ao matemático Endoxe, ao Doc. I geómetra Pitágoras e ao artista Fídias, a «As ordens arquitetónicas são duas: a dórica (coluna de arestas vivas, sem base - assente arquitetura grega encontrou a “secção de ouro”, diretamente no estilóbato -, capitel simples, composto por ábaco e equino, friso divido em métopas, número que representa a base das proporções geralmente esculpidas e tríglifos) e a jónica (coluna de arestas cortadas, assente numa base, capitel de do corpo humano, depois aplicado à escultura volutas e friso contínuo). e à arquitetura. A coríntia é uma variante da jónica, pois apenas o capitel é diferente, com suas folhas de acanto, que representam uma admirável solução para estabelecer a transição entre a forma retangular da arquitrave e a cilíndrica do fuste, além de resolverem a dificuldade da posição dos capitéis jónicos nos ângulos dos templos. Outra variante possível é a cariátide, ou coluna em forma de mulher, e o atlas com a de homem.» Maria Helena da Rocha PEREIRA, Estudos de História da Cultura Clássica, I vol. Doc. L - Pártenon Cultura Grega, 4.ª edição, (1975), Lisboa Fundação Calouste Gulbenkian,p. 472. 9.1 Partindo da leitura atenta documento I e da observação do documento J, completa a legenda dos 10.1 Expõe quatro caraterísticas do Pártenon. Dedicado a Atena Párthenos, o Pártenon apresenta un peristilo (colunas que circundam a cella) pontos que constam do documento J. dórico. A- Envasamento • É anfiprostilo (com dois pórticos) e octástilo (com 8 colunas nas fachadas), com 17 colunas laterais. B- Estereóbata • É construído com mármore Pentélico e policromado; C- Estilóbata • O acesso ao seu interior efetuava-se pelo pronaos ou átrio, por onde se entrava na cella, que D- Coluna estava dividida em três naves por duas fileiras de colunas, entre as quais estava colocada a E- Fuste estátua criselefantina, em ouro e marfim, de Atena. F- Capitel • A divisão chamada Partenón, ficava situada atrás da cella e era reservada unicamente ao serviço G- Equino das sacerdotisas ("parthénos"). H- Ábaco • Neste templo misturam-se as ordens dórica e jónica: a ordem jónica decora o friso pan-atenaico I- Arquitrave que circunda a cella, enquanto a dórica está presente nos restantes elementos do templo. J- Entablamento • A decoração escultórica das métopas apresenta cenas de gigantomaquia, amazonomaquia, L- Friso centauromaquia e da guerra de Troia. M- Tríglifo • O friso jónico da cella mostra a procissão das Panateneas. N- Métopa • Os frontões, também atribuídos a Fídias, apresentam o nascimento de Atena e a sua luta com O- Cornija Posídon pela posse da Ática. P- Frontão Q- Tímpano 9.2 Identifica a ordem arquitetónica a que pertence a coluna deste documento (J). Trata-se de uma coluna de ordem dórica. Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I
  4. 4. Cotação da Cotação da questão questão 11. Observa o conjunto documental que se segue. 11.1 Identifica cada obra de arte. Doc. 1 Doc. 2 Doc. 3 Doc. 4 Doc. 5 Doc. 6 Doc. 1 – "Niké desapertando a Sandália“, do friso do templo de Atena Niké. Doc. 2 – Vitória (Niké) de Samotrácia, de Pitócrito. Doc. 3 – Kouros de mármore de Anavysos. Doc. 4 – Templo de Atena Niké, Acrópole de Atenas. Doc. 5 –Erectéion, Acrópole de Atenas. Doc. 6 –Vaso de Pronomos Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I

×