Exame - módulo 1 de HCA - proposta de correção

2.965 visualizações

Publicada em

Proposta de correção

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.965
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
405
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exame - módulo 1 de HCA - proposta de correção

  1. 1. Cotação da Cotação da questão questão 5 10 1.2 De acordo com o documento B, justifica a formação das várias cidades-estado gregas. ANO LETIVO O relevo acidentado e a costa profundamente recortada dificultava os contactos entre as DEPARTAMENTO CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS diversas regiões, levando ao isolamento das comunidades e à formação de cidades-estado 2012 /2013 independentes umas das outras. TESTE DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 1.3 Situa, geograficamente, a Grécia antiga. 2TTAR1114 10 MÓDULO I - A CULTURA DA ÁGORA A Grécia Antiga localizava-se no Mediterrâneo oriental, na península Balcânica e nas lhas do mar Egeu; o seu território era constituído pela Grécia continental, pela Grécia insular e pelas costas da Ásia Menor; é banhada, a ocidente, pelo mar Jónio e a oriente pelo mar Egeu – este último, povoado ALUNO __________________________________________ N.º _____ por imensas ilhas; 25 DE OUTUBRO DE 2012 PROFESSORA: TERESA GONÇALVES 2. Doc. C 1. Doc. A “Péricles (…) é, segundo Tucídides, o «primeiro dos Atenienses». Reúne na sua pessoa Dez séculos em que um pequeno povo, simultaneamente uno e diverso, soube elaborar de forma quatro virtudes que, ligadas umas às outras, definem o grande homem de Estado. Tem inteligência, paciente, apesar das discórdias intestinas e das ameaças externas, uma cultura original, inovadora e isto é, faculdade de analisar uma situação política, de prever exatamente o acontecimento e complexa ( ...) a fé religiosa e a confiança no Homem, o sentido do mistério cósmico e a vontade de responder-lhe com um ato. Tem a eloquência que convence, que faz que o povo inteiro participe na compreender a Natureza, as ideias de hierarquia e de igualdade, o respeito pelo grupo social e o sua ação. De cada vez que fala perante a Assembleia do povo, dir-se-ia que depõe aos pés dela a interesse atribuído ao indivíduo.(. .. ) Estas exigências contraditórias suscitaram incessantes conflitos ( sua coroa de chefe, para só a voltar a colocar sobre a cabeça com o consentimento de todos. Diz-se ... ) geradores de progresso. que ele tem o relâmpago na sua língua. Terceira virtude, o patriotismo mais puro: para ele, nada está François Chamoux, A Civilização Grega, Edições 70 acima do interesse da comunidade dos cidadãos, acima da honra da cidade de Atenas. Finalmente, é Doc. B do mais absoluto desinteresse.” O mundo helénico nasceu e desenvolveu-se num quadro geográfico bem mais amplo do que a André Bonnard, A Civilização Grega, Lisboa, Edições 70, 1984, pp. 181-182. atual Grécia. As caraterísticas geomorfológicas destas regiões – que passaram a chamar-se simplesmente Grécia – condicionaram profundamente a origem e o desenvolvimento da sociedade grega: 2.1 Justifica a opinião de Tucídides, em relação a Péricles, destacada a negrito no documento C. o litoral extremamente recortado, com golfos e baías profundas, possibilitou aos gregos o 8 Para Tucídides, Péricles é “do mais absoluto desinteresse”, uma vez que o que o move é o amor desenvolvimento das atividades marítima e comercial, e o relevo da península, extremamente à polis e não qualquer interesse pessoal, uma vez que este estadista era absolutamente imune à acidentado, com o predomínio de elevações montanhosas, ocasionou, em termos políticos, o surgimento corrupção. de cidades-estado autónomas. 15 2.2 Menciona algumas das realizações de Péricles que o tornaram “o primeiro dos atenienses”. 1.1 Partindo da leitura atenta do documento A, explica as aparentes contradições que a civilização  Péricles, hábil político e excelente orador, foi eleito estratego pela15 grega viveu, patentes nas expressões sublinhadas. Eclésia e governou Atenas entre 462 e 429 a.C.. De acordo com o documento A, a civilização grega assentava em contradições – pelo menos aparentes:  Durante o seu governo o dinheiro abundou em Atenas, devido aos  um povo “uno e diverso”, uma vez que se uniam para combater inimigos comuns, assim como eram unos tributos pagos pelas cidades da Liga de Delos. Desta forma, conferiu a nas crenças religiosas, na língua, na cultura e nos costumes. No entanto, não constituíam um reino Atenas a supremacia política e cultural. unificado, uma vez que se repartiam em dezenas de cidades-estado independentes umas das outras;  Foio responsável pela reconstrução da acrópole;  professavam também uma “fé religiosa” , assim como “confiança no Homem”, pois apesar da religião  Consolidou os mecanismos da democracia ateniense, aumentando a fazer parte integrante da sua vida – a arte, o desporto, o teatro eram dedicados aos deuses - para eles o representatividade do povo; Homem era a medida de todas as coisas e os seus valores humanistas e antropocêntricos influenciariam  Diminuiu o papel dos aristocratas no Tribunal do Areópago e aumentou a sociedade ocidental ao longo de milhares de anos; a intervenção da Assembleia e do Tribunal do Povo;  em relação ao “sentido do mistério cósmico e a vontade de compreender a Natureza” significa que os  Instituiu um subsídio para os menos ricos poderem aceder aos cargos seus mitos não os impediram de tentar compreender de forma racional e científica os fenómenos políticos (“misthos”); naturais, pelo contrário, procuraram desenvolver o pensamento racional, assim como todas as ciências;  Defendeu o pan-helenismo - desenvolveu os cultos e festivais.  defendiam valores antagónicos de “hierarquia e de igualdade”, já que não abriam mão da sua superioridade em relação aos restantes grupos sociais, defendendo uma rígida hierarquia que tinha os  Durante o seu governo, muitos artistas, intelectuais e filósofos da cidadãos numa posição de superioridade, embora dentro da sua classe de cidadãos se orgulhassem da Magna Grécia e de outras cidades-estado gregas vieram viver e trabalhar para Atenas, fazendo igualdade política que conquistaram com o sistema democrático que desenvolveram; dela a Escola da Grécia: centro da cultura helénica e da democracia, futura capital da Hélade Unificada pela política de Péricles.  em relação ao “respeito pelo grupo social e interesse atribuído ao indivíduo”, revela que os gregos possuíam consciência de classe, valorizando a coesão, mas atribuíram grande valor ao indivíduo, defendendo que se deveria valorizar , quer no desporto, quer na arte ou na literatura, de forma a obter a glória e a admiração dos seus pares. 2 Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA 10 Teste de HCA – Módulo I 6
  2. 2. Cotação da Cotação da questão questão 3. No século V a. C., a sociedade ateniense era constituída por três grupos: cidadãos, metecos e 6 5.2 Identifica a peça de teatro que imortalizou esta batalha e o seu autor. escravos. A peça de teatro foi “Os Persas”, de Ésquilo. 10 3.1 Carateriza o grupo dos cidadãos. 2 5.3 Identifica a embarcação grega utilizada nesta batalha (documento F) Os cidadãos eram homens livres, com o serviço militar cumprido e maiores de 20 anos, naturais As embarcações gregas designavam-se por trirremes. de Atenas e filhos de pais atenienses. Só eles podiam participar no governo da cidade (direito de cidadania) e serem proprietários de terras. Representavam apenas cerca de 10% da população de 5.4 Refere o significado desta vitória. Atenas. 8 Esta vitória confirmou a independência da Grécia, tornando Atenas a salvadora e líder da 2 Hélade, passando a comandar a Liga de Delos. Garantiu também a sobrevivência dos valores do 3.2 Identifica o regime político que se desenvolveu nesta cidade. mundo helénico, ainda hoje referenciais para a nossa cultura. O regime criado por este povo foi a democracia. 9 6. 3.3 Refere três limitações que este regime continha. Doc. G A democracia ateniense apresentava profundas limitações e contradições quando comparada com "Os deuses, quaisquer que tenham sido as suas origens longínquas, nada mais os regimes democráticos atuais: são do que seres humanos, maiores, mais fortes, mais belos, eternamente jovens; adquiriram não só  os cidadãos, que representavam uma minoria da população, eram os únicos com direitos políticos a forma humana, mas também os sentimentos, as paixões, os defeitos e até os vícios dos homens; o (exercer o direito de voto e governar a cidade); mundo divino apresenta, portanto, uma imagem engrandecida, mas não depurada da humanidade."  a prática da escravatura contraria a igualdade de direitos; (A. Jardé, A GRÉCIA ANTIGA E A VIDA GREGA, 1977)  as mulheres, os metecos e os escravos não tinham direitos políticos;  havia limites à liberdade de expressão como testemunha a prática do ostracismo (castigo aplicado 2 6.1 Identifica a caraterística da religião grega presente no documento G. aos cidadãos que consistia no exílio por 10 anos) e a condenação à morte; A caraterística é o antropomorfismo: os deuses “tinham forma humana, mas também os  Atenas liderou a Liga de Delos, uma aliança defensiva que unia várias cidades-estado contra as sentimentos, as paixões, os defeitos e até os vícios dos homens.” invasões dos Persas. A partir de 449 a. C., com o fim da guerra contra os Persas, Atenas serviu- 10 6.2 Carateriza sucintamente a religião grega. se da Liga de Delos para impor a sua supremacia económica e política sobre os seus aliados, A religião grega era politeísta e antropomórfica, pois os gregos adoravam vários deuses, que exercendo um imperialismo marítimo no mar Egeu. imaginavam semelhantes aos seres humanos, tanto no aspeto físico, como nas qualidades e defeitos. Doc. E Distinguiam-se dos humanos pela imortalidade e poderes sobrenaturais, como a 4. A situação política, económica e social de invisibilidade e a metamorfose (capacidade de adquirir várias formas). Atenas no século V a.C. contribuiu para um novo A B Entre os homens e os deuses estavam os heróis, considerados semideuses por qualidades e impulso no pensamento, nas ciências e nas artes: a 1. Sócrates - C Comédia feitos excecionais. par do mito, a política, a lei, a democracia, o Homem 2. Sófocles - F Medicina e o seu modelo de atuação em sociedade passaram 6 6.3 Identifica os principais santuários gregos. a ser os assuntos de reflexão e especulação de 3. Hipócrates - B Filosofia Os principais santuários gregos eram os santuários de Apolo, em Delfos e o santuário de muitos filósofos. 4. Heródoto - G Literatura Zeus, em Olímpia 5. Aristófanes - A Matemática 8 4.1 Faz a correta associação entre os elementos 6. Pitágoras - E Teatro - tragédia das duas colunas do documento E. 6 4.2 Refere o objetivo da educação para os gregos. 7. Homero - D História O objetivo da educação grega era a formação integral do cidadão - com uma boa preparação intelectual, cívica e física. O seu lema era "mente sã em corpo são". 5. Na batalha de Salamina, os gregos, liderados por Temístocles, apesar da diferença numérica em relação aos persas e do grande poder bélico deste povo, conseguiram vencê-los com inteligência, estratégia, coragem e velocidade. 8 5.1 Justifica a vitória dos gregos nesta batalha. Os gregos, apesar da grande inferioridade numérica em relação aos persas e do grande poder bélico deste povo, conseguiram vencê-los com inteligência, estratégia, coragem e velocidade - Oráculo 300 barcos gregos, leves, ágeis e velozes, cercaram os 1207 Doc. F 1 navios persas deixando-os sem espaço para manobras. Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I
  3. 3. Cotação da Cotação da questão questão 7. Na parte alta da cidade de Atenas destacava-se a acrópole, local de culto, onde se erguiam 16 8.1 Partindo da leitura atenta documento I e da observação os principais templos da polis do documento J, completa a legenda dos pontos que constam do documento J. A- Envasamento B- Estereóbata C- Estilóbata D- Coluna E- Fuste F- Capitel G- Equino H- Ábaco I- Arquitrave J- Entablamento L- Friso M- Tríglifo N- Métopa O- Cornija P- Frontão Q- Tímpano 2 8.2 Identifica a ordem arquitetónica a que pertence a coluna deste documento (J). 2 7.1 Dá um título ao documento H. Trata-se de uma coluna de ordem dórica. A Acrópole. Doc. L - Pártenon 10 7.2 Faz a legenda dos espaços numerados de 1 a 5. 1. Pártenon 9. Graças ao matemático Endoxe, ao 2. Templo de Atena Niké geómetra Pitágoras e ao artista Fídias, a 3. Os Propileus arquitetura grega encontrou a “secção de 4. Estátua gigante de Atena ouro”, número que representa a base das 5. Erectéion proporções do corpo humano, depois aplicado à escultura e à arquitetura. 8 7.3 Identifica as funções a que se destina esta área da cidade. A Acrópole, a parte alta da cidade, fortificada, era o centro da vida religiosa, onde se erguiam os 9.1 Expõe quatro caraterísticas do Pártenon. principais templos da polis. Era lá que se refugiavam os atenienses em caso de ataque à cidade. 15  Dedicado a Atena Párthenos, o Pártenon apresenta un peristilo (colunas que 8. circundam a cella) dórico. Doc. I  É anfiprostilo (com dois pórticos) e octástilo (com 8 colunas nas fachadas), com 17 colunas laterais. «As ordens arquitetónicas são duas: a dórica (coluna de arestas vivas, sem base - assente  É construído com mármore Pentélico e policromado; diretamente no estilóbato -, capitel simples, composto por ábaco e equino, friso divido em métopas,  O acesso ao seu interior efetuava-se pelo pronaos ou átrio, por onde se entrava na cella, que geralmente esculpidas e tríglifos) e a jónica (coluna de arestas cortadas, assente numa base, capitel de estava dividida em três naves por duas fileiras de colunas, entre as quais estava colocada a volutas e friso contínuo). estátua criselefantina, em ouro e marfim, de Atena. A coríntia é uma variante da jónica, pois apenas o capitel é diferente, com suas folhas de  A divisão chamada Partenón, ficava situada atrás da cella e era reservada unicamente ao serviço acanto, que representam uma admirável solução para estabelecer a transição entre a forma retangular das sacerdotisas ("parthénos"). da arquitrave e a cilíndrica do fuste, além de resolverem a dificuldade da posição dos capitéis jónicos  Neste templo misturam-se as ordens dórica e jónica: a ordem jónica decora o friso pan-atenaico nos ângulos dos templos. Outra variante possível é a cariátide, ou coluna em forma de mulher, e o atlas que circunda a cella, enquanto a dórica está presente nos restantes elementos do templo. com a de homem.»  A decoração escultórica das métopas apresenta cenas de gigantomaquia, amazonomaquia, centauromaquia e da guerra de Troia. Maria Helena da Rocha PEREIRA, Estudos de História da Cultura Clássica, I vol.  O friso jónico da cella mostra a procissão das Panateneas. Cultura Grega, 4.ª edição, (1975), Lisboa Fundação Calouste Gulbenkian,p. 472.  Os frontões, também atribuídos a Fídias, apresentam o nascimento de Atena e a sua luta com Posídon pela posse da Ática. Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I
  4. 4. Cotação da Cotação da questão questão 10. Observa o conjunto documental que se segue. 12 10.1 Identifica cada obra de arte. Doc. 1 Doc. 2 Doc. 3 Doc. 4 Doc. 5 Doc. 6 Doc. 1 – "Niké desapertando a Sandália“, do friso do templo de Atena Niké. Doc. 2 – Vitória (Niké) de Samotrácia, de Pitócrito. Doc. 3 – Kouros de mármore de Anavysos. Doc. 4 – Templo de Atena Niké, Acrópole de Atenas. Doc. 5 –Erectéion, Acrópole de Atenas. Doc. 6 –Vaso de Pronomos Didáxis – Cooperativa de Ensino - RA Teste de HCA – Módulo I

×