MONOGRAFIA:ESTRUTUR
A
ESTRUTURA:
A ESTRUTURA DA Monografia constitui-se
de:


Parte pré-textual;



Parte textual;



Parte pós-textual.
Parte pré-textual.
A parte pré-textual é formada por:
Capa;
Folha de rosto;
Folha de aprovação;
Dedicatória(s);
Agrad...
Capa.
A capa, elemento obrigatório que identifica o trabalho.Seus
elementos identificadores são:
Nome

da Universidade: l...
Exemplo de capa.
ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR D. PEDRO II
Curso de Formação de Oficiais

Manoel das Couves

A FORMAÇÃO EDU...
Folha de Rosto
A Folha de Rosto, elemento obrigatório,
é a repetição da capa sem o nome da
universidade e o curso.Ela deve...
Exemplo de Folha de Rosto
Manoel das Couves

A FORMAÇÃO EDUCACIONAL DO CADETE MILITAR DA
ACADEMIA D. PEDRO II ENTRE 2000 E...
Folha de Aprovação.
Esta folha deve ser impressa, contendo
nome do aluno título da monografia.
Grafado em letras maiúscula...
Exemplo de Folha de
Aprovação
Manoel das Couves

A FORMAÇÃO EDUCACIONAL DO CADETE MILITAR DA
ACADEMIA D. PEDRO II ENTRE 20...
Dedicatória
Esta é a folha em que o(s) autor(es)
dedica(m) o trabalho e/ou faz(em) uma
citação
ou
ainda,
presta(m)
uma
hom...
Exemplo de Dedicatória
DEDICATÓRIA

A minha esposa e filhas pela
compreensão, apoio e carinho.
Agradecimentos
Esta folha é opcional. Quando utilizada deve privilegiar,
àqueles que merecem destaque por sua contribuição...
Exemplo de Agradecimento
AGRADECIMENTO
S
Ao professor Joaquim Manoel
das Couves pela acolhida ao meu
projeto inicial.
Aos ...
Epígrafe.
A epígrafe é opcional. É formada por
fragmento de texto, citação curta, máxima
etc., colocada em frontispício de...
Exemplo de epígrafe.

“Os seres humanos nascem ignorantes,
mas
são
necessários
anos
de
escolaridade para torná-los estúpid...
Resumo em língua vernácula
É a condensação do trabalho, enfatizando-se seus
pontos mais relevantes de modo a passar ao lei...
Exemplo de resumo em língua vernácula
RESUMO

O argumento fundamental desse trabalho reside na
importância assumida pelo d...
Resumo em Língua Estrangeira
O resumo deve ser, necessariamente,
apresentado em pelo menos, mais um
idioma além do origina...
Exemplo de resumo em língua estrangeira
ABSTRACT

The basic argument of this paper shows the
importance
of
nature
visions
...
Sumário
É um elemento obrigatório, constituído pela
enumeração das principais divisões, seções e
outras partes do trabalho...
Exemplo de sumário
SUMÁRIO

Introdução.........................................................05
1.Origem da Educação Amb...
Lista de Ilustração
É um elemento opcional que se destina a
identificar os elementos gráficos, na ordem
em que aparecem no...
Lista de Tabelas
São opcionais e correspondem às listas
de abreviaturas, siglas, símbolos e/ou
grandezas; obedecem às mesm...
Parte textual.
A parte textual é formada por:
Introdução;
Desenvolvimento;
Conclusão.
Introdução
O título INTRODUÇÃO deve estar escrito à esquerda, na margem normal
(sem parágrafo), em letras maiúsculas, font...
Desenvolvimento
O desenvolvimento corresponde à parte principal do trabalho na qual se faz
a exposição ordenada e pormenor...
Conclusão
As conclusões e/ou considerações
finais: referem-se aos dados e resultados
encontrados, compreende o fechamento ...
Parte pós-textual.
A parte pós-textual é formada por:
Referências;
Glossário;
Apêndice(s);
Anexo(s)
Referências
É um elemento obrigatório, constituído
pela relação de todas as fontes consultadas e
apontadas no texto que de...
Glossário
Elemento opcional que deverá ser
empregado sempre que for necessário
relacionar (em ordem alfabética) as
palavra...
Anexo
Elemento opcional, não elaborado pelo
autor, que documenta, esclarece, prova ou
confirma as idéias expressas no text...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estrutura monografia

975 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
975
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura monografia

  1. 1. MONOGRAFIA:ESTRUTUR A
  2. 2. ESTRUTURA: A ESTRUTURA DA Monografia constitui-se de:  Parte pré-textual;  Parte textual;  Parte pós-textual.
  3. 3. Parte pré-textual. A parte pré-textual é formada por: Capa; Folha de rosto; Folha de aprovação; Dedicatória(s); Agradecimento(s); Epígrafe; Resumo em língua vernácula; Resumo em língua estrangeira; sumário Lista de Ilustrações;  Lista de tabelas.
  4. 4. Capa. A capa, elemento obrigatório que identifica o trabalho.Seus elementos identificadores são: Nome da Universidade: localizado na margem superior, centralizado, letras maiúsculas, fonte 16 e em negrito. Nome do curso: logo abaixo do nome da Universidade, em letras maiúsculas, centralizado, fonte 16 e em negrito. Nome(s) do(s) autor(es): nome e sobrenome do(s) autor(es), em ordem alfabética, em letras maiúsculas, centralizado, (considerando o alinhamento horizontal), fonte 14 e em negrito. Título do trabalho: em letras maiúsculas, centralizado, fonte 16, negrito. Local e ano: nas duas últimas linhas da folha, em letras maiúsculas, centralizado, fonte 12 e em negrito.
  5. 5. Exemplo de capa. ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR D. PEDRO II Curso de Formação de Oficiais Manoel das Couves A FORMAÇÃO EDUCACIONAL DO CADETE MILITAR DA ACADEMIA D. PEDRO II ENTRE 2000 E 2005. RIO DE JANEIRO 2005
  6. 6. Folha de Rosto A Folha de Rosto, elemento obrigatório, é a repetição da capa sem o nome da universidade e o curso.Ela deve conter a descrição da natureza e objetivo do trabalho, portanto, contém detalhes da identificação do trabalho.
  7. 7. Exemplo de Folha de Rosto Manoel das Couves A FORMAÇÃO EDUCACIONAL DO CADETE MILITAR DA ACADEMIA D. PEDRO II ENTRE 2000 E 2005. Monografia apresentada à Academia de Bombeiro Militar D. Pedro II como parte dos requisitos para obtenção do título de Oficial Bombeiro Militar. Orientador: Professor(a) Joaquim Oliveira RIO DE JANEIRO 2005
  8. 8. Folha de Aprovação. Esta folha deve ser impressa, contendo nome do aluno título da monografia. Grafado em letras maiúsculas, fonte 12, em negrito, BANCA EXAMINADORA. Abaixo desta, imprimir quatro linhas para as assinaturas dos membros da banca examinadora.
  9. 9. Exemplo de Folha de Aprovação Manoel das Couves A FORMAÇÃO EDUCACIONAL DO CADETE MILITAR DA ACADEMIA D. PEDRO II ENTRE 2000 E 2005. Monografia apresentada para obtenção do Título de Oficial Bombeiro Militar da Academia de Bombeiro Militar D. Pedro II, no dia ___/____/2005. Aprovado em ___/___/2005 BANCA EXAMINADORA Presidente:Nome do Orientador Prof. Prof.
  10. 10. Dedicatória Esta é a folha em que o(s) autor(es) dedica(m) o trabalho e/ou faz(em) uma citação ou ainda, presta(m) uma homenagem. É um elemento opcional, porém, se utilizada, o texto é impresso em itálico, fonte 10, na parte inferior da folha, à direita e a folha é encabeçada pela palavra "Dedicatória", centralizado, em letras maiúsculas, fonte 14, em negrito.
  11. 11. Exemplo de Dedicatória DEDICATÓRIA A minha esposa e filhas pela compreensão, apoio e carinho.
  12. 12. Agradecimentos Esta folha é opcional. Quando utilizada deve privilegiar, àqueles que merecem destaque por sua contribuição ao trabalho. Desse modo, agradecimentos e contribuições rotineiras, não são, em geral, destacados.Ela é encabeçada pela palavra AGRADECIMENTO , em letras maiúsculas, centralizada, fonte tamanho 14, em negrito. Em geral inclui agradecimentos: ao coordenador e/ou orientador, professores, instituições, empresas e/ou pessoas que colaboraram de forma especial na elaboração do trabalho. O texto é composto utilizando-se a fonte tamanho12.
  13. 13. Exemplo de Agradecimento AGRADECIMENTO S Ao professor Joaquim Manoel das Couves pela acolhida ao meu projeto inicial. Aos estudantes, regentes e funcionários(as) que participaram do desenvolvimento da pesquisa. A todos os autores e as autoras que compõem a referência bibliográfica.
  14. 14. Epígrafe. A epígrafe é opcional. É formada por fragmento de texto, citação curta, máxima etc., colocada em frontispício de livro, no início de uma narrativa, um capítulo, uma composição poética etc.
  15. 15. Exemplo de epígrafe. “Os seres humanos nascem ignorantes, mas são necessários anos de escolaridade para torná-los estúpidos.” George Bernard (1856-1950) Shaw, dramaturgo irlandês
  16. 16. Resumo em língua vernácula É a condensação do trabalho, enfatizando-se seus pontos mais relevantes de modo a passar ao leitor uma idéia completa do teor do trabalho. Deve ser desenvolvido, apresentando de forma clara, concisa e objetiva, a informação referente aos objetivos, metodologia, resultados e conclusões do trabalho. O título RESUMO deve estar centralizado, letras maiúsculas, fonte 14, em negrito. O texto será apresentado três espaços abaixo do título, em espaço simples entrelinhas, sem parágrafo. O resumo deverá conter entre 200 e 500 palavras. É redigido na terceira pessoa do singular, com o verbo na voz ativa e não deve incluir citações bibliográficas. É um elemento obrigatório e deverá conter também as palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave ou descritores
  17. 17. Exemplo de resumo em língua vernácula RESUMO O argumento fundamental desse trabalho reside na importância assumida pelo desvendamento das visões de natureza presentes nos discursos ambientalistas circulantes no Brasil, buscando traçar as distinções entre tais visões e os modelos de apropriação das mesmas no seio do movimento ambientalista no Brasil, na perspectiva do aprofundamento epistemológico da sustentabilidade. Assim, pretende-se evidenciar o caráter, por vezes antagônico, adotado por segmentos do movimento ambientalista no emprego dessas orientações discursivas bem como algumas repercussões dessas posturas no tocante à redefinição das contribuições e do alcance efetivo da sustentabilidade no âmbito constitutivo da Teoria e Meio Ambiente em nosso país. Palavras-chave: Ambientalismo – Sustentabilidade – Teoria e Ambiente - Brasil
  18. 18. Resumo em Língua Estrangeira O resumo deve ser, necessariamente, apresentado em pelo menos, mais um idioma além do original utilizado na língua vernácula. Deste modo, temos: em inglês ABSTRACT , em espanhol RESUMEN , em francês RÈSUMÉ , por exemplo; é apresentado em página separada. Nos TCC's(Trabalhos de Conclusão de Curso), trata-se de um elemento obrigatório.
  19. 19. Exemplo de resumo em língua estrangeira ABSTRACT The basic argument of this paper shows the importance of nature visions inside environmentalists discursive orientations in Brazil, reaching some differents approaches betwen such nature visions and ideologic conceptions presents into Brazilian enviromentalism, behind to deep the sustainability epistemological theoretical appproaches. So, this essay intends to show some results of these theoretical approaches into redefining sustainability contributions and its range in terms of Theory and Environmental though in Brazil. Key Words: Environmentalism – Sustainability Theory and Environment – Brazil
  20. 20. Sumário É um elemento obrigatório, constituído pela enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem em que aparecem no seu desenvolvimento, ou seja, deve conter exatamente os mesmos títulos, subtítulos que constam no trabalho e as respectivas páginas em que aparecem. O título SUMÁRIO deve estar em letras maiúsculas, fonte 14, centralizado e em negrito. Após três espaços, serão grafados os capítulos, títulos, itens e/ou subitens, conforme aparecem no corpo do texto.
  21. 21. Exemplo de sumário SUMÁRIO Introdução.........................................................05 1.Origem da Educação Ambiental.........................10 2.Correntes teórico da Educação Ambiental...........25 2.1. O Antropocentrismo....................................27 2.2. O Biocentrismo...........................................29 3.A Educação Ambiental no Brasil.........................31 3.1. As primeiras iniciativas................................38 3.2. Correntes teóricas.......................................42 3.2.1. Preservacionista/conservacionista........45 3.2.2. Corrente socioambiental......................49 4. Avanços e retrocessos da Educação Ambiental brasileira............................................................54 5. Conclusão.......................................................62 6.Bibliografia.......................................................70
  22. 22. Lista de Ilustração É um elemento opcional que se destina a identificar os elementos gráficos, na ordem em que aparecem no texto, indicando seu título e o número da página em que estão impressos. É grafado o título: LISTA DE ILUSTRAÇÕES no centro da página, em letras maiúsculas, fonte 14, negrito.
  23. 23. Lista de Tabelas São opcionais e correspondem às listas de abreviaturas, siglas, símbolos e/ou grandezas; obedecem às mesmas regras das Listas de Elementos Gráficos. São utilizadas, se necessárias, para dar ao leitor as melhores condições de entendimento do trabalho.
  24. 24. Parte textual. A parte textual é formada por: Introdução; Desenvolvimento; Conclusão.
  25. 25. Introdução O título INTRODUÇÃO deve estar escrito à esquerda, na margem normal (sem parágrafo), em letras maiúsculas, fonte 14 e em negrito. A introdução é a primeira parte do "corpo do trabalho" e dela devem fazer parte: Antecedentes do problema, tendências, pontos críticos; caracterização do tema e da organização. Formulação do problema que inclui: dados e informações que dimensionam a problemática. Objetivos: que traduzem os resultados esperados com a pesquisa. Justificativas: corresponde a defesa da pesquisa quanto a sua importância, relevância e contribuições.
  26. 26. Desenvolvimento O desenvolvimento corresponde à parte principal do trabalho na qual se faz a exposição ordenada e pormenorizada do assunto; pode ser dividida em seções e subseções; compreende a contextualização do tema e abrange: A revisão da literatura: abordagem de teorias e/ou conceitos que fundamentam o trabalho, podendo constituir um ou vários capítulos. Os da métodos e procedimentos utilizados para coleta de dados: é a descrição metodologia utilizada para o desenvolvimento do trabalho, os procedimentos adotados nas etapas do trabalho no que se refere ao diagnóstico e/ou estudo de caso. A apresentação e análise dos dados: nesta parte, são apresentados/descritos os dados e a análise dos mesmos, bem como os resultados relacionando-os à revisão bibliográfica, dispondo ao leitor as alcançados, deduções e conclusões pertinentes ao trabalho com o objetivo de reforçar ou refutar as idéias defendidas.
  27. 27. Conclusão As conclusões e/ou considerações finais: referem-se aos dados e resultados encontrados, compreende o fechamento do trabalho com as indicações e/ou recomendações.
  28. 28. Parte pós-textual. A parte pós-textual é formada por: Referências; Glossário; Apêndice(s); Anexo(s)
  29. 29. Referências É um elemento obrigatório, constituído pela relação de todas as fontes consultadas e apontadas no texto que deverão ser relacionadas em ordem alfabética, após três espaços do título REFERÊNCIAS , que vem grafado em letras maiúsculas, fonte 14, centralizado e em negrito.
  30. 30. Glossário Elemento opcional que deverá ser empregado sempre que for necessário relacionar (em ordem alfabética) as palavras de uso específico (termos técnicos ou jargão da área), devidamente acompanhado de suas definições de modo a garantir a compreensão exata da sua utilização no texto.
  31. 31. Anexo Elemento opcional, não elaborado pelo autor, que documenta, esclarece, prova ou confirma as idéias expressas no texto. Os anexos são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos, devem ser enumerados, identificados e referenciados no texto.

×