Os passarinhos enfeitam, os jardins e as florestas
São iguais as melodias, vivem n´alma dos poetas
Qualquer tipo de canção, sertaneja ou popular
Serve de inspiração, como tema pra rimar
O construtor da floresta, faz seu prédio na painera
E o maestro sabiá, faz seu show na laranjeira
Na copada de um pinheiro canta alegre o bem-te-vi
À tarde na capoeira canta triste a juriti.
Quando ouço um disparo de espingarda tenho dó
Por saber que na palhada está morrendo um xororó
Quando o gavião malvado vem chegando de mansinho atacando sem piedade
Deixa viúvo o canarinho
No pomar as lindas asas, nas mais variadas cores
Num constante vaivém, dos pequenos beija-flores
No moinho o tico-tico, enche o papo de fubá
E a pombinha mensageira, foi pra nunca mais voltar
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Obras de poeta

471 visualizações

Publicada em

Publicada em: Estilo de vida, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Obras de poeta

  1. 1. Os passarinhos enfeitam, os jardins e as florestas
  2. 2. São iguais as melodias, vivem n´alma dos poetas
  3. 3. Qualquer tipo de canção, sertaneja ou popular
  4. 4. Serve de inspiração, como tema pra rimar
  5. 5. O construtor da floresta, faz seu prédio na painera
  6. 6. E o maestro sabiá, faz seu show na laranjeira
  7. 7. Na copada de um pinheiro canta alegre o bem-te-vi
  8. 8. À tarde na capoeira canta triste a juriti.
  9. 9. Quando ouço um disparo de espingarda tenho dó
  10. 10. Por saber que na palhada está morrendo um xororó
  11. 11. Quando o gavião malvado vem chegando de mansinho atacando sem piedade
  12. 12. Deixa viúvo o canarinho
  13. 13. No pomar as lindas asas, nas mais variadas cores
  14. 14. Num constante vaivém, dos pequenos beija-flores
  15. 15. No moinho o tico-tico, enche o papo de fubá
  16. 16. E a pombinha mensageira, foi pra nunca mais voltar

×