TV Digital e Software Livre - Christian Brackmann

1.831 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.831
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TV Digital e Software Livre - Christian Brackmann

  1. 1. 10/16/2008 TV Digital  e g Software Livre Christian P. Brackmann christian@brackmann.com.br 1 2 TV Digital  e g Software Livre Três momentos marcantes para a Televisão • Ní l I i i t Nível: Iniciante Nível: Iniciante • Escopo: Uma breve introdução da TV Digital e suas tecnologias  Escopo: Uma breve introdução da TV Digital e suas tecnologias  open source • Pré‐requisitos: Nenhum Pré‐requisitos: requisitos:  : Nenhum 3 4 1
  2. 2. 10/16/2008 1 – O nascimento da Televisão (1936) 2 – A descoberta da Televisão Colorida (1970) BBC de Londres 5 6 3 - O surgimento da Televisão Digital DTV != HDTV 7 8 2
  3. 3. 10/16/2008 Apoio das Emissoras Apoio das Emissoras 9 10 Quais são os benefícios da DTV? Melhor qualidade da imagem e som; Flexibilidade na manipulação dos dados: tratamento/edição  do sinal; Maior imunidade a ruídos; Quais são os benefícios da DTV? Melhores alternativas de utilização de sistemas de cifragem e  Melhores alternativas de utilização de sistemas de cifragem e acesso condicional; Possibilidade de transporte conjunto de sinais de áudio,  vídeo e dados de diversas naturezas (multiplexados); Ganho de qualidade na transmissão. Chuvisco Fantasmas Tela 4:3 11 12 3
  4. 4. 10/16/2008 Quais são os benefícios da DTV? Uso de banda Melhor qualidade da imagem e som; Flexibilidade na manipulação dos dados: tratamento/edição  do sinal; Maior imunidade a ruídos; Melhores alternativas de utilização de sistemas de cifragem e Melhores alternativas de utilização de sistemas de cifragem e  acesso condicional; Possibilidade de transporte conjunto de sinais de áudio,  vídeo e dados de diversas naturezas (multiplexados); 13 14 Componentes da TV Digital Interativa Componentes da TV Digital Interativa 15 16 4
  5. 5. 10/16/2008 Componentes da TV Digital Interativa Quais são os benefícios da DTV? 17 18 Quais são os benefícios da DTV? Quais são os benefícios da DTV? i = varredura entrelaçada / p = varredura progressiva 19 20 5
  6. 6. 10/16/2008 Quais são os benefícios da DTV? Quais são os benefícios da DTV? 21 22 Efeito do Ruído no Sinal Efeito do Ruído no Sinal 23 Fonte: ncl.org.br 24 6
  7. 7. 10/16/2008 Efeito do Ruído no Sinal Novos Serviços Navegação na web (depende do fabricante); Teletexto (evolução‐integração do SMS); (evolução‐ Comércio Eletrônico (t‐commerce); Comércio Eletrônico (t commerce); Governo Eletrônico; Acesso a conta do banco; Participação nos programas de TV; Ensino; Fonte: ncl.org.br 25 26 Exemplo de Aplicação p p ç 27 28 7
  8. 8. 10/16/2008 Padrões de TV Digital e seus países Padrões de TV Digital g 29 30 Middlewares Middlewares 31 32 8
  9. 9. 10/16/2008 Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD) • Mobilidade; ; • Problema da Superfície Terrestre brasileira; • Middleware próprio (inclusão social e digital). E o padrão Brasileiro? p 33 34 Camadas do Padrão Brasileiro (SBTVD) Camadas do Padrão Brasileiro (SBTVD) Middleware Camada de Vídeo Camada de Áudio Camada de Transporte Modulação (Multiplexador) 35 36 9
  10. 10. 10/16/2008 Níveis de Interação Interação Local • I t ti id d l l: configuração de legendas, jogos  Interatividade local Interatividade local: configuração de legendas, jogos  fi ã d l d j residentes, guia de programação eletrônica; • Interatividade remota: comércio eletrônico, acesso a  Interatividade remota: comércio eletrônico, acesso a  contas bancárias, serviços de saúde e aplicações para  educação à distância – Interatividade remota intermitente: votações e pesquisas de  opinião – Interatividade remota permanente: navegação na Internet, e‐ Interatividade remota permanente: navegação na Internet, e‐ mail, chat, competições interativas (jogos multiusuários em  mail, chat, competições interativas (jogos multiusuários em  tempo real), compras, homebanking, EAD, comunicação entre  tempo real), compras, h l) homebanking, EAD, comunicação entre  b ki EAD i ã os usuários 37 38 Middleware Brasileiro Interação Remota www.ginga.org.br i b 39 40 10
  11. 11. 10/16/2008 Apoiador Middleware Brasileiro Costa reprova conversores sem interatividade “Em discurso em Brasília, o ministro Hélio Costa disse que considera ilegal a venda d set-t di id il l d de set-top t boxes sem o Ginga embutido. Segundo Costa, as embutido. regras do Fórum de TV Digital determina que o Ginga acompanhe os conversores que saem de fábrica. fábrica.” “... Segundo Costa, o aplicativo open source pode ser baixado por Portal do Software Público Brasileiro qualquer fabricante na internet e adequado ao seu modelo de www.ginga.org.br www.softwarepublico.gov.br conversor... conversor... ...Costa ...Costa já aconselhou os consumidores a aguardar um pouco antes de comprar o conversor. “ conversor. 41 42 Campanha: “Sem Ginga Não” Arquitetura do Ginga 43 44 11
  12. 12. 10/16/2008 Arquitetura do Ginga Arquitetura do Ginga 45 46 Ginga- Ginga-NCL / Composer Ginga- Ginga-NCL / Composer • É um editor da linguagem NCL; • Código aberto; • Desenvolvido em linguagem Java; • Disponível para as plataformas Linux Windows Linux, e Mac OS; • Voltado para desenvolvimento de aplicações interativas baseadas em NCL; 47 48 12
  13. 13. 10/16/2008 Ginga- Ginga-NCL / Composer Ginga- Ginga-NCL / Composer 49 50 Por que Lua? Jogos que usam Lua Lua é Simples e Poderosa; Lua é portável; Lua é embeddable; embeddable; Lua é rápida; Lua é robusta; Lua é livre! 51 52 13
  14. 14. 10/16/2008 Ginga / Virtual Set-Top Box Set- Ginga / Virtual Set-Top Box Set- Código Aberto; Desenvolvida em C++; Compatível apenas com Linux (Fedora); (Fedora); Voltada para testes de aplicações interativas baseadas em NCL; Versão de alto desempenho a ser embarcada em set-top boxes; set- boxes; 53 54 Ginga / Virtual Set-Top Box Set- Ginga / Virtual Set-Top Box Set- 55 56 14
  15. 15. 10/16/2008 Ginga / Virtual Set-Top Box Set- Set- Set-Top Boxes compatíveis com Ginga Proview XPS-1000 Zinwell ZBT-620 57 58 JavaTV / XleTView • É um emulador de STB para aplicações JavaTV; • Possui código aberto e é licenciado pela GNU Public License; • Disponível para as plataformas Linux, Windows e Mac Quero programar em Java, mas não posso p g p OS; esperar até sair o Ginga-J. O que faço? Ginga- • Voltado para testes de aplicações interativas desenvolvidas em Java que utilizam a biblioteca Java TV; • Não é compatível com Ginga! 59 60 15
  16. 16. 10/16/2008 JavaTV / Interfaces de Desenvolvimento Livre JavaTV / XleTView 61 62 JavaTV / OpenMHP: Quizlet e Mapget OpenMHP: Como ocorre o envio de dados dos aplicati os? aplicativos? 63 64 16
  17. 17. 10/16/2008 Envio de Dados Envio de Dados http://www.tvdi.inf.br/demo/ http://www.tvdi.inf.br/demo/ 65 66 Envio de Dados OK, os dados estão no Set-Top Box. E agora? Set- Box. O STB é rápido suficiente para meu aplicativo? http://www.tvdi.inf.br/demo/ 67 68 17
  18. 18. 10/16/2008 Aquamark TVMark 69 70 TVMark Conclusão • Temos todas as ferramentas livres para o desenvolvimento de aplicativos para TV Digital; • Potencial do Ginga: “Houve alguma resistência dos rádio difusores ao Ginga Houve rádio-difusores durante o processo de definição da tecnologia de TV digital no País. Eles temiam que os espectadores pudessem achar as aplicações interativas mais interessantes que os programas ” programas. 71 72 18
  19. 19. 10/16/2008 Bibliografia Quer saber mais? Middleware Ginga Site Grupo de Pesquisa em TV Digital Interativa Disponível em: <http://www.ginga.org.br/>. A Di í l htt // i b / Acesso (GPTVDI) Disponível em: <http://www tvdi inf br> <http://www.tvdi.inf.br>. Acesso em: ago. 2008. em: ago. 2007. XleTView Ministério das Comunicações. Sistema Brasileiro de Disponível em: <http://xletview.sourceforge.net/>. TV Digital. Disponível em: Digital. <http://sbtvd.cpqd.com.br>. Acesso em: ago. 2007. Acesso em: ago. 2007. Laboratório TeleMídia (PUC-Rio) PUC-Rio) Disponível em: <http://www telemidia puc-rio br/>. http://www.telemidia.puc rio.br/ puc- Acesso em: ago. 2008. Lavid (UFPB) Disponível em: <http://www.lavid.ufpb.br/>. Acesso em: ago. 2008. MONTEZ, Carlos; BECKER, Valdecir. TV Digital pesquisa@tvdi.inf.br Interativa: Conceitos, Desafios e Perspectivas para o Brasil. Florianópolis: Ed. UFSC, 2006, 2ª ed. Brasil. 200 p p. 73 74 Perguntas? g Avaliação, críticas sugestões? http://www.tvdi.inf.br/tchelinux/ pesquisa@tvdi.inf.br http://groups.google.com/group/tvinterativa/ 75 19

×