AS ESTRELASDESCEM À TERRATheodor Adorno
Theodor Adorno
Texto singular na obra de Adorno;Relações com outros escritos de Adorno – em especialDialética do Esclarecimento;As estrel...
Em relação à coluna:Exploração da fraqueza do ego dos leitores - Vidastuteladas – Surto de Aconselhamento (Bauman, 1997, p...
Fábrica de sonhos – sonhos externos, e não internos -dependência psicológica e ideologicamente compatível aosistema (fetic...
Introdução (p.29 – p.37)Coluna de astrologia – elementos irracionais + pseudo-racionalidade – institucionalização do ocult...
// A coluna de astrologia do Los Angeles Times• Análise de conteúdo• Coluna diária “Previsões Astrológicas”, escrita porCa...
A coluna e as revistas astrológicas• Diferença: coluna e publicações astrológicas- Los Angeles Times- Forecast- Astrology ...
ColunasZodiacais
//A psicologia subjacenteImagem do leitor• Pseudo-individualização• Leitor – psicologia – zona de ameaça e ajudaexemplos:-...
A abordagem bifásicaO leitor torna-se umapessoa frustrada
Dispositivo formal básicoAs estrelasdeterminam o que iráacontecerO tempo ....
“O problema de como lidar com as exigênciascontraditórias da vida é resolvido pelo dispositivo simplesde se distribuir tai...
ManhãTrabalhoProblemas com impostos e questões financeiraspendentes são facilmente resolvidos na parte damanhã...Aborde di...
TardePrazerDe tarde, você encontrará prazeres por todo lado.Aproveite. Relaxe.Na parte da tarde, pratique esportes, namore...
Ego fraco: esquecimento(todo o sofrimento será esquecido)Ego forte: memória
Erich FrommO sentimento de impotência“A fé no tempo deixa de lado o sentido damudança abrupta, que é substituído por umaex...
Trabalho e prazerTrabalho é trabalhoLazer é lazerdesintegraçãoprodutorconsumidorLimpezaseparaçãoO trabalho sem o prazer éi...
Trabalho(manhã)“Tarefas de rotina”O início da manhã é terrível. Esqueça-se detudo, mergulhado nas tarefas de rotina.É desn...
Prazer(tarde)“Seja feliz”“Divirta-se”“Saia”Divertir-se com um parceiro sério abrecaminho para uma associação de sucesso.Sa...
Ajustamento e individualidadeDimensão psicológicada abordagem bifásicaOs leitores:ajustadosindivíduos Fortes e vigorosos“n...
Mulher mais velha,compulsiva e isoladaMulher ranzinza daclasse média baixaPerda de relacionamentocom a realidadeA coluna p...
Ajustados[...] “ninguém deve realmente acreditarem si mesmo e em suas qualidadesintrínsecas, mas, ao contrário, necessitac...
IndivíduosIndividualidade = artigo de luxoEstes aspectos individuais, em egosfracos (os leitores), são dons irracionais,qu...
Charme“recurso”Valor de venda / valor de trocaEm ocasiões apropriadas, oleitor é encorajado aimpressionar com o seucharme
Para ter charme, é precisocuidar da aparência.Melhore também sua aparência visual.Exaltação da beleza e da saúdesintomas p...
e também cuidar das finançasPlanejando, programando e sendointeligente, o leitor alcançará o sucesso.Invente novos caminho...
Moderno e conservadorConservador > origem familiarModerno> científicoSua origem lhe dará as respostas para suaspreocupaçõe...
Firmeza e dependência• Não hesitar; não agir por impulso; sem pensar.• Ceder;• Compaixão;• Relacionamentos autoritários;
Categorias do relacionamentohumano• Família e vizinhos;• Amigos, especialistas, superiores;
Conclusões• Astrologia indica “sintomas” de algumas tendências de nossasociedade, inclinações psicológicas de seus membros...
Conclusões• Dependência dos leitores > pressupostas,estimuladas e exploradas;• Captura do indivíduo por diversos canais de...
Conclusões• “A similaridade entre o sistema social e o paranóico consistenão apenas na estrutura fechada e centralizada en...
Conclusões• “A similaridade entre o sistema social e o paranóico consistenão apenas na estrutura fechada e centralizada en...
Conclusões• Onda do futuro;• Mistura do real e do irracional;• Mistério da astrologia é a maneira como esses doisdomínios ...
Conclusões• Conhecimento científico esotérico, conhecimentoesotérico popular > inacessível;• Crescente crença nos fatos su...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As estrelas descem à terra

592 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

As estrelas descem à terra

  1. 1. AS ESTRELASDESCEM À TERRATheodor Adorno
  2. 2. Theodor Adorno
  3. 3. Texto singular na obra de Adorno;Relações com outros escritos de Adorno – em especialDialética do Esclarecimento;As estrelas descem à Terra e A personalidade autoritária;
  4. 4. Em relação à coluna:Exploração da fraqueza do ego dos leitores - Vidastuteladas – Surto de Aconselhamento (Bauman, 1997, p.221); Pessoas como mercadorias (Bauman, 2007). Mundoadministrado (p. 25)Afaste-se daquela preocupação que parece não tersolução... (10 de novembro, sagitário).
  5. 5. Fábrica de sonhos – sonhos externos, e não internos -dependência psicológica e ideologicamente compatível aosistema (fetichização dos eletrodomésticos);Leve alegria para sua casa, comprando novas bugigangasinteressantes. (3 de dezembro, aquário).
  6. 6. Introdução (p.29 – p.37)Coluna de astrologia – elementos irracionais + pseudo-racionalidade – institucionalização do oculto – superstiçãosecundária;Busca pela felicidade – muitas vezes contrárias aosinteresses racionais – Malignidade (p.30);Astrologia – capa autoritária – auto-ajuda (Castellano,2012) (p.37) (dissertação – p. 87).
  7. 7. // A coluna de astrologia do Los Angeles Times• Análise de conteúdo• Coluna diária “Previsões Astrológicas”, escrita porCarroll Righter no Los Angeles Times (jornal)• Novembro de 1952 até Fevereiro de 1953- Seguidores da astrologia- Conceitos psicanalíticos- Termos do inconsciente- Comunicação de massa- Linguagem
  8. 8. A coluna e as revistas astrológicas• Diferença: coluna e publicações astrológicas- Los Angeles Times- Forecast- Astrology Guide- American Astrology- World Astrology-True Astrology- Everyday Astrology• Signos do zodíaco• Nível imaginário• Função do sonho - Freud• Fobia
  9. 9. ColunasZodiacais
  10. 10. //A psicologia subjacenteImagem do leitor• Pseudo-individualização• Leitor – psicologia – zona de ameaça e ajudaexemplos:- risco da demissão- acidentes de trânsitos• Mensagem• Identificação• Representação
  11. 11. A abordagem bifásicaO leitor torna-se umapessoa frustrada
  12. 12. Dispositivo formal básicoAs estrelasdeterminam o que iráacontecerO tempo ....
  13. 13. “O problema de como lidar com as exigênciascontraditórias da vida é resolvido pelo dispositivo simplesde se distribuir tais exigências ao longo de diferentesperíodos, quase sempre no mesmo dia” (p. 91).
  14. 14. ManhãTrabalhoProblemas com impostos e questões financeiraspendentes são facilmente resolvidos na parte damanhã...Aborde diretamente suas obrigações, tarefas erestrições logo no início do dia. É a maneira corretade resolvê-los de forma simples e eficaz.
  15. 15. TardePrazerDe tarde, você encontrará prazeres por todo lado.Aproveite. Relaxe.Na parte da tarde, pratique esportes, namore,divirta-se.
  16. 16. Ego fraco: esquecimento(todo o sofrimento será esquecido)Ego forte: memória
  17. 17. Erich FrommO sentimento de impotência“A fé no tempo deixa de lado o sentido damudança abrupta, que é substituído por umaexpectativa de que „com o tempo’ tudo vaificar bem. Espera-se assim que os conflitos que osujeito julga incapaz de resolver sejamresolvidos pelo tempo, sem que seja precisoarriscar uma decisão”.“[...] Muitos, quando alcançam certa idade –normalmente no início dos quarenta -, ouconseguem tornar-se mais sóbrios,abandonando a ilusão e esforçando-se para utilizaros meios de que dispõem, ou então têm umcolapso neurótico, porque a vida sem a ilusãoconsoladora do tempo como benfeitor torna-seintolerável ”.
  18. 18. Trabalho e prazerTrabalho é trabalhoLazer é lazerdesintegraçãoprodutorconsumidorLimpezaseparaçãoO trabalho sem o prazer éinsípido, monótono.O prazer sem “seriedade”, é bobo, semsentido.
  19. 19. Trabalho(manhã)“Tarefas de rotina”O início da manhã é terrível. Esqueça-se detudo, mergulhado nas tarefas de rotina.É desnecessário preocupar-se muito com astarefas de rotina na manhã de hoje.
  20. 20. Prazer(tarde)“Seja feliz”“Divirta-se”“Saia”Divertir-se com um parceiro sério abrecaminho para uma associação de sucesso.Saia com uma pessoa influente que vocêconheceu a pouco.[...] o próprio prazer é permissívelapenas quando serve, em últimainstância, a algum propósito ulterior desucesso e autopromoção. (p. 104)
  21. 21. Ajustamento e individualidadeDimensão psicológicada abordagem bifásicaOs leitores:ajustadosindivíduos Fortes e vigorosos“não teimosos” / cedem àsexigências externasO ajustamentoexigeindividualidadeA individualidadeprecisa doajustamento
  22. 22. Mulher mais velha,compulsiva e isoladaMulher ranzinza daclasse média baixaPerda de relacionamentocom a realidadeA coluna procura “ajudar”a manter esse relacionamento“Seja agradável”“Não se atormente”
  23. 23. Ajustados[...] “ninguém deve realmente acreditarem si mesmo e em suas qualidadesintrínsecas, mas, ao contrário, necessitacolocar-se à prova junto com todos osdemais por meio do funcionamento emmeio às condições já dadas” (p. 117).
  24. 24. IndivíduosIndividualidade = artigo de luxoEstes aspectos individuais, em egosfracos (os leitores), são dons irracionais,qualidades arcaicas, posses.“Charme”“Magnetismo pessoal”Seu charme pessoal estaráextraordinariamente eficaz.Mantenha-se alegre, irradiandomagnetismo.
  25. 25. Charme“recurso”Valor de venda / valor de trocaEm ocasiões apropriadas, oleitor é encorajado aimpressionar com o seucharme
  26. 26. Para ter charme, é precisocuidar da aparência.Melhore também sua aparência visual.Exaltação da beleza e da saúdesintomas psicóticos puritanismoDar atençãodemais ao corpoManter-se puro,asseado, limpo.
  27. 27. e também cuidar das finançasPlanejando, programando e sendointeligente, o leitor alcançará o sucesso.Invente novos caminhos para ganhar dinheiro.Amigos “misteriosos” que lhe conferirãobenefícios fabulosos.“golpe de sorte”“por trás dos panos”Um encontro por trás do panos com umespecialista em finanças vai lhe mostrar ocaminho para melhorar a sua renda.TrapacearUsar ligaçõesDiplomacia furtiva
  28. 28. Moderno e conservadorConservador > origem familiarModerno> científicoSua origem lhe dará as respostas para suaspreocupações e melancolia.Algumas de nossas concepções mais antigasprecisam ser atualizadas para funcionar nomundo de hoje.A ideia é de que se podeganhar dinheirointroduzindo inovaçõesA utilização decaracterísticas científicassupriria a ansiedade para sesuperar as desconfianças
  29. 29. Firmeza e dependência• Não hesitar; não agir por impulso; sem pensar.• Ceder;• Compaixão;• Relacionamentos autoritários;
  30. 30. Categorias do relacionamentohumano• Família e vizinhos;• Amigos, especialistas, superiores;
  31. 31. Conclusões• Astrologia indica “sintomas” de algumas tendências de nossasociedade, inclinações psicológicas de seus membros;LEÃO > 11 DE JUNHO Netuno e Marte em tenso aspecto podem trazer alguns problemasem projetos em andamento, especialmente os que envolvem um trabalho em equipe. Façae refaça o planejamento de cada passo que deve ser dado daqui em diante.ESCORPIÃO > 11 DE JUNHO Netuno e Marte em tenso aspecto entre si pedemcuidados redobrados com atitudes exageradamente emocionais. Aproveite as energias paraestar junto de seu amor, pois há promessa de entrega e realização sexual e íntima.Aproveite.TOURO > 11 DE JUNHO Netuno e Marte fazem um tenso aspecto e você deve estaratento a contratos que podem ser firmados esta semana, pois é possível que você se iludacom um deles, especialmente os que envolvem ganhos financeiros.GÊMEOS > 11 DE JUNHO Netuno e Marte em seu signo e em tenso aspecto pedemcuidado com ações impensadas e impulsivas. O momento exige racionalidade ediscernimento. Sol e Júpiter ainda beneficiam seus negócios, especialmente se fizeraniversário esta semana.
  32. 32. Conclusões• Dependência dos leitores > pressupostas,estimuladas e exploradas;• Captura do indivíduo por diversos canais deorganização;• Atribuição da dependência a fontes superiores e maisjustificáveis;• Homem condenado à liberdade > SARTRE;• Sistema social X Sistema paranóico;
  33. 33. Conclusões• “A similaridade entre o sistema social e o paranóico consistenão apenas na estrutura fechada e centralizada enquanto tal,mas também no fato do sistema para o qual a maioria daspessoas sente que trabalha ter, para elas, um aspectoirracional [...] suspeitam que essa organização sistemática efechada da sociedade não serve realmente aos seus desejos enecessidades, mas possui uma qualidade fetichista e“irracional” que se autoperpetua, estranhamento alienada davida que, dessa forma, está sendo construída. Assim, atémesmo a mente supostamente “normal” está preparada paraaceitar sistemas de ilusões, pela simples razão de que édifícil demais distinguir tais sistemas daquele outro,igualmente inexorável e opaco, sob o qual têm deviver suas vidas”
  34. 34. Conclusões• “A similaridade entre o sistema social e o paranóico consistenão apenas na estrutura fechada e centralizada enquanto tal,mas também no fato do sistema para o qual a maioria daspessoas sente que trabalha ter, para elas, um aspectoirracional [...] suspeitam que essa organização sistemática efechada da sociedade não serve realmente aos seus desejos enecessidades, mas possui uma qualidade fetichista e“irracional” que se autoperpetua, estranhamento alienada davida que, dessa forma, está sendo construída. Assim, atémesmo a mente supostamente “normal” está preparada paraaceitar sistemas de ilusões, pela simples razão de que édifícil demais distinguir tais sistemas daquele outro,igualmente inexorável e opaco, sob o qual têm deviver suas vidas”
  35. 35. Conclusões• Onda do futuro;• Mistura do real e do irracional;• Mistério da astrologia é a maneira como esses doisdomínios não relacionados relacionam-se um com ooutro;• Divisão da ciência e divisão do trabalho;• “A opacidade da astrologia não é nada além daopacidade que prevalece entre diversos camposcientíficos que não podem ser significativamentereunidos”;• Ciências organizadas que não são capazes de cobrir auniversalidade da existência;
  36. 36. Conclusões• Conhecimento científico esotérico, conhecimentoesotérico popular > inacessível;• Crescente crença nos fatos substitui a reflexãointelectual > síntese (no sentido filosófico clássico)cada vez mais ausente;

×