RESULTADOS  - CONSOLIDADO  Receita Líquida Consolidada 12,2% superior ao 2T10;   O EBITDA¹ apresentou um aumento de 16,8% ...
MIX DE RECEITA LÍQUIDA E EBITDA 2T11  Composição semelhante ao 2T10, entretanto, produtos com maior valor agregado tiveram...
MEIOS DE PAGAMENTOS – RESULTADO   Receita Líquida atingiu R$ 98,6 milhões, superando o 2T10 em 17,9%;  O EBITDA atingido n...
SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO – RESULTADOS   A Receita Líquida foi 8,0% superior ao reportado no 2T10 e ainda 5,3% acima do re...
TELECOMUNICAÇÕES - RESULTADO  A Receita Líquida apresentou um incremento de 7,4% entre os trimestres;  O EBITDA atingido f...
POSIÇÃO DO CAIXA Posição no 2T11 R$ Milhões Caixa Inicial  124,8 Geração de Caixa Operacional  36,1 Capex  (5,2) Recompra ...
POSIÇÃO DO CAIXA R$ milhões Debêntures Dívida Bruta 146,80 R$ 180 milhões  Caixa 94,20 Emissão: Abr/2008 Dívida Líquida 52...
OUTLOOK 2011 1. Certificação Digital – Follow up 2. Dividendos 3. Aquisições 4. Guidance 2011
RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Call port 2 t11

656 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
656
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Call port 2 t11

  1. 2. RESULTADOS - CONSOLIDADO Receita Líquida Consolidada 12,2% superior ao 2T10; O EBITDA¹ apresentou um aumento de 16,8% em relação ao mesmo período de 2010; O Lucro Líquido² Consolidado foi de R$ 33,2 milhões, 43,4% acima do 2T10; Crescimento de 16,4% da Receita no 1S11 em comparação com o 1S10, superando as expectativas. 1 EBITDA ajustado por despesas não-recorrentes 2 Lucro Líquido ajustado por IR e CS diferidos passivo e despesas não-recorrentes (R$ MILHÕES) 2T10 2T11 Var % 1S10 1S11 Var % RECEITA LÍQUIDA 188,9 212,0 12,2% 359,0 418,0 16,4% EBITDA 39,0 45,6 16,8% 76,5 88,7 15,9% MARGEM EBITDA 20,6% 20,9% 0,3p.p 21,3% 20,1% -1,2p.p
  2. 3. MIX DE RECEITA LÍQUIDA E EBITDA 2T11 Composição semelhante ao 2T10, entretanto, produtos com maior valor agregado tiveram maior relevância em termos de Receita. Composição mais equilibrada em relação ao 2T10; Considerável aumento da relevância do segmento de Meios de Pagamentos , que se deu devido à elevação do volume de cartões smart bancários ;
  3. 4. MEIOS DE PAGAMENTOS – RESULTADO Receita Líquida atingiu R$ 98,6 milhões, superando o 2T10 em 17,9%; O EBITDA atingido no 2T11 foi de R$ 15,3 milhões, 93,7% maior que os R$ 7,9 milhões do 2T10; O volume foi 6,5% menor na comparação dos trimestres, entretanto, não afetou a Receita e o EBITDA , devido à venda de produtos com maior valor agregado; A migração de tarjas magnéticas para os vários tipos de tecnologia com chip será uma das fontes de crescimento da receita nos próximos anos. (R$ MILHÕES) 2T10 2T11 Var % 1S10 1S11 Var % RECEITA LÍQUIDA 83,6 98,6 17,9% 160,2 199,3 24,4% EBITDA 7,9 15,3 93,7% 13,1 30,4 132,1% MARGEM EBITDA 9,4% 15,5% 6,1p.p 8,2% 15,3% 7,1p.p VOLUME (CARTÕES) 47,8 44,7 -6,5% 81,0 93,6 15,6%
  4. 5. SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO – RESULTADOS A Receita Líquida foi 8,0% superior ao reportado no 2T10 e ainda 5,3% acima do resultado obtido no 1T11; O EBITDA cedeu 6,6% em relação ao 2T10, mantendo-se praticamente estável na comparação com o 1T11; Apesar da queda de volumes, tivemos incremento da Receita Líquida, devido ao aumento no escopo de serviços (biometria); O DETRAN SP sofreu alterações na sua forma de gestão, como uma forma de melhorar a eficiência do processo. Estima-se, assim , que o volume ainda represado, voltará ao normal nos próximos meses; Acreditamos na recuperação dos volumes para os próximos trimestres de 2011. (R$ MILHÕES) 2T10 2T11 Var % 1S10 1S11 Var % RECEITA LÍQUIDA 56,6 61,1 8,0% 109,9 119,1 8,4% EBITDA 20,4 19,1 - 6,6% 41,0 38,3 - 6,7% MARGEM EBITDA 36,0% 31,2% - 4,8p.p 37,3% 32,1% - 5,2p.p VOLUME (DOCUMENTOS EMITIDOS) 3,6 3,4 -5,6% 7,5 6,8 -9,3%
  5. 6. TELECOMUNICAÇÕES - RESULTADO A Receita Líquida apresentou um incremento de 7,4% entre os trimestres; O EBITDA atingido foi de R$ 11,2 milhões, apresentando um crescimento de 4,7% em relação ao 2T10 e uma melhoria de 27,3% em relação ao 1T11; O volume de SIM Cards teve um crescimento de 42,2% se comparado com o 2T10; O Market Share esperado até o fim de 2011 é de pelo menos 25%. (R$ MILHÕES) 2T10 2T11 Var % 1S10 1S11 Var % RECEITA LÍQUIDA 48,7 52,3 7,4% 88,9 99,6 12,0% EBITDA¹ 10,7 11,2 4,7% 22,4 20,0 - 10,7% MARGEM EBITDA² 22,0% 19,1% - 2,9 p.p 25,2% 15,3% - 9,9p.p VOLUME (CARTÕES) 12,1 17,2 42,1% 24,1 31,6 31,1%
  6. 7. POSIÇÃO DO CAIXA Posição no 2T11 R$ Milhões Caixa Inicial 124,8 Geração de Caixa Operacional 36,1 Capex (5,2) Recompra de ações (3,5) Dividendos / JCP (10,8) Empréstimos e Financiamentos (47,1) Outros (0,1) Caixa Final 94,2
  7. 8. POSIÇÃO DO CAIXA R$ milhões Debêntures Dívida Bruta 146,80 R$ 180 milhões Caixa 94,20 Emissão: Abr/2008 Dívida Líquida 52,60 1ª parcela: Abr/2011 Dívida Líquida / EBITDA* 0,28 Remuneração: CDI + 1,5% a.a EBITDA* / Despesa Financeira* 12,18 Prazo: 5 anos Período de Carência: 3 anos Covenants - Div. Líquida / EBITDA ≤ 2,5 - EBITDA / Despesas Financeiras ≥ 2,0
  8. 9. OUTLOOK 2011 1. Certificação Digital – Follow up 2. Dividendos 3. Aquisições 4. Guidance 2011
  9. 10. RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento da Valid. Estas são apenas projeções e, como tal, baseiam-se exclusivamente nas expectativas da administração da Valid em relação ao futuro do negócio e seu contínuo acesso a capitais para financiar o plano de negócios da Companhia. Tais considerações futuras dependem, substancialmente, de mudanças nas condições de mercado, regras governamentais, pressões da concorrência, do desempenho do setor e da economia brasileira, entre outros fatores, além dos riscos apresentados nos documentos de divulgação arquivados pela Valid e estão, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio.

×