Acordo ortografico

1.695 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.695
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acordo ortografico

  1. 1. editora dom bosco DOM BOSCO EXPLICA O QUE MUDOU NA ORTOGRAFIA BRASILEIRA Novo acordo ortográfico
  2. 2. novoacordoortográficoeditoradombosco Senhores diretores, coordenadores, professores, pais, alunos e demais interessados: Com muita satisfação a Editora Dom Bosco preparou esta cartilha para você entender o que muda na língua portuguesa segundo o novo Acordo Ortográfico. Com o objetivo de auxiliar nossas instituições parceiras e buscan- do o constante aperfeiçoamento de todos os envolvidos no processo educacional, procuramos demonstrar, de forma clara e objetiva, quais as principais alterações in- troduzidas na ortografia do nosso idioma. Ressalte-se que estamos longe da pretensão de sanar aspectos polêmicos das novas regras, mesmo porque, conforme previsto no Acordo, eventuais dúvidas devem ser esclarecidas com a publicação da nova edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp). apresentaçãoapresentação apresentação
  3. 3. novoacordoortográficoeditoradombosco novo acordo ortográficonovo acordo ortográfico Pelo Decreto no . 6.583, de 29 de setembro de 2008, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva promulgou o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990. O Acordo privilegia a língua escrita, fixando e deli- mitando uma unidade linguística expressiva, sem atingir qualquer aspecto da língua falada. Embora não suprima a totalidade das diferenças ortográficas do idioma, cons- titui significativo avanço em direção à unificação da es- crita dos países que adotam a língua portuguesa como idioma oficial, evitando, assim, sua desagregação. Apesar dos inúmeros pontos controversos e obscuros no texto do Acordo, bem como das dúvidas e ambiguida- des ainda evidentes, seu principal objetivo é instituir uma ortografia oficial única da língua portuguesa e, com isso, aumentar seu prestígio internacional, pondo fim às diver- gências entre a norma ortográfica oficial brasileira e a de outros países que adotam a língua portuguesa: Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe. novo acordo ortográfico
  4. 4. novoacordoortográficoeditoradombosco ALFABETO As letras k, y e w passam a fazer parte do alfabeto, que volta a compor-se de 26 letras, não 23. Utilizam-se as letras k, y e w em siglas, símbolos, nomes próprios, palavras estrangeiras e seus derivados. ACENTUAÇÃO 1. Trema (¨) Não existe mais o trema em língua portuguesa. Man- tém-se apenas em palavras estrangeiras, nomes próprios e seus derivados. ortografia em práticaortografia em prática ¬ km, kg, Kibon ¬ Yara, Byron, byroniano ¬ watt, show, Wagner A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z ¬ consequência, frequência, tranquilo, aguentar, linguiça, cinquenta, pinguim, linguista ¬ Hübner, hübneriano, Müller, mülleriano ortografia em prática
  5. 5. novoacordoortográficoeditoradombosco ortografia em prática 2. Ditongos abertos (éi, ói) Não são mais acentuados em palavras paroxítonas. Obs.: continuam acentuados os ditongos abertos éi, éu e ói, seguidos ou não de s, dos monossílabos tôni- cos e oxítonos. ¬ anéis, céu, herói, papéis, corrói, troféu 3. Hiatos Os hiatos oo e ee não são mais acentuados. 4. Acento diferencial Não existe mais acento diferencial em palavras homógrafas. ¬ assembleia, boleia, colmeia, Coreia, estreia, epopeia, hebreia, ideia, plateia, panaceia ¬ apoio e apoia (verbo apoiar), boia, heroico, jiboia, paleozoico, paranoico, tramoia ¬ enjoo, voo, coroo, perdoo, magoo, abençoo, coo, moo, povoo ¬ creem, deem, leem, veem, descreem, releem, reveem ¬ para (verbo e preposição) ¬ pela (substantivo e verbo), pelo (substantivo e verbo) ¬ pera (substantivo) ¬ polo (substantivo) ortografia em prática ortografia em prática
  6. 6. novoacordoortográficoeditoradombosco Observação a) Continua o acento diferencial em pôde (verbo po- der, 3a . pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo), para diferenciar de pode (verbo poder, 3a . pessoa do singular do presente do indicativo); e em pôr (verbo), para diferenciar de por (preposi- ção). b) Permanecem os acentos que diferenciam singular e plural dos verbos ter e vir, bem como de seus de- rivados (manter, deter, conter, reter, advir, convir, intervir, etc.). ¬ O garoto tem vários carrinhos. Os garotos têm vários carrinhos. ¬ Aquela moça vem de Curitiba. Aquelas moças vêm de Curitiba. ¬ O professor mantém a ordem. Os professores mantêm a ordem. ¬ O advogado intervém em todos os processos. Os advogados intervêm em todos os processos. c) É facultativo o emprego do acento diferencial em dêmos (verbo dar, 1a . pessoa do plural do presen- te do subjuntivo, para diferenciar de demos (verbo dar, 1a . pessoa do plural do pretérito perfeito do in- dicativo; e em fôrma (substantivo), para distinguir de forma (substantivo ou 3a . pessoa do singular do presente do indicativo ou 2a . pessoa do singular do imperativo afirmativo). ortografia em práticaortografia em prática ortografia em prática
  7. 7. novoacordoortográficoeditoradombosco 5. i e u tônicos Elimina-se o acento agudo de i e u constituindo hiato tônico apenas quando eles estão precedidos de ditongo. Não é o caso de saúde, saída, juízes, por exemplo. 6. u tônico Elimina-se o acento agudo do u tônico nas formas verbais rizotônicas, quando precedido de g ou q e segui- do de e ou i (gue, gui, que, qui). Obs.: ainda levam acento o i e u tônicos de palavras oxítonas, precedidos de ditongo e em posição final, mesmo seguidos de s. ¬ Piauí, tuiuiú, tuiuiús ¬ baiuca, boiuna, Bocaiuva, cheiinho, saiinha, feiura, feiume ¬ averigue, apazigue, enxague, argui, obliquem ortografia em práticaortografia em prática ortografia em prática
  8. 8. novoacordoortográficoeditoradombosco uso do hífen Embora ainda causem polêmica em vários aspectos, as regras para uso do hífen servem para palavras forma- das por prefixos ou elementos que podem funcionar como prefixos: aero, agro, além, ante, anti, aquém, arqui, auto, circum, co, contra, eletro, entre, ex, extra, geo, hidro, hiper, infra, inter, intra, macro, micro, mini, multi, neo, pan, pluri, proto, pós, pré, pró, pseudo, retro, semi, sobre, sub, super, supra, tele, ultra, vice, etc. 1. Com hífen a) quando o prefixo estiver diante de palavra iniciada por h. b) quando o prefixo termina por consoante e o elemen- to seguinte começa pela mesma consoante. ¬ anti-herói, anti-higiênico, extra-humano, semi‑herbáceo, sobre-humano, super-homem, macro-história, mini-hotel ¬ hiper-realista, hiper-requintado, hiper‑requisitado, sub-bibliotecário, inter-racial, inter-regional, inter-relação, super-racional, super-realista, super‑resistente c) depois do prefixo sub também se o elemento come- çar por r. ¬ sub-região, sub-raça ortografia em práticaortografia em prática ortografia em prática
  9. 9. novoacordoortográficoeditoradombosco d) quando o prefixo terminado em vogal e o segundo elemento da palavra começa pela mesma vogal. f) sempre com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice e soto. e) com os prefixos circum e pan antes de palavra inicia- da por m, n e vogal. ¬ anti-ibérico, anti-inflamatório, anti- inflacionário, arqui-inimigo, micro-ondas, contra-ataque, semi‑internato, micro-orgânico, auto-observação ¬ circum-navegação, pan-americano ¬ além-mar, além-fronteiras, ex-marido, ex‑diretor, ex-prefeito, pós-graduação, pré‑vestibular, pré‑história, pró-desarmamento, recém-nascido, sem-terra, sem-número, vice‑rei, vice-almirante, soto‑mestre g) com sufixos de origem tupi-guarani. h) para unir palavras combinadas ocasionalmente, for- mando encadeamentos vocabulares. ¬ amoré-guaçu, anajá-mirim, capim-açu ¬ eixo Rio-São Paulo, ponte Rio-Niterói, relações Angola-Brasil ortografia em práticaortografia em prática ortografia em prática
  10. 10. 10 novoacordoortográficoeditoradombosco i) em palavras cujos elementos mantém acento próprio. 2. Sem o hífen a) depois dos prefixos des- e in- em que o segundo ele- mento perdeu o h inicial. ¬ ano-luz, azul-escuro, médico-cirurgião, conta‑gotas, guarda-chuva, segunda-feira, tenente-coronel j) em palavras que designam espécies botânicas e zoo- lógicas. ¬ couve-flor, bem-me-quer, erva-do-chá, cobra‑d’água k) em topônimos iniciados por adjetivos grã e grão, por forma verbal ou cujos elementos sejam ligados por artigo. ¬ Grã-Bretanha, Grão-Pará, Passa-Quatro, Baía de Todos-os-Santos ¬ desumano, desumidificar, inábil, inumano ortografia em práticaortografia em prática b) entre o prefixo que termina em vogal e o elemen- to que começa com s ou r, duplicando-se essas consoantes. ¬ antirreligioso, antissemita, autorregulamentação, contrarregra, cosseno, cossecante, extrarregular, extrarregimento, infrassom, microssistema, antessala, intrarrenal, ultrarromântico, ultrassonografia, extrasseco, suprassensível ortografia em prática
  11. 11. 11 novoacordoortográficoeditoradombosco c) quando o prefixo termina em vogal e o segundo ele- mento começa por consoante diferente de r ou s. ¬ autopeça, antipedagógico, anteprojeto, geopolítica, autoproteção, semideus, microcomputador, semicírculo, ultramoderno d) quando o prefixo termina em vogal diferente da vo- gal com que se inicia o segundo elemento. Obs.: o prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o. ¬ coobrigação, coordenação, cooperação ¬ antiaéreo, socioeconômico, antiamericano, autoafirmação, autoajuda, autoaprendizagem, autoescola, autoestrada, autoinstrução, contraexemplo, contraindicação, extraescolar, extraoficial, infraestrutura, intrauterino, neoexpressionista, neoimperialista, semiaberto, semiautomático, supraocular, ultraelevado ortografia em práticaortografia em prática e) quando o prefixo termina em consoante e o segundo elemento começa por vogal ou consoante diferente. ¬ hiperacidez, hiperativo, interestadual, superamigo, superexigente, superinteressante, superotimismo, superproteção, intermunicipal, hipermercado ortografia em prática
  12. 12. 12 novoacordoortográficoeditoradombosco ortografia em prática f) em palavras que perderam, de certa forma, a noção de composição. g) em locuções substantivas, adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais. ¬ mandachuva, paraquedas, pontapé, parabrisa, girassol ¬ cão de guarda, fim de semana, café com leite, pão de mel, sala de jantar, cartão de visita, cor de vinho, à vontade, abaixo de, acerca de 3. Repete-se o hífen Na translineação de palavra composta ou combinada com outra, se a partição coincide com o final de um dos elementos. ¬ ............................................................... primeiro- -ministro ¬ ....................................................................... sul- -africano ¬ .................................................................. possuí- -las Exceções consagradas pelo uso: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé‑de‑meia, ao-deus-dará, à queima-roupa. ortografia em prática ortografia em prática
  13. 13. 13 novoacordoortográficoeditoradombosco » A abrogar adenoide adrogar aeroespacial agroindustria aguentar alantoide alcaloide alcateia ambiguidade ameboide amenorreia Andreia androide anterrosto antessacristia antessala antessentir antessocrático antiaéreo antiálcool antiautoritárias anticolonial anticongelante anticorpo antidiarreico antieconômico antiflacidez antifumo antigreve Antiguidade anti-herói anti-heroico anti-horário anti-ibérico anti-imigração anti-inflamatório anti-intelectualismo antiliberal antinatalista antiovulatório antiqueda antirrábico antirracista antirregular antirreligioso antirrepublicano antirressonância antirreumático antirrevolucionário antirroubo antirruído antirrugas antissemita antisséptico antissequestro antissimétrico antissísmico antissocial antissolar antropoide aploide apneia apneico apoia(m) aqueia aquicultura aquífero aracnoide Arariboia arguem arguis arqueozoico arquirromântico arreica asconoide assembleia asteroide autoacusação autoafirmação autoajuda autoanálise autoaprendizagem autoavaliação autodeterminação autodirigem autoescola autoestima autoestrada autogovernar autoimune autoinfecção autoinfestar auto-organização autoproclamar autorreflexão autorregeneração autorregular autorreplicar autorretrato autossuficiência autossugestão autossustentável azaleia azoico » B benzoico bilíngue boia boleia butanoico » C caldeia Cananeia Canuleia carcinoide carotenoide Cassiopeia cefaleia cefaleico cenozoico centopeia cerebroide Cesareia cestoide cicloide cinquenta Cleia coautor coeducação coenunciador colmeia comilitar consequência contra-argumento contração contracheque contraditados contraindicação palavras que geram dúvid palavras que geram dúvidpalavras que geram dúvida de grafia
  14. 14. 14 novoacordoortográficoeditoradombosco contraindicado contraofensiva Contrarreforma contrarregra contrarrevolucionário contrassenha coo coocorrente cooperativo copossuidor coproprietario Coreia corticoide corveia cossecante cosseno cotangente creem cuboide » D debiloide deem delinquente delinquido descreem desoxirribonucleico diarreia diarreicas dioico diploide dipnoico Dirceia discoide dismenorreia dispneia domoico Doroteia Dulcineia » E Eleia eloquência eloquente endorreica Eneias enjoo enxague epopeia equestre equidistância esfenoide espermatozoide esteroide estoico estreia etanoico etenoide europeia exorreico extraescolar extralinguístico extrarregular » F farmacopeia feiura filarioide Filisteia flavonoide frequência » G geleia geoide gonorreia gonorreico grafolinguística » H haploide hebreia hemorroida heroico hileia » I ictioide ideia Ileia infraestrutura infrassom iniquidade interétnico inter-racial inter-regional inter-relação inter-relacionar intraembrionária intraespecífico intralinguístico intrauterino introito iso-octeno » J jiboia joia Judeia » K » L leem Leia Lindoia linfoide linguiça linguística / linguístico linoleico lipoproteica lumbricoide » M madressilva mandachuva Medeia Meier mesoamericanas mesogleia mesozoico metalinguística metanoico micro-organismo microrganismo microssistema minissaia minoica monolíngue » N negroides nematoide neozoico Niceia nucleico nucleoide ue geram dúvida de grafia que geram dúvida de grafia palavras que geram dúvida de grafia
  15. 15. 15 novoacordoortográficoeditoradombosco » O obliquidade Odisseia oleico onomatopeia ovoide » P paleozoico panaceia Pangeia para paranoia paranoico paraqueda(dista) paratireoide pauliceia pelo pera perdoo pinguim piorreia piorreico piramboia placoide plateia plebeia plurianual polo Pompeia pontapé pós-médio pós-modernidade povoo preconcebido predeterminado preestabelecido preexistir pré-histórico pré-juventude pré-requisito ou prerrequisito preveem prismatoide prosopopeia proteico proteroico » Q queloide quinquagésimo quinquênio » R redarguem redarguis Reia (deusa) releem reveem Rosicleia » S sagui Savoia Sebirreico seborreia seborreico semianalfabeto semiárido semideia semidemência semieixo semifeudal semilivre semirreação semirreta senoide sequela sequência sequestro sequoia Sidneia sobre-eminente sobre-erguer sobressaia sub-humano sub-região sub-reino subsequência subsequente subsequentemente Superagui superesclarecido super-heroi super-homem suprarrenal » T tabloide tecnopolo teteia tifoide tilacoide tireoide tramoia tranquilo traqueia Troia Tutameia » U ultraconservadora ultraestrutura ultrarradical ultrarrápido ultrarrealismo ultrarresfriado ultrarrevolucionário ultrarromântico ultrarromantismo ultrassecreto ultrassensível ultrassom ultrassonografia ultrassonoro urbanoide ureia » V Vanderleia veem verborreia verborreico voo » W » X » Y » Z palavras que geram dúvid palavras que geram dúvida palavras que geram dúvida de grafia
  16. 16. SERIEDADE · COMPETÊNCIA · CONSCIÊNCIA · DEDICAÇÃO www.dombosco.com.br

×