Aromaterapia 03

1.789 visualizações

Publicada em

saúde

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.789
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
201
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aromaterapia 03

  1. 1. Curso de Aromaterapia MÓDULO III Atenção: O material deste módulo está disponível apenas como parâmetro de estudos para este Programa de Educação Continuada. É proibida qualquer forma de comercialização do mesmo. Os créditos do conteúdo aqui contido são dados aos seus respectivos autores descritos na Bibliografia Consultada. Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores
  2. 2. 39 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores MÓDULO III Uso da Aromaterapia Podemos absorver o óleo essencial através da pele, (em 20 minutos o óleo já está na corrente sanguínea) e do nariz (em 2 segundos já chega no sistema límbico), que são as vias mais seguras. Na pele deve-se tomar cuidado extra, para evitar reações alérgicas, sensibilizações, queimaduras, irritações, etc. Para o uso seguro, devem-se diluir os óleos essenciais em veículos carreadores, como cremes neutros e óleos vegetais, usando-os em massagens, tratamentos estéticos, compressas, etc. Penetrando na pele, os óleos essenciais entrarão na corrente sanguínea e agirão nos órgãos internos, sendo excretadas as quantidades não metabolizadas. Via olfato deve-se tomar cuidado com tempo de exposição e concentração. Uma parte do aroma inalado vai para os pulmões via traquéia, penetrando nos brônquios, bronquíolos e alvéolos, passando para a corrente sangüínea nas trocas gasosas, agindo da mesma forma da penetração cutânea. Outra parte do aroma vai para o cérebro, atingindo o Sistema Nervoso Central e mais especificamente o Sistema Límbico, que é nosso antigo Cérebro das Emoções, responsável por nossas emoções, nossos comportamentos e atitudes, nossa memória e nossos humores. Para esta via, pode-se usar aromatizadores pessoais, aromatizadores à vela ou elétricos e pot-pourris. Desta forma, cada óleo essencial agirá de uma forma diferente no nosso corpo, físico, mental e emocionalmente, de acordo com sua composição química. Por isto, podemos dizer que a Aromaterapia é Holística, pois podemos atacar diversos males sob todos os aspectos, pois não podemos tratá-los isoladamente. Uma gastrite nunca é somente uma gastrite, mas um conjunto de fatores que culminam numa gastrite e assim sucessivamente. Cada pessoa é diferente das demais e, portanto,
  3. 3. deve ser tratada de forma única e individual. Sendo assim, na Aromaterapia nunca se sugere um óleo essencial para uma gastrite de uma pessoa e para todas as outras que possuem gastrite, mas será uma sinergia de óleos essenciais considerando todos os outros aspectos da vida destas pessoas. Métodos de utilização Existem diversas maneiras para utilização dos benefícios que os óleos essenciais podem trazer: Inalação Indicada para o tratamento das vias respiratórias, rinite, sinusite, resfriados, asma e bronquite. Em dois litros de água fervente, pingue 4 (quatro) gotas de óleos essenciais indicados para o tratamento. Posicione o rosto sobre o vapor da bacia com cuidado e cubra a cabeça com uma toalha, formando uma cabana sobre a bacia. Feche bem os olhos e inale por 3 minutos. Se necessário, repita a aplicação por mais uma vez, totalizando 6 minutos. Nos quadros crônicos, a freqüência deve ser de duas vezes ao dia, por três dias. 40 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores
  4. 4. Massagem Terapêutica A massagem é o método mais utilizado na aromaterapia. Ela deve ser suave e relaxante e utiliza os vários sistemas de energia do corpo. Se você não é terapeuta em massagem, simplesmente utilize movimentos suaves e rítmicos. Os óleos essenciais podem ser usados em técnicas como drenagem linfática, reflexologia e Shiatsu. Aromatizadores Método adequado para os tratamentos de ordem emocional e psicológica. Os óleos essenciais, quando difundidos no ambiente, evocam sensações e memórias que influenciam, através do sistema nervoso central, o humor e o comportamento. Geralmente os difusores para óleos essenciais trabalham com pequenas quantidades de óleo. Para ambientes com 20 m², utilizam-se 10 (dez) gotas, aumentando-se a quantidade conforme o tamanho do local Os difusores podem ser elétricos, à vela ou pastilhas que absorvem os óleos essenciais e os difundem lentamente. 41 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores
  5. 5. Banho Terapêutico Pelos banhos, os óleos essenciais são transportados para o interior do organismo e beneficiam vias respiratórias, funções orgânicas, pele, musculatura e circulação. Ideal para relaxar. Prepare a banheira; a temperatura da água deve estar quente ao máximo (38°) suportável pela pele. Entre na banheira e despeje lentamente a mistura de óleos essenciais. A duração do banho deve ser de 20 minutos. 42 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores
  6. 6. Compressa quente Indicada para o alívio de dores como: cólicas, pancadas e distensões. Ferva dois litros de água, pingue 10 (dez) gotas de óleos essenciais conforme o objetivo da compressa. Tenha à mão duas toalhas, embeba uma delas na água e aplique. Quando a toalha atingir a temperatura do corpo, troque-a por outra quente. IMPORTANTE: Numa aplicação de compressa quente nunca deixe que a toalha esfrie sobre o local. Aplique por no mínimo 15 minutos e pelo menos três vezes ao dia até que as dores desapareçam totalmente. Compressa gelada Ideal para tratamento de inchaços, queimaduras, cicatrizes, feridas e enxaqueca. Em um litro de água gelada, pingue 5 (cinco) gotas de óleos essenciais adequados e aplique até que a compressa atinja a temperatura do corpo. A aplicação deve ser de 15 minutos duas vezes ao dia. Escalda pés 43 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores
  7. 7. Encha uma bacia com água quente. Pingue 10 (dez) gotas de óleos essenciais sobre uma colher de sopa de sal grosso e misture na bacia. Mergulhe os pés por 15 minutos. Aplique o escalda-pés de preferência no tratamento de dores, cansaço, frieiras e calos antes de dormir. Mantenha os pés aquecidos durante a noite. Sauna Os óleos essenciais são as melhores essências para sauna. Dilua o aroma segundo as instruções do fabricante da sauna. Para a aplicação dos óleos essenciais dilua 2 (duas) gotas por concha d’água e derrame sobre as pedras. Pulverização Por ser um método mais rápido que a difusão, a pulverização com spray é própria para a recuperação e desinfecção de ambientes contaminados por germes. A pulverização é também indicada para a aplicação psicoterapêutica do óleo essencial. Sinergias É o processo pelo qual a soma das partes forma uma nova composição. Isto é, alguns óleos essenciais têm o poder de se acentuar mutuamente. 44 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores
  8. 8. 45 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores As sinergias permitem que um tratamento seja preciso ao histórico do indivíduo, pois se devem levar em conta os sintomas a serem tratados, a origem do distúrbio e os fatores psicológicos e emocionais envolvidos. Como Preparar uma Sinergia Para uma sinergia utilizamos os óleos carreadores para conduzir os óleos essenciais, através de massagens e banhos. Em que a estrutura molecular dos óleos vegetais permite que os óleos essenciais sejam absorvidos pela pele. Todos os carreadores servem como veículo emoliente para diluir ou misturar um ou mais óleos essências. Os carreadores podem ser de vários tipos: óleo vegetal, cera líquida, manteiga e gel. Tradicionalmente os óleos vegetais são os mais utilizados nas sinergias. A Matemática das Sinergias Para cada 5 ml (1 colher de sobremesa) de óleo vegetal podemos adicionar no mínimo uma gota de óleo essencial e no máximo 3 gotas. E, em dosagens maiores do óleo vegetal utilizamos à proporcionalidade. Ex: em uma massagem utiliza-se em média 20 ml (2 colheres de sopa) de óleo vegetal, então acrescentaremos no mínimo 4 gotas do óleo essencial e no máximo 12 gotas. É importante observar que na divisão das gotas dos óleos essenciais, os florais serão utilizados em maior quantidade, por serem mais voláteis, ou seja, evaporam mais rápido. Em seguida, as folhas, que tem volatilidade média e em menor quantidade as madeiras, que apresentam menor volatilidade. Em uma massagem relaxante, podemos dividir as 12 gotas em, por exemplo: 5 gotas do óleo essencial de lavanda, 3 gotas de laranja, 3 de cipreste e 1 gota do óleo essencial de cedro.
  9. 9. 46 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Correlação dos óleos essenciais ao Corpo Humano: Dividimos o corpo humano em 3 partes Cabeça Flores Nota alta/volátil Cheiro redondo Trabalham o emocional, relaxamento, são calmantes e/ou afrodisíacos Coração/Pulmão Folhas Nota média Cheiro espetado Trabalha o sentimento, a respiração Pés Madeiras Nota baixa Cheiro forte, revigorante, estanque Trabalham com o aterramento, a fixação. Os óleos essenciais cítricos permeiam entre os óleos de cabeça e os do coração, podem ser estimulantes ou relaxantes. No preparo da Sinergia devem-se levar em conta os seguintes fatores: Não misturar mais de quatro óleos essências Não usar óleos com efeitos opostos Fazer uma mistura agradável
  10. 10. 47 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Anamnese para o preparo da Sinergia Data: ____/____/____ Nome Data de nascimento: ____/_____/____ Sexo: End.: Bairro: Cidade: Estado: Cep.: E-mail: Fone res.: Com.: Cel.: Profissão: Estado civil: Indicado por: Motivo: 1.Hábitos: • Álcool: ( ) freqüente ( ) ocasional • Fumo: ( ) sim – média/dia: ________ ( ) não ( ) ex-fumante – Tempo: _______ • Sono: ( ) mais de 8h ( ) menos de 8h • Caminhada: ( ) sim- freqüência: _____________ ( ) não • Prática de esporte: ( )sim- qual: __________________ ( ) não • Postura diária: ( ) sentada ( ) em pé ( ) em movimento • Dieta: ( ) sim ( ) não • Com acompanhamento médico: ( ) sim ( ) não
  11. 11. 48 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores • Ingestão de medicamentos: ( ) sim – quais: _______________________________________ ( ) não • Ingestão de água: ( ) pouca ( ) moderada ( ) abundante • PA: Antes: ________________ Depois: _____________ 2.Gestações: • Número de gestações: ____________ Número de filhos: ___________ • Última menstruação: início ________ Término ___________________ • Método contraceptivo: ______________________________________ 3. Episódios Orgânicos: ( ) cardíaco ____________________ ( ) respiratório ________________ ( ) diabético ____________________ ( ) circulatório _________________ ( ) gastrointestinal _______________ ( ) ginecológico ________________ ( ) ortopédico ___________________ ( ) enxaquecas ________________ ( ) alergias ______________________ ( ) renal _____________________ ( ) endócrino ____________________ ( ) dermatológicos _____________ ( ) infecciosos ___________________ ( ) psicológicos _______________ ( ) neurológicos __________________ ( ) psiquiátricos _______________ 4. Já fez algum trabalho corporal? ( ) Sim, qual (s)? ________________________________________________ ( ) Não 5.Restrições em relação a banhos e/ou massagens? ( ) Sim, quais? ________________________________________________ ( ) Não
  12. 12. 49 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores 6.Hoje está passando por algum processo terapêutico? ( ) Sim, qual? ________________________________________________ ( ) Não 7.Como está sente-se neste momento? ( ) Cansado ( ) estressado ( ) deprimido ( ) dores musculares/articulares ( ) tranqüilo ( ) enxaqueca ( ) desegernizado ( ) tenso ( ) agitado ( ) Sonolento ( ) insônia ( ) irritado ( ) memória debilitada ( ) ansioso 8.Qual o aroma que mais lhe agrada? ( ) floral ( ) cítrico ( ) amadeirado ( ) folha 9.Foi submetido a algum processo cirúrgico nos últimos 6 meses? ( ) Sim, qual? Por quê? __________________________________________ ( ) Não Observações: _____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ Precauções no uso da Aromaterapia Devem ser tomados cuidados especiais com crianças pequenas, gestantes e idosos A aromaterapia pode ser útil durante a gravidez e o parto, mas apenas sob orientação de um profissional qualificado.
  13. 13. 50 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Óleos que devem ser evitados durante a gravidez: alecrim, cedro, salvia esclaréia, junípero, manjericão, manjerona, mirra, canela, erva doce, hortelã, pimenta negra. As doses para mulheres grávidas devem ser 25% de uma dosagem mínima recomendada; para crianças e bebês use quantidade extra diluída. Mantenha os frascos longe do alcance das crianças. A não ser casos indicados, não aplique óleo essencial puro diretamente na pele, pois podem causar reações alérgicas. É aconselhável fazer um teste de sensibilidade. Um desequilíbrio emocional, stress, distúrbios hormonais podem alterar a sensibilidade de uma pessoa. Os óleos essenciais são solventes e inflamáveis, portanto mantenha-os longe do fogo, plástico e madeira. Nunca faça uso de óleo essencial oralmente, somente sob orientação médica. Caso queira tomar remédio homeopático consulte seu médico antes de usá- lo. No caso de hipertensão evite os óleos de alecrim, sálvia e tomilho; epilepsia evitar os óleos de erva doce, alecrim, sálvia e tomilho. Óleos essenciais que não devem ser usados antes de exposição ao sol: bergamota, limão, laranja, tangerina e cítricos em geral. Não usar um óleo essencial por mais de três semanas, caso seja necessário, descanse uma semana, depois retome. Não substituir a medicação utilizada por óleos essenciais sem um acompanhamento médico.
  14. 14. 51 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Confecção de Produtos Aromaterapêuticos: Sais de Banho: 1 kg de sal grosso 1 colher de sopa de sulfato de magnésio 1 recipiente de vidro para mexer 10 ml de óleo essencial Corante alimentício líquido a base de água, na cor de sua preferência. Como Fazer: Coloque o sal em uma vasilha e acrescente o sulfato de magnésio. Mexendo sempre, coloque aos poucos o corante, conforme o tom desejado. Por último, acrescente o óleo essencial. Deixe descansar por uma semana. Algumas receitas de Sais de Banho 80 ml de sal grosso moído 75 gotas de óleo essencial Óleo vegetal para dar liga (+/- 10 ml) Limpeza Energética: 25g de Lavanda 20g de Pau-Rosa 15g de Eucalipto 15g de Limão
  15. 15. 52 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Afrodisíaco: 30g de Ylang-Ylang 20g de Bergamota 18g de Hortelã-Pimenta 7g de Canela Insônia, ansiedade, depressão e dores musculares: 25g de Gerânio 20g de Laranja 15g de Eucalipto 10g de cedro Banhos na banheira Revigorante 20 ml de óleo vegetal de semente de uva 4 gotas de óleo essencial de Ylang Ylang 3 gotas de óleo essencial de alecrim 3 gotas de óleo essencial de bergamota 2 gotas de óleo essencial de cravo Desintoxicante 20 ml de óleo vegetal de semente de uva 4 gotas de óleo essencial de lavanda 3 gotas de óleo essencial de lemongrass 3 gotas de óleo essencial de limão tahiti 2 gotas de óleo essencial de pau–rosa
  16. 16. 53 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Aromatizador: 48 ml de água destilada 12 ml de álcool de cereais 15 a 45 gotas de óleos essenciais Algumas receitas de Aromatizadores: Dores Musculares e Articulares: 17g de Bergamota 13g de Gerânio 6g de Hortelã-Pimenta 4g de Cravo Afrodisíaco: 17g de Ylang-Ylang 13g de Bergamota 6g de Hortelã-Pimenta 4g de Canela Limpeza energética e relaxante: 17g de Lavanda 13g de Limão 6g de Eucalipto 4g de Pau-Rosa
  17. 17. 54 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Insônia, ansiedade, depressão e dores musculares: 17g de Gerânio 13g de Bergamota 6 g de Manjerona 4g de Cedro Perfume Afrodisíaco 5 ml de óleo vegetal de semente de uva 1gota de óleo essencial de Ylang ylang 1 gota de óleo essencial de hortelã-pimenta 1 gota de óleo essencial de cravo Para causar boa impressão 5 ml de óleo vegetal de semente de uva 1 gota de óleo essencial de gerânio 1 gota de óleo essencial de laranja 1 gota de óleo essencial de Cravo Para memória 5 ml de óleo vegetal de semente de uva 1 gota de óleo essencial de jasmim 1 gota de óleo essencial de manjericão 1 gota de óleo essencial de cravo
  18. 18. 55 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Massagem Massagem relaxante e dores musculares 20 ml de óleo vegetal de semente de uva 5 gotas de óleo essencial de lavanda 2 gotas de óleo essencial de eucalipto glóbulo 3 gotas de óleo essencial de laranja 1 gota de óleo essencial de cedro Massagem estimulante 20 ml de óleo vegetal de semente de uva 5 gotas de óleo essencial de Ylang - Ylang 2 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta 3 gotas de óleo essencial de bergamota 1 gota de óleo essencial de cravo Exercícios 1- Qual a matemática das sinergias? 2- Quais as técnicas mais utilizadas na aplicação da Aromaterapia? 3- Quais os cuidados ao se administrar a Aromaterapia? Cite as restrições. 4- Quais as vias mais seguras para o uso da Aromaterapia? Antes de ver as respostas, tente responder sozinho.
  19. 19. 56 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Respostas: 1- Qual a matemática das sinergias? Para cada 5 ml (1 colher de sobremesa) de óleo vegetal podemos adicionar no mínimo uma gota de óleo essencial e no máximo 3 gotas. E, em dosagens maiores do óleo vegetal utilizamos à proporcionalidade. 2- Quais as técnicas mais utilizadas na aplicação da Aromaterapia? São elas: Inalação, massagens, aromatizadores, banhos terapêuticos, compressas quente, compressas gelada, escalda-pés, saunas, pulverizações. 3- Quais os cuidados ao se administrar a Aromaterapia? Cite as restrições. Devem ser tomados cuidados especiais com crianças pequenas, gestantes e idosos; Óleos que devem ser evitados durante a gravidez: alecrim, cedro, sálvia esclaréia, junípero, manjericão, manjerona, mirra, canela, erva doce, hortelã, pimenta negra; Mantenha os frascos longe do alcance das crianças; A não ser casos indicados, não aplique óleo essencial puro diretamente na pele, pois podem causar reações alérgicas; Os óleos essenciais são solventes e inflamáveis, portanto mantenha-os longe do fogo, plástico e madeira; Nunca faça uso de óleo essencial oralmente, somente sob orientação médica; No caso de hipertensão evite os óleos de alecrim, sálvia e tomilho; epilepsia evitar os óleos de erva doce, alecrim, sálvia e tomilho; Óleos essenciais que não devem ser usados antes de exposição ao sol: bergamota, limão, laranja, tangerina e cítricos em geral; Não usar um óleo essencial por mais de 3 semanas, caso seja necessário, descanse uma semana, depois retome;
  20. 20. 57 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores Não substituir a medicação utilizada por óleos essenciais sem um acompanhamento médico. 4- Quais as vias mais seguras para o uso da Aromaterapia? As vias mais seguras de absorção dos óleos essenciais são: através da pele, (em 20 minutos o óleo já está na corrente sanguínea) e do nariz (em 2 segundos já chega ao sistema límbico). ---------------- FIM DO MÓDULO III --------------

×