Sistema Tegumentar tati senac-ma

24.884 visualizações

Publicada em

1 comentário
15 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.884
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
40
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
926
Comentários
1
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Tegumentar tati senac-ma

  1. 1. SISTEMA TEGUMENTAR Bruna Jairón Jessica Michelle Rosemary Tatianne Wanderline
  2. 2. É DIVIDIDO EM: <ul><li>Pele </li></ul><ul><li>Unhas </li></ul><ul><li>Pêlos </li></ul><ul><li>Variedade </li></ul><ul><li>de glândulas </li></ul>
  3. 3. O QUE É PELE? <ul><li>Órgão que envolve o corpo determinando seu limite com o meio externo; </li></ul><ul><li>Corresponde a 16% da massa corporal; </li></ul>
  4. 4. FUNÇÕES: <ul><li>Regulação térmica; </li></ul><ul><li>Proteção contra diversos agentes no meio ambiente; </li></ul><ul><li>Barreira natural contra microorganismos; </li></ul><ul><li>Produz vitamina D; </li></ul><ul><li>Percepção sensorial (calor, frio, pressão, dor, sensações sexuais, vibração e tato). </li></ul>
  5. 5. CAMADAS
  6. 6. EPIDERME: <ul><li>Epitélio Multiestratificado Pavimentoso </li></ul><ul><li>É a camada mais externa. Sua constituição é feita por 90% de Queratinócitos (produtores de queratina), Melanócitos (produtores de melanina), Células Langherans e Células Mervel. </li></ul><ul><li>Ela é semelhante a uma “parede de tijolos”. </li></ul>
  7. 7. DERME OU CÓRIO
  8. 8. ESTRUTURA DA DERME
  9. 9. HIPODERME
  10. 10. SENSAÇÕES: A PELE COM UM RADAR Receptores de Krause Frio Receptores de Ruffini Calor Discos de Merkel Tato e Pressão Receptores de Pacini Pressão Receptores de Meissner Tato Terminações nervosas livres Principalmente Dor
  11. 12. ANEXOS DA PELE <ul><li>Pêlos : </li></ul><ul><li>Estrutura protéica Queratinizada. </li></ul><ul><li>Cresce a partir de folículos da camada subcutânea. </li></ul><ul><li>Função: Proteção e Regulação térmica. </li></ul><ul><li>Tem pouca serventia para os humanos. </li></ul>
  12. 13. UNHAS <ul><li>São placas córneas, localizadas na falange distal dos dedos. Cada unha recobre um leito ungueal, que tem estrutura comum de pele e não participa de sua formação. </li></ul><ul><li>A unha cresce a partir da raiz, ou matriz, e é basicamente composta por placas de queratina </li></ul>
  13. 14. GLÂNDULAS CUTÂNEAS <ul><li>Glândulas sebácea: Encontradas praticamente no corpo todo, desembocam na porção terminal dos folículos pilosos, exceto em lábios e genitais (glande e pequenos lábios) onde abrem-se diretamente na superfície. Sua secreção é uma mistura complexa de lipídeos, que deixam a pele oleosa. </li></ul><ul><li>Glândulas sudoríparas: Encontradas em todo o corpo, com exceção da glande e lábios, são estruturas tubulosas simples, formando um enovelado com diâmetro de 0,4 mm, imerso na derme. Sua secreção é o suor, um fluido que contém água, sódio, potássio, cloretos, uréia, amônia e ácido úrico. </li></ul>
  14. 15. DOENÇAS
  15. 16. <ul><li>O ESPECTRO DAS LESÕES MELANOCÍTICAS VAI DE UMA SIMPLES MANCHA - AS SARDAS - AOS NEVOS ATÍPICOS, QUE PODEM SER PRECURSORES DO MELANOMA. SARDAS OU EFÉLIDES MELANOSE SOLAR E MANCHAS SENIS NEVOS MELANOCÍTICOS NEVOS GIGANTES PILOSOS NEVOS ATÍPICOS EXISTEM TRÊS TIPOS DE CÂNCERES DE PELE MAIS COMUNS. SÃO ELES: MELANÔMA CUTÂNEO CARCINOMA ESPINOCELULAR CARCINOMA BASOCELULAR </li></ul>
  16. 17.                                                                <ul><li>Sardas ou Efélides </li></ul><ul><li>SÃO MANCHAS; </li></ul><ul><li>BORDA IRREGULAR; </li></ul><ul><li>VERÃO. </li></ul><ul><li>       </li></ul>
  17. 18. CANCÊR DE PELE <ul><li>Tumor maligno formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de maneira desordenada e anormal, dando origem a um novo tecido (neoplasia) </li></ul>Melanoma
  18. 19. HANSENÍASE OU LEPRA <ul><li>É uma mancha na pele onde se perde a sensibilidade ou a função sensorial da pele. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Hanseníase indeterminada: forma inicial. Mais comum em crianças. </li></ul><ul><li>Hanseníase tuberculóide: forma mais benigna e localizada, ocorre em pessoas com alta resistência ao bacilo. Ocorrem alterações nos nervos próximos à lesão, podendo causar dor, fraqueza e atrofia muscular. </li></ul><ul><li>Hanseníase borderline (ou dimorfa): forma intermediária. O acometimento dos nervos é mais extenso. </li></ul><ul><li>Hanseníase virchowiana (ou lepromatosa): nestes casos a imunidade é nula e o bacilo se multiplica muito, que podem causar deformidades, atrofia muscular, inchaço das pernas e surgimento de lesões elevadas na pele (nódulos). Órgãos internos também são acometidos pela doença. </li></ul>
  20. 21. PSORÍASE <ul><li>A psoríase é uma doença da pele bastante freqüente. Atinge igualmente homens e mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 e 40 anos, mas pode surgir em qualquer fase da vida. Sua causa é desconhecida. Fenômenos emocionais são freqüentemente relacionados com o seu surgimento ou sua agravação, provavelmente atuando como fatores desencadeantes de uma predisposição genética para a doença. Cerca de 30% das pessoas que têm psoríase apresentam história de familiares também acometidos. </li></ul><ul><li>Não é uma doença contagiosa e não há necessidade de evitar o contato físico com outras pessoas. </li></ul>
  21. 22. Furúnculo A lesão inicia-se por um nódulo muito doloroso, vermelho, inflamatório, endurecido e quente e centrado por um pêlo, onde pode aparecer pequeno ponto de pus. Com a evolução do quadro ocorre o rompimento do nódulo e a eliminação do &quot;carnegão&quot;, deixando área ulcerada que vai cicatrizar geralmente deixando marca escura no local. As lesões são mais freqüentes em áreas de dobras da pele, sendo muito comuns nas nádegas e virilhas. Quando ocorrem repetidamente, a doença recebe o nome de furunculose e está associada à uma deficiência do organismo em evitar a infecção do folículo. Quando várias lesões surgem simultaneamente, próximas e interligadas, o quadro recebe o nome de antraz, ocorrência mais comum na região da nuca. Infecção bacteriana da pele que causa a necrose (destruição) do folículo pilosebáceo. É causada pela bactéria estafilococos.
  22. 23. ACNES: O INIMIGO DOS ADOLESCENTES
  23. 24. CONSEQUÊNCIAS Cistos Cicatrizes
  24. 25. ALBINISMO <ul><li>A ausência de pigmentação da pele, que fica desprotegida contra á ação dos raios solares. </li></ul>
  25. 26. DICAS PARA SE TER UMA PELE SAUDÁVEL A sua pele irá te agradecer!
  26. 27. OBRIGADO... E
  27. 28. .... ATÉ O PROXIMO TRABALHO.

×