Crinaças 2 aos 6anos

5.573 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crinaças 2 aos 6anos

  1. 1. Escola Secundária de Rocha Peixoto Ano Lectivo 2010/2011 Desenvolvimento da criança dos 2 aos 6 anos Grupo I: •Abel Alves •Letícia Santos •Fátima Serra •Sérgio Faria •Sílvia Silva Póvoa de Varzim, Janeiro 2011 •Tânia Faria
  2. 2. Desenvolvimento físico, psicológico e social O desenvolvimento das crianças tem várias fases, dependendode cada criança a forma de as desenvolver e aperfeiçoarem-nas omelhor que podem. Podemos referir alguns dos comportamentos e características nodesenvolvimento físico o controlo corporal, no desenvolvimentopsicológico o aperfeiçoamento do raciocínio e no desenvolvimentosocial a maneira de agir perante um grupo, relacionando-se com osmesmo, desenvolvendo o sentido de cooperação nas diferentes idades.
  3. 3. Desenvolvimento Físico Desenvolvimento Intelectual Desenvolvimento EmocionalDesenvolvimento MoralDesenvolvimento social
  4. 4. Desenvolvimento Físico• Têm uma grande capacidade de movimento;• Consegue comer sozinha, se for com um garfo ou com uma colher;• Começa a ficar cada vez mais independente a nível de higiene, e também os esfíncteres (sobretudo durante o dia).• O desenvolvimento muscular é mais rápido;• Começam a ter um maior controlo de movimentos e uma maior actividade motora;• Conseguem vestir, pentear-se, entre outros com pouca ajuda. (dos 2 aos 5)• Prefere pegar tudo a mão; (a partir dos 6 anos)• Já consegue vestir-se e despir-se sem ajuda; (a partir dos 6 anos)• Cuida da sua higiene sozinha. ( 6 anos em diante)
  5. 5. Desenvolvimento Intelectual• Utilizam muito a imaginação, em relação aos jogos principalmente ao faz-de- conta;• Compreendem o significado de “dois”;• Sabem o seu nome, sexo e idade;• São muito curiosos, e gostam de saber tudo.• Compreendem frases ou palavras com ordens negativas;• Fazem muitas perguntas, porque gostam de saber tudo;• Conseguem compreender a diferença entre fantasia e realidade.• Começam a falar fluentemente, utilizando o plural, os pronomes e os tempos verbais correctamente;• Conseguem acatar instruções/ordens e supervisão;• Conseguem memorizar pequenas histórias e repeti-las;• Organizam objectos tendo em conta o tamanho.
  6. 6. Desenvolvimento Emocional• Conseguem estar separados dos seus entes queridos, principalmente da mãe, durante pequenos períodos de tempo; Começam a ficar um bocado mais independentes e a sua auto-confiança começa a desenvolver-se mais;• Pode vir a mostrar medo de certas coisas, tal como o escuro, de animais, entre outros;• Começam a reconhecer os seus limites, pedindo ajuda para os superar, ou para trabalhar com os mesmos;• Começam a imitar os adultos, na esperança de estes se interessarem mais por eles.• Começam a ter pesadelos;• Têm amigos imaginários, com os quais brincam e sua capacidade de fantasiar é maior;• São “egocêntricos” em relação a si próprios e ao mundo.
  7. 7. Desenvolvimento Moral• A opinião dos outros torna-se muito importante sobre a sua pessoa, o que causa uma certa inseguranças nas crianças;• Começam a utilizar ameaças verbais, como por exemplo “Eu vou matar- te!”, sem saberem o que realmente implica.• Começam a ter maior consciência do certo e do errado, receando fazer o que está mal e tentando sempre tomar as decisões certas, mas podem chegar a culpar os outros.• Por querer agradar a todas fazendo tudo bem, por vezes podem mentir ou culpar os outros para não ficarem com a culpa.
  8. 8. Desenvolvimento Social• São muito sensíveis em relação ao que os outros sentem por eles;• Gostam de ter tudo para eles e de fazer tudo a maneira deles, ou seja, não são muito cooperativos;• Começam a reparar que os comportamentos das mulheres e dos homens são diferentes;• Começam a criar mais amizades, juntando-se mais em grupo e a integrar-se em actividades com outras crianças.• Podem começar a escolher os seus amigos quando estão em grupo;• Começam a imitar o que os adultos fazem;• Aprendem a respeitar a vez dos outros, a partilhar e principalmente a aceitar as regras.• Podem ter medo de não voltarem a ver sua mãe, depois de uma separação, Gostam de falar durante as refeições;• Começam a fazer perguntas sobre onde vêm os bebés.

×