CóPia De Aula2 Timkt

1.321 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.321
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
83
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CóPia De Aula2 Timkt

  1. 1. Marketing Digital Stanley Loh
  2. 2. Por que a Web é um bom negócio <ul><li>quanto custa um comercial na TV ? </li></ul><ul><li>quantos assistem ? </li></ul><ul><li>que tal ter um comercial para </li></ul><ul><li>7 milhões de pessoas ? </li></ul><ul><li>e que tal um comercial interativo, com respostas imediatas a dúvidas de clientes ? </li></ul><ul><li>que tal um comercial diferente para cada cliente ? </li></ul><ul><li>e que tal aproveitar o comercial e vender diretamente ao cliente sem intermediários ? </li></ul>
  3. 3. Por que a Web é um bom negócio <ul><li>Reduz custos </li></ul><ul><li>Ex: uma transação bancária custa (em dólares) </li></ul><ul><li>na agência = 1,07 </li></ul><ul><li>pelo telefone = 0,54 </li></ul><ul><li>no caixa eletrônico = 0,27 </li></ul><ul><li>pela Internet = 0,10 </li></ul>
  4. 4. Por que a Web é um bom negócio <ul><li>CEF: economia de 6,2 milhões de reais em 12 meses com clientes online </li></ul><ul><li>aumento no número de clientes não gera grandes demandas (ex: bancos  agências de tijolo-e-cimento) </li></ul>
  5. 5. Por que a Web é um bom negócio <ul><li>ajuda a estabelecer imagem da empresa e promover marca </li></ul><ul><li>permite oferecer grandes quantidades de informações (cotações, descrições de produtos, entretenimento, pesquisas) </li></ul><ul><li>permite pesquisa de mercado (mais conhecimento do mercado e dos concorrentes) </li></ul><ul><li>aumenta contato com clientes (melhora relacionamento; ex: “fale conosco”) </li></ul>
  6. 6. Vantagens da Web <ul><li>Novos negócios e canais de comunicação: </li></ul><ul><li>permite negócios e estratégias que não poderiam </li></ul><ul><li>existir no mundo real (físico); Exemplos: </li></ul><ul><ul><li>Amazon.com é uma livraria sem livros </li></ul></ul><ul><ul><li>Magazine Luiza vende roupas para qualquer parte do Brasil </li></ul></ul><ul><li>ajuda a estabelecer imagem da empresa e promover marca </li></ul><ul><li>permite oferecer grandes quantidades de </li></ul><ul><li>informações (cotações, descrições de </li></ul><ul><li>produtos, entretenimento, pesquisas) </li></ul><ul><li>permite pesquisa de mercado (mais contato com </li></ul><ul><li>clientes, mais conhecimento do mercado </li></ul><ul><li>e dos concorrentes) </li></ul>
  7. 7. Vantagens da Web <ul><li>Vendas: </li></ul><ul><li>diminui espaço de tempo entre desejo/necessidade e satisfação (reduz-se a zero pelo auto-serviço) </li></ul><ul><li>permite vendas para regiões distantes </li></ul><ul><li>constatação americana: produtos que mais crescem </li></ul><ul><li>em vendas são “large” (geladeiras, fogões), </li></ul><ul><li>porque tem entrega sempre </li></ul>
  8. 8. Vantagens da Web <ul><li>Produtividade interna e eficiência no atendimento: </li></ul><ul><li>melhora comunicação entre partes da </li></ul><ul><li>Organização </li></ul><ul><li>permite suporte ao cliente, em qualquer </li></ul><ul><li>hora e local: FAQ’s, “minha conta”, </li></ul><ul><li>respostas por mail, chats para </li></ul><ul><li>dúvidas, viva-voz, assistentes digitais </li></ul>
  9. 9. Por que a Web é um bom negócio <ul><li>crescimento de page views é exponencial (pessoas acessando mais) </li></ul><ul><li>média de page views dobra por usuário a cada 30 meses </li></ul><ul><li>crescimento de sessões: 1,4% por mês; com esta taxa, número de sessões dobrará em 4 anos </li></ul><ul><li>hosts visitados por sessão: 14 </li></ul><ul><li>(julho 97), 25 (dez 99) </li></ul><ul><li>revisita de domínio: 75% </li></ul>
  10. 10. Laboratório de Marketing Supermercado descobre associação entre batedeiras e liquidificadores
  11. 11. Números da Web <ul><li>América do Sul: 8 milhões de internautas </li></ul><ul><li>Brasil: 6,8 milhões, 4% da população (10 o lugar), EUA = 106 milhões </li></ul><ul><li>14% dos internautas compram pela rede (????) </li></ul><ul><li>quem comprou uma vez repete mais de uma vez a dose </li></ul>comércio eletrônico no Brasil (em bilhões de dólares) 1999 2003 (estimativa) Entre empresas B2B 0,13 2 Direto ao consumidor B2C 0,07 0,7 Total 0,2 2,7
  12. 12. Tipos de Negócios <ul><li>Institucional (brochureware) </li></ul><ul><li>Informações (ex: CNN, clickRBS) </li></ul><ul><li>Vendas e Comércio Eletrônico (B2B, B2C) </li></ul><ul><li>Serviços (consultoria, transações bancárias) </li></ul><ul><li>Intermediação (leilões, market place, cartões) </li></ul><ul><li>Entretenimento (ex: Globo.com) </li></ul><ul><li>Mecanismos de Busca (ex: AltaVista, Google) </li></ul><ul><li>Portal Vertical (temático; ex: www.direito.com.br) </li></ul><ul><li>Portal Horizontal (ex: Terra) </li></ul><ul><li>Portal Corporativo (Intranet + Extranet) </li></ul>
  13. 13. Público da Web <ul><li>Idade entre 15 e 50 anos </li></ul><ul><li>Renda entre 3 e 9 mil </li></ul><ul><li>Culto e informado </li></ul><ul><li>Gosta de novidades tecnológicas ( gadgets ) </li></ul>
  14. 14. A Seguir <ul><li>Vamos examinar algumas técnicas para Marketing Digital </li></ul>
  15. 15. Mkt de Massa na Internet <ul><li>o que é Mkt de Massa </li></ul><ul><li>publicidade para milhões </li></ul><ul><ul><li>sites próprios (brochureware) </li></ul></ul><ul><ul><li>banners </li></ul></ul><ul><ul><li>sites de busca </li></ul></ul><ul><li>mail-marketing </li></ul><ul><ul><li>não é spam </li></ul></ul><ul><ul><li>é marketing de </li></ul></ul><ul><ul><li>permissão </li></ul></ul>
  16. 16. Banners <ul><li>muitas pessoas desistem da página porque não conseguem baixá-la </li></ul><ul><li>páginas com menos de 50Kbits </li></ul><ul><li>4x mais retorno com anúncios simples </li></ul><ul><li>(6 elementos ou menos) que </li></ul><ul><li>complexos (16 elementos ou +) </li></ul><ul><li>“ pessoas não entram na Web porque </li></ul><ul><li>acham que não há comerciais suficientes </li></ul><ul><li>na TV” </li></ul>
  17. 17. Banners ainda <ul><li>esgotamento de banner (banner burnout): </li></ul><ul><li>usuário já sabe onde fica e presume o que tem </li></ul><ul><li>probabilidade de clique num anúncio visto + de 3x < 1% e em queda </li></ul>
  18. 18. Banners ainda <ul><li>resposta de banners = 0,3 a 0,5% (resposta de mala direta = 0,1 %) </li></ul><ul><li>serve para fortalecer marca (memorizar): marca vista mais de 4x gera mais confiança </li></ul><ul><li>rich media (pirotecnia) nos banners pode alcançar taxa de conversão de 30% </li></ul><ul><li>banners com interação podem conseguir 5 minutos </li></ul><ul><li>do usuário </li></ul><ul><li>rich media pode chamar a atenção e marketing viral </li></ul>
  19. 19. Banners: alternativas <ul><li>banners móveis </li></ul><ul><li>links de texto têm mais efeito que </li></ul><ul><li>banners: geram mais clickthroughs; </li></ul><ul><li>maior credibilidade </li></ul><ul><li>(como endosso e não propaganda) </li></ul>ialsjefl liefjasli sfeiljfas asfeas flseifjaslfeijaas s lsifa lsaiefj lasef asliefj asfleaslif as lisjafslejfalsief lijialsijfelifjlieje ialsjefl liefjasli sfeiljfas asfeas flseifjaslfeijaas s lsifa lsaiefj lasef asliefj asfleaslif as lisjafslejfalsief lijialsijfelifjlieje
  20. 20. Janelas Pop-Ups <ul><li>Só incomoda </li></ul><ul><li>Usuários fecham antes mesmo de ver o conteúdo </li></ul><ul><li>Janelas por baixo </li></ul><ul><li>Poluição visual </li></ul>
  21. 21. Banners Móveis
  22. 22. Aparecer nas Search Engines <ul><li>Entender o funcionamento </li></ul><ul><li>Existem punições </li></ul>
  23. 23. Curiosidades das Search Engines <ul><li>Número de páginas indexadas </li></ul><ul><ul><li>Estimativa em 1997 (Bharat & Broder, 1998): </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>200 milhões de páginas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>160 milhões indexadas (80%) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Estimativa em 1998 (Lawrence & Gilles) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>320 milhões de páginas indexadas </li></ul></ul></ul><ul><li>Google diz indexar 10 bilhões de páginas </li></ul><ul><li>Número de palavras do índice: 15 bilhões </li></ul>
  24. 24. Como funcionam <ul><li>Catálogos X Robôs ou Full Text </li></ul><ul><li>Catálogos </li></ul><ul><ul><li>Indexação manual (publicador ou especialista) </li></ul></ul><ul><ul><li>Deve-se submeter página </li></ul></ul><ul><ul><li>Yahoo, Cadê </li></ul></ul><ul><li>Robôs </li></ul><ul><ul><li>Indexação com robôs (software) </li></ul></ul><ul><ul><li>Páginas podem ser “encontradas” pelos robôs </li></ul></ul><ul><ul><li>AltaVista, Google </li></ul></ul>
  25. 25. Esquema do AltaVista <ul><li>Número de vezes que a palavra aparece </li></ul><ul><li>Tags invisíveis: keywords/subject </li></ul><ul><li>Palavras em maiúsculas e negrito </li></ul><ul><li>Palavras nos títulos </li></ul>
  26. 26. Tentativas de Burlar AltaVista <ul><li>repetir a mesma palavra </li></ul><ul><li>palavras invisíveis (mesma cor de fundo) </li></ul>
  27. 27. Esquema do Google <ul><li>Analise de apontadores/links entre as páginas que contêm a palavra-chave </li></ul><ul><li>Análise social) </li></ul>Autoridade Hub ou survey
  28. 28. Tentativas de Burlar Google <ul><li>Criar páginas com apontadores para si </li></ul><ul><li>Crackear páginas alheias </li></ul><ul><ul><li>inserir clandestinamente links invisíveis </li></ul></ul><ul><li>Pagar banners nas páginas top </li></ul>
  29. 29. Mas … patrocinadores em cima <ul><li>Empresas “compram” palavras-chave </li></ul>
  30. 30. Análise de termos usados para buscas <ul><li>1 Hurricane Isabel </li></ul><ul><li>2 KaZa </li></ul><ul><li>3 Apollo 11 </li></ul><ul><li>4 NFL </li></ul><ul><li>5 Britney Spears </li></ul><ul><li>6 Halloween </li></ul><ul><li>7 Brooke Burke </li></ul><ul><li>8 NOAA ( Weather Service) </li></ul><ul><li>John Ritter </li></ul><ul><li>Bennifer Breakup </li></ul><ul><li>11 Costumes (Halloween ) </li></ul><ul><li>12 Clay Aiken (American Idol) </li></ul><ul><li>13 Dragonball (desenho) </li></ul><ul><li>14 Pamela Anderson </li></ul><ul><li>15 Las Vegas </li></ul><ul><li>16 Christmas </li></ul><ul><li>17 WWE </li></ul><ul><li>18 Christina Aguilera </li></ul><ul><li>College Football </li></ul><ul><li>Hilary Duff (teen queen) </li></ul>50.Lycos.com
  31. 31. Estatísticas <ul><li>De onde vêm os visitantes </li></ul><ul><li>O que querem </li></ul><ul><li>Quando visitam (dias, horários) </li></ul><ul><li>Campanhas reais aumentam visitas virtuais? </li></ul>
  32. 32. Web Mining <ul><li>Conhecer clientes e comportamentos na Web </li></ul>Visitante Cadastrado Comprador 5% 33% 1,7% 50 páginas, 30 min. 10 páginas, 5 min 30 segundos/página.
  33. 33. Análise de Dados <ul><li>dados hard  Data Mining </li></ul><ul><ul><li>ex. = compras feitas </li></ul></ul><ul><li>dados soft  Text Mining </li></ul><ul><ul><li>ex. = avaliações, reclamações </li></ul></ul>
  34. 34. Estatísticas da Web <ul><li>Ibope </li></ul><ul><li>ID </li></ul><ul><li>E-ratings </li></ul>
  35. 35. Por que as pessoas compram na Internet <ul><li>receber em casa – 67% </li></ul><ul><li>comprar a qualquer momento – 63% </li></ul><ul><li>economizar tempo – 60 </li></ul><ul><li>fácil encontrar produtos e serviços – 56 </li></ul><ul><li>fácil comparar preços – 44 </li></ul><ul><li>preços convenientes – 42 </li></ul><ul><li>bons negócios ou descontos – 36 </li></ul><ul><li>comprar produtos estrangeiros – 35 </li></ul><ul><li>encontrar coisas diferentes do comércio tradicional – 31 </li></ul><ul><li>pagamento prático e seguro – 29 </li></ul><ul><li>costume – 24 </li></ul><ul><li>outros – 11 </li></ul>
  36. 36. Por que não compram <ul><li>gostar de examinar e provar produtos – 51% </li></ul><ul><li>pagamentos não seguros – 50 </li></ul><ul><li>somente para buscar informações – 45 </li></ul><ul><li>encontra tudo no comércio tradicional – 42 </li></ul><ul><li>não acostumado, não conhecer sistema – 40 </li></ul><ul><li>entregas não seguras ou perdas – 20 </li></ul><ul><li>não receber imediatamente - 16 </li></ul><ul><li>outros – 12 </li></ul><ul><li>não dá para comparar preços – 11 </li></ul><ul><li>não tem a forma de pagamento – 10 </li></ul><ul><li>preços não convenientes – 9 </li></ul><ul><li>não economiza tempo – 9 </li></ul><ul><li>não ter bons negócios ou descontos – 8 </li></ul><ul><li>não é fácil encontrar produtos desejados – 6 </li></ul>
  37. 37. De onde vem os compradores <ul><li>47% conheciam a loja previamente </li></ul><ul><li>12% anúncio offline (revista, jornal, rádio) </li></ul><ul><li>11% banner ou informação de site </li></ul><ul><li>10% recomendação de uma pessoa </li></ul><ul><li>4% por site de busca </li></ul><ul><li>3% por shopping virtual </li></ul><ul><li>2% promoção via e-mail </li></ul><ul><li>20% outros </li></ul>
  38. 38. Categorias de maior interesse Categorias reach (ativos) tempo médio sites de busca/portais 91% 6m03 telecom/internet 56% 4m48 comunidade online 51% 9m39 entretenimento 41% 9m17 pessoal/business elec. e SW 29% 4m18 finanças/seguros/investimentos 26% 13m compras 25% 6m19 sexo 14% 3m23 notícias/informação 12% 6m22 governo/sem fins lucrativos 9% 4m28
  39. 39. Web Archive <ul><li>web.archive.org </li></ul><ul><li>histórico da Web desde 1995 </li></ul><ul><li>entra com URL e ele mostra as páginas como estavam na época (cada ano) </li></ul><ul><li>10 bilhões de páginas; 100 terabytes </li></ul><ul><li>200 consultas por segundo </li></ul><ul><li>cluster de 400 PC’s com Solaris, Linux e FreeBSD </li></ul><ul><li>Crawlers em C e Perl </li></ul>
  40. 40. Entretenimento <ul><li>Jogos, brincadeiras, piadas, filmezinhos </li></ul><ul><li>Serve para BRANDING </li></ul><ul><li>Divulgar marca (chamariz eletrônico, como outdoor) </li></ul><ul><ul><li>marketing viral (barato e confiança) </li></ul></ul><ul><li>Fortalecer marca </li></ul><ul><ul><li>marca sendo vista constantemente </li></ul></ul><ul><ul><li>marca vista = marca lembrada = confiança </li></ul></ul><ul><li>Aproveitar para apresentar produtos e serviços </li></ul>
  41. 41. Entretenimento <ul><li>o lazer desarma os escudos psicológicos contra a publicidade (faz as pessoas relaxarem) </li></ul><ul><li>as pessoas compram por impulso quando estão de bem com a vida. </li></ul><ul><li>os consumidores prestam mais atenção nas mensagens quando estão alegres </li></ul><ul><li>espaços de lazer nas próprias lojas </li></ul><ul><li>aumentar o fluxo e o tempo de permanência dos clientes diante dos produtos </li></ul>
  42. 42. Marketing One-to-one <ul><li>O que é Mkt 1-to-1 </li></ul><ul><li>Ofertas personalizadas: 1 para cada pessoa </li></ul><ul><ul><li>promoções em supermercados </li></ul></ul><ul><ul><li>comerciais de TV </li></ul></ul>
  43. 43. Recomendações <ul><li>Oferecer algo de forma precisa </li></ul><ul><li>Marketing Direto ou de Precisão </li></ul><ul><li>Segmentação de clientes (agrupamento em classes) </li></ul><ul><li>Seleção de itens para cada grupo </li></ul>
  44. 44. Objetivo <ul><li>auxiliar no processo social de indicar ou receber indicação </li></ul><ul><li>indicações podem ser referentes a </li></ul><ul><ul><li>livros, </li></ul></ul><ul><ul><li>artigos científicos, </li></ul></ul><ul><ul><li>discos, </li></ul></ul><ul><ul><li>restaurantes </li></ul></ul><ul><ul><li>informações </li></ul></ul><ul><ul><li>etc. </li></ul></ul>
  45. 45. Vantagens <ul><li>quando universo de escolhas é grande e desconhecido (exemplo: que alternativas existem ?) </li></ul><ul><li>quando há registro de comportamento de outras pessoas </li></ul>
  46. 46. Sistemas baseados em <ul><li>perfil de usuários </li></ul><ul><ul><li>que geram recomendações </li></ul></ul><ul><ul><li>que recebem recomendações </li></ul></ul><ul><li>informações de comportamento de outras pessoas </li></ul>
  47. 47. Origem das Recomendações <ul><li>indivíduos: </li></ul><ul><ul><li>especialista certificado </li></ul></ul><ul><ul><li>autoridade por fama </li></ul></ul><ul><ul><li>heavy user </li></ul></ul><ul><ul><li>hubs X autoridades </li></ul></ul><ul><ul><li>pessoas próximas ou semelhantes </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>com mesma função </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>de mesma área científica ou área demográfica </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>mesma experiência </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>mesmas características ou comportamento </li></ul></ul></ul>
  48. 48. Origem das Recomendações <ul><li>grupo de pessoas: </li></ul><ul><ul><li>moderadores </li></ul></ul><ul><ul><li>auto-organização </li></ul></ul><ul><ul><li>comunidades </li></ul></ul><ul><ul><li>empresas </li></ul></ul><ul><ul><li>por estatística (ex: livros mais vendidos) </li></ul></ul>
  49. 49. Como coletar informações <ul><li>explicitamente: </li></ul><ul><ul><li>crítica ou rating </li></ul></ul><ul><ul><li>keywords usadas </li></ul></ul><ul><ul><li>atributos escolhidos </li></ul></ul><ul><li>implicitamente: </li></ul><ul><ul><li>comportamento (navegação, objetos comprados, vistos, baixados, clicados, rejeitados) </li></ul></ul><ul><li>por inferência: </li></ul><ul><ul><li>aprender o perfil ou comportamento do usuário </li></ul></ul>
  50. 50. Técnicas <ul><li>recomendar objetos classificados no perfil do usuário: uso de taxonomia (thesaurus ou ontologia) </li></ul>
  51. 51. Técnicas <ul><li>recomendar objetos mais bem rankeados por um grupo ou indivíduo </li></ul><ul><ul><li>implícito ou explícito </li></ul></ul><ul><ul><li>ratings ou estatística </li></ul></ul><ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><ul><li>livros mais vendidos (implícito + estatística) </li></ul></ul><ul><ul><li>melhores CDs, analisando notas dadas por compradores (explícito + ratings) </li></ul></ul>
  52. 52. Técnicas <ul><li>recomendar objetos similares a objetos relacionados ao usuário </li></ul><ul><li>exemplos: </li></ul><ul><ul><li>filmes do mesmo gênero que o assistido </li></ul></ul><ul><ul><li>outros CD’s dos artistas já adquiridos </li></ul></ul><ul><ul><li>documentos citados ou que citam documento baixado </li></ul></ul><ul><ul><li>produtos complementares aos adquiridos (DVD player  home theater) </li></ul></ul>
  53. 53. Técnicas <ul><li>recomendar objetos relacionados a pessoas com características semelhantes ao usuário (atributos, preferências, hábitos ou comportamento) </li></ul>
  54. 54. Técnicas <ul><li>hierarquia de marcas, produtos e seções </li></ul>Revenda de Usados Renault GM Renault GM
  55. 55. Técnicas <ul><li>hierarquia de marcas, produtos e seções </li></ul>
  56. 56. Técnicas
  57. 57. Apresentação <ul><li>solicitada ou espontânea </li></ul><ul><li>interromper ou não ? quando (online ou offline) ? </li></ul><ul><li>recomendar tudo ou selecionar por limiar </li></ul><ul><li>o que é novo ? </li></ul><ul><li>explicações da escolha </li></ul><ul><li>informar origem ou recomendação anônima </li></ul><ul><li>temporal relevance: seasonal, age, growth </li></ul><ul><li>serendipity (fora do contexto) </li></ul>
  58. 58. Exemplos de Sistemas <ul><li>Phoaks: extrai Web pages de msg’s no Usenet e combina citações + uso + ratings </li></ul><ul><li>Tapestry: taxar msg’s (good/bad) ou anotar texto (comentário) </li></ul><ul><li>Weblog: anotar textos nos links </li></ul><ul><li>Google: analisa apontadores (social) </li></ul><ul><li>Donath et al.: achar conversas (em chats e newsgroups) com certa propriedades (ex: número de participações) </li></ul>
  59. 59. Exemplos de Sistemas <ul><li>Referral Web: analisa Web docs para co-ocorrência de nomes (extrair redes sociais e expertise de pessoas) </li></ul><ul><li>GroupLens: opiniões + informações pessoais </li></ul><ul><li>Fab System: similaridade entre itens acessados ou taxados bem para achar pessoas similares ou definir perfis </li></ul><ul><li>Latent Semantic Indexing: não precisa itens comuns </li></ul>
  60. 60. Exemplos de Sistemas <ul><li>Amazon: livros mais comprados por pessoas que compraram livro X, autores comprados por pessoas que compraram livro do autor X, customers rate, notificação por mail de novos itens, sugestões do editor, customers comments (pode taxar comentário: ajudou ou não), círculos de compras (top 10 por região, companhia, governo, etc) </li></ul><ul><li>CDNow: artistas similares (roots ou influências), sugestões diretas do artista, lista de desejos </li></ul><ul><li>Drugstore.com: sintomas indicados + idade para achar produto, test drives com voluntários </li></ul>
  61. 61. Personalização <ul><li>agir como na quitanda da esquina </li></ul><ul><li>personalização em massa com sistemas automáticos </li></ul><ul><li>Jeff Bezos, CEO da Amazon.com: “se eu tenho 3 milhões de clientes na Web, eu deveria ter 3 milhões de lojas na Web” </li></ul><ul><li>existem ferramentas para personalização em massa, mas nem todas são adequadas </li></ul>
  62. 62. Assistentes Virtuais <ul><li>Fornecer informações </li></ul><ul><li>Fazer ofertas </li></ul><ul><li>Entreter </li></ul>
  63. 63. Assistentes Virtuais <ul><li>Exemplo: Tetê </li></ul><ul><ul><li>www.terceiraterca.com.br </li></ul></ul>
  64. 64. Assistentes + Análise <ul><li>Estatísticas de uso </li></ul><ul><ul><li>número de acessos </li></ul></ul><ul><ul><li>tempo de conversação </li></ul></ul><ul><ul><li>temas mais procurados nas perguntas </li></ul></ul><ul><li>Mais informações em </li></ul><ul><ul><li>www.adsdigital.com.br </li></ul></ul>
  65. 65. O que está impulsionando o Marketing Digital <ul><li>popularização da Web </li></ul><ul><ul><li>diversificaçao do público (idade, classes sociais, objetivos) </li></ul></ul><ul><li>avanço das tecnologias </li></ul><ul><ul><li>linguagens de programação </li></ul></ul><ul><ul><li>bancos de dados </li></ul></ul><ul><ul><li>Web Services, XML, etc. </li></ul></ul><ul><li>Software Livre </li></ul>
  66. 66. Mobile Marketing <ul><li>Celulares e Palms </li></ul>
  67. 67. Desafios
  68. 68. Dicas para Marketing Digital
  69. 69. Comunidades Virtuais (CV) <ul><li>gera um público cativo e fiel </li></ul><ul><li>agregado e conhecido </li></ul><ul><ul><li>entender os clientes permite traçar melhores estratégias para conquistar novos, manter os atuais ou retomar os inativos </li></ul></ul>
  70. 70. Como criar uma CV <ul><li>newsletters e fóruns  cadastro </li></ul><ul><li>estimular a participação dos usuários </li></ul><ul><ul><li>concursos, promoções, álbum de fotos, comentários </li></ul></ul><ul><ul><li>ex: receitas </li></ul></ul><ul><li>demonstrar que ele é importante </li></ul><ul><ul><li>15 minutos de fama – Andy Warhol </li></ul></ul>
  71. 71. Não fique só na Web <ul><li>utilize vários pontos de contato (touch-points) </li></ul><ul><li>mas procure levar o cliente para a Web </li></ul><ul><li>tendência para “low touch, high tech” </li></ul>
  72. 72. Crie Relacionamentos <ul><li>procure conhecer cada cliente </li></ul><ul><li>seu nome, preferências e histórico </li></ul><ul><li>colete o máximo de informações </li></ul><ul><li>sobre cada um dos seus clientes </li></ul><ul><li>(na Web ou na loja real) </li></ul><ul><li>lembre que 75% dos domínios são revisitados e quem compra uma vez repete </li></ul><ul><li>lembre que as pessoas tendem a visitar áreas específicas do site (revisistas por atalhos) </li></ul>
  73. 73. Pequenos Negócios <ul><li>para concorrer com as grandes marcas, criar um diferencial regional (fortalecer a marca regionalmente) </li></ul><ul><li>algo que não possa ser feito pelos grandes porque não conhecem a região (geografia, clima, cultura, entidades, lugares preferenciais, ou pessoas pelo nome de família) </li></ul><ul><li>ex: um portal de veículos pode vender qualquer carro para qualquer pessoa em qualquer lugar do Brasil, mas não saberá dizer qual o melhor carro para as ruelas e estradas secundárias de um município, por não saber se são de asfalto, pedras, areia ou barro </li></ul>
  74. 74. Medo…!!!! <ul><li>se Kotler e outros estiverem certo: “de cada dez empresas, apenas uma sobreviverá”, “num futuro próximo, existirão apenas 3 ou 4 empresas em cada ramo” </li></ul><ul><li>seja parceiro de uma destas grandes empresas </li></ul><ul><ul><li>oferecendo ponto de vendas e serviços locais (atacado-varejo) </li></ul></ul><ul><ul><li>oferecendo serviços agregados (entrega e consultoria em pontos distantes) </li></ul></ul>
  75. 75. Seja Regional <ul><li>não adianta colocar propaganda em eventos nacionais </li></ul><ul><li>é melhor patrocinar o campeonato inter-escolar da cidade </li></ul><ul><li>imagine seu site contendo os jogos e resultados, com fotos das equipes e pequenas resenhas sobre as partidas </li></ul>
  76. 76. Diferencial em Tijolo-e-Cimento <ul><li>o diferencial pode vir na forma de serviços e ações em tijolo-e-cimento </li></ul><ul><li>coisa mais fácil para pequenos que estão próximos do cliente </li></ul><ul><li>ex: uma floricultura.com, pode ter parceiros para entregar flores em qualquer casa do Brasil, mas não poderá deslocar um especialista para analisar e dar sugestões sobre jardins </li></ul>
  77. 77. Web X Loja de Tijolo-Cimento <ul><li>49% das pessoas pesquisam informações na Web mas compram na loja de tijolo-cimento </li></ul>
  78. 78. Marca é importante <ul><li>marca é (Ibope) </li></ul><ul><ul><li>muito importante – 32,7% </li></ul></ul><ul><ul><li>importante – 42,7% </li></ul></ul><ul><ul><li>indiferente – 19,1% </li></ul></ul><ul><ul><li>pouco importante – 2,7% </li></ul></ul><ul><ul><li>irrelevante – 2,1% </li></ul></ul><ul><li>quem compra com freqüência é quem mais valoriza conhecer a loja </li></ul><ul><li>marca é um dos motivos de compra na Web ou como as pessoas chegam no site </li></ul>
  79. 79. Então fortaleça sua marca <ul><li>crie nome e competência </li></ul><ul><li>crie uma marca forte tanto na Web quanto em tijolo-e-cimento </li></ul><ul><li>conecte os dois mundos (serviços agregados) </li></ul><ul><li>nome do domínio = marca + endereço </li></ul><ul><ul><li>o que faz, fácil de memorizar, de ouvir, de entender, marketing viral </li></ul></ul><ul><li>SUAMARCA.COM.BR </li></ul>
  80. 80. Ser encontrado <ul><li>13% das vendas originadas por </li></ul><ul><li>banners e links de afiliados (1999) </li></ul><ul><li>previsão para 2002 = 25% </li></ul><ul><li>links de afiliados dão mais credibilidade </li></ul><ul><li>esteja nos sites de busca </li></ul>
  81. 81. Ser encontrado (ainda) <ul><li>muit a s pessoas navegam sem objetivo </li></ul><ul><li>lembre-se que 70% dos endereços são encontrados na própria Web </li></ul>
  82. 82. Cuidados do E-Commerce <ul><li>quem quer conquistar clientes e marca = online; quem quer lucros = offline </li></ul><ul><li>vendas online exigem grandes mudanças organizacionais </li></ul><ul><li>parcerios </li></ul><ul><ul><li>geradores de demanda: portais, consultoria de marketing </li></ul></ul><ul><ul><li>viabilizadores: fornecedores de tecnologia, captação de recursos </li></ul></ul><ul><ul><li>parceiros de proposição de valor </li></ul></ul><ul><li>só vender na Web produtos </li></ul><ul><ul><li>a)      para público sofisticado e que entende de tecnologia </li></ul></ul><ul><ul><li>b)      para amplo segmento geográfico </li></ul></ul><ul><ul><li>c)      especializados, que não tenham no mundo real </li></ul></ul><ul><ul><li>d)      por vendas mais baratas ou mais convenientes </li></ul></ul>
  83. 83. Atenção para <ul><li>compra online é o assunto menos interessante e o mais rejeitado </li></ul><ul><li>atividades mais freqüentes: mail, interesse profissional, interesse pessoal, notícias, acadêmicas, jornais, home banking, revistas, música, chat, download, serviços públicos, compras (conclusão: busca de informações) </li></ul><ul><li>maior atividade nos domingos e segundas </li></ul><ul><li>hábitos de mídia: </li></ul><ul><ul><li>internauta ganha de não-internauta: jornal, TV paga, revistas, cinema, VCR </li></ul></ul><ul><ul><li>empate técnico: TV aberta, rádio </li></ul></ul><ul><li>de 96 para 99: </li></ul><ul><ul><li>mais mulheres: 17 x 37% </li></ul></ul><ul><ul><li>aumento de compradores: 18 x 32% </li></ul></ul>
  84. 84. Novos tipos de Publicidade
  85. 85. Privacidade <ul><li>Spam </li></ul><ul><li>Venda de e-mails </li></ul><ul><li>Medo de fornecer dados </li></ul><ul><li>Análise de comportamento do cliente (o que compra, por onde navega) sem este saber </li></ul><ul><li>Recomendação; ex: oferecer flores porque já comprou </li></ul>
  86. 86. FIM

×