SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
Realismo
Tânia Fernandes
REALISMO
Movimento literário e artistico que surgiu, na
França, na segunda metade do século XIX e de
seguida estendeu-se ao resto da Europa e a
outros continentes.
Caracteriza-se pela representação da realidade.
Tinha preferência por temas sociais
CONTEXTO POLITICO
Depois da derrota de Napelão, da restauração
da monarquia dos Bourbon, da monarquia
constitucional de Luís Filipe e do segundo
imperio, surge em 1851 a terceira republica
que vai até 1940.
CONTEXTO ECONOMICO
A 2ª Revolução Industrial traz o telefone,
eletricidade, telégrafo, a máquina a vapor, a
locomotiva a vapor e desenvolve a industria
textil.
A economia caracteriza-se pelo capitalismo
liberal, industrial e financeiro.
CONTEXTO SOCIAL
Surgiu uma classe alta, cujas fortunas eram
feitas de grandes negócios.
Esta classe procurou copiar os valores e a
aparência da nobreza, mas destacou-se pelos
estudos que deu aos seus filhos e pela
existencia de grandes luxos.
Na classe media cresceu o setor dos serviços.
Surgiram postos de trabalho como: funcionários
públicos, médios comerciantes, professores,
advogados e médicos, etc.
No proletariado os salarios eram baixos, tinham
longas horas de trabalho, as crianças eram
obrigadas a trabalhar, não havia segurança e
higiene no trabalho.
A ARTE REALISTA
Características gerais:
- O cientificismo;
- Valorização do objeto;
- O sóbrio e o minucioso;
- A representação da realidade;
- A valorização dos aspetos descritivos do
objeto.
PINTURA
Gustave Courbet - O enterro em Ornans
Características da pintura realista:
- Era utilizado o conhecimento sobre
perspectiva para criar a ilusão de espaço;
- Graduação de cor, de luz e sombra para
representar volumes;
- Representação da textura e da aparência real
do objeto.
ESCULTURA
Auguste Rodin - Cópia de O Pensador
Características da escultura realista:
- Procurava representar os seres tais como eles
eram;
- A preferência por temas contemporâneos.
ARQUITETURA
Procurava-se responder às novas necessidades
urbanas, criadas pela industrialização.
As cidades precisavam de caminhos de ferro,
escolas, hospitais, bibliotecas, etc.
GUSTAVE COURBET
Jean-Desiré Gustave Courbet, nasceu em
Ornans, França, a 10 de junho de 1819.
De uma família de proprietários rurais,
começou a interessar-se desde cedo pelo
desenho e pela política.
Em 1840, foi viver para Paris, onde opta por
cursos livres como os da Académie Suisse em
vez da Academia de Arte.
Em 1855, a organização da Exposição Universal
de Paris rejeita vários dos seus quadro, então
ele manda construir uma casa perto da
exposição onde foram expostos 41dos quadros.
Em 1871, envolve-se nos episódios da Comuna
de Paris.
Com a derrota da Comuna foi responsabilizado
pela destruição da Coluna Napoleónica.
Foi condenado a pagar as despesas de
restauração do monumento.
Procurou asilo político na Suíça, onde morre de
cirrose hepática, a 31 de dezembro de 1877.
OS QUEBRADORES DE PEDRAS
No quadro, o pintor mostra a simpatia que tem
pelas pessoas das classes mais baixas.
Pode-se observar dois trabalhadores, em trajes
humildes quebradores de pedras numa região
rural.
Os rostos dos trabalhadores não estão visiveis
e o quadro dá a impressão de que eles
continuavam a trabalhar enquanto Courbet os
pintava.
Nesta pintura predominam as cores mais frias,
apesar de existirem também outras cores que
descontraem a imagem.
O REALISMO EM PORTUGAL
O início do realismo em Portugal deu-se com a
chamada Questão Coimbrã que durou de 1865
àté 1867.
O aparecimento do realismo em Portugal deu-
se 15 anos depois do início do realismo na
França e 40 anos depois do início do
romantismo.
Literatura – Antero de Quental, Cesário Verde e
Eça de Queirós
Pintura - Columbano Bordalo Pinheiro, José
Malhoa e Silva Porto
Escultura - Soares dos Reis
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Arte - Realismo
Arte - RealismoArte - Realismo
Arte - Realismo
 
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)  TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Semana de arte moderna
Semana de arte moderna Semana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
ABSTRACIONISMO
ABSTRACIONISMOABSTRACIONISMO
ABSTRACIONISMO
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Aula vanguardas europeias
Aula vanguardas europeiasAula vanguardas europeias
Aula vanguardas europeias
 
Musica brasileira
Musica brasileiraMusica brasileira
Musica brasileira
 
Guernica
GuernicaGuernica
Guernica
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Expressionismo
Expressionismo Expressionismo
Expressionismo
 
Futurismo artes
Futurismo artesFuturismo artes
Futurismo artes
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
 

Semelhante a O Realismo na França e em Portugal

Semelhante a O Realismo na França e em Portugal (20)

Aula 1 módulo 8
Aula 1 módulo 8Aula 1 módulo 8
Aula 1 módulo 8
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Romantismo e realismo,ok
Romantismo e realismo,okRomantismo e realismo,ok
Romantismo e realismo,ok
 
A influencia da missão artistica francesa na arte brasileira
A influencia da missão artistica francesa na arte brasileiraA influencia da missão artistica francesa na arte brasileira
A influencia da missão artistica francesa na arte brasileira
 
A influencia da missão artistica francesa na arte brasileira
A influencia da missão artistica francesa na arte brasileiraA influencia da missão artistica francesa na arte brasileira
A influencia da missão artistica francesa na arte brasileira
 
missoartisticafrancesa.pptx
missoartisticafrancesa.pptxmissoartisticafrancesa.pptx
missoartisticafrancesa.pptx
 
Roteiro 1 contexto hist. século xix - europa - 2ª parte
Roteiro 1   contexto hist. século xix - europa - 2ª parteRoteiro 1   contexto hist. século xix - europa - 2ª parte
Roteiro 1 contexto hist. século xix - europa - 2ª parte
 
Romantismo .ppt
Romantismo  .pptRomantismo  .ppt
Romantismo .ppt
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoNeoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
M8
M8M8
M8
 
Século xix no brasil (i)
Século xix no brasil (i)Século xix no brasil (i)
Século xix no brasil (i)
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
 
Novos
NovosNovos
Novos
 
Romantismo Missão Artística Francesa 2ª série.pptx
Romantismo  Missão Artística Francesa 2ª série.pptxRomantismo  Missão Artística Francesa 2ª série.pptx
Romantismo Missão Artística Francesa 2ª série.pptx
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 

Último

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 

Último (20)

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 

O Realismo na França e em Portugal

  • 2. REALISMO Movimento literário e artistico que surgiu, na França, na segunda metade do século XIX e de seguida estendeu-se ao resto da Europa e a outros continentes.
  • 3. Caracteriza-se pela representação da realidade. Tinha preferência por temas sociais
  • 4. CONTEXTO POLITICO Depois da derrota de Napelão, da restauração da monarquia dos Bourbon, da monarquia constitucional de Luís Filipe e do segundo imperio, surge em 1851 a terceira republica que vai até 1940.
  • 5. CONTEXTO ECONOMICO A 2ª Revolução Industrial traz o telefone, eletricidade, telégrafo, a máquina a vapor, a locomotiva a vapor e desenvolve a industria textil. A economia caracteriza-se pelo capitalismo liberal, industrial e financeiro.
  • 6. CONTEXTO SOCIAL Surgiu uma classe alta, cujas fortunas eram feitas de grandes negócios. Esta classe procurou copiar os valores e a aparência da nobreza, mas destacou-se pelos estudos que deu aos seus filhos e pela existencia de grandes luxos.
  • 7. Na classe media cresceu o setor dos serviços. Surgiram postos de trabalho como: funcionários públicos, médios comerciantes, professores, advogados e médicos, etc.
  • 8. No proletariado os salarios eram baixos, tinham longas horas de trabalho, as crianças eram obrigadas a trabalhar, não havia segurança e higiene no trabalho.
  • 9. A ARTE REALISTA Características gerais: - O cientificismo; - Valorização do objeto; - O sóbrio e o minucioso; - A representação da realidade; - A valorização dos aspetos descritivos do objeto.
  • 10. PINTURA Gustave Courbet - O enterro em Ornans
  • 11. Características da pintura realista: - Era utilizado o conhecimento sobre perspectiva para criar a ilusão de espaço; - Graduação de cor, de luz e sombra para representar volumes; - Representação da textura e da aparência real do objeto.
  • 12. ESCULTURA Auguste Rodin - Cópia de O Pensador
  • 13. Características da escultura realista: - Procurava representar os seres tais como eles eram; - A preferência por temas contemporâneos.
  • 14. ARQUITETURA Procurava-se responder às novas necessidades urbanas, criadas pela industrialização. As cidades precisavam de caminhos de ferro, escolas, hospitais, bibliotecas, etc.
  • 16. Jean-Desiré Gustave Courbet, nasceu em Ornans, França, a 10 de junho de 1819. De uma família de proprietários rurais, começou a interessar-se desde cedo pelo desenho e pela política.
  • 17. Em 1840, foi viver para Paris, onde opta por cursos livres como os da Académie Suisse em vez da Academia de Arte.
  • 18. Em 1855, a organização da Exposição Universal de Paris rejeita vários dos seus quadro, então ele manda construir uma casa perto da exposição onde foram expostos 41dos quadros.
  • 19. Em 1871, envolve-se nos episódios da Comuna de Paris. Com a derrota da Comuna foi responsabilizado pela destruição da Coluna Napoleónica.
  • 20. Foi condenado a pagar as despesas de restauração do monumento. Procurou asilo político na Suíça, onde morre de cirrose hepática, a 31 de dezembro de 1877.
  • 22. No quadro, o pintor mostra a simpatia que tem pelas pessoas das classes mais baixas. Pode-se observar dois trabalhadores, em trajes humildes quebradores de pedras numa região rural.
  • 23. Os rostos dos trabalhadores não estão visiveis e o quadro dá a impressão de que eles continuavam a trabalhar enquanto Courbet os pintava.
  • 24. Nesta pintura predominam as cores mais frias, apesar de existirem também outras cores que descontraem a imagem.
  • 25. O REALISMO EM PORTUGAL O início do realismo em Portugal deu-se com a chamada Questão Coimbrã que durou de 1865 àté 1867. O aparecimento do realismo em Portugal deu- se 15 anos depois do início do realismo na França e 40 anos depois do início do romantismo.
  • 26. Literatura – Antero de Quental, Cesário Verde e Eça de Queirós Pintura - Columbano Bordalo Pinheiro, José Malhoa e Silva Porto Escultura - Soares dos Reis
  • 27. FIM