ÍNDICE TÉRMICO AMBIENTAL DE PRODUTIVIDADE PARA FRANGOS DE CORTE 
AUTOR: Carlos M Medeiros , DEAS/UFAM 
ALUNO: Julio Cezar ...
Kg DE RAÇÃO NECESSÁRIOS PARA 
PRODUZIR 1 Kg DE CARNE DE PEITO 
1976 2007 
6.5 
kg 
20 kg
2. Genética 
Nos últimos 45 anos, a seleção genética 
foi responsável por 85 a 90% dos 
avanços na capacidade produtiva do...
Genética x Nutrição 
Peso Corporal (g) Machos – 42 dias 
Genética Nutrición Dif ( g - %) 
Genética Nutrição 
1957 2001 
19...
OBJETIVO: 
modelar estatisticamente respostas de frangos de 
corte em diferentes situações térmicas ambientais, desenvolve...
Índice térmico ambiental de produtividade para frangos de corte 
Palavras-chave: avicultura, ambiência avicola, conforto t...
O procedimento estatístico empregado foi o delineamento composto central 
rotatório da Metodologia de Superfícies de Respo...
Parâmetros avaliados 
(desempenho animal e parâmetros fisiológicos) 
• Ganho de peso (GPD) 
• Consumo de ração diário (CRD...
MATERIAL E MÉTODO 
Desenvolvidos nos meses de maio, junho e julho de 2000 em camaras 
Climaticas do Laboratório de Bioclim...
Os parâmetros avaliados foram: ganho de peso e consumo de ração 
diário, conversão alimentar, mortalidade, temperatura ret...
Procedimento experimental
CONCLUSÃO:
CONCLUSÕES:
OBRIGADO
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr

604 visualizações

Publicada em

ÍNDICE PARA MEDIR BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO

Publicada em: Ciências
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr

  1. 1. ÍNDICE TÉRMICO AMBIENTAL DE PRODUTIVIDADE PARA FRANGOS DE CORTE AUTOR: Carlos M Medeiros , DEAS/UFAM ALUNO: Julio Cezar Busignani DISCIPLINA: Bioclimatologia PROFESSORA: Angélica Signor Mendes Revista Brasileira de Engenharia Agricola e Ambiental / UFCG
  2. 2. Kg DE RAÇÃO NECESSÁRIOS PARA PRODUZIR 1 Kg DE CARNE DE PEITO 1976 2007 6.5 kg 20 kg
  3. 3. 2. Genética Nos últimos 45 anos, a seleção genética foi responsável por 85 a 90% dos avanços na capacidade produtiva dos frangos. 1957 – Athens Canadian Randombred 2001 – Ross 308 Havenstein et al., 2003
  4. 4. Genética x Nutrição Peso Corporal (g) Machos – 42 dias Genética Nutrición Dif ( g - %) Genética Nutrição 1957 2001 1957 591 641 +50 (+8) 2001 2271 2903 +632 (+28) Dif ( g - %) +1680 (+284) +2262 (+353) Adaptado de Havenstein et al. (2 003) G/D P<0,0001
  5. 5. OBJETIVO: modelar estatisticamente respostas de frangos de corte em diferentes situações térmicas ambientais, desenvolvendo um índice térmico ambiental de produtividade para frangos de corte. = IAPfc TEMPERATURA UMIDADE VELOCIDADE DO AR Quantificar o ambiente térmico tendo como Referencias o consumo de ração diário, ganho de Peso, frequência respiratória e a temperatura retal
  6. 6. Índice térmico ambiental de produtividade para frangos de corte Palavras-chave: avicultura, ambiência avicola, conforto térmico Combinações de 16,20,26,32 e 36ºC de temperatura (t) Com 20,34,55,76 e 90% de umidade relativa (u) e 0; 0,6; 1,5; 2,4; 3,0 m s¹ de velocidade do ar (v)
  7. 7. O procedimento estatístico empregado foi o delineamento composto central rotatório da Metodologia de Superfícies de Respostas, cujas combinações entre temperaturas, umidades relativas e velocidades do ar foram determinadas de acordo com a teoria desta metodologia, que foi empregada na modelagem estatística das respostas das aves.
  8. 8. Parâmetros avaliados (desempenho animal e parâmetros fisiológicos) • Ganho de peso (GPD) • Consumo de ração diário (CRD) • Temperatura retal (TR) • Freqüência respiratória (FR)
  9. 9. MATERIAL E MÉTODO Desenvolvidos nos meses de maio, junho e julho de 2000 em camaras Climaticas do Laboratório de Bioclimatologia Animal do Departamento De Zootecnia da UFV-MG
  10. 10. Os parâmetros avaliados foram: ganho de peso e consumo de ração diário, conversão alimentar, mortalidade, temperatura retal, temperatura da pele e freqüência respiratória.
  11. 11. Procedimento experimental
  12. 12. CONCLUSÃO:
  13. 13. CONCLUSÕES:
  14. 14. OBRIGADO

×