Elementos da versificação

23.395 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
113
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
307
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elementos da versificação

  1. 1. <ul><li>ELEMENTOS DA VERSIFICAÇÃO: Elementos técnicos que auxiliam a leitura, a interpretação e a análise de textos poéticos. </li></ul><ul><li>Verso e Estrofe: </li></ul><ul><li>Cada linha = verso Conjunto de versos = estrofe </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Classificação das estrofes: </li></ul><ul><li>Dísticos = 2 versos </li></ul><ul><li>Ex. Canção do exílio (José Paulo Paes)  </li></ul><ul><li>Um dia segui viagem </li></ul><ul><li>Sem olhar sobre o meu ombro </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Não vi terras de passagem </li></ul><ul><li>Não vi glórias nem escombros. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Guardei no fundo da mala </li></ul><ul><li>Um raminho de alecrim. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>(...) </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Tercetos = estrofes com 3 versos </li></ul><ul><li>Ex. Os Lírios (Henriqueta Lisboa) </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Certa madrugada fria </li></ul><ul><li>Irei de cabelos soltos </li></ul><ul><li>Ver como nascem os lírios. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Quero saber como crescem </li></ul><ul><li>Simples e belos – perfeitos! – </li></ul><ul><li>Ao abandono dos campos. </li></ul><ul><li>(...) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Quartetos = 4 versos </li></ul><ul><li>Ex. Infinito presente (Helena Kolody) </li></ul><ul><li>No movimento veloz </li></ul><ul><li>De nossa viagem, </li></ul><ul><li>Embala-nos a ilusão </li></ul><ul><li>Da fuga do tempo. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Poeira esparsa no vento, </li></ul><ul><li>Apenas passamos nós. </li></ul><ul><li>O tempo é mar que se alarga </li></ul><ul><li>Num infinito presente. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Oitavas = 8 versos </li></ul><ul><li>Ex. Os Lusíadas (Canto primeiro) - Camões </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>As armas e os barões assinalados </li></ul><ul><li>Que, da Ocidental praia Lusitana, </li></ul><ul><li>Por mares nunca dantes navegados </li></ul><ul><li>Passaram ainda além da Taprobana, </li></ul><ul><li>Em perigos e guerras esforçados </li></ul><ul><li>Mais do que prometia a força humana, </li></ul><ul><li>E entre gente remota edificaram </li></ul><ul><li>Novo reino, que tanto sublimaram. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Décimas = 10 versos </li></ul><ul><li>Ex. As duas ilhas (Castro Alves)  </li></ul><ul><li>São eles – os dois gigantes </li></ul><ul><li>No século de pigmeus. </li></ul><ul><li>São eles que a majestade </li></ul><ul><li>Arrancam da mão de Deus. </li></ul><ul><li>-         Este concentra na fronte </li></ul><ul><li>Mais astros – que o horizonte </li></ul><ul><li>Mais luz – do que o sol lançou!... </li></ul><ul><li>-         Aquele – na destra alçada </li></ul><ul><li>Traz segura sua espada </li></ul><ul><li>-         Cometa, que ao céu roubou!... </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Soneto: composição poética de 14 versos = 2 quartetos e 2 tercetos </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Ex. Soneto de Fidelidade (Vinícius de Moraes) </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Rimas: coincidência de sons (total ou parcial) entre palavras no final ou no meio dos versos. </li></ul><ul><li>Classificação das rimas: </li></ul><ul><li>Quanto à categoria gramatical: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>POBRES: as palavras que rimam pertencem à mesma classe gramatical. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Exemplo: ........................ situado (adjetivo) </li></ul><ul><li>........................cresce (verbo) </li></ul><ul><li>........................parece (verbo) </li></ul><ul><li>........................quebrado (adjetivo) </li></ul>
  9. 9. RICAS: as palavras que rimam pertencem a classes gramaticais distintas.   Exemplo: .....................arde (verbo) .....................distante (advérbio) .....................diamante (substantivo) .....................tarde (substantivo)
  10. 10. <ul><li>Quanto à disposição ao longo do poema : </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>ALTERNADAS ou CRUZADAS: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Incendeia A </li></ul><ul><li>Coração B </li></ul><ul><li>Passeia A </li></ul><ul><li>Canção B </li></ul>
  11. 11. PARALELAS ou EMPARELHADAS   Aniquilar A Olhar A Montanhas B Entranhas B
  12. 12. INTERPOLADAS ou OPOSTAS   Espelho A Disfarce Disfarçar-se Conselho? A   Versos brancos são os que não apresentam rima.  
  13. 13. <ul><li>Métrica: É o número de sílabas poéticas do verso.   </li></ul><ul><li>Na contagem das sílabas métricas (escansão), observam-se, geralmente, as seguintes normas: </li></ul><ul><li>A leitura de um verso deve ser caracterizada pelo ritmo; </li></ul><ul><li>Faz-se a contagem de sílabas até a sílaba tônica da última palavra; </li></ul><ul><li>Acomodar as sílabas seguindo a entonação. Elisão = supressão de sons ou a sinalefa = acomodação de vários sons a uma única sílaba métrica). </li></ul><ul><li>Os ditongos, em geral, equivalem a apenas uma sílaba métrica; </li></ul><ul><li>Normalmente, quando uma palavra termina em vogal e a outra começa por vogal, unem-se esses fonemas numa única sílaba métrica. </li></ul>
  14. 14. Exemplos:   Ouviram do Ipiranga as margens plácidas   Ou – vi – ram – do – I – pi – ran – ga – as – mar – gens – plá – ci – das = 14 sílabas gramaticais   Ou – vi – ram – doI – pi – ran – gaAs – mar – gens – plá = 10 sílabas poéticas
  15. 15. De um povo heróico o brado retumbante   De – um – po – vo – he – rói – co – o - bra – do – re – tum – ban – te = 14 sil. gramaticais   Deum – po – vohe – rói – coo- bra – do – re – tum – ban = 10 sil. Poéticas   Tais versos são “decassilábicos” = 10 versos
  16. 16. Pentassílabos ou redondilha menor (5 sílabas)   E agora, José? A festa acabou, A luz apagou, O povo sumiu. (...)
  17. 17. Heptassílabos ou redondilha maior (7 sílabas)   Como são belos os dias Do despontar da existência (...)   Eneassílabos = 9 sílabas   Tu choraste em presença da morte? Na presença de estranhos choraste? (...)
  18. 18. Dodecassílabo ou alexandrino: 12 sílabas poéticas   Olhai! O sol descamba...A tarde harmoniosa Envolve luminosa a Grécia em frouxo véu, Na estrada ao som da vaga, ao suspirar do vento, De um marco poeirento um velho então se ergueu.
  19. 19. Versos livres são os que não apresentam métrica regular.   Ritmo: a musicalidade implícita ou explícita no poema. A Banda (Chico Buarque) Estava à toa na vida, O meu amor me chamou, Pra ver a banda passar Cantando coisas de amor. (...)

×