SlideShare uma empresa Scribd logo

Apresentação Gratuita

Apresentação gratuita o segredo da casa própria

1 de 32
Baixar para ler offline
Apresentação Gratuita
Você, com certeza, irá reconhecer uma opção
que caiba melhor no seu bolso e, é claro, se
reeducando a poupar para investir no seu
futuro!
As modalidades são...
A Autofin - CasaA Autofin - Casa
A B
C
E
F
F Créditos Associativos -
Programas do Governo
D
B SFH / SFI - BancosB SFH / SFI - Bancos
C Consórcios ImobiliáriosC Consórcios Imobiliários
D Companhias HipotecáriasD Companhias Hipotecárias
E Financiamento ConstrutorasE Financiamento Construtoras
Autofin-Casa – Conceito
 São sociedades que reúnem pessoas para a realização de um objetivo
comum. Os fundos imobiliários cooperativos tem como objetivo o Imóvel
próprio. Isto é, os cooperativados investem seus recursos num processo de
ajuda mútua e direitos iguais, e conseguem realizar o sonho de adquirir um
imóvel. As Cooperativas funcionam de acordo com seus estatutos, que são
registrados na Junta Comercial.
 
 Sociedade Cooperativa
 O cooperativismo caracteriza-se por uma associação de pessoas que,
unidas, conjugam esforços para a obtenção de um fim, sem qualquer
objetivo de lucro.
No Brasil, a Lei nº 5.764, de16 de dezembro de1971, define a Política
Nacional de Cooperativismo.
Autofin–Casa - Como Funciona
 A Cooperativa recebe os pagamentos dos cooperativados e com esse
dinheiro compra o material, contrata serviços e projetos para obras, cuidando
também dos aspectos financeiros, técnicos e jurídicos da obra, inclusive
quanto à orientação na aquisição imobiliária. As cooperativas cuidam também
de liberar o valor do capital subscrito do associado para a escritura do imóvel.
 
 Autofin-Casa –Vantagens
 Muitas são as vantagens em relação aos planos tradicionais para aquisição de
imóveis:
 Entrega programada quando o associado optar por plano definido através dos
empreendimentos habitacionais;
 Seleção automática conforme somatório de parcelas pagas mensalmente
e/ou antecipadas (variação: 35 % de amortização do capital líquido subscrito);
 Você pode construir seu próprio imóvel de acordo com seu projeto ;
 Não existem juros no autofinanciamento imobiliário;
 Não é necessário comprovar renda para entrar no programa;
 Não tem consulta no SPC e ou Serasa;
 Duas ou mais pessoas podem participar em sociedade de uma unidade
habitacional;
 A qualquer época o cooperativado pode transferir a terceiros os seus direitos
junto à cooperativa;
 Pode se inscrever no programa quem já é proprietário de imóvel, mesmo
financiado pelo SFH;
 O cooperado define o valor do capital subscrito e havendo necessidade pode
negociar um outro capital;
 Seguro de vida e assistência educacional aos associados.  

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (17)

FACTORING
FACTORINGFACTORING
FACTORING
 
Como funciona o curso investidor de sucesso do marcello víeira
Como funciona o curso investidor de sucesso do marcello víeiraComo funciona o curso investidor de sucesso do marcello víeira
Como funciona o curso investidor de sucesso do marcello víeira
 
Tabela sobre Investimentos
Tabela sobre InvestimentosTabela sobre Investimentos
Tabela sobre Investimentos
 
LOCACAO FINANCEIRA E FACTORING
LOCACAO FINANCEIRA E FACTORINGLOCACAO FINANCEIRA E FACTORING
LOCACAO FINANCEIRA E FACTORING
 
Factoring e sua contabilizacao
Factoring e sua contabilizacaoFactoring e sua contabilizacao
Factoring e sua contabilizacao
 
Factoring
Factoring Factoring
Factoring
 
Leitura investimentos
Leitura investimentosLeitura investimentos
Leitura investimentos
 
Empresarial 17
Empresarial 17Empresarial 17
Empresarial 17
 
Previdência Independente
Previdência IndependentePrevidência Independente
Previdência Independente
 
Conceito de factoring
Conceito de factoringConceito de factoring
Conceito de factoring
 
Introdução a uma S/A
Introdução a uma S/AIntrodução a uma S/A
Introdução a uma S/A
 
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco central
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco centralTudo que precisa saber sobre consorcio banco central
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco central
 
Factoring
FactoringFactoring
Factoring
 
Sociedade anônima
Sociedade anônimaSociedade anônima
Sociedade anônima
 
Contratos de financiamento
Contratos de financiamentoContratos de financiamento
Contratos de financiamento
 
The effect of credit market competition on lending
The effect of credit market competition on lendingThe effect of credit market competition on lending
The effect of credit market competition on lending
 
Leasing
LeasingLeasing
Leasing
 

Semelhante a Apresentação Gratuita

Guia completo consorcio
Guia completo consorcioGuia completo consorcio
Guia completo consorcioTalmir Mendes
 
E-book Consórcio ou financiamento.pdf
E-book Consórcio ou financiamento.pdfE-book Consórcio ou financiamento.pdf
E-book Consórcio ou financiamento.pdfJeffinhoSantos2
 
Passo a Passo - Caixa.pptx
Passo a Passo - Caixa.pptxPasso a Passo - Caixa.pptx
Passo a Passo - Caixa.pptxRobinhoSantos12
 
Investimentos Imobiliários a Preço de Custo
Investimentos Imobiliários a Preço de CustoInvestimentos Imobiliários a Preço de Custo
Investimentos Imobiliários a Preço de CustoPense Imóveis Floripa
 
10 motivos para você fazer um consórcio
10 motivos para você fazer um consórcio10 motivos para você fazer um consórcio
10 motivos para você fazer um consórcioFernando Bremm
 
10 motivos para você iniciar um consórcio
10 motivos para você iniciar um consórcio10 motivos para você iniciar um consórcio
10 motivos para você iniciar um consórcioFernando Bremm
 
O que você deve saber antes de financiar imóvel?
O que você deve saber antes de financiar imóvel?O que você deve saber antes de financiar imóvel?
O que você deve saber antes de financiar imóvel?Gilberto Melo
 
Apostila 08 administração financeira de longo prazo
Apostila 08   administração financeira de longo prazoApostila 08   administração financeira de longo prazo
Apostila 08 administração financeira de longo prazozeramento contabil
 
Cartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliarioCartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliarioanselmo333
 
Artigo cooperativas de crédito
Artigo cooperativas de créditoArtigo cooperativas de crédito
Artigo cooperativas de créditoJulio Cesar
 
2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing
2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing
2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasingClaudio Parra
 
Ficha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdf
Ficha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdfFicha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdf
Ficha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdfLeandroAlves692172
 
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco central
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco centralTudo que precisa saber sobre consorcio banco central
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco centralJosiane Canal
 
O mercado de consórcios andré
O mercado de consórcios   andréO mercado de consórcios   andré
O mercado de consórcios andréadilsonmatheus
 
Educação Financeira.pptx
Educação Financeira.pptxEducação Financeira.pptx
Educação Financeira.pptxJoseaneAlves34
 
Treinamento sobre Crédito Imobiliário
Treinamento sobre Crédito ImobiliárioTreinamento sobre Crédito Imobiliário
Treinamento sobre Crédito ImobiliárioMAX Finanças
 
1 educacional de imóveis
1 educacional de imóveis1 educacional de imóveis
1 educacional de imóveisMarioAugusto12
 

Semelhante a Apresentação Gratuita (20)

Guia completo consorcio
Guia completo consorcioGuia completo consorcio
Guia completo consorcio
 
E-book Consórcio ou financiamento.pdf
E-book Consórcio ou financiamento.pdfE-book Consórcio ou financiamento.pdf
E-book Consórcio ou financiamento.pdf
 
Passo a Passo - Caixa.pptx
Passo a Passo - Caixa.pptxPasso a Passo - Caixa.pptx
Passo a Passo - Caixa.pptx
 
Investimentos Imobiliários a Preço de Custo
Investimentos Imobiliários a Preço de CustoInvestimentos Imobiliários a Preço de Custo
Investimentos Imobiliários a Preço de Custo
 
10 motivos para você fazer um consórcio
10 motivos para você fazer um consórcio10 motivos para você fazer um consórcio
10 motivos para você fazer um consórcio
 
10 motivos para você iniciar um consórcio
10 motivos para você iniciar um consórcio10 motivos para você iniciar um consórcio
10 motivos para você iniciar um consórcio
 
O que você deve saber antes de financiar imóvel?
O que você deve saber antes de financiar imóvel?O que você deve saber antes de financiar imóvel?
O que você deve saber antes de financiar imóvel?
 
Cartilha da compra consciente
Cartilha da compra conscienteCartilha da compra consciente
Cartilha da compra consciente
 
Consorcio mitos e verdades
Consorcio mitos e verdadesConsorcio mitos e verdades
Consorcio mitos e verdades
 
Apostila 08 administração financeira de longo prazo
Apostila 08   administração financeira de longo prazoApostila 08   administração financeira de longo prazo
Apostila 08 administração financeira de longo prazo
 
Cartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliarioCartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliario
 
Artigo cooperativas de crédito
Artigo cooperativas de créditoArtigo cooperativas de crédito
Artigo cooperativas de crédito
 
2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing
2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing
2014 04 29_relatórios e pareceres_parte 06_leasing
 
Ficha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdf
Ficha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdfFicha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdf
Ficha 03 (R5) Como Obter e Gerir Crédito.pdf
 
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco central
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco centralTudo que precisa saber sobre consorcio banco central
Tudo que precisa saber sobre consorcio banco central
 
Cooperativismo
CooperativismoCooperativismo
Cooperativismo
 
O mercado de consórcios andré
O mercado de consórcios   andréO mercado de consórcios   andré
O mercado de consórcios andré
 
Educação Financeira.pptx
Educação Financeira.pptxEducação Financeira.pptx
Educação Financeira.pptx
 
Treinamento sobre Crédito Imobiliário
Treinamento sobre Crédito ImobiliárioTreinamento sobre Crédito Imobiliário
Treinamento sobre Crédito Imobiliário
 
1 educacional de imóveis
1 educacional de imóveis1 educacional de imóveis
1 educacional de imóveis
 

Último

a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...Prime Assessoria
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024AaAssessoriadll
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024leitev350
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...DlAssessoriaacadmica2
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...dl assessoria 8
 
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...AgnesVitoriano
 
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...assedlmoi
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024AssessoriaDl1
 
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdf
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdfATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdf
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdfliliandlm20
 
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDJoefersonDelfino2
 
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023AcademiaDlassessoria
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...Prime Assessoria
 
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...leonardodl361
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...dl assessoria 8
 
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...dl assessoria9
 
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...Prime Assessoria
 

Último (17)

a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
 
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdf
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdfATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdf
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA SABERES DIGITAIS - 512024.pdf
 
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
 
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
 
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
 
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
 
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
 

Apresentação Gratuita

  • 2. Você, com certeza, irá reconhecer uma opção que caiba melhor no seu bolso e, é claro, se reeducando a poupar para investir no seu futuro! As modalidades são...
  • 3. A Autofin - CasaA Autofin - Casa A B C E F F Créditos Associativos - Programas do Governo D B SFH / SFI - BancosB SFH / SFI - Bancos C Consórcios ImobiliáriosC Consórcios Imobiliários D Companhias HipotecáriasD Companhias Hipotecárias E Financiamento ConstrutorasE Financiamento Construtoras
  • 4. Autofin-Casa – Conceito  São sociedades que reúnem pessoas para a realização de um objetivo comum. Os fundos imobiliários cooperativos tem como objetivo o Imóvel próprio. Isto é, os cooperativados investem seus recursos num processo de ajuda mútua e direitos iguais, e conseguem realizar o sonho de adquirir um imóvel. As Cooperativas funcionam de acordo com seus estatutos, que são registrados na Junta Comercial.    Sociedade Cooperativa  O cooperativismo caracteriza-se por uma associação de pessoas que, unidas, conjugam esforços para a obtenção de um fim, sem qualquer objetivo de lucro. No Brasil, a Lei nº 5.764, de16 de dezembro de1971, define a Política Nacional de Cooperativismo.
  • 5. Autofin–Casa - Como Funciona  A Cooperativa recebe os pagamentos dos cooperativados e com esse dinheiro compra o material, contrata serviços e projetos para obras, cuidando também dos aspectos financeiros, técnicos e jurídicos da obra, inclusive quanto à orientação na aquisição imobiliária. As cooperativas cuidam também de liberar o valor do capital subscrito do associado para a escritura do imóvel.  
  • 6.  Autofin-Casa –Vantagens  Muitas são as vantagens em relação aos planos tradicionais para aquisição de imóveis:  Entrega programada quando o associado optar por plano definido através dos empreendimentos habitacionais;  Seleção automática conforme somatório de parcelas pagas mensalmente e/ou antecipadas (variação: 35 % de amortização do capital líquido subscrito);  Você pode construir seu próprio imóvel de acordo com seu projeto ;  Não existem juros no autofinanciamento imobiliário;  Não é necessário comprovar renda para entrar no programa;  Não tem consulta no SPC e ou Serasa;  Duas ou mais pessoas podem participar em sociedade de uma unidade habitacional;  A qualquer época o cooperativado pode transferir a terceiros os seus direitos junto à cooperativa;  Pode se inscrever no programa quem já é proprietário de imóvel, mesmo financiado pelo SFH;  O cooperado define o valor do capital subscrito e havendo necessidade pode negociar um outro capital;  Seguro de vida e assistência educacional aos associados.  
  • 7. SFH – Sistema Financeiro de Habitação – Conceito  O SFH (Sistema Financeiro de Habitação) é a mais conhecida Modalidade de Aquisição Imobiliária para financiamento de imóveis. Os financiamentos imobiliários feitos pelo SFH contam com regras estipuladas pelo governo e atividades fiscalizadas pelo Banco Central.  É possível utilizar o saldo do FGTS para dar entrada no imóvel ou também para amortizar ou quitar o saldo devedor, desde que esteja dentro das regras de utilização do fundo.  As instituições financeiras oferecem diferentes tipos de amortização para estabelecer o cálculo da taxa de juros e o valor da prestação do financiamento. Ex: A Tabela PRICE (Sistema de amortização Francês ), SACRE (Sistema de amortização crescente) e o SAC (sistema de amortização constante).  O imóvel fica hipotecado à instituição financeira como garantia e, em caso de inadimplência do tomador, a instituição financeira pode retomar o imóvel judicialmente para o pagamento da dívida.
  • 8. SFH – Sistema Financeiro de Habitação  Valor que pode ser emprestado : Média de até 80% do preço do imóvel Prazo médio para quitar a dívida : Entre cinco e trinta anos Sistema de amortização : SAC, SACRE ou Tabela PRICE Taxa de juros : Máxima 12% ao ano Indexador : TR anual. Vantagens : O mutuário recebe o “dinheiro na hora“ , podendo adquirir o imóvel imediatamente.
  • 9. SFI – Sistema Financeiro Imobiliário – Conceito  Nos financiamentos do SFI, o mutuário também pode usar seu FGTS tanto para pagar o valor de entrada do imóvel quanto para amortizar ou quitar o saldo devedor. Nesse caso, o contrato seguirá às regras do SFH (taxa de juros de até 12% ao ano).  Se o cliente não utilizar o FGTS, as partes tem então liberdade para estipular juros e valores. Os juros nessa Modalidade, quando na faixa livre de contratação, se aproximam dos da Carteira Hipotecária (entre 12% e 16% ao ano), para imóveis com valor superior a R$ 300 mil. A correção monetária é pelo índice de correção da caderneta de poupança (hoje, a TR). Devemos observar que a cada período o governo cria novas regras para os futuros contratos.
  • 10. SFI – Sistema Financeiro Imobiliário  Valor que pode ser emprestado : Média de até 80% do preço do imóvel  Prazo para quitar a dívida : Entre cinco e trinta anos Sistema de amortização : SAC , SACRE ou Tabela PRICE  Taxa de juros : De 8 a 16% ao ano Indexador : TR , INPC , IGP-M
  • 11. SFI/SFI – Vantagens  O financiamento pode ser feito também para a compra de um segundo imóvel ou para um imóvel comercial.  Não há limite no valor do financiamento nem no preço do imóvel.
  • 12. Consórcios de Imóveis – Conceito  Consórcio é um sistema que reúne em grupo, pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor do bem é diluído num prazo pré-determinado.  O objetivo do grupo é garantir, por meio de autofinanciamento, os valores necessários para contemplação dos consorciados, conforme estabelecido nas condições da operação do consórcio, cujos consorciados se responsabilizam pelos pagamentos de prestações correspondentes a cada crédito consorcial.  A contemplação ocorre por meio de sorteio ou lance, e permite o recebimento do bem até o final do prazo de pagamento. Na contemplação o consorciado receberá uma carta de crédito, que pode ser utilizada na aquisição do bem escolhido a qualquer momento, limitado ao prazo final do grupo. Após a contemplação, a administradora irá liberar a Carta de Crédito mediante garantias. O consorciado escolhe o bem, apresenta a ficha de cadastro à administradora e, após aprovação, terá a liberação do pagamento do bem. Mesmo após a contemplação, o consorciado deverá continuar pagando as prestações até o encerramento do grupo.  A administradora é uma empresa autorizada pelo Banco Central - órgão responsável pela regulamentação do setor - para gestão dos interesses dos grupos. Para isso, recebe pela prestação do serviço uma taxa de administração, que varia de acordo com cada empresa, modalidade do consórcio e prazo do plano.
  • 13. Consórcios de Imóveis –Vantagens  Após a contemplação você pode optar por comprar, construir ou reformar/ampliar o seu imóvel;  O seu FGTS é aceito para complementar a compra do imóvel ou ofertar lance, obedecendo às regras estabelecidas pelo fundo;  Seguro de vida em grupo para sua segurança e tranquilidade em casos de morte natural ou acidental e invalidez permanente e total por acidente, quitando o saldo devedor do consorciado;  Sistema sem Juros e custo operacional baixo.
  • 14. Financiamento Construtoras- Conceito  A construtora é mais fácil de entender: uma empresa que tem como única responsabilidade a construção do edifício. Não faz nada além disso. Normalmente ela é contratada pela incorporadora para essa finalidade. Como não há muita diferença percebida entre as principais construtoras, seu trabalho está bem definido e seu risco é menor por ser uma contratada, suas margens (lucros) costumam ser inferiores às das incorporadoras. A construtora não planeja, nem vende, nem divulga, nem financia, nem projeta o empreendimento.  Já a incorporadora é a empresa que articula o negócio imobiliário. Ela identifica as oportunidades, faz estudos de viabilidade, adquire o terreno, formata o produto a ser desenvolvido. A incorporadora tem três principais fornecedores: o financiador (quem empresta o dinheiro para a realização do empreendimento, em geral bancos comerciais); a construtora, que vai realizar obra; e consultorias de planejamento imobiliário, que dão orientações e subsídios para que o empreendedor coloque no mercado um produto adequado e realize um bom negócio. Além desses, precisa também de empresas de pesquisa de mercado, marketing, publicidade e propaganda, escritórios de projeto (arquitetos e engenheiros) e outras consultorias diversas. A incorporadora é quem corre mais riscos com o empreendimento, por isso é quem tem as maiores margens de lucro. Ela é a responsável pelo empreendimento, portanto se o consumidor tem algum problema é com ela que deve reclamar.
  • 15. Financiamento Construtoras- Vantagens  O comprador pode fazer opções de acabamento para suas unidades;  Maior personalização do empreendimento;  Os critérios de concessão de crédito são menos burocráticos que os das instituições financeiras;  Em alguns casos a empresa atua em mais de um papel. Há construtoras que são também incorporadoras, e algumas são também financiadoras. Em outros casos, optam por obra por administração, promovendo o autofinanciamento da obra entre os próprios compradores da fração ideal do terreno.
  • 16. Créditos Associativos - Conceito  Os créditos associativos são destinados à producao de empreendimentos habitacionais, reabilitação de empreendimentos urbanos e produção de lotes urbanizados, vinculada ao Programa de Carta de Crédito Associativo, com financiamento direto às pessoas físicas, agrupadas em condomínios, sindicatos, cooperativas, associações, pessoas jurídicas voltadas à produção habitacional, companhias de habitação ou órgãos assemelhados, Estados, Municípios, Distrito Federal ou órgãos da sua administração direta ou indireta, com a participação ou não, de construtora.
  • 17. Créditos Associativos - Vantagens  O agente financiador efetua análise técnica e jurídica do empreendimento e mantém sob sua gestão os recursos necessários para a conclusão das obras e legalização do empreendimento;  O agente financeiro faz vistorias mensais na obra para liberação dos recursos;  O cliente conta também com o seguro de garantia de término de obra;  Seguros que cobrem desemprego, morte e invalidez permanente, que no caso de morte ou invalidez permanente o financiamento é quitado.
  • 18. Companhias Hipotecárias – Conceito  As companhias hipotecárias são instituições financeiras constituídas sob a forma de sociedade anônima, que têm por objeto social conceder financiamentos destinados à produção, reforma ou comercialização de imóveis residenciais ou comerciais aos quais não se aplicam as normas do Sistema Financeiro da Habitação (SFH).  Suas principais operações são: letras hipotecárias, debêntures, empréstimos e financiamentos no País e no Exterior. Suas principais operações ativas são: financiamentos imobiliários residenciais ou comerciais, aquisição de créditos hipotecários, refinanciamentos de créditos hipotecários e repasse de recursos para financiamentos imobiliários. Tais entidades têm como operações especiais a administração de créditos hipotecários de terceiros e de fundos de investimento imobiliário (Resolução CMN 2.122,1994).
  • 19. Companhias Hipotecárias – Vantagens  Financia-se um imóvel dando como garantia de empréstimo o próprio imóvel;  Taxas de Juros mais baixas quando o financiamento for direcionado para a hipoteca do próprio imóvel;  Prazo de pagamento adequado as necessidades do cliente quando o financiamento for direcionado ao próprio imóvel;  Financiamento para aquisição de imóvel novo ou usado, reformas, construções, reconstruções e etc.
  • 20. Antes de você conhecer meu segredo, saiba quais as opções de imóveis que você poderá estar adquirindo... Adquira já a apostila O segredo da casa própria.
  • 21. Imóveis em aço leve (Steel Frame) Adquira sua casa com estrutura em aço leve, e em poucos dias sua casa estará pronta. Tudo isso com o melhor custo benefício!
  • 22. Imóveis de leilão Os imóveis de leilão são oferecidos através de leiloeiro público, que realiza a venda do imóvel pelo melhor lance, a partir do preço mínimo de venda estabelecido.
  • 23. Imóveis Retomados (Adjudicados) São os imóveis disponibilizados para venda, quando retomados por Instituições Bancárias, cujo imóvel é vendido por preço bastante inferior ao de mercado.
  • 24. Imóveis sem RGI Muitos Proprietários de Imóveis não possuem o RGI (Registro Geral de Imóveis) do Imóvel que está a venda, e por esse motivo, vendem seus imóveis mais baratos.
  • 25. Imóveis Novos Escolha um imóvel novo de sua preferência com garantia da construtora.
  • 26. Imóveis Usados Os imóveis classificados como usados, costumam ter melhores condições de preço comparados aos imóveis de lançamento.
  • 27. Terrenos para Construção Custam bem menos que um imóvel pronto, o que significa maior rentabilidade e liquidez na venda. Além disso, o comprador tem muita liberdade para sonhar.
  • 28. Terrenos para Construção  DICA  Para quem pretende adquirir um terreno, descobrir o bairro com maior potencial de valorização não é fácil. Uma boa estratégia seria consultar o Plano Diretor elaborado pela Prefeitura. Ele traz boas indicações sobre o futuro da cidade.  Vantagens  Não sofrem depreciação com o uso;  Obras da Prefeitura podem valorizar o terreno;  Boa vizinhança ajuda a incrementar o preço.
  • 29. Sala comercial  Médicos ,dentistas, advogados e psicólogos necessitam de um escritório para trabalhar. Nos últimos anos viu-se uma acentuada procura por salas pequenas, a partir de 27 m², com um ou mais banheiros. Reuniões e visitas passaram a ser agendadas para salas mais luxuosas, compartilhadas com vizinhos do condomínio.  Vantagens  O proprietário tem pouco gasto com manutenção. O inquilino, em geral, cuida de manter em bom estado de conservação, afinal, é um local para receber clientes.  Salas compactas reduzem a necessidade de capital para investir. Ficou mais fácil comprar.  É possível diversificar, comprando salas em diferentes prédios e regiões. O preço, mais baixo, ajuda.  Pequenas empresas de serviços surgem todos os dias. Muitas irão preferir as salas compactas, bonitas e baratas.
  • 30. Adquira já a apostila O segredo da casa própria no Link abaixo.
  • 31. Antes de escolher qual a melhor modalidade de aquisição imobiliária, é melhor para que você faça uma análise grátis do seu crédito, mesmo que você esteja negativado ou seja autônomo sem comprovação de renda. Isso será fundamental para verificar a necessidade da entrada do imóvel pretendido. Adquira já a apostila O segredo da casa própria no Link abaixo.
  • 32. Se eu fosse cobrar o serviço de coaching financeiro para fazer isso individualmente para cada um que viesse a procura desse tipo de serviço, sairia muito caro. Por isso, não perca essa oportunidade e adquira já a Apostila O Segredo da Casa Prórpria e descubra o passo a passo, detalhadamente, como adquirir sua casa própria com segurança, garantia e o melhor custo-benefício para que seus planos e sonhos se tornem concretos e reais. Com a compra da apostila e as dicas do melhor plano imobiliário que vai mudar a sua vida, que vou indicar aqui, o seu dinheiro será valorizado! Adquira já a apostila O segredo da casa própria no Link abaixo.