SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Universidade Estadual da Paraíba
Centro de ciências Biológicas e da Saúde
Departamento de Enfermagem
Componente curricular: Processos do cuidar
em Saúde da criança e do adolescente I
Docente: Virginia Rossana
Grupo: Taillany, Rayanne, Bartolomeu
A atresia de esôfago (AE) é uma
afecção congênita caracterizada pela
interrupção do desenvolvimento do
esôfago.
Fonte: Google Imagens, 2016.
A incidência de AE varia de 1:2500 a 4500 nascidos
vivos. Estudos populacionais mostram uma discreta
predominância de AE no sexo masculino com uma
taxa de 1,2 sobre o sexo feminino.
O esôfago e a traquéia
desenvolvem-se durante a
3ª e 4ª semanas da
embriogenese.
Depois, a invaginação
das margens
mesodérmicas separa o
esôfago da traquéia.
Juntamente com a
separação, há
proliferação de epitélio
na 6ª a 8ª semana de
desenvolvimento.
Se não houver essa
proliferação pode
ocorrer bloqueio do
desenvolvimento do
esôfago, resultando em
atresia.
Também pode haver
formação incorreta de
margens septais entre
esôfago e traquéia,
levando a uma fistula
traqueoesofágica.
Os tipos clássicos de atresia de esôfago são:
Atresia com fístula traqueoesofágica;
Atresia sem fístula;
Atresia com fístula proximal;
Atresia com dupla fístula.
Fonte: Google Imagens, 2016.
Fonte: Google Imagens, 2016.
Fonte: Google Imagens, 2016.
Fonte: Google Imagens, 2016.
 Pré-natal;
 Ao nascimento;
Radiológico;
 Contraste.
Presença de polidrâmnio e ausência de visualização da bolha gástrica em 56% dos
casos. Em alguns casos é possível visualização do coto esofágico superior dilatado
(figura 02).
Fonte: Google Imagens, 2016.
Fonte: Google Imagens, 2016.
Quando não é diagnosticada na sala de
parto, a AE pode provocar:
Tosse
Cianose
Dispneia
Sufocação e/ou aspiração de leite
Fonte: Google Imagens, 2016
Fonte: Google Imagens, 2016.
Fonte: Google Imagens, 2016
Dentre os cuidados de enfermagem
desenvolvidos no pré-operatório ao neonato
destacam-se:
Elevar o decúbito;
 Mantê-lo em jejum;
 Realizar lavagem e aspiração
contínua das secreções do coto
esofágico superior com uma
sonda;
 Administrar antibióticos
profiláticos;
 Manter acesso venoso para
suporte calórico;
Monitorar o neonato e avaliar o
quadro respiratório;
 Controlar balanço hídrico;
 Procurar tranquilizar a criança e
orientar os pais a participarem
dos cuidados,
 Mantendo-os informados sobre
o progresso do seu filho.
Os cuidados de enfermagem no pós-operatório são
os mesmos descritos no pré-operatório
acrescentando o controle dos sinais vitais;
Aspiração das vias aéreas
superiores e da cânula
endotraqueal, verificando a
sua fixação;
 Cuidados com a
gastrectomia, mantendo a
sonda aberta e anotar o
volume e características das
secreções;
 Administrar analgésicos;
 Suspensão do jejum
atentar para a alimentação
pela gastrectomia e/ou por
via oral quando esta for
instituída;
Não remover, nem ajustar a
sonda gástrica;
Manter cuidado também
com a esofagectomia se for
o caso.
• http://www.drwilly.com.br/conteudo/Cirurgia-Pediatrica-Detalhe.aspx?id=3 acesso
11/05/2016
• http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842005000200011 acesso
11/05/2016
• https://prezi.com/45w_ekoum2bk/rn-com-atresia-de-esofago/ acesso 11/05/2016
• http://189.59.9.179/CBCENF/sistemainscricoes/anais.php?evt=9&sec=48&niv=7.1&mod=2&
con=4451&pdf=1 acesso em 11?05?2016
• Emergências em pediatria/ Jayme Murahovschi. – 7. ed. Atual. No conteúdo, ampl. Nas
informações. – São Paulo: SARVIER, 1997.
• Pediatria: diagnostico+tratamento/Jayme Murahovschi. —6. ed. Ver. E atual. – São Paulo:
SARVIER, 2006.
Atresia do Esôfago

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apendicite aguda ufop
Apendicite aguda ufopApendicite aguda ufop
Apendicite aguda ufop
kalinine
 
Aula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal AgudaAula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal Aguda
Jucie Vasconcelos
 
Exame físico do coração
Exame físico do coraçãoExame físico do coração
Exame físico do coração
gisa_legal
 

Mais procurados (20)

Abdome agudo
Abdome agudoAbdome agudo
Abdome agudo
 
Aula 3 - GINECOLOGIA - doenças sexualmente transmissíveis, infecções genitour...
Aula 3 - GINECOLOGIA - doenças sexualmente transmissíveis, infecções genitour...Aula 3 - GINECOLOGIA - doenças sexualmente transmissíveis, infecções genitour...
Aula 3 - GINECOLOGIA - doenças sexualmente transmissíveis, infecções genitour...
 
Clínica Médica l
Clínica Médica lClínica Médica l
Clínica Médica l
 
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e GastrosquiseCirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
 
Sífilis Congênita
Sífilis CongênitaSífilis Congênita
Sífilis Congênita
 
Apendicite aguda ufop
Apendicite aguda ufopApendicite aguda ufop
Apendicite aguda ufop
 
CIRROSE HEPÁTICA
CIRROSE HEPÁTICACIRROSE HEPÁTICA
CIRROSE HEPÁTICA
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Propedeutica das hemorragias digestivas
Propedeutica das hemorragias digestivasPropedeutica das hemorragias digestivas
Propedeutica das hemorragias digestivas
 
Descolamento Prematuro de Placenta (DPP): otimizando o Diagnóstico e a Conduta
Descolamento Prematuro de Placenta (DPP): otimizando o Diagnóstico e a CondutaDescolamento Prematuro de Placenta (DPP): otimizando o Diagnóstico e a Conduta
Descolamento Prematuro de Placenta (DPP): otimizando o Diagnóstico e a Conduta
 
Pancreatite aguda
Pancreatite agudaPancreatite aguda
Pancreatite aguda
 
TUBERCULOSE
TUBERCULOSETUBERCULOSE
TUBERCULOSE
 
Síndromes diarréicas 17
Síndromes diarréicas 17Síndromes diarréicas 17
Síndromes diarréicas 17
 
Aula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal AgudaAula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal Aguda
 
Icterícia Neonatal
Icterícia NeonatalIcterícia Neonatal
Icterícia Neonatal
 
Infarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdioInfarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdio
 
Apresentação aids
Apresentação aidsApresentação aids
Apresentação aids
 
Obstetrícia: diabetes gestacional, imunização, hepatites virais, HIV e hemorr...
Obstetrícia: diabetes gestacional, imunização, hepatites virais, HIV e hemorr...Obstetrícia: diabetes gestacional, imunização, hepatites virais, HIV e hemorr...
Obstetrícia: diabetes gestacional, imunização, hepatites virais, HIV e hemorr...
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
 
Exame físico do coração
Exame físico do coraçãoExame físico do coração
Exame físico do coração
 

Destaque (10)

Atresia de esofago
Atresia de esofagoAtresia de esofago
Atresia de esofago
 
Atresia de esofago
Atresia de esofagoAtresia de esofago
Atresia de esofago
 
Atresia esofagica
Atresia esofagicaAtresia esofagica
Atresia esofagica
 
Hernia diafragmatica congenita
Hernia diafragmatica congenitaHernia diafragmatica congenita
Hernia diafragmatica congenita
 
4. Atresia de Esófago
4.  Atresia de Esófago4.  Atresia de Esófago
4. Atresia de Esófago
 
Aula esôfago
Aula esôfagoAula esôfago
Aula esôfago
 
Hernia diafragmatica congénita
Hernia diafragmatica congénitaHernia diafragmatica congénita
Hernia diafragmatica congénita
 
Oxigenioterapia2
Oxigenioterapia2Oxigenioterapia2
Oxigenioterapia2
 
Hernia diafragmatica
Hernia diafragmaticaHernia diafragmatica
Hernia diafragmatica
 
Atresia esofagica en Pediatria
Atresia esofagica en PediatriaAtresia esofagica en Pediatria
Atresia esofagica en Pediatria
 

Semelhante a Atresia do Esôfago

Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Biblioteca Virtual
 
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
Biblioteca Virtual
 
3_revisao_constipacao_intestinal_crianca
3_revisao_constipacao_intestinal_crianca3_revisao_constipacao_intestinal_crianca
3_revisao_constipacao_intestinal_crianca
docanto
 
Aleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar Uma RevisãO CríTica
Aleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar   Uma RevisãO CríTicaAleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar   Uma RevisãO CríTica
Aleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar Uma RevisãO CríTica
Biblioteca Virtual
 
Indicações de cesariana baseadas em evidências
Indicações de cesariana baseadas em evidênciasIndicações de cesariana baseadas em evidências
Indicações de cesariana baseadas em evidências
adrianomedico
 
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De  Fatores PredisponentesMastite Puerperal Estudo De  Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
Biblioteca Virtual
 
Uso Do Copo E Da Mamadeira E O
Uso Do Copo E Da Mamadeira E OUso Do Copo E Da Mamadeira E O
Uso Do Copo E Da Mamadeira E O
Biblioteca Virtual
 
TraçO E Estado De Ansiedade De Nutrizes
TraçO E Estado De Ansiedade De NutrizesTraçO E Estado De Ansiedade De Nutrizes
TraçO E Estado De Ansiedade De Nutrizes
Biblioteca Virtual
 
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento CanguruUso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
Biblioteca Virtual
 
IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...
IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...
IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...
Biblioteca Virtual
 
ITU na criança
ITU na criançaITU na criança
ITU na criança
gisa_legal
 
Efeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade Infantil
Efeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade InfantilEfeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade Infantil
Efeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade Infantil
Biblioteca Virtual
 
Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...
Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...
Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...
Biblioteca Virtual
 

Semelhante a Atresia do Esôfago (20)

Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
 
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
 
3_revisao_constipacao_intestinal_crianca
3_revisao_constipacao_intestinal_crianca3_revisao_constipacao_intestinal_crianca
3_revisao_constipacao_intestinal_crianca
 
Cesariana e Parto vaginal
Cesariana e Parto vaginalCesariana e Parto vaginal
Cesariana e Parto vaginal
 
Aleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar Uma RevisãO CríTica
Aleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar   Uma RevisãO CríTicaAleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar   Uma RevisãO CríTica
Aleitamento Materno E CáRie Do Lactente E Do Pré Escolar Uma RevisãO CríTica
 
Fonoaudiologia Neonatal: Orientações às nutrizes e Alojamento conjunto
Fonoaudiologia Neonatal: Orientações às nutrizes e Alojamento conjuntoFonoaudiologia Neonatal: Orientações às nutrizes e Alojamento conjunto
Fonoaudiologia Neonatal: Orientações às nutrizes e Alojamento conjunto
 
Indicações de cesariana baseadas em evidências
Indicações de cesariana baseadas em evidênciasIndicações de cesariana baseadas em evidências
Indicações de cesariana baseadas em evidências
 
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De  Fatores PredisponentesMastite Puerperal Estudo De  Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
 
Uso Do Copo E Da Mamadeira E O
Uso Do Copo E Da Mamadeira E OUso Do Copo E Da Mamadeira E O
Uso Do Copo E Da Mamadeira E O
 
atresia esofgica
atresia esofgicaatresia esofgica
atresia esofgica
 
TraçO E Estado De Ansiedade De Nutrizes
TraçO E Estado De Ansiedade De NutrizesTraçO E Estado De Ansiedade De Nutrizes
TraçO E Estado De Ansiedade De Nutrizes
 
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento CanguruUso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
 
IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...
IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...
IdentificaçãO De Dificuldades No IníCio Do Aleitamento Materno Mediante Aplic...
 
Artigo defeitos de parede abdominal 2
Artigo   defeitos de parede abdominal 2Artigo   defeitos de parede abdominal 2
Artigo defeitos de parede abdominal 2
 
ITU na criança
ITU na criançaITU na criança
ITU na criança
 
Dor abdominal em lactentes
Dor abdominal em lactentesDor abdominal em lactentes
Dor abdominal em lactentes
 
Efeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade Infantil
Efeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade InfantilEfeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade Infantil
Efeito Protetor Do Aleitamento Materno Contra A Obesidade Infantil
 
Gastrosquise UpToDate - Beatriz Santiago Vargas
Gastrosquise UpToDate - Beatriz Santiago VargasGastrosquise UpToDate - Beatriz Santiago Vargas
Gastrosquise UpToDate - Beatriz Santiago Vargas
 
Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...
Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...
Impacto Da InternaçãO Na PráTica Do Aleitamento Materno Em Hospital PediáTric...
 
Gestacao Normal Mat 2014.ppt
Gestacao Normal Mat 2014.pptGestacao Normal Mat 2014.ppt
Gestacao Normal Mat 2014.ppt
 

Mais de Taillany Caroline (11)

Acesso Venoso Central
Acesso Venoso CentralAcesso Venoso Central
Acesso Venoso Central
 
Genoma humano e reprodução assistida
Genoma humano e reprodução assistidaGenoma humano e reprodução assistida
Genoma humano e reprodução assistida
 
Hipotireoidismo e Hipertireoidismo
Hipotireoidismo e HipertireoidismoHipotireoidismo e Hipertireoidismo
Hipotireoidismo e Hipertireoidismo
 
Manual de educação em saúde 1º cap.
Manual de educação em saúde 1º cap.Manual de educação em saúde 1º cap.
Manual de educação em saúde 1º cap.
 
Imunodiagnostico
ImunodiagnosticoImunodiagnostico
Imunodiagnostico
 
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoáriosFármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoários
 
Embriologia taillany
Embriologia  taillanyEmbriologia  taillany
Embriologia taillany
 
Educação em saúde
Educação em saúdeEducação em saúde
Educação em saúde
 
Digestão das proteínas e lipidios
Digestão das proteínas e lipidiosDigestão das proteínas e lipidios
Digestão das proteínas e lipidios
 
SUS
SUSSUS
SUS
 
Endomembranas
EndomembranasEndomembranas
Endomembranas
 

Atresia do Esôfago

  • 1. Universidade Estadual da Paraíba Centro de ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Enfermagem Componente curricular: Processos do cuidar em Saúde da criança e do adolescente I Docente: Virginia Rossana Grupo: Taillany, Rayanne, Bartolomeu
  • 2. A atresia de esôfago (AE) é uma afecção congênita caracterizada pela interrupção do desenvolvimento do esôfago.
  • 4. A incidência de AE varia de 1:2500 a 4500 nascidos vivos. Estudos populacionais mostram uma discreta predominância de AE no sexo masculino com uma taxa de 1,2 sobre o sexo feminino.
  • 5. O esôfago e a traquéia desenvolvem-se durante a 3ª e 4ª semanas da embriogenese. Depois, a invaginação das margens mesodérmicas separa o esôfago da traquéia. Juntamente com a separação, há proliferação de epitélio na 6ª a 8ª semana de desenvolvimento. Se não houver essa proliferação pode ocorrer bloqueio do desenvolvimento do esôfago, resultando em atresia. Também pode haver formação incorreta de margens septais entre esôfago e traquéia, levando a uma fistula traqueoesofágica.
  • 6. Os tipos clássicos de atresia de esôfago são: Atresia com fístula traqueoesofágica; Atresia sem fístula; Atresia com fístula proximal; Atresia com dupla fístula.
  • 11.  Pré-natal;  Ao nascimento; Radiológico;  Contraste.
  • 12. Presença de polidrâmnio e ausência de visualização da bolha gástrica em 56% dos casos. Em alguns casos é possível visualização do coto esofágico superior dilatado (figura 02). Fonte: Google Imagens, 2016.
  • 14. Quando não é diagnosticada na sala de parto, a AE pode provocar: Tosse Cianose Dispneia Sufocação e/ou aspiração de leite
  • 18.
  • 19. Dentre os cuidados de enfermagem desenvolvidos no pré-operatório ao neonato destacam-se: Elevar o decúbito;  Mantê-lo em jejum;  Realizar lavagem e aspiração contínua das secreções do coto esofágico superior com uma sonda;  Administrar antibióticos profiláticos;  Manter acesso venoso para suporte calórico; Monitorar o neonato e avaliar o quadro respiratório;  Controlar balanço hídrico;  Procurar tranquilizar a criança e orientar os pais a participarem dos cuidados,  Mantendo-os informados sobre o progresso do seu filho.
  • 20. Os cuidados de enfermagem no pós-operatório são os mesmos descritos no pré-operatório acrescentando o controle dos sinais vitais; Aspiração das vias aéreas superiores e da cânula endotraqueal, verificando a sua fixação;  Cuidados com a gastrectomia, mantendo a sonda aberta e anotar o volume e características das secreções;  Administrar analgésicos;  Suspensão do jejum atentar para a alimentação pela gastrectomia e/ou por via oral quando esta for instituída; Não remover, nem ajustar a sonda gástrica; Manter cuidado também com a esofagectomia se for o caso.
  • 21. • http://www.drwilly.com.br/conteudo/Cirurgia-Pediatrica-Detalhe.aspx?id=3 acesso 11/05/2016 • http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842005000200011 acesso 11/05/2016 • https://prezi.com/45w_ekoum2bk/rn-com-atresia-de-esofago/ acesso 11/05/2016 • http://189.59.9.179/CBCENF/sistemainscricoes/anais.php?evt=9&sec=48&niv=7.1&mod=2& con=4451&pdf=1 acesso em 11?05?2016
  • 22. • Emergências em pediatria/ Jayme Murahovschi. – 7. ed. Atual. No conteúdo, ampl. Nas informações. – São Paulo: SARVIER, 1997. • Pediatria: diagnostico+tratamento/Jayme Murahovschi. —6. ed. Ver. E atual. – São Paulo: SARVIER, 2006.