O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Configuração eletrônica
Configuração eletrônica
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 12 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (20)

Anúncio

Semelhante a Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling

  1. 1. tabelaperiodicacompleta.com DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA – Diagrama de Linus Pauling
  2. 2. O diagrama de Linus Pauling De cima para baixo, temos os níveis de energia em ordem crescente, representados pelos números de 1 a 7. Os subníveis de cada nível são representados pelas letras s, p, d, f.
  3. 3. O diagrama de Linus Pauling À direita de cada letra, um número sobrescrito indica a quantidade máxima de elétrons que o subnível comporta. As setas indicam o sentido em que o diagrama deve ser lido. Uma a uma, de cima para baixo, cada seta deve ser percorrida até o fim.
  4. 4. O diagrama de Linus Pauling O diagrama nos fornece a ordem crescente dos subníveis de energia, que é a seguinte: 1s2 – 2s2 – 2p6 – 3s2 – 3p6 – 4s2 – 3d10 – 4p6 – 5s2 – 4d10 – 5p6 – 6s2 – 4f14 – 5d10 – 6p6 – 7s2 – 5f14 – 6d10 – 7p6 Essa é a ordem em que os elétrons se acomodam nos subníveis de energia. Para fazer a distribuição eletrônica, precisamos obedecer a essa ordem e observar o número máximo de elétrons que cada subnível comporta.
  5. 5. A distribuição eletrônica Vejamos o exemplo da distribuição eletrônica do átomo neutro de ferro, que possui 26 elétrons. Segundo a ordem das setas, os elétrons se distribuem assim: 1s2 – 2s2 – 2p6 – 3s2 – 3p6 – 4s2 – 3d6
  6. 6. A distribuição eletrônica No exemplo da distribuição eletrônica do átomo neutro de ferro, note que o subnível 3d, o último a ser preenchido, tem capacidade para até 10 elétrons. Mas como só havia 6 para serem alocados nele, o 10 foi substituído pelo 6. No diagrama: 3d10  Na distribuição: 3d6
  7. 7. Ordem energética e ordem geométrica A distribuição eletrônica usando o diagrama de Linus Pauling é sempre feita dessa maneira, mas pode ser apresentada de duas formas: em ordem energética ou em ordem geométrica.
  8. 8. Ordem energética – ordem de subníveis obtida quando acompanhamos as setas do diagrama de Linus Pauling. No nosso exemplo da distribuição dos elétrons do átomo neutro de ferro, a ordem energética é: 1s2 – 2s2 – 2p6 – 3s2 – 3p6 – 4s2 – 3d6 Ordem energética e ordem geométrica
  9. 9. Ordem geométrica – ordem de subníveis agrupados segundo os níveis a que eles pertencem. No nosso exemplo da distribuição dos elétrons do átomo neutro de ferro, a ordem geométrica é: 1s2 – 2s2 2p6 – 3s2 3p6 3d6 – 4s2 Ordem energética e ordem geométrica
  10. 10. Subnível mais energético e subnível mais externo Para descobrir qual o subnível mais energético de um átomo, basta observar a ordem energética. O último subnível dessa ordem é o mais energético do átomo. No exemplo do ferro, é o 3d6 .Observe: 1s2 – 2s2 – 2p6 – 3s2 – 3p6 – 4s2 – 3d6
  11. 11. Subnível mais energético e subnível mais externo Para descobrir qual o subnível mais externo de um átomo, basta observar a ordem geométrica. O último subnível dessa ordem é o mais externo do átomo. No exemplo do ferro, é o 4s2 .Observe: 1s2 – 2s2 2p6 – 3s2 3p6 3d6 – 4s2
  12. 12. Para saber mais... Quer saber mais sobre distribuição eletrônica, diagrama de Linus Pauling, níveis e subníveis energéticos e muitos outros assuntos de química? Visite: tabelaperiodicacompleta.com

×