Scbcs rios energy balance_light

437 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
437
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Scbcs rios energy balance_light

  1. 1. 1tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  2. 2. 2 The SCBCS opportunity Sugar Cane Business Case Sustainability (caso de negóciosustentávelda Cana de Açúcar)tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  3. 3. 3 Energy comsumption of different Falling Film evaporators (duty: 250 m3) Falling film 7 effects 100 80 60 kWh Technology 1 40 20 0 Technology 2 0 20 40 60 Vinasse Concentration (brix)Source: Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovação comMCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenharia mecânica pela Université de Pierreet Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  4. 4. 4About thermodynamics:“The fist law of thermodynamicssays you cannot get something fornothing; the second law says youcannot even break even!” J. P.Holman ( A 1a. Lei tedizquenão se podeteralgode nada; a 2a. Lei afirmaquev. sempresairáperdendo!) tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  5. 5. 5 SCBCS comparison done by Dr. Rios with “best in class” Energy consumption of different Falling Film evaporators (duty: 250 m3) 30 Technology 2 20 kWh Maxwell’s Demon (?) 10 0 SCBCS ZLDTM 0 20 40 60 Vinasse Concentration (brix)Source: Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovação comMCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenharia mecânica pela Université de Pierreet Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  6. 6. 6“A solução SCBCS ZLDTM acrescenta um enorme ganho energéticocom sua patente ao utilizar o conhecimento destas tecnologiasproprietárias somado ao de empresas parceiras. Uma vezgarantida as performances das tecnologias Technology 1 eTechnology 2, o ganho da SCBCS ZLDTM representa com certeza amelhor e mais econômica alternativa e com o menor custooperacional, isso naturalmente, se desconsideramos oinvestimento dos equipamentos, que dependerá do orçamentodestes fabricantes especialistas em Technology 1 e Technology 2.” J.D. Rios, 2012Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovaçãocom MCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenhariamecânica pela Université de Pierre et Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  7. 7. 7No Brasil os concentradores de vinhaça usam “fallingfilm”. Estesse contentam com concentração até 22 Brix e não usamtecnologias proprietárias como Technology 1 e Technology2, provavelmente por custos de licença ou barreiras deconhecimento tecnológicas, pois todas estas tecnologias sãoestrangeiras. J.D. Rios, 2012Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovaçãocom MCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenhariamecânica pela Université de Pierre et Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  8. 8. 8Essas tecnologias1 reduzem em muito o custo de energia, espaçoinstalado e tempo parado de manutenção do sistema, mas exigemmaiores custos de investimento e projeto mais sofisticado deacordo com cada aplicação. J.D. Rios, 20121 nt. (bem como a SCBCS ZLD)Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovaçãocom MCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenhariamecânica pela Université de Pierre et Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  9. 9. 9Como projeto de engenharia a ser realizado para cadaunidade, visando adaptações e otimizações a depender do acordocomercial a ser feito, a cadeia de fornecedores dos equipamentosda SCBCS ZLD, está disponível e pronta para atender as demandasdo setor sucroalcooleiro. Não existem razões para que atecnologia não funcione, dado que todos os equipamentos sãodisponíveis e existentes no mercado. J.D. Rios, 2012Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovaçãocom MCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenhariamecânica pela Université de Pierre et Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  10. 10. 10O que de fato temos aqui, é uma tecnologia nova, usandoconceitos e princípios combinados de forma pouco usual querealiza o trabalho termodinâmico de forma surpreendentementeeficiente. Inovação pura. J.D. Rios, 2012Professor Dr. Rios, coordenador na UNICAMP de projetos inovaçãocom MCT/CNPq, FAPESP e FINEP . Doutor em engenhariamecânica pela Université de Pierre et Marie Curie, França tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012
  11. 11. 11tabVlaebalance©promotes your “sustainability intelligence” December 14, 2012

×