Introdução•   Signos: representação de algo a que atribuímos valor, significado ou    sentido;•   Sentido: é a compreensão...
Signos não verbais•   Diante da diversidade de signos, os estudiosos buscam uma forma de    agrupá-los em tipos caracterís...
Ícones•   Os ícones são signos que guardam uma relação de semelhança com o que    representam. São o tipo de signo mais fá...
Símbolos•   São signos muito mais complexos, não guardam qualquer relação de    semelhança ou de contiguidade com a coisa ...
Índices•   São talvez os primeiros signos utilizados pelo homem, têm uma relação    com contínua com representação. Estabe...
Índices•   São talvez os primeiros signos utilizados pelo homem, têm uma relação    com contínua com representação. Estabe...
Signos | Semiótica: símbolo, índice e ícone
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Signos | Semiótica: símbolo, índice e ícone

95.005 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido para a disciplina de Teoria da Comunicação, sobre signos da comunicação e semiótica.

Publicada em: Educação

Signos | Semiótica: símbolo, índice e ícone

  1. 1. Introdução• Signos: representação de algo a que atribuímos valor, significado ou sentido;• Sentido: é a compreensão de algo, formada através de um estímulo físico que gera entendimento, acontece unicamente através da relação construída entre o “eu” e o “outro/algo”;• Sempre que há atribuição de sentido, há a formação de um signo.• Todo signo constituí-se de duas faces: o aspecto sensorial, chamado de significante; e o aspecto compreensível, conhecido como significado.• A harmonia entre a percepção e o entendimento, significante e significado, resultam na significação.
  2. 2. Signos não verbais• Diante da diversidade de signos, os estudiosos buscam uma forma de agrupá-los em tipos característicos. Geralmente são classificados de acordo com a maneira pela qual "funcionam“.• A classificação mais simples e largamente utilizada foi concebida por Peirce que distingue três espécies de signos aos quais correspondem três diferentes modos de semiose.• Semiose: processo de significação, a produção de significados.• Visto isso, são signos: os ícones, os símbolos e os índices.
  3. 3. Ícones• Os ícones são signos que guardam uma relação de semelhança com o que representam. São o tipo de signo mais fácil de ser reconhecido.• Exemplos de ícones: fotografias, desenhos, representações figuradas, estátuas, filmes, imagens... Foto de um Labrador Desenho de um Labrador
  4. 4. Símbolos• São signos muito mais complexos, não guardam qualquer relação de semelhança ou de contiguidade com a coisa representada. A relação é puramente convencional. Para compreender um símbolo, é necessário aprender o que ele significa.• Exemplos de símbolos: os logótipos de marcas, os símbolos próprios da matemática entre outros. Logotipo da banda “The Rolling Stones” Símbolo matemático “Pi”
  5. 5. Índices• São talvez os primeiros signos utilizados pelo homem, têm uma relação com contínua com representação. Estabelece uma associação de uma coisa a outra através da experiência adquirida.• Exemplos de índices: nuvens negras indicam chuva, marcas de pegadas indicam a passagem de algo, ou alguém. Esse gesto, indica mau-cheiro Pegadas na areia
  6. 6. Índices• São talvez os primeiros signos utilizados pelo homem, têm uma relação com contínua com representação. Estabelece uma associação de uma coisa a outra através da experiência adquirida.• Exemplos de índices: nuvens negras indicam chuva, marcas de pegadas indicam a passagem de algo, ou alguém. Esse gesto, indica mau-cheiro Pegadas na areia

×