SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Prezados senhores,


É com muita honra e expectativa que estou entrando em contato com os senhores, ministro edison
lobão, e os demais integrantes do ministério de minas e energia.

Eu entrei em contato com a presidência da república, e fui gentilmente instruído a entrar em contato
com os senhores pelo senhor cláudio soares rocha, membro da diretoria de documentação histórica ,
que       atua        no       gabinete       pessoal       do       presidente       da      república.
venho falar-lhes, a respeito do tecnólogo de petróleo e gás especificamente, pois sou estudante da área,
e estou no 2º período do curso, e lógicamente já estou buscando estágios e oportunidades de ingressar
na      área,      mas       como       os     senhores       bem       sabem,      nós      tecnólogos
esbarramos em algumas barreiras na hora de conseguirmos uma vaga.

Felizmente hoje, para o brasil a nossa grandiosa petrobras é a 8º empresa do setor de petróleo no
mundo, e a maior empresa do país, o que é um motivo de orgulho e esperança para nossa população,
porém, para nós tecnólogos, a petrobras se tornou nossa maior barreira para adentrarmos o mercado
de trabalho, pois como os senhores bem sabem ela não contrata tecnólogos, apesar de contratar
técnicos, e atpe mesmo trabalhadores de nível médio.

Desde muitos anos, que a graduação tecnológica vem sido difundida no mundo, e o brasil
atrasadamente só começou a buscar essa nova forma de graduação recentemente, nos tornando
atrasados em relação a isso. em grandes universidades americanas, como harvard e yale, tecnólogos de
outros países, inclusive do brasil , podem se candidatar e uma vez selecionados, eles cursam sua
graduação        toda       nessas     instituições      e     depois    retorna      ao       brasil,
então eu vos pergunto, se em um país como os eua, que sejamos francos e honestos, está anos - luz a
nossa frente em todos os sentidos, e principalmente no setor tecnológico, que será como muitos
especialistas dizem , a formação do futuro, por que nós não damos o mesmo incentivo que eles dão? no
japão,      hoje       quase       não      há      pessoas     formadas     em       universidades,
pois sua educação e incentivo a tecnologia é tão grande, que não há tal necessidade, e nós sequer
podemos utilizar o argumento de que eles não tem uma base qualificada para fazer o que fazem, como
nossa grandiosa Petrobras diz a respeito dos tecnólogos.

Os senhores deveriam começar a se perguntar o porquê de faltar tanta mão de obra qualificada no setor
petrolífero, deveriam começar a repensar, se há realmente uma defasagem tão grande como se fala, ou
se não somos nós mesmos, que não estamos olhando com o devido valor para as pessoas que estão se
qualificando                                          para                                       isso.
Há milhares de tecnólogos buscando uma oportunidade, muitos inclusive, sonham e almejam trabalhar
na petrobras, mas se desestimulam e buscam outra carreira, pela "discriminação" para com nossa
classe. infelizmente até empresas terceirizadas estão deixando de nos contratar, pela alegação de que
se a petrobrás não abre as portas para nós, elas não o podem fazer.

Pensem nisso senhores, olhem o desenvolvimento no setor petrolífero lá " fora", e vejam se não é esse
o caminho que estamos falando, temos uma "mina de ouro" com o pré-sal, temos as picaretas, só nos
faltam os operários, e eles estão aí senhores, é só olhar, não cometamos o mesmo erro que insistimos
em     cometer,     como       o    erro    de     não     entrarmos   no    projeto   da     energia
de fusão com outros países europeus.

Tecnologia é o futuro, e o futuro não espera que estejamos prontos para ele chegar.
Prezado Sydney,


Acusamos o recebimento de sua mensagem encaminhada à Ouvidoria do
Ministério de Minas e Energia e redirecionada para esta Ouvidoria Geral.
Pedimos observar que a mesma foi devidamente protocolada e passa a constar
em nossos registros sob o número 11406/2009.


Acerca do conteúdo de seu e-mail, esclarecemos que o assunto já foi objeto
de consulta nesta Ouvidoria, sobre o qual a Área Corporativa de Recursos
Humanos emitiu o parecer abaixo transcrito.


No mais, você pode conhecer melhor a Ouvidoria Geral da Petrobras e tirar
suas dúvidas sobre a forma como tratamos as demandas que recebemos através
do   folder  em    anexo  ou   acessando  o  seguinte  endereço  eletrônico:

http://ouvidoria.petrobras.com.br/objects/files/2009-02/1073_Folheto_Ouvidoria.pdf



Atenciosamente,
Ouvidoria Geral Petrobras




A formação e a qualificação profissional e/ou requisitos exigidos pela
Petrobras em seus processos seletivos tem como balizador oficial o Plano de
Classificação e Avaliação de Cargos – PCAC, aprovado pela Diretoria
Executiva da Companhia.


De forma a possibilitar uma visão esclarecedora sobre a questão, a
Petrobras posiciona-se no sentido de que existem diferenças nos diplomas de
graduação de ensino superior, seja quanto à carga horária, seja quanto à
abrangência de atuação.


Os Cursos superiores de Tecnologia são cursos superiores que visam formar
profissionais para atender campos específicos do mercado de trabalho. O
profissional formado receberá a denominação de Tecnólogo.


Já os cursos superiores de graduação de Bacharelado são cursos de graduação
que conferem diplomas de bacharel ou de título específico referente à
profissão (Ex. Médico). São cursos que habilitam o portador a exercer uma
profissão   de  nível   superior. Alguns cursos   de   bacharelado oferecem
diferentes tipos de habilitação, que devem, necessariamente, compartilhar
um núcleo comum de disciplinas e atividades. O curso de Comunicação, por
exemplo,      apresenta   habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e
Publicidade e Propaganda.


Segundo o Sindicato dos Tecnólogos do Estado de São Paulo, esclarecendo
dúvidas da categoria sobre a diferença entre Tecnólogo e Engenheiro, assim
se posiciona: “Tecnólogo é um profissional com formação específica em uma
determinada modalidade de uma área. Engenheiro é um profissional com
formação em uma área, portanto tem um curso mais abrangente, ou seja,
contempla várias atividades”.


O Licenciado possui no seu currículo ou grade escolar disciplinas que lhe
permitem     ministrar aulas,  entretanto não   consta  do    seu  currículo
disciplinas que são essenciais para a execução de atividades da indústria
do petróleo. Já o currículo do Bacharel atende à Companhia, visto que
contém disciplinas importantes para o exercício de atribuições na indústria
do petróleo.


Concomitante aos pontos acima abordados e tendo em vista o porte,
complexidade e especificidades próprias, que requer de seus empregados a
constante mobilidade entre suas diversas áreas e regiões de atuação, a
Companhia avalia que os profissionais com formação superior com título de
bacharel, são aqueles que atendem plenamente às exigências impostas pelas
atividades inerentes aos negócios da Petrobras.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019
Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019
Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019Estratégia Concursos
 
EMPREENDEDORISMO: Pesquisa Profissional
EMPREENDEDORISMO: Pesquisa ProfissionalEMPREENDEDORISMO: Pesquisa Profissional
EMPREENDEDORISMO: Pesquisa ProfissionalBlogSJuniinho
 
Contratos de propriedade indust serie gv law
Contratos de propriedade indust   serie gv lawContratos de propriedade indust   serie gv law
Contratos de propriedade indust serie gv lawLuiz Fernandes Vieira
 
Apresentacao unip 24.03.11
Apresentacao unip 24.03.11Apresentacao unip 24.03.11
Apresentacao unip 24.03.11paulocsm
 
Curso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJ
Curso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJCurso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJ
Curso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJEstratégia Concursos
 
5ª aula modulo 2 - furg - tics - plano de aula
5ª aula  modulo 2 - furg - tics - plano de aula5ª aula  modulo 2 - furg - tics - plano de aula
5ª aula modulo 2 - furg - tics - plano de aulaticedulesvp
 
Curso de Regimento Interno para Concurso TRE PE
Curso de Regimento Interno para Concurso TRE PECurso de Regimento Interno para Concurso TRE PE
Curso de Regimento Interno para Concurso TRE PEEstratégia Concursos
 
Ensinando ingles 03112011
Ensinando ingles 03112011Ensinando ingles 03112011
Ensinando ingles 03112011Adriana Corrêa
 
Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016
Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016
Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016Estratégia Concursos
 
O Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento Profissional
O Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento ProfissionalO Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento Profissional
O Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento ProfissionalCA Tce Ifpb
 
Conhecimentos Bancários para Concurso Basa
Conhecimentos Bancários para Concurso BasaConhecimentos Bancários para Concurso Basa
Conhecimentos Bancários para Concurso BasaEstratégia Concursos
 
CV_RITA_dez_2016
CV_RITA_dez_2016CV_RITA_dez_2016
CV_RITA_dez_2016Rita Borges
 

Mais procurados (15)

Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019
Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019
Curso de Português para Concurso de Diplomata CACD 2019
 
EMPREENDEDORISMO: Pesquisa Profissional
EMPREENDEDORISMO: Pesquisa ProfissionalEMPREENDEDORISMO: Pesquisa Profissional
EMPREENDEDORISMO: Pesquisa Profissional
 
Cv instructions
Cv instructionsCv instructions
Cv instructions
 
Contratos de propriedade indust serie gv law
Contratos de propriedade indust   serie gv lawContratos de propriedade indust   serie gv law
Contratos de propriedade indust serie gv law
 
Apresentacao unip 24.03.11
Apresentacao unip 24.03.11Apresentacao unip 24.03.11
Apresentacao unip 24.03.11
 
Curso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJ
Curso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJCurso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJ
Curso Regimento Interno p/ Concurso TRE-RJ
 
5ª aula modulo 2 - furg - tics - plano de aula
5ª aula  modulo 2 - furg - tics - plano de aula5ª aula  modulo 2 - furg - tics - plano de aula
5ª aula modulo 2 - furg - tics - plano de aula
 
Curso de Regimento Interno para Concurso TRE PE
Curso de Regimento Interno para Concurso TRE PECurso de Regimento Interno para Concurso TRE PE
Curso de Regimento Interno para Concurso TRE PE
 
Português esquematizado
Português esquematizadoPortuguês esquematizado
Português esquematizado
 
Ensinando ingles 03112011
Ensinando ingles 03112011Ensinando ingles 03112011
Ensinando ingles 03112011
 
Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016
Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016
Curso de Auditoria p/ concurso TCE-PA 2016
 
O Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento Profissional
O Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento ProfissionalO Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento Profissional
O Tecnólogo em Construção de Edifícios e seu Reconhecimento Profissional
 
Cartilha Dos Tecnologos
Cartilha Dos TecnologosCartilha Dos Tecnologos
Cartilha Dos Tecnologos
 
Conhecimentos Bancários para Concurso Basa
Conhecimentos Bancários para Concurso BasaConhecimentos Bancários para Concurso Basa
Conhecimentos Bancários para Concurso Basa
 
CV_RITA_dez_2016
CV_RITA_dez_2016CV_RITA_dez_2016
CV_RITA_dez_2016
 

Semelhante a E mail do-sidney_e_a_resposta

Cartilha do tecnólogo
Cartilha do tecnólogoCartilha do tecnólogo
Cartilha do tecnólogoAdrianPetroser
 
Cartilha Tecnologos - CONFEA/ANT
Cartilha Tecnologos - CONFEA/ANTCartilha Tecnologos - CONFEA/ANT
Cartilha Tecnologos - CONFEA/ANTVictor Couto Alves
 
Evolção histórica dos tecnologos
Evolção histórica dos tecnologosEvolção histórica dos tecnologos
Evolção histórica dos tecnologosAdrianPetroser
 
001 Os Bichos Da Terceira Idade
001   Os Bichos Da Terceira Idade001   Os Bichos Da Terceira Idade
001 Os Bichos Da Terceira Idadeguesteb717f27
 
Comite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da Petrobras
Comite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da PetrobrasComite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da Petrobras
Comite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da PetrobrasVictor Couto Alves
 
ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2
ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2
ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2Victor Couto Alves
 
Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2
Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2
Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2eadrede
 
Etica e cidadania no setor público
Etica e cidadania no setor públicoEtica e cidadania no setor público
Etica e cidadania no setor públicoPomPeu Pompeu
 
Cartas de candidatura espontânea
Cartas de candidatura espontâneaCartas de candidatura espontânea
Cartas de candidatura espontâneaPaulo Rafael Vaz
 
Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017
Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017
Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017Estratégia Concursos
 
Universidade irrelevante? o caso ufrpe
Universidade irrelevante? o caso ufrpeUniversidade irrelevante? o caso ufrpe
Universidade irrelevante? o caso ufrpeJones Albuquerque
 
Tecnólogos em alta no mercado
Tecnólogos em alta no mercadoTecnólogos em alta no mercado
Tecnólogos em alta no mercadofatecjundiai
 
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e GásPrograma de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e GásStart4up
 
Processo de Armazenamento (armazenagem) da Munição
Processo de Armazenamento (armazenagem) da MuniçãoProcesso de Armazenamento (armazenagem) da Munição
Processo de Armazenamento (armazenagem) da MuniçãoQuimLog Armamentos
 

Semelhante a E mail do-sidney_e_a_resposta (20)

Cartilha do tecnólogo
Cartilha do tecnólogoCartilha do tecnólogo
Cartilha do tecnólogo
 
Cartilha do tecnólogo
Cartilha do tecnólogoCartilha do tecnólogo
Cartilha do tecnólogo
 
Cartilha Tecnologos - CONFEA/ANT
Cartilha Tecnologos - CONFEA/ANTCartilha Tecnologos - CONFEA/ANT
Cartilha Tecnologos - CONFEA/ANT
 
Evolção histórica dos tecnologos
Evolção histórica dos tecnologosEvolção histórica dos tecnologos
Evolção histórica dos tecnologos
 
001 Os Bichos Da Terceira Idade
001   Os Bichos Da Terceira Idade001   Os Bichos Da Terceira Idade
001 Os Bichos Da Terceira Idade
 
Comite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da Petrobras
Comite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da PetrobrasComite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da Petrobras
Comite Jovem, Spe E Participacao Internacional Da Petrobras
 
A sociedade brasileira e a ciência
A sociedade brasileira e a ciênciaA sociedade brasileira e a ciência
A sociedade brasileira e a ciência
 
A sociedade brasileira_e_a_ciência
A sociedade brasileira_e_a_ciênciaA sociedade brasileira_e_a_ciência
A sociedade brasileira_e_a_ciência
 
ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2
ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2
ABRH - Graduacao em Tecnologo - Parte 2
 
A sociedade brasileira e a ciência
A sociedade brasileira e a ciênciaA sociedade brasileira e a ciência
A sociedade brasileira e a ciência
 
Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2
Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2
Depilador e Designer de Sobrancelhas - Apostila 2
 
Etica e cidadania no setor público
Etica e cidadania no setor públicoEtica e cidadania no setor público
Etica e cidadania no setor público
 
Cartas de candidatura espontânea
Cartas de candidatura espontâneaCartas de candidatura espontânea
Cartas de candidatura espontânea
 
Aula00 estrategia lodf
Aula00 estrategia lodfAula00 estrategia lodf
Aula00 estrategia lodf
 
Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017
Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017
Noções Direitos da Pessoa com Deficiência p/ Concurso TRE-BA 2017
 
Universidade irrelevante? o caso ufrpe
Universidade irrelevante? o caso ufrpeUniversidade irrelevante? o caso ufrpe
Universidade irrelevante? o caso ufrpe
 
Tecnólogos em alta no mercado
Tecnólogos em alta no mercadoTecnólogos em alta no mercado
Tecnólogos em alta no mercado
 
Aula0 engenharia mpog_9239
Aula0 engenharia mpog_9239Aula0 engenharia mpog_9239
Aula0 engenharia mpog_9239
 
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e GásPrograma de Capacitação Petróleo e Gás
Programa de Capacitação Petróleo e Gás
 
Processo de Armazenamento (armazenagem) da Munição
Processo de Armazenamento (armazenagem) da MuniçãoProcesso de Armazenamento (armazenagem) da Munição
Processo de Armazenamento (armazenagem) da Munição
 

Mais de Sydney Dias

Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)Sydney Dias
 
Trabalho prático #5 sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...
Trabalho prático #5   sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...Trabalho prático #5   sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...
Trabalho prático #5 sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...Sydney Dias
 
Trabalho prático #4 brocas (henrique santana 74278)
Trabalho prático #4   brocas (henrique santana 74278)Trabalho prático #4   brocas (henrique santana 74278)
Trabalho prático #4 brocas (henrique santana 74278)Sydney Dias
 
Trabalho prático #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)
Trabalho prático   #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)Trabalho prático   #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)
Trabalho prático #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)Sydney Dias
 
Trabalho prático #3 gom (henrique santana 74278)
Trabalho prático #3   gom (henrique santana 74278)Trabalho prático #3   gom (henrique santana 74278)
Trabalho prático #3 gom (henrique santana 74278)Sydney Dias
 
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)Sydney Dias
 
1 programacao final-iii-semacit-26-08-2010
1   programacao final-iii-semacit-26-08-20101   programacao final-iii-semacit-26-08-2010
1 programacao final-iii-semacit-26-08-2010Sydney Dias
 
2 descricao-iii semacit
2   descricao-iii semacit2   descricao-iii semacit
2 descricao-iii semacitSydney Dias
 
Perspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobras
Perspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobrasPerspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobras
Perspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobrasSydney Dias
 

Mais de Sydney Dias (20)

Tn+76 flip novo
Tn+76 flip novoTn+76 flip novo
Tn+76 flip novo
 
Unipeg
UnipegUnipeg
Unipeg
 
Coluna eco oil
Coluna eco oilColuna eco oil
Coluna eco oil
 
Revista164
Revista164Revista164
Revista164
 
Unipeg
UnipegUnipeg
Unipeg
 
Unipeg
UnipegUnipeg
Unipeg
 
Unipeg
UnipegUnipeg
Unipeg
 
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
 
Trabalho prático #5 sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...
Trabalho prático #5   sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...Trabalho prático #5   sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...
Trabalho prático #5 sondas de perfuração e completação (henrique santana 74...
 
Trabalho prático #4 brocas (henrique santana 74278)
Trabalho prático #4   brocas (henrique santana 74278)Trabalho prático #4   brocas (henrique santana 74278)
Trabalho prático #4 brocas (henrique santana 74278)
 
Trabalho prático #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)
Trabalho prático   #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)Trabalho prático   #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)
Trabalho prático #2 (marco regulatório - henrique santana 74278)
 
Trabalho prático #3 gom (henrique santana 74278)
Trabalho prático #3   gom (henrique santana 74278)Trabalho prático #3   gom (henrique santana 74278)
Trabalho prático #3 gom (henrique santana 74278)
 
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)Trabalho prático   #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
Trabalho prático #1 (regime de concessão -henrique santana 74278)
 
Unipeg
UnipegUnipeg
Unipeg
 
161pdf final
161pdf final161pdf final
161pdf final
 
Revista gm
Revista gmRevista gm
Revista gm
 
1 programacao final-iii-semacit-26-08-2010
1   programacao final-iii-semacit-26-08-20101   programacao final-iii-semacit-26-08-2010
1 programacao final-iii-semacit-26-08-2010
 
2 descricao-iii semacit
2   descricao-iii semacit2   descricao-iii semacit
2 descricao-iii semacit
 
Perspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobras
Perspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobrasPerspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobras
Perspectivas mundiais dos biocombustíveis petrobras
 
Polimeros 3
Polimeros 3Polimeros 3
Polimeros 3
 

E mail do-sidney_e_a_resposta

  • 1. Prezados senhores, É com muita honra e expectativa que estou entrando em contato com os senhores, ministro edison lobão, e os demais integrantes do ministério de minas e energia. Eu entrei em contato com a presidência da república, e fui gentilmente instruído a entrar em contato com os senhores pelo senhor cláudio soares rocha, membro da diretoria de documentação histórica , que atua no gabinete pessoal do presidente da república. venho falar-lhes, a respeito do tecnólogo de petróleo e gás especificamente, pois sou estudante da área, e estou no 2º período do curso, e lógicamente já estou buscando estágios e oportunidades de ingressar na área, mas como os senhores bem sabem, nós tecnólogos esbarramos em algumas barreiras na hora de conseguirmos uma vaga. Felizmente hoje, para o brasil a nossa grandiosa petrobras é a 8º empresa do setor de petróleo no mundo, e a maior empresa do país, o que é um motivo de orgulho e esperança para nossa população, porém, para nós tecnólogos, a petrobras se tornou nossa maior barreira para adentrarmos o mercado de trabalho, pois como os senhores bem sabem ela não contrata tecnólogos, apesar de contratar técnicos, e atpe mesmo trabalhadores de nível médio. Desde muitos anos, que a graduação tecnológica vem sido difundida no mundo, e o brasil atrasadamente só começou a buscar essa nova forma de graduação recentemente, nos tornando atrasados em relação a isso. em grandes universidades americanas, como harvard e yale, tecnólogos de outros países, inclusive do brasil , podem se candidatar e uma vez selecionados, eles cursam sua graduação toda nessas instituições e depois retorna ao brasil, então eu vos pergunto, se em um país como os eua, que sejamos francos e honestos, está anos - luz a nossa frente em todos os sentidos, e principalmente no setor tecnológico, que será como muitos especialistas dizem , a formação do futuro, por que nós não damos o mesmo incentivo que eles dão? no japão, hoje quase não há pessoas formadas em universidades, pois sua educação e incentivo a tecnologia é tão grande, que não há tal necessidade, e nós sequer podemos utilizar o argumento de que eles não tem uma base qualificada para fazer o que fazem, como nossa grandiosa Petrobras diz a respeito dos tecnólogos. Os senhores deveriam começar a se perguntar o porquê de faltar tanta mão de obra qualificada no setor petrolífero, deveriam começar a repensar, se há realmente uma defasagem tão grande como se fala, ou se não somos nós mesmos, que não estamos olhando com o devido valor para as pessoas que estão se qualificando para isso. Há milhares de tecnólogos buscando uma oportunidade, muitos inclusive, sonham e almejam trabalhar na petrobras, mas se desestimulam e buscam outra carreira, pela "discriminação" para com nossa classe. infelizmente até empresas terceirizadas estão deixando de nos contratar, pela alegação de que se a petrobrás não abre as portas para nós, elas não o podem fazer. Pensem nisso senhores, olhem o desenvolvimento no setor petrolífero lá " fora", e vejam se não é esse o caminho que estamos falando, temos uma "mina de ouro" com o pré-sal, temos as picaretas, só nos faltam os operários, e eles estão aí senhores, é só olhar, não cometamos o mesmo erro que insistimos em cometer, como o erro de não entrarmos no projeto da energia de fusão com outros países europeus. Tecnologia é o futuro, e o futuro não espera que estejamos prontos para ele chegar.
  • 2. Prezado Sydney, Acusamos o recebimento de sua mensagem encaminhada à Ouvidoria do Ministério de Minas e Energia e redirecionada para esta Ouvidoria Geral. Pedimos observar que a mesma foi devidamente protocolada e passa a constar em nossos registros sob o número 11406/2009. Acerca do conteúdo de seu e-mail, esclarecemos que o assunto já foi objeto de consulta nesta Ouvidoria, sobre o qual a Área Corporativa de Recursos Humanos emitiu o parecer abaixo transcrito. No mais, você pode conhecer melhor a Ouvidoria Geral da Petrobras e tirar suas dúvidas sobre a forma como tratamos as demandas que recebemos através do folder em anexo ou acessando o seguinte endereço eletrônico: http://ouvidoria.petrobras.com.br/objects/files/2009-02/1073_Folheto_Ouvidoria.pdf Atenciosamente, Ouvidoria Geral Petrobras A formação e a qualificação profissional e/ou requisitos exigidos pela Petrobras em seus processos seletivos tem como balizador oficial o Plano de Classificação e Avaliação de Cargos – PCAC, aprovado pela Diretoria Executiva da Companhia. De forma a possibilitar uma visão esclarecedora sobre a questão, a Petrobras posiciona-se no sentido de que existem diferenças nos diplomas de graduação de ensino superior, seja quanto à carga horária, seja quanto à abrangência de atuação. Os Cursos superiores de Tecnologia são cursos superiores que visam formar profissionais para atender campos específicos do mercado de trabalho. O profissional formado receberá a denominação de Tecnólogo. Já os cursos superiores de graduação de Bacharelado são cursos de graduação que conferem diplomas de bacharel ou de título específico referente à profissão (Ex. Médico). São cursos que habilitam o portador a exercer uma profissão de nível superior. Alguns cursos de bacharelado oferecem
  • 3. diferentes tipos de habilitação, que devem, necessariamente, compartilhar um núcleo comum de disciplinas e atividades. O curso de Comunicação, por exemplo, apresenta habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda. Segundo o Sindicato dos Tecnólogos do Estado de São Paulo, esclarecendo dúvidas da categoria sobre a diferença entre Tecnólogo e Engenheiro, assim se posiciona: “Tecnólogo é um profissional com formação específica em uma determinada modalidade de uma área. Engenheiro é um profissional com formação em uma área, portanto tem um curso mais abrangente, ou seja, contempla várias atividades”. O Licenciado possui no seu currículo ou grade escolar disciplinas que lhe permitem ministrar aulas, entretanto não consta do seu currículo disciplinas que são essenciais para a execução de atividades da indústria do petróleo. Já o currículo do Bacharel atende à Companhia, visto que contém disciplinas importantes para o exercício de atribuições na indústria do petróleo. Concomitante aos pontos acima abordados e tendo em vista o porte, complexidade e especificidades próprias, que requer de seus empregados a constante mobilidade entre suas diversas áreas e regiões de atuação, a Companhia avalia que os profissionais com formação superior com título de bacharel, são aqueles que atendem plenamente às exigências impostas pelas atividades inerentes aos negócios da Petrobras.