NTEM – Informática Educativa 1 
Projeto para utilização de softwear educativo 
Suzicássia Silva Ribeiro 
Grupo 06
O Tratamento da Informação 
com o uso do Estat D+ 
O Tratamento da Informação como 
eixo temático do Currículo Básico 
Com...
Aporte teórico – Teoria da Atividade 
De acordo com a TA, a mediação é utilizada 
para compreender que as relações 
estabe...
O projeto na perspectiva da TA 
Objeto 
(motivo) 
Ação(metas) Artefatos 
(operações) 
Integração do 
saber 
estatístico co...
Objetivo Geral 
O projeto tem como finalidade a 
exploração das ferramentas 
estatísticas do softwear educacional 
Estat D...
Objetivos específicos 
 verificar a eficiência pedagógica dos recursos tecnológicos 
no ensino de Matemática; 
 fomentar...
Ficha técnica 
 Público alvo: 40 alunos(as) do 1º ano do 
Ensino Médio de uma escola pública 
 Local: as atividades serã...
Detalhamento 
 Aula 1 
Primeiro momento – sala de aula 
Após o estudo de tabelas de distribuição de 
frequência, lançar a...
Esclarecendo “atividades de estudo” 
-momento na escola 
-navegação na internet para leitura de textos, 
jornais, pesquisa...
Segundo momento – laboratório de informática 
 Registrar na lousa o “tempo” em horas de cada 
aluno(a) 
 Apresentar o so...
Softwear educacitivo ESTAT D+
Terceiro momento 
 Orientar a inserção dos dados estatísticos[hora 
de cada aluno(a)] na interface do programa 
 Mostrar...
Aula 2 – sala de aula 
Primeiro momento 
 Sortear alguns aluno(as) para explicar do que se trata a 
informação apresentad...
Segundo momento – laboratório de informática 
 Orientar a inserção dos dados no programa e a 
visualização da tabela de d...
Aula 3 – Laboratório de informática 
 Retomar os dados (horas dedicadas às atividades de 
estudo) e perguntar se algum al...
Aula 4 – laboratório de informática 
Primeiro momento 
 Solicitar a inserção dos dados individuais na 
interface do progr...
Segundo momento 
 Registrar na lousa, a média aritmética de cada 
aluno(a) 
 Promover reflexões: 
1) Será que estou util...
Terceiro momento 
Encerrar o projeto, com a poesia: 
O tempo 
A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. 
Quan...
Referências 
 Introdução à Estatística – Mário F. Triola 
 CBC – Conteúdo Básico Comum – Matemática – 
referencial curri...
“Educar é impregnar 
de sentido o que 
fazemos a cada 
instante!” 
Paulo Freire
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O tratamento da informação com o uso do softwear estat d+

604 visualizações

Publicada em

O Tratamento da Informação como eixo temático do Currículo Básico Comum(CBC) , enfatiza a leitura de mundo e dos códigos de linguagem da sociedade moderna.Nesse sentido, torna-se pertinente aproximar a realidade do aluno dos conteúdos escolares para dar significado ao processo ensino-aprendizagem de Matemática.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O tratamento da informação com o uso do softwear estat d+

  1. 1. NTEM – Informática Educativa 1 Projeto para utilização de softwear educativo Suzicássia Silva Ribeiro Grupo 06
  2. 2. O Tratamento da Informação com o uso do Estat D+ O Tratamento da Informação como eixo temático do Currículo Básico Comum(CBC) , enfatiza a leitura de mundo e dos códigos de linguagem da sociedade moderna.Nesse sentido, torna-se pertinente aproximar a realidade do aluno dos conteúdos escolares para dar significado ao processo ensino-aprendizagem de Matemática.
  3. 3. Aporte teórico – Teoria da Atividade De acordo com a TA, a mediação é utilizada para compreender que as relações estabelecidas em um sistema de atividade não são diretas, mas sim mediadas por artefatos (operações).Esses, por sua vez podem se efetivar por meio de conhecimento cultural e experiência social ou podem se desenvolver ao longo da história da sociedade, emergindo de um objeto(motivo) que se constitui por ações (atividade humana).
  4. 4. O projeto na perspectiva da TA Objeto (motivo) Ação(metas) Artefatos (operações) Integração do saber estatístico com o cotidiano do aluno Apropriação do conhecimento estatístico através das ferramentas do Estat D+, promovendo reflexões acerca de vivências, atitudes e comportamentos que exercem influência no desempenho escolar Manuseio do softwear, interpretação de tabelas e gráficos, cálculo da média artimética, depoimentos 5ºprincípio mediação Atividade humana Experiência social
  5. 5. Objetivo Geral O projeto tem como finalidade a exploração das ferramentas estatísticas do softwear educacional Estat D+ no sentido de problematizar a relevância das atividades de estudo no processo de formação dos estudantes.
  6. 6. Objetivos específicos  verificar a eficiência pedagógica dos recursos tecnológicos no ensino de Matemática;  fomentar discussões acerca da administração do “tempo” do estudante em relação às atividades de estudo;  reforçar os conhecimentos estatísticos;  promover a leitura e interpretação de tabelas e gráficos;  contextualizar a utilização da média como medida estatística de resumo de dados
  7. 7. Ficha técnica  Público alvo: 40 alunos(as) do 1º ano do Ensino Médio de uma escola pública  Local: as atividades serão desenvolvidas em sala de aula, em casa e no laboratório de informática da escola  Custo: isento  Duração: 4 aulas  Recursos didáticos: lousa, giz, régua, caderno de atividades, calculadora  Softwear: Estat D+, encontrado em (http://www.techtudo.com.br/tudo-sobre/s/estat-d.html)
  8. 8. Detalhamento  Aula 1 Primeiro momento – sala de aula Após o estudo de tabelas de distribuição de frequência, lançar a pergunta desencadeadora da pesquisa: QUANTAS HORAS(EM MÉDIA) POR SEMANA VOCÊ DEDICA ÀS ATIVIDADES DE ESTUDO? (dar um tempo para o aluno organizar o pensamento e contabilizar as horas semanais)
  9. 9. Esclarecendo “atividades de estudo” -momento na escola -navegação na internet para leitura de textos, jornais, pesquisas, vídeos educativos, documentários -realização de tarefas escolares, sejam em casa ou na residência de colegas -participação em cursos ou treinamentos extra-escolares -leitura de livros e revistas que promovam cultura, atualização e avanço intelectual
  10. 10. Segundo momento – laboratório de informática  Registrar na lousa o “tempo” em horas de cada aluno(a)  Apresentar o softwear Estat D+ e promover a ambientação do mesmo  Informar a autoria do softwear: professores Carlos T. Akamine e Roberto K. Yamamoto, sendo parte integrante do livro Estudo Dirigido de Estatística Descritiva, baixado gratuitamente  Ressaltar que possui interface auto-explicativa e descomplicada
  11. 11. Softwear educacitivo ESTAT D+
  12. 12. Terceiro momento  Orientar a inserção dos dados estatísticos[hora de cada aluno(a)] na interface do programa  Mostrar os tipos de tabelas e gráficos  Ensinar a maneira de copiar a saída do programa para o word  Tarefa para casa: cada aluno(a) deverá trazer recortes de uma tabela e de um gráfico
  13. 13. Aula 2 – sala de aula Primeiro momento  Sortear alguns aluno(as) para explicar do que se trata a informação apresentada pela tabela e pelo gráfico solicitados, na aula anterior  Explorar o Tratamento da Informação como recurso para promover a análise crítica e posicionamentos em relação às questões sociais, comportamentais e ambientais  Orientar a elaboração de uma pesquisa( idade, peso, estatura, custo do celular, etc) que seja realizada em sala de aula  Solicitar a composição das tabelas primitivas e rol no caderno de atividades
  14. 14. Segundo momento – laboratório de informática  Orientar a inserção dos dados no programa e a visualização da tabela de distribuição de frequência sem intervalos de classe  Mostrar a visualização das medidas estatíticas: média, moda, mediana, desvio-padrão  Solicitar a visualização do gráfico de colunas  Pedir que elaborem e respondam três questões relacionadas à tabela e ao gráfico estatístico
  15. 15. Aula 3 – Laboratório de informática  Retomar os dados (horas dedicadas às atividades de estudo) e perguntar se algum aluno deseja alterar os valores registrados na primeira aula  Solicitar a inserção dos dados na interface do programa  Deixar os alunos livres( 15 min) para manusear o programa, com visualizações de tabelas, gráficos e medidas estatísticas  Destacar o valor da média aritmética das horas dedicadas às atividades de estudo e solicitar que registrem no caderno de atividades  Requisitar como tarefa para casa, o registro diário do “tempo” dedicado aos estudos, no período de 4 semanas
  16. 16. Aula 4 – laboratório de informática Primeiro momento  Solicitar a inserção dos dados individuais na interface do programa para o cálculo da média aritmética dos valores das horas de cada semana, com registros no caderno de atividades  Orientar a inserção da média de cada semana para posterior cálculo da média mensal das horas
  17. 17. Segundo momento  Registrar na lousa, a média aritmética de cada aluno(a)  Promover reflexões: 1) Será que estou utilizando o meu tempo de modo produtivo? 2) Existe relação direta entre desempenho escolar e horas dedicadas aos estudos? 3) Qual a importância do “tempo” na minha vida?
  18. 18. Terceiro momento Encerrar o projeto, com a poesia: O tempo A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas! Quando de vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal... Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado... Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas... Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo... E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo. Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz. A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará. Mário Quintana
  19. 19. Referências  Introdução à Estatística – Mário F. Triola  CBC – Conteúdo Básico Comum – Matemática – referencial curricular da SEEMG  Três aportes teóricos para a teoria Histórico-Cultural e suas contribuições para a didática – José Carlos Libânio e Raquel A. M. Freitas
  20. 20. “Educar é impregnar de sentido o que fazemos a cada instante!” Paulo Freire

×